LOGAN NO INOMINATA 616

Um podcast para se despedir de Hugh Jackman no papel de Wolverine

50 ANOS DE MARVEL

Um podcast com toda história da Marvel no Brasil! Imperdível!

A VOLTA DOS GUARDIÕES

Acompanhe as novidades do segundo filme dos Guardiões da Galáxia

PANINI EM 2017

A editora aracno-mutante Carol Pimentel conversou com o Mutação em Debate a respeito das primeiras novidades da Marvel pela Panini em 2017. Confira!

UMA GAROTA CHAMADA LAURA

Conheça mais sobre quem é a X-23 nos quadrinhos!

FIM DA GUERRA CIVIL II

Depois de muita espera, o que já tem sido corriqueiro quando se trata de um trabalho de Brian M. Bendis, finalmente a Guerra Civil II foi concluída

Cabeça de Teia nos cinemas

Homem-Aranha de volta a Marvel

DEFENSORES

Saiba as novidades da série do ano pelo Netflix

Conheça os Inumanos

Os seres mais misteriosos do universo ganham um seriado de luxo

PUNHO DE FERRO

Confira tudo sobre a mais nova série do Netflix

sábado, 31 de janeiro de 2009

Confronto Supremo: Conclusão (ou Soc! Pow! Paff! Crash! )

Liderados por Nick Fury, vários heróis se uniram para efetuar o resgate de Reed Richards. Claro, para isso ocorrer, teriam que encarar o Esquadrão Supremo. Porém, nem tudo é o que parece nessa história e, descobrimos que o general era aliado do Dr.Destino. Agora temos reais motivos para temer a conclusão de Confronto Supremo. Espere, você acha que o motivo do medo é o vilão? Claro que não, é que o escritor da parte final, publicada em Marvel Millennium Homem-Aranha nº83 à 85, é Jeph Loeb.

confrontosupremo

Os heróis começam a sofrer nas mãos de Victor Van Damme. Mas, afinal de contas, qual a participação dele nisso tudo? Essa é a pergunta que fica em nossas cabeças e na boca do Homem-Aranha que, felizmente, a faz para a pessoa certa.

confrontosupremo

Voltamos um pouco no tempo, mais especificamente, ao dia que Reed fez sua proposta para Fury e essa foi rejeitada. Carol Danvers adverte que o jovem cientista iria desafiá-lo, algo que o general contava que ocorresse.

Embora não goste de lidar com Destino, assim como não gostava de lidar com Saddam, o general leva as sondas ao vilão. O objetivo? Alterá-las, para que as informações por ela obtidas fossem transmitidas para a SHIELD, antes de ir ao Edifício Baxter. As sondas são alteradas e trocadas e, como planejado por Nick, Reed lançou as sondas e o resto é história. O mundo do Esquadrão foi destruído no processo e eles buscaram retaliação.

Portanto, Richards estava sendo acusado por algo que Destino tinha feito. Será que era essa toda a verdade? No Pentágono, Reed ainda está desacordado, vítima do gás do arrogante Emil Burbank. Ele continua se gabando, relembrando de suas realizações por ser o homem mais inteligente da Terra, tendo recebido até mesmo o Prêmio Nobel da Paz. Porém, demonstra frustração por essas serem eclipsadas por Hipérion e os outros superseres, acreditando que nunca chamaria mais atenção do que eles.

Isso até ele receber uma proposta do General Alexander que, preocupado com uma eventual mudança de comportamento de Mark Milton, pede para o cientista criar alguma forma de "dar um jeito" no herói. Burbank cria um organismo que, crescendo como uma infecção, emitiria uma radiação que deteria Hipérion. O único problema era que as baixas civis chegariam ao número de 10 milhões, perdas aceitáveis para Alexander.

Porém, Emil não queria entrar na história ao lado de Hitler e Stalin, exigindo um bode expiatório. O general, mostrando uma das sondas de Reed, sugere uma invasão de outro universo.

confrontosupremo

Reed foi acusado injustamente e nem poderia fazer nada a respeito. Isso era o que Emil acreditava, porque o líder do Quarteto Fantástico expandiu seus pulmões e fingiu-se de morto. Agora, sabendo da verdade, Reed o prende, pretendendo arrancar uma confissão.

