THOR: RAGNAROK

Deus do Trovão e Golias Verde voltam a se encarar em Novembro

MARVEL LEGACY

Marvel une futuro em passado nesta sua nova fase

Nova Serie Mutante na FOX

Saiba as novidades de THE GIFTED

PLANETA HULK

A HISTÓRIA DO HULK QUE MARCOU OS ANOS 2000

Classicos do Wolverine

Relembre mais das melhores histórias do Logan

FUGITIVOS

Série de produção Marvel e Hulu começa a sair este ano

THOR: RAGNAROK

O Terceiro filme do Deus do Trovão e surpresa do ano é tema do nosso Podcast!

JUSTICEIRO

Saiba as novidades da série que sai em Novembro

FINALMENTE REUNIDOS

Escute o nosso podcast sobre os Defensores!

PANTERA NEGRA

Conheça Wakanda em 2018

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Surpreendentes X-Men: Perdidos no Espaço

Batalhas pelas ruas. Era Glacial. Um possível golpe de Estado. Por fim, uma mutante prestes a morrer. As coisas estão bem agitadas para os X-Men, durante sua passagem pelo Grimamundo. Porém, vamos descobrir que nem tudo é o que parece.

Surpreendentes X-Men

Logo de cara, descobrimos que Kruun está ciente da tentativa de golpe de Estado, uma vez que seu assecla está agindo sob suas ordens. Tanto que ele promete, como recompensa de lealdade, arrancar o outro braço de seu assecla.

Segundo o tirano, Brand cometeu o equívoco de confundir agressividade com criminalidade. Ele diz que o retaliador não pode mais ser desativado, sendo lançado em dois dias de qualquer forma. Sendo assim, vai apenas esperar, observando a vã tentativa dos X-Men em ganhar tempo, se Brand entregará Colossus e se Perigo trará um dos heróis mutantes, vivo ou morto.

Falando em Perigo, Emma se colocou à mercê da vilã, pedindo que esta a mate. A máquina atinge Frost, que se transforma em diamante instintivamente. Emma volta à forma humana, ficando totalmente indefesa perante Perigo.

A vilã diz que é tudo um truque, que Kruun a quer viva e, por fim, questiona qual seria o jogo de Emma. Por que não matar logo de uma vez? Emma responde isso de maneira brilhante, expondo que Perigo não pode matar nenhum dos X-Men, pois nunca superou o programa-matriz de Xavier. Inclusive, suas alianças com o Sentinela renegado e com Ord eram tentativas que outros conseguissem o que ela nunca poderia.

Surpreendentes X-Men

A expressão de Perigo entrega sua vergonha por ter seu segredo revelado. Frost diz que isso não era motivo de vergonha, pois ninguém consegue superar seu "programa-matriz". A ex-Rainha Branca, então, resolve fazer uma proposta para a inimiga.

Enquanto isso, Kitty explica porque, finalmente, se entregou aos braços de Colossus, sem restrições. A explicação, na verdade, é muito simples: viva a felicidade hoje, pois amanhã pode ser tarde demais.

Surpreendentes X-Men

Felicidade que o Fera está longe de sentir, diante da destruição causada pela Era Glacial de Kruun. O cientista relembra a devastação de Genosha e, contrariando as ordens de Brand, resolve voltar e reencontrar seus amigos, para juntos irem à base lunar. Acusado de ser sentimental, Hank responde que essa era a atitude mais inteligente a se fazer, pois não seria o esperado pelo tirano do Grimamundo. Por fim, aconselha Brand a não desprezar os sentimentos, pelo menos até ter um de verdade.

Surpreendentes X-Men

O esquadrão sobrevivente da E.S.P.A.D.A. é surpreendido pela chegada de Perigo, que traz consigo Scott e Emma e tornou-se transporte para os homens de Brand.

A equipe então se reúne, aparentemente, sem saber que são observados por Lorde Kruun. Kitty se enche de alegria ao ver Lockheed, enchendo-o de mimos, logo interrompidos por Brand, que revela que o dragão trabalha para sua organização como espião, fala mais línguas que Charles Xavier e que a E.S.P.A.D.A. o está ajudando com problemas em seu mundo natal. A surpresa de Kitty, com certeza, espelha a nossa.