Do lado de fora, a porrada continua comendo solta. Thor sai no braço com Hipérion, Zarda e Dr.Espectro, sendo auxiliado pelo Tocha Humana.

confrontosupremo

E o que o grande Nick Fury pretende fazer para remediar a participação de Destino? Ora, quando se tem uma raposa no galinheiro é preciso arrumar um cão ainda mais bravo.

confrontosupremo

Sim, meus caros, o Hulk também está presente nessa história, mas os problemas ainda não acabaram. Aconselhada por seu irmão, Pietro, a Feiticeira Escarlate concentra seus poderes no Esquadrão Supremo, trazendo uma pequena surpresa com isso.

confrontosupremo

Um Esquadrão Supremo "clássico" entra em cena e se você acha que essa aparição é exatamente igual a da chegada do outro grupo no Ultiverso, você está certo. Tudo bem, o Greg Land já está acostumado a copiar tudo, inclusive a si próprio, mas ao menos nesse momento, tem a justificativa de repetir a mesma cena por um recurso narrativo.

Bem, o bicho pega. Pancadaria total e generalizada. No meio do conflito, algumas revelações, como uma sonda do Reed os ter levado até ali, a redução dos poderes dos dois Esquadrões pela metade e a revelação que o Dr.Destino (chamado erroneamente de Von Doom por Tony Stark), na verdade, era um robô. O conflito pára quando Joe Ledger diz a Thor que se foi alegada inocência, o verdadeiro culpado seria encontrado.

confrontosupremo

A frase acima resume toda a 7ª edição, provando que a história foi se resumindo mais e mais apenas a pancadaria. Falando nisso, logo agora que o conflito cessa, Fury joga o Hulk na batalha, com o Homem-Aranha, literalmente, a reboque. Isso, segundo o general, é estratégia básica, pois dois lados equiparados em combate se unem quando um 3º elemento é incluído.

confrontosupremo

Chegamos então na conclusão que, sinceramente, não tem muito o que se falar. Temos páginas e páginas dos dois Esquadrões e os heróis do Ultiverso enfrentando o Hulk. Enquanto isso, as duas versões de Arcanna Jones se unem com Wanda, buscando uma solução para resolver o problema de transporte dimensional.

Um detalhe interessante é que as duas versões do Esquadrão não só dividem os poderes entre si, mas também os pensamentos, chegando a falar ao mesmo tempo ou completarem frases uns dos outros.

Por fim, o Coisa, com uma pequena ajuda do Homem-Aranha e da Mulher-Invísivel, consegue derrotar o Hulk.

confrontosupremo

As três feiticeiras unem seus poderes, o Esquadrão clássico parte e chega a hora das resoluções.

confrontosupremo

Nick Fury e Emil Burbank são presos no mundo do Esquadrão (o que explica a ausência do general nas atuais histórias do Aranha), Zarda parte para investigar o Ultiverso e garantir que não se voltem contra eles, Hulk é confinado no Triskelion e Carol Danvers é cotada para assumir a direção da SHIELD.

confrontosupremo

Agora, estranho mesmo é Stark falando ao Capitão que agora eles estavam por conta própria. Oras, eles já não estavam desde a conclusão da 2ª temporada dos Supremos? Bem, mais confusões cronológicas do Ultiverso.

E, para ter o toque piegas final, temos mais uma cena entre Reed e Ben, onde o primeiro fica triste por não poder curar o amigo (a incompetência dele nesse assunto é inverossímil demais, aqui e no 616), enquanto este demonstra não estar nem aí, mas termina em lágrimas. Cena inédita na história dos quadrinhos.

confrontosupremo

Assim termina uma história que possui grande potencial, mas fica apenas no "quase". Triste ver que, no fim das contas, tudo se resumiu na pancadaria, principalmente a parte final. E como as cenas de ação não são lá essas coisas, por culpa de Land, acabamos ficando na mão. De interessante mesmo foram as mudanças para o pessoal do Esquadrão, com Emil e Fury presos. Zarda no Ultiverso achei meio desnecessário. Ah, esqueceram que o Esquadrão clássico chega dizendo que seu mundo também foi destruído? Pois é, coisas de Loeb.