Surpreendentes X-Men

Emma diz que Brand é tão desagradável que a surpreendeu, perguntando se a agente não vai em orfanatos revelar a verdade sobre Papai Noel. A agente diz que Lockheed não é o poodle de uma celebridade de Tv. Mas a expressão do dragão deixa a pergunta: será que ele não gosta disso?

Os X-Men se dirigem para a lua, descobrindo que ela não era exatamente o que pensavam.

Surpreendentes X-Men

Ela é o próprio retaliador. Antes que os heróis absorvam isso, percebem a chegada de várias naves de combate. Como escapar disso? Scott Summers, lembrando até um pouco a atitude de Jean Grey, ordena que todos partam, enquanto ele se sacrifica para segurar os inimigos.

Em outras palavras, ele diz que garantiria que os companheiros escapassem. Caso lhe acontecesse algo, seria dispensável, uma vez que ainda está sem poderes. O importante, segundo Scott, era que Kruun não descobrisse seu ás na manga, um certo Leviatã.

Deixando Emma no comando, ele parte. Enfrentando os inimigos e, como esperado, tendo sua nave despedaçada. Na cena final, Scott lembra quando conheceu Jean e Xavier, enquanto vaga pelo espaço.

Surpreendentes X-Men

E, como uma boa série, continuamos com dezenas de perguntas. O que seria esse leviatã? Que fim levou Cassandra Nova? Seria Scott aquele que não voltaria? Qual foi exatamente a proposta feita à Perigo?

Mistérios, mistérios.

Eddie

P.S. título do artigo inspirado na clássica série de Tv da Família Robinson

Venom pode ter filme solo


Venom

O jornal americano Hollywood Reporter anunciou que a Sony Pictures, assim como fez com a franquia dos X-Men, busca aproveitar os direitos sobre o universo que envolve o Homem-Aranha e preparar um filme solo do Venom!

A proposta provavelmente será a mesma de X-Men Origins: Wolverine (cujo trailer mostramos aqui), um spin-off focalizando um dos personagens do filme original.

Venom

Inicialmente se cogitou Jacob Estes para fazer o roteiro, mas o material que ele produziu foi rejeitado pelo estúdio. Atualmente a Sony procura roteiristas que façam um roteiro que caia em suas graças.

Outro problema ainda em estágios mais do que iniciais é a seleção de elenco. Topher Grace, que viveu Eddie Brock/Venom em Homem-Aranha 3, dificilmente voltará a encarnar o personagem.

Venom

Acredito que essa seja uma aposta bem arriscada da Sony, caso seja dada continuidade à produção. Falo isso porque o personagem Venom foi apontado por muitos fãs como o que houve de pior o terceiro filme da trilogia do Aranha, que, aliás, provavelmente se tornará uma quadrilogia em 2011, como já noticiamos.


« Jøåø »

Justiceiro: o Ódio e o Símbolo


Punisher: War Journal #9

Inspirado pelo recém falecido Capitão América, e cheio de raiva pelo Monge do Ódio, um racista que comanda um exército que vem praticando limpeza racial na fronteira entre EUA e México, o Justiceiro procura se infiltrar entre os inimigos, para derrubá-los a partir de dentro. Mas algumas coisas acabam saindo bem erradas, quando ele aparentemente busca substituir Steve Rogers como o Capitão América.

Em Marvel Action 18, o novo companheiro de Frank Castle, Stuart Clarke, faz todo levantamento de informações necessário, constatando que muita da pobreza que se vê do lado mexicano da fronteira é fruto de um sistema econômico imposto pelo NAFTA, um “acordo” em vigor desde meados dos anos 90. Dessa forma, aumentam cada vez mais as tentativas de travessia clandestina para os EUA. Tais fatos acabam atiçando reacionários fascistóides como o Monge do Ódio e seu grupo, que acreditam na idéia de um povo, ou raça, puros. O projeto do governo americano, de construir um muro separando os dois países, além de estapafúrdio, só intensifica a força dos racistas.