Falando no autor, a novidade da revista será a estréia da 3ª temporada de Supremos, na próxima edição.

Para escrever uma boa história, em quem você confia? Bem, com certeza, não nele.

Eddie

Primeiro Pôster Oficial de Wolverine


Poster do Wolverine

Com lançamento mundial previsto para o dia primeiro de Maio, X-men origins: Wolverine ganha seu primeiro pôster oficial, lançado hoje pelo site da Casa das Idéias.

Poster do Wolverine


Coveiro

Poderoso e... inusitado!

* Atenção! Informações inéditas no Brasil e EUA!

Poderoso e... inusitado

Foi lançada pelo IGN, uma capa desenheda pelo artista Stjepan Sejic bem incomum. A imagem acima pode ser uma dica, mas não é exatamente o personagem que você está pensando, e muito menos o título que você imagina quem seja. Desistiu? Confira a seguir, então.

Poderoso e... inusitado

Bela surpresa, não é? A imagem acima da "Vaca Thor" é mais uma homenagem à história clássica do Quarteto Fantástico contra os Skrulls, que acabaram tendo esse fim humilhante. Sob a chamada "A Invasão não está acabada até esses Skrulls gordos continuarem por aí", o título de 1994 chamado Skrull Kill Krew, de Grant Morrison, retorna em nova minissérie.

Escrito desta vez pelo roteirista de TV Adam Felber (Real Time da HBO), e com desenhos internos de Paulo Siqueira (Ms Marvel), o novo volume de Skrull Kill Krew promete uma revista de pura violência contra esses malditos alienígenas invasores, além de algumas cenas hilárias como as dessa capa, claro.


Coveiro

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Novos Vingadores: Devastados


New Avengers Annual #2

A Sub-diretora Maria Hill parece não querer acreditar. Ela acabara de sair da Balsa, mas quando chega ao Aeroporta-aviões da SHIELD, fica sabendo que todos os bandidos presos graças às ações dos Novos Vingadores, dos quais alguns ela mesma interrogou quinze minutos antes, escaparam. Pior que isso, a fuga custou a vida de 17 agentes, o que Hill não quer deixar barato, e a única pista que têm da forma como isso foi possível é que tem algo a ver com mágica. Já sabemos que envolve o Capuz, e é exatamente o novo Rei do Crime de Nova York que busca vingança pelo que o grupo liderado por Luke Cage fez com ele e com seus comandados. Especialmente o Dr. Estranho, que revelou a natureza mística de seus poderes, e aparentemente reconheceu algo de muito perigoso ali. Em Novos Vingadores 60, com a história originalmente publicada em New Avengers Annual 2, agora com arte de Carlo Pagulayan, o arco Revolução se encerra, com surpresas em seu desfecho, encaminhando o grupo de vingadores renegados para a Invasão Secreta.

Repetindo as ameaças à família da heroína Tigresa, o Capuz, junto com sua gangue, consegue a informação de onde estão os Novos Vingadores. Apesar das aparências (o que é até de conhecimento da SHIELD, mas impossível de se provar), estão todos na camuflada mansão do Dr. Estranho, graças à uma série de feitiços. Mesmo acuada, e agredida novamente pelo Retalho, ela diz que só contou porque tem certeza que os heróis acabariam novamente com todos eles.

Novos Vingadores

No Sancto Sanctorum, Jessica Jones, cuidando de sua filha Danielle, conversa animadamente com a Enfermeira Noturna, quando os Novos Vingadores chegam ainda exauridos pelo confronto com os simbiontes e com a gangue do Capuz. O mais debilitado é o Dr. Estranho, que parece ter se esforçado excessivamente para enfrentar qualquer que seja a entidade que confere poderes ao criminoso. Eco também não está bem, com um braço deslocado, mas disso a Enfermeira pode cuidar facilmente.

Mais uma vez, os modos “excêntricos” de Wolverine mais uma vez batem de frente com o certinho Wong, que parece sobrecarregado pelo excesso de hóspedes nos últimos dias. Apenas quando ele recorre a Strange para que haja ordem, é que todos percebem o estado do místico. Contorcendo-se, o Mago Supremo afasta agressivamente aqueles que se aproximam, claramente deixando externar algo que vêm se acumulando desde que confrontou a Feiticeira Escarlate.