Justiceiro: Diário de Guerra

Enquanto isso, Tatiana Arocha, a fotógrafa que presenciou o mais recente massacre de mexicanos, divulgando as fotos que chamaram atenção do Justiceiro, tira informações do xerife local, que deixa a entender que todos ali têm rabo preso com essa reação extremista aos imigrantes ilegais. Ao mesmo tempo, Castle, paramentado como um “típico” racista (tatuagens com a suástica, cruz de ferro, e outros elementos nazistas), consegue se infiltrar no grupo do Monge do Ódio, através de um homem chamado Tanque.

Justiceiro: Diário de Guerra

Tati, que foi procurar Carla, a telefonista que recebeu a ligação que facilitou a ação do grupo racista, acaba surpreendida ao chegar em seu trailer e encontrá-la assassinada, com um tiro na cabeça. Desesperada, fazendo a óbvia conexão entre o assassinato e o ocorrido, corre para casa, onde, momentos depois chega Clarke. Para nossa surpresa, depois de reconhecê-lo, ela lhe dá um “beijo de cinema”. Os dois foram namorados.

Justiceiro: Diário de Guerra

Mais tarde, Frank passa pela “iniciação” do grupo do Monge do Ódio, sendo bem sucedido com louvor, para espanto dos veteranos, que imaginavam que ele fosse fugir da raia. Já o líder, travestido com a roupa branca que lembra o Capitão América, parece bem satisfeito com a nova aquisição.

Justiceiro: Diário de Guerra

Usando mais o recurso dos flashbacks, o roteirista Matt Fraction adianta a história no tempo, quando Frank já foi desmascarado e está prestes a ser assassinado pela Força Nacional, logo após um discurso do Monge do Ódio, que fala de um futro “branco, cristão e puro”. Castle, porém, rechaça todo aquele racismo e afirma que aqueles “nazistas retardados” sofreriam em suas mãos. Nas mãos do Capitão América!! A falta petulância de Frank irrita o Monge do Ódio, que decide espanca-lo até a morte.

Justiceiro: Diário de Guerra

Voltando novamente no tempo, acompanhamos G.W. Bridge, que aparentemente é escorraçado da SHIELD pelo próprio diretor Stark, por causa do fiasco de Times Square. Mas isso tudo é uma cortina de fumaça para que Bridge, desvinculado da instituição, possa caçar o Justiceiro sem responder a nenhum escrúpulo cobrado pela opinião pública.

Voltando de sua iniciação, Frank conhece Tati, mas não tem tempo para apresentações formais. Ele quer que Clarke o ajude a se preparar, pois a Força Nacional já prepara outro ataque. E é aí que, o que parece um delírio de Castle, começa a fazer sentido. Se o Monge do Ódio subverteu o símbolo do Capitão América para seus propósitos, esse é um jogo do qual outros também podem participar.

Travestido com sua roupa que funde os símbolos do Capitão América e do Justiceiro, Castle pretende derrubar alguém que o próprio Steve Rogers odiaria mais do que ele. E quer usar seu símbolo para que isso fique marcado como uma homenagem ao herói tombado, e também como ferramenta para facilitar sua vitória. Frank Castle não acha que é o Capitão América, mas que pode usar seu símbolo para fazer justiça.

Justiceiro: Diário de Guerra

Os três partem, mas, como falei, as coisas não correm como planejado. No meio do caminho da infiltração definitiva na Força Nacional, Clarke e Tati acabam pegos por Tanque, depois de ficar mais do que claro o quanto as autoridades locais estão ligadas ao grupo, já que recebem ajuda do xerife para a ação. Clarke, porém, consegue fugir, deixando a fotógrafa à mercê dos nazistas.

Justiceiro: Diário de Guerra

Mais uma vez a história se adianta e, depois de uma surra, o Justiceiro parece prestes a tombar com uma arma nazista e com gritos de “Heil Hitler” ao fundo, quando um ponto vermelho de mira no peito do Monge do Ódio indica que a situação pode, novamente, mudar. Frank ri, pois, ao mesmo tempo em que os nazistas parecem desorientados com os misteriosos tiros que os derrubam um a um, ele sabe muito bem o que aquilo significa.