Novos Vingadores

Surpresos, os outros só podem fazer o que o dono da casa pede, mas tentam imaginar o que de fato lhe aconteceu. Ainda assim, o Homem-Aranha afirma que precisa ir para “casa” (repare bem que isso ainda é antes de Um Dia a Mais), sem deixar esquecer o clima de paranóia sobre os skrulls que domina o grupo, mesmo fazendo piada sobre isso. Ao mesmo tempo, Eco parece nervosa, recusando a ajuda de Clint Barton, o Ronin.

Novos Vingadores

De longe, o numeroso e furioso grupo do Capuz já espreita o local (o que não o impede de fazer uma piada infame), e o Destruidor lembra que algo parecido foi tentado pelos Mestres do Terror anos atrás. Eles quase conseguiram acabar com os Vingadores. O Capuz parece deixar claro que agora conseguiriam.

Observando o local, de repente o líder criminoso tem mais um lampejo da natureza mística de seus poderes, e seus olhos se modificam, deixando claro o que é ilusão e o que é real por ali. A Madame Máscara aproveita para perguntar sobre o demônio que lhe dá os poderes. Antes que um surpreso Capuz possa responder, os outros vêem o Homem-Aranha se balançando, saindo da mansão. Seu sentido de Aranha denuncia algo de estranho em volta. Não há mais tempo para explicar nada ou planejar, eles vão atacar, sem piadas, sem brincadeiras, diretos ao ponto, sem deixar sobreviventes.

Novos Vingadores

O Homem-Aranha corre de volta ao Sancto Sanctorum em desespero, entra pela janela gritando que eles estavam ali. É tudo muito rápido, e enquanto os outros tentam entender, até achando que “eles” se refere aos skrulls, o Aranha avisa para que chamem Strange e tira Danielle dos braços de Jessica para protegê-la. O problema é que ela e o pai da criança estão muito neuróticos para perceber isso, desconfiando de Peter e se para ir atrás dele, acreditando em um seqüestro.

Porém, antes que Luke possa acompanhar Jessica, o lacre místico do Sancto Sanctorum é rompido graças à ação de Quemistro, e os bandidos invadem. Do lado de fora, Jessica voa (ela tem poderes, lembram?) na direção do Aranha em desespero, até que ele lhe devolve o bebê, esclarece o que houve e volta para ajudar seus companheiros.

Novos Vingadores

Enquanto no salão principal os papéis se invertem, com os heróis sendo pegos de surpresa pelos bandidos, no quarto do Dr. Estranho as coisas pioram para ele. O Capuz invade o local, acertando vários tiros no tórax do místico, que se estatela inconsciente. Wong, desesperadamente, afasta o vilão encapuzado.

Novos Vingadores

O pau quebra na mansão, mas, lá fora, quando Retalho está prestes a desferir um covarde tiro em Jessica e Danielle, o Homem-Aranha percebe a ação, e o impede a tempo, derrubando-o sem (muitas) piadas.

Novos Vingadores

De volta ao local, Peter esclarece tudo, Luke se desculpa por desconfiar, e parece lutar com mais raiva pela ameaça à sua filha. Do lado de fora, agentes da SHIELD escondidos em uma van (viciados em Lost, reparem o logotipo que ela ostenta) percebem o confronto, sem entender bem, mas pedindo reforços.

Lá dentro, os vilões parecem ter vantagem, quando o Capuz retorna. Porém, de repente os Novos Vingadores ganham um reforço. A Tigresa esquece as ameaças e se junta a eles, acertando de entrada o líder do ataque. A aparição repentina, claro, levanta suspeitas se ela é ou não uma skrull. A heroína, porém, logo é alvejada pelo Capuz.

Novos Vingadores

Ao mesmo tempo, quando a Enfermeira Noturna acredita que o Dr. Estranho morreu, os olhos do místico brilham repentinamente. Ele se levanta, pede que nem Wong nem sua namorada o toquem, e sai do quarto. De volta ao salão principal, o improvável chega perto de acontecer. Os Novos Vingadores estão à beira da derrota.

Novos Vingadores

De repente, Strange adentra o local com um corpo supercrescido, com olhar flamejante, novamente encarnando a entidade Zom, e grita um encantamento que derruba TODOS ali, sem exceção.