Justiceiro: Diário de Guerra

A explicação está na noite anterior, que vemos em Marvel Action 19. Vendado, Frank foi levado às incrivelmente modernas instalações da Força Nacional, na qual, além de muito armamento e organização administrativa invejáveis, existe um emissor de radiação que desperta um comportamento agressivo nas pessoas. Eles estavam pensando em muito mais do que ataques localizados e esparsos. Exposto a esses raios, e martelado pelo discurso fascista, ultranacionalista, xenófobo e hipócrita do Monge do Ódio, Castle tem sua última prova: matar a capturada Tati. Confuso, sem pensar direito, sob gritos raivosos de dezenas de nazistas, ele faz o inimaginável, assassinando a fotógrafa.

Justiceiro: Diário de Guerra

Desesperado, sem saber que as coisas estavam piores do que imaginava, Clarke contata a única pessoa que tinha certeza que viria prontamente: Bridge. Atualizado sobre a situação pelo assustado cientista, o velho agente parece pronto para agir.

No deserto do Arizona, Frank finalmente recobra os sentidos, coloca a sua “nova roupa”, e se sente mais pronto para punir a Força Nacional do que nunca. Porém, mesmo derrubando muitos, ele acaba aprisionado, como sabemos desde o início do arco.

Justiceiro: Diário de Guerra

Novamente a história volta ao presente, quando Bridge surge como o homem que atirara nos agentes nazistas. Com mais um comentário racista do Monge do Ódio, já que Bridge é negro (imagine se o cara soubesse que também é muçulmano), o velho agente da SHIELD deixa claro o que foi fazer ali: prender Frank Castle custe o que custar, deixando bem claro que, se necessário, na próxima e última parte dessa história, ele matará a todos ali para cumprir sua missão.

Justiceiro: Diário de Guerra


« Jøåø »

Parabéns, Coveiro!

Hoje é aniversário de nosso editor pioneiro e milenar: Coveiro!! Data qual não poderia passar em branco e, por isso, fiz uma pequena homenagem em nosso blog Behind The Comics:

Photobucket

Parabéns em nome de todos!!! Continue com seu trabalho dedicado que todos adoramos.

Cammy

quarta-feira, 30 de julho de 2008

"Hulk vs Thor" Trailer

THOR



Como já era previsto, após a Comic Con em San Diego, já foi disponibilizado na internet o trailer do segundo seriado da série "Hulk vs..." com o verdão enfrentando THOR. Esse trailer foi reproduzido pela primeira vez com exclusividade durante a convenção juntamente com o primeiro episódio completo da briga de Logan com Hulk.



Parece que Asgard vai enfrentar mais um novo Ragnarok! E caso queira baixar o trailer ou ver na qualidade HD clique aqui!

Coveiro

Última Capa Variante de Supremos 3

*Atenção!! Informações inéditas no Brasil e EUA!!

supremos

terça-feira, 29 de julho de 2008

Ultimate Alliance 2: O trailer expandido


Photobucket


Após dois curtos trailers bem preliminares, e que pareciam mostrar uma qualidade gráfica bem duvidosa, a Activision resolveu arriscar imediatamente sua terceira chance de convencer os fãs que Ultimate Alliance 2: Fusion será o jogo sensação de 2009. Agora, o trailer é expandido, monstrando mais personagens e mais fusões de poderes, gerando novos golpes.




Bom, agora, valeu a pena só para ver o arremesso especial turbinado com o Hulk e o Wolverine.


Coveiro

Ergue-te, Asgard!


Thor

A eles era destinados ao eterno ciclo. O fim levava a um novo começo, para que esse novo nascimento levasse mais uma vez à morte. Assim viviam os deuses de Asgard, presos num joguete de deidades ainda maiores, que começava com o surgimento do Ymir que deu a vida a todos, e terminavam numa sangrenta batalha chamada de Ragnarok. Então, uma vez consciente de tudo isso, Thor decidiu encerrar de vez essa história, e assim aconteceu até o dia em que o homem decidiu retomá-la.

Então, o homem que se chamava Donald Blake e o Deus do Trovão que não mais existiam num mundo que precisava de ambos tiveram a oportunidade de começar uma nova vida pelas mãos do aclamado escritor J. Michael Straczynski e o fantástico desenhista Olivier Coipel. Desta vez, no entanto, eles estariam bem longe da agitada Nova York que por tanto tempo serviu como a morada de Thor em Midgard. Para o que ambos procuravam, as terras isoladas de Oklahoma mostravam-se muito mais promissoras.

Thor

Para Blake, até que não foi difícil se adaptar ao lugar e as pessoas. Uma vez ele se identificando como médico, ficou até mais fácil conquistar a boa amizade daquele povo tão carente deste tipo de serviço. Mas como de fato reagiriam eles se soubessem que ele também é um outro tipo de salvador?

Sem querer arriscar qualquer uma das respostas, Blake tomou um carro alugado e percorreu milhas e mais milhas para longe do vilarejo até que finalmente pudesse acertar o seu cajado no chão e retomar sua identidade divina em segurança. Assim, Thor ressurgiu com um ribombar de um trovão seguido então pelo raio, dando início a uma gigantesca tempestade que rapidamente chamou atenção tanto dos pequenos cidadãos próximos como dos metereologistas de plantão.

Thor

No centro daquele caos, Thor clamou o nome do lar dos deuses e assim que a tormenta se desfez, surgiu a magistral Asgard em plena terra dos homens.

Após contemplar sua recém obra, o Deus do Trovão adentrou as gigantescas muralhas de pedra e começou a caminhar pelo lugar, que se mostrou tão vazia e repleta de fantasmas do passado. Ali, Thor se sentiu o mais insólitos dos Reis.


Thor

A quietude do lugar não demorou muito para logo ser quebrada. O som estridente de uma buzina chegou até os ouvidos do deus, e ele prontamente foi atender seus primeiros visitantes. Eram dois policiais locais que imediatamente foram cobrar a infração cometida ao se construir uma propriedade pessoal em terras que não lhes pertencia.

Sem pestanejar, o Deus do Trovão concordou em corrigir tal erro e com um gesto de mãos, fez relâmpagos crepitarem de seu martelo mágico e ergueu Asgard aos céus. Agora, ela mais uma vez fazia jus a sua condição celestial, sendo uma verdadeira cidade que está acima da terra.


Thor

Os pobres policiais, sem palavras pelo que acabaram de presenciar, retornaram para o vilarejo deixando o Deus do Trovão mais uma vez só. E com o cair da noite, a solitude de Thor o fez lembrar da conversa que teve com Blake anteriormente. Assim como ele, disse-lhe Donald, os deuses vivem nos corações, almas e mentes dos mortais, e devem ser despertados.

No amanhecer de mais um dia, o som de outra buzina fez com que o Deus do Trovão fosse levado até às muralhas de seu reino. Lá, ele deparou-se com mais um cidadão do vilarejo acompanhado de seu filho, desta vez proclamando-se o verdadeiro dono daquelas terras e reclamando um bom pagamento por elas.

Então, Thor convidou o bom homem para sua morada e lá ofertou-lhe uma boa soma em ouro pelas “valiosas” terras em que agora repousavam Asgard. E esta é certamente uma das mais hilárias cenas vistas em uma história em quadrinhos há um bom tempo.


Thor

Notadamente, a chegada de Thor para o povo daquele lugar não poderia ser mais indiscreta. Enquanto alguns acharam-no ostentador, outros afirmam que eles devem acolhê-lo como todo bom vizinho deve fazer.

E quando mais uma vez a noite caiu, alheio a todo alvoroço que ele causou na cidade, Thor destinou suas atenções ao céu estrelado. As palavras de Blake ainda repercutiam em sua mente. Seus amigos e amados – Sif, Heimdall, Balder, Fandral, Volstagg e muitos outros – sumiram durante o Ragnarok, mas ainda existe a esperança de que estejam vivos nos corações dos mortais. E se de fato estiverem, Thor jurou encontrá-los.


Thor

Para ver a capa variante desta mesma edição desenhada pelo del´Otto, clique aqui!

Coveiro

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Retalho em foco no novo trailer de Punisher: War Zone


Punisher: War Zone Retalho/Jigsaw

Vimos recentemente um trailer muito pesado do novo filme do Justiceiro, Punisher War Zone, com estréia prevista para 5 de dezembro de 2008. Agora, com a presença de algumas dessas cenas já divulgadas, foi lançado um trailer que dá mais atenção para o grande vilão da história: o deformado Retalho (Jigsaw), vivido por Dominic West.