Novos Vingadores

Chegando em seguida, Wong e Enfermeira Noturna vêem todos ao chão, inclusive Stephen. Enquanto ela tenta entender o que ocorreu, o nervoso ajudante do místico liberta os heróis do encantamento rapidamente.

Com o grupo ainda desorientado, o Dr. Estranho se explica rapidamente. Ele está exaurido. Principalmente pelo que precisou fazer para confrontar o Hulk, quando também invocou Zom. Ele foi arrogante em não se resguardar e se recolher. Mas agora é hora de fazer isso. Sentindo que falhou com eles, que falhou com Bruce Banner, e mesmo como mago supremo, Stephen Strange desaparece, pedindo o perdão de todos.

Novos Vingadores

Sem ao menos poder conversar sobre isso, os Novos Vingadores são interpelados por uma equipe mata-capas da SHIELD, liderada pela Ms. Marvel. Ela logo pergunta sobre Jessica e Danielle, mas Luke não sabe dos dois. Porém, apesar de parecer que está ali para prendê-los, Carol, mais uma vez, os deixa partir. Amiga de boa parte dos membros da equipe, e percebendo o trabalho que fizeram ali, reporta sua fuga.

Um dos agentes tenta impedir que isso aconteça, mas, com uma boa dose de humor e de razão (já que aqueles caídos mataram vários agentes da SHIELD), a vontade de Carol prevalece, com apoio dos outros. Mas isso não tira a incerteza da vida dos Vingadores renegados.

Novos Vingadores

Contudo, uma peça-chave do grupo de criminosos escapou. O Capuz aparece em péssimo estado em um beco. Mas vivo e livre. De repente, o vemos conversar com alguém que não aparece no quadro. Alguém que lhe prometeu a vitória e lhe deu instruções para atingir seus objetivos. Mas ele agora parece ter se acertado com esse misterioso aliado. Quem ele é, permanece um mistério.

E Jessica Jones e Danielle? A história que encaminha os Novos Vingadores para a Invasão Secreta tem um final surpreendente. Cansada de ter sua vida e de sua filha ameaçada, Jessica se apresenta na Torre dos Vingadores e busca abrigo, dizendo que quer se registrar.

Novos Vingadores

Chegando em um momento crítico de suas já confusas vidas, os Novos Vingadores vislumbram a perda de sua casa, de seu membro mais poderoso, e de parte daquilo que os une: Uma família. Como esse grupo esfacelado enfrentará a iminente invasão alienígena que a Terra já sofre. Começaremos a saber mês que vem, na Separação.


João

616 visita o Studio Made in PB

Talvez não seja uma data conhecida de todos, mas os adoradores dessa arte já devem saber que 30 de janeiro é o Dia do Quadrinho Nacional. E o editorial 616 reservou uma matéria muito especial e bacana para hoje. Aproveitando o clima de férias, um certo editor resolveu esticar alguns dias na Paraíba, e foi conhecer uma galera que desde o final do ano passado tem sido uma excelente colaboração do site. Estamos falando exatamente do Studio Made in PB, que recebeu ninguém menos que o Coveiro (esse que vos escreve) e concedeu uma entrevista pra lá de interessante para os apreciadores de HQ, sejam aspirantes a desenhistas, roteiristas e afins. Confira!
Made in PB

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Adam Kubert na Capa de New Avengers 50

Atenção! Contém informações de publicações inéditas no Brasil e EUA.

Kubert em New Avengers 50

A revista New Avengers se aproxima da contagem cinquentenária. E para comemorar meia centena de edições da publicação surgida pouco tempo depois da Queda dos Vingadores tradicionais, ela ganha uma capa variante pelas mãos do consagrado artista Adam Kubert.

New Avengers 50, que tem roteiros de Brian Michael Bendis (criador e único roteirista das cinquenta edições) e arte interna de Billy Tan, tem previsão de chegar nas bancas no dia 25 de fevereiro. Confira abaixo, clicando para ampliar, a arte original e já finalizada, mas não colorida, da variante de Adam Kubert.