Dê uma conferida no trailer:



Nessas cenas é possível ver um pouco da origem bizarra do vilão de rosto retalhado, reinterando o clima soturno do filme, quase uma mistura de terror com filmes de ação policial. Parece que finalmente o Justiceiro terá um longa metragem à altura das melhores histórias do personagem.


« Jøåø »

O Trailer de Woverine da SDCC´08


Logan

Chega de suspense! Após ter acesso a algumas fotos do trailer de Wolverine, exibido na última San Diego Comic Con, finalmente chegou até nós o trailer filmado pelo fã prevenido, que foi rápido o suficiente para gravar tudo a tempo.



Até ser lançado oficialmente o Trailer, essas pequenas imagens já satisfazem os fãs que praticamente piraram com as cenas que viram. Principalmente, aquelas relacionadas com os personagens da mitologia X que foram encaixados na história. Uma entrevista de Hugh Jackman a MTV resume bem o que podemos esperar dessas participações.


Pra finalizar, em agradecimento a todo apoio de nossa colaboradora Ana Luisa Miguel, ressaltamos a cena em particular que foi reprisada mais de 1982193 vezes em computadores femininos desde que o trailer caiu na rede.

Photobucket



Coveiro

domingo, 27 de julho de 2008

SDCC´08: Manto e Adaga estrelam sua minissérie

* Atenção! Informações inéditas no Brasil e EUA!
Manto e Adaga

Essa dupla sempre apareceu às sombras das grandes histórias, apesar de que suas pequenas participações nessas sagas eram quase sempre brilhantes. E desde que participaram das aventuras dos Fugitivos, os fãs pedem por mais deles. Assim, Manto e Adaga, a dupla mais exótica já vista no mundo dos quadrinhos, ganha sua própria minissérie.

Manto e Adaga

Valerie D’Orazio, editora da casa das idéias e que ficou conhecida por alguns blog públicos sobre quadrinhos, passa agora pela primeira vez ao status de roteirista. Inspirada nos trabalhos de alguns conhecidos como Dan Slott, Brad Meltzer e Darwyn Cooke, Valerie tentará avançar ainda mais na caracterização de Tandy e Tyrone, dois personagens que há muito tempo foram deixados de lado e tiveram pouco desenvolvimento desde então.

Coveiro

SDCC´08: O Ultiverso... antes do fim!

* Atenção! Informações inéditas no Brasil e EUA!


Ultimatum?

Na terceira noite da Convenção de Quadrinhos realizada em San Diego, mais uma sessão foi aberta pelo editor chefe da Marvel para falar especificamente sobre o futuro da linha Ultimate, conhecida aqui no Brasil como Marvel Millenium. Assim que tomou o microfone, Joe Quesada anunciou que eles estavam ali para discutir com os fãs sobre o "Fim do Ultiverso", reforçando ainda mais os boatos que corriam sobre isso. Mas será isso verdade ou apenas uma jogada de marketing?

SDCC '08: Mais detalhes sobre a nova adaptação da Marvel

Atenção! Informações inéditas no Brasil e nos EUA!

Depois de anunciar a adaptação do livro Ender’s Game na Comic-Con de Nova York, obra do renomado escritor Orson Scott Card conhecida por aqui como O Jogo Exterminador, editora revelou mais sobre o projeto na SDCC. Confira o que a dupla criativa Chris Yost (Novos X-Men) e Pascual Ferry (Quarteto Fantástico: Millenium) disseram aos jornalistas.

Pelo entusiasmo dos dois, a obra de Card não poderia estar em melhores mãos. Yost explicou que o livro foi importante na sua adolescência e Ferry trabalhou com o próprio Orson Scott Card na continuação ainda não publicada das aventuras do Homem de Ferro Millenium, e ambos prometem não fazer muitas alterações, somente o necessário para transformar a narrativa do livro numa história em quadrinhos.