Kubert em New Avengers 50 Kubert em New Avengers 50



João

X-men: Morrer pela Espada - Tomo I

* Artigo escrito por nosso colaborador, Bruno Bello

Morrer pela Espada

Começou esse mês em X-Men Extra 85 a minissérie que irá dar um fim ao grupo dos Exilados, para que eles possam recomeçar “do zero”. O grupo ainda tem mais uma história para ser contada antes dessa mini (que sairá em Marvel Apresenta 40), mas isso não faz muita diferença e por isso a Panini resolveu se adiantar na história.

A história começa com uma festa no lar do Excalibur, que estão comemorando a derrota de Albion. Muitas pessoas estão no local, inclusive famosos e pessoas da realeza. A campainha toca e Brian Braddock, o Capitão Britânia, abre a porta e se depara com sua irmã Betsy (Psylocke), sumida há um tempo.

Morrer pela Espada

Betsy diz que está trabalhando com os Exilados agora e trouxe com ela um amigo, o Pássaro Trovejante. Nocturna não acredita no que vê e corre para os braços de seu amado.

Morrer pela Espada

Enquanto isso, em outro tempo, o Omniverso sofre uma alteração graças ao feitiço de Wanda que gerou o Dia M. A mudança não altera muita coisa, mas traz de volta à vida James Jaspers, um velho inimigo dos capitães britânia e mutante capaz de alterar a realidade. O Apóstata, pai de Roma, aparece e pede para fazer uma aliança com o mutante.

Morrer pela Espada

Após uma pequena briga, Jaspers derrota alguns capitães britânia e os transforma em seres parecidos com a criatura que havia matado ele, a Fúria (ser criado logo nas primeiras histórias Brian Bradoock que foi capaz de destruir vários universos sozinhos) . Só então ele resolve aceitar a aliança com o Apóstata.

E na cidade estelar, Roma conversa com Opal Luna Saturnyne, atual líder dos capitães britânia e filosofa sobre a vida, dizendo que “o fim é inevitável para todos”.

Morrer pela Espada

De volta a festa, Cristal e Wisdom parecem começar a se entender e dão um longo beijo. Nocturna conta para Pássaro Trovejante sobre o aneurisma que ela teve e Psylocke conversa com seu irmão Brian. Ela diz que Longshot está vivo, mas que não se lembra de nada, nem de Cristal, seu antigo amor. E tudo é culpa de Mojo. Como ela soube que o vilão foi preso e está nos Estados Unidos, ela queria consertar as coisas.

Mas a conversa é interrompida quando a campainha mais uma vez volta a tocar e Brian vai atender a porta. Ele volta para o salão com um ferimento grave no peito e logo atrás dele aparece uma tropa encapuzado, com uma mulher misteriosa no comando. Ela se intitula Morte Rouge e promete matar a todos.

Morrer pela Espada

Será que o Capitão Britânia morreu? E quem será essa tropa? Os poderes de Morte Rouge seriam tão idiotas quanto o seu nome ou ela é realmente capaz de matar a todo ali? Tudo isso saberemos somente no mês que vem com a segunda parte da minissérie de Morrer Pela Espada!

Bruno Bello

Nota do Editor 616: Se você se perdeu com alguns nomes citados como Jaspers, Fúria, Roma e Saturnyne, certamente não leu as primeiras e sensacionais histórias do Capitão Bretanha escritas por Alan Moore. Vale a pena conferir essas revistas lançadas pela Pandora e esperamos muito em breve ter tempo de fazer um belo review de tudo isso num momento oportuno. Afinal, o número 616 nasceu nessas histórias. -x- Coveiro -x-

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Novas filmagens, Novas fotos em X-men Origens: Wolverine


Wolverine

Como comentamos rapidamente aqui, novas filmagens de X-Men Origins: Wolverine foram realizadas em Vancouver, Canadá. E um dos lugares selecionados para o set foi a Universidade British Columbia, a UBC. Aproveitando-se da situação, muitos curiosos foram até lá tentar tirar uma ou outra foto da locação, e o resultado pode ser visto abaixo.

Wolverine

Wolverine

Wolverine

Wolverine

Mais fotos podem ser encontradas nos albuns de tyfn, Wagner Thomas, freinhar, Sam Dauch, e Zeshiku.