Em O Jogo do Exterminador, conhecemos Andrew Wiggin, um menino recrutado por uma espécie de exército espacial e treinado para ser o general na guerra contra a raça alienígena Insecta, que evoluíram dos insetos. O apelido de infância do garoto é Ender, coincidentemente fazendo referência a sua missão, o que levanta fantásticas questões filosóficas ao longo do livro (sim, é o meu livro favorito e estou puxando o saco).

Confira imagens da primeira edição e alguns rascunhos de Ferry:

Ender’s Game começa a ser publicado em novembro e terá 5 edições.

Brizola

SDCC´08: Guerra de Reis

* Atenção! Informações inéditas no Brasil e EUA!!

Quem é um leitor assíduo da Marvel nos dias atuais já sabe que é regra da companhia manter o universo em constante tensão com os grandes eventos. Foi assim desde a Dinastia M, passando pela Guerra Civil, Hulk contra o Mundo, duas Aniquilações e, agora ,pela Invasão Secreta. A grande questão é o que está preparado para acontecer depois disto tudo. A resposta é uma Guerra de Reis.

War of Kings

Os primeiros indícios dessa grandiosa saga já vinham sendo mostrados no site oficial da Marvel, com algumas imagens de personagens da Casa das Idéias envolvidos em importantes aventuras cósmicas neste último ano. Em todos os banners, lia-se a mensagem "Quem irá governar?". E um simples "K" ostentava no canto de cada uma delas, numa alusão clara ao "rei" de um baralho.



Esse pequeno mistério foi imediatamente respondido num painel da Marvel em San Diego, nesta tarde de Sábado. Com o título de "War of Kings", os atuais escritores cósmicos Dan Abnett e Andy Lanning, com o apoio do editor Bill Rosemann promoverão mais um grande evento que chacoalhará as principais galáxias desta realidade.

Essa saga juntará os eventos deixados em aberto pelo escritor Ed Brubaker em Uncanny X-men com as algumas consequências diretas do final da Invasão Secreta, escrita por Brian Michael Bendis. Junto a isso, teremos certamente a participação dos personagens dos dois principais titulos cósmicos da editora - Nova e Guardiões da Galáxia. A previsão é de que tudo comece já em Novembro.


War of Kings

Vulcano, o terceiro Summers, certamente será um dos grandes problemas deste evento. Após tornar-se Imperador, ficou evidente que a postura dos Shiars mudou. Eles reassumiram sua postura expansionista de uma forma muito mais agressiva e qualquer um que se colocar contra este insano líder, vai sofrer graves consequências.

Um de seus opositores já é bem conhecido de alguns leitores. Trata-se de seu irmão Alex Summers, que assumiu a liderança dos Piratas Siderais desde que Vulcan matou o próprio pai. Alex, que terminou sendo capturado na última minissérie Emperor Vulcan, certamente não se dará por totalmente derrotado enquanto ainda tiver forças para lutar.

War of Kings

Uma outra carta nesse grande jogo de Guerra foi já anunciada nessa Comic Con - os Inumanos. Esses seres que são frutos de experimentos Krees do passado certamente não são numerosos, mas compensam no extremo poder que cada um de seus cidadãos possui. Os Inumanos sempre estiveram à margem dos grandes eventos, preferindo se esconder em seu maravilhoso reino, vivendo portanto em paz. Contudo, com as atuais revelações mostradas na Invasão Secreta, eles sentiram suas vidas pacíficas sendo ameaçada e provavelmente vão mudar de postura.



War of Kings

E no meio de tudo isso, temos os defensores do universo tentando contornar toda essa situação. Nova e os Guardiões da Galáxia certamente terão histórias relacionadas em suas próprias revistas, trazendo paralelamente alguns rostos conhecidos como Ronan, Super-skrull e Wraith.

War of Kings

Skrulls. Krees. Shiars. Inumanos.

No final, teremos praticamente muitas raças aliens envolvidas nessa história, colocando as anteriores Aniquilações como dois eventos em uma escala muito mais tênue do que estará por vir.

E na necessidade de termos uma pergunta-jargão que direcione o que podemos esperar dessa saga - assim como foi feita com Guerra Civil e Invasão Secreta - , eis que a Marvel lança a questão: "Quando Reis declaram guerras, poderão seus reinos sobreviver a elas?"

Coveiro