Coveiro

Homem-Aranha: Monstruoso


Amazing Spider-Man v2 #553

A fase Um Novo Dia do Homem-Aranha continua na edição 85 e, acreditem, consegue piorar, quando um novo adversário surge em meio a acusações de assassinato, intrigas políticas, vilões com nomes nada criativos e clichês que só faziam sentido em histórias de 20 anos atrás, contando com roteiro de Bob Gale e arte de Phil Jimenez.

Enquanto no hospital, ainda se recuperando do ataque cardíaco, JJ Jameson ainda não sabe que sua mulher vendeu seu jornal a Charles Dexter Bennet, e conseguiu se transformar em um tablóide pior do que o Clarim Diário já era, CD continua confundindo o nome de todos os seus funcionários e tendo idéias absurdas. A narrativa cheia de gracinhas sem graça também continua, e o novo dono do CD envia Peter para cobrir o funeral da ex-candidata a prefeitura de Nova York, Lisa Parfrey, morta durante um ataque do “ameaçador Ameaça” (cada fase do Aranha tem o vilão mascarado de planador que merece, afinal).

Peter, que consegue fotografar a cerimônia fechada, fica imaginando o quanto o candidato Randall Cronwe foi beneficiado com essa morte, enquanto avista Harry Osborn, sua namorada Lily, e o pai dela, Bill Hollister. Sua filha e o vice-prefeito tentam convencê-lo a se candidatar à prefeitura, uma vez que ele seria o único capaz de vencer Crowne, mas Hollister se recusa a comentar o assunto naquela ocasião.

Homem-Aranha: Um Dia a Mais

Peter vai até o trabalho voluntário de sua tia May, pensando como era bom poder retribuir o dinheiro que ela e Harry o emprestaram e questionando qual outro super-herói faria trabalho voluntário (ok, já entendemos que ele está duro e amigão da vizinhança, chega!). De repente, um viciado rouba a caixinha do abrigo e Peter corre atrás dele para recuperar o dinheiro, e logo veste seu uniforme.

Homem-Aranha: Um Dia a Mais

Em meio à piadas fracas (como um rasgo no uniforme de Homem-Aranha), e a tentativa de confundir as pessoas em volta usando as acusações de que o Aranha seria uma assassino, o ladrão acaba preso pelo herói. Enquanto recolhe o dinheiro espalhado pelo chão, o cabeça-de-teia acaba recebendo voz de prisão de dois policiais, e escapa. O que gera uma discussão entre os dois. Vin queria atirar nele, já Al acredita que, apesar de tudo, o Aranha está do lado deles.

Homem-Aranha: Um Dia a Mais

A discussão continua, quando os dois chegam ao local em que o ladrão estaria, mas escapou, deixando apenas suas roupas presas às teias. Os dois vão ao abrigo devolver o dinheiro, e ficam sabendo que o ladrão foi um homem cuja marca mais peculiar é ter cada olho de uma cor (castanho e azul). Apresentando-se como Vincent Gonzáles e Al O’Neil, eles ouvem de May, e de Peter, que chega em seguida, que o Homem-Aranha não teve nada a ver com o roubo.

De cuecas e meias (pois é), o ladrão corre os telhados praguejando contra o Homem-Aranha, e acaba pisando em uma clarabóia, quebrando-a, e caindo no que parece um laboratório (e é, do dr. Curt Connors, o Lagarto). Achando que é um laboratório de produção de drogas, tem a brilhante idéia de se injetar com seringas tiradas de uma maleta em que está escrito “RISCO BIOLÓGICO”.

Já nas ruas, claro, o cara tem um treco. Começa a vomitar o que parecem ser suas próprias entranhas, mas o material orgânico acaba envolvendo todo o seu corpo.

Homem-Aranha: Um Dia a Mais

Enquanto isso, na boate King Class, uma festa tentando incentivar Bill Hollister a se candidatar é colocada em movimento por sua filha Lily e Harry.

No dia seguinte, o doutor Connors percebe o grande problema que pode ter se iniciado com a destruição de parte de seu laboratório e com o roubo do material de pesquisa com células-tronco de animais. No local em que o viciado reagiu às injeções, um grande e corrosivo casulo se formou, e as autoridades são chamadas. Carlie Cooper, amiga de Harry, Lily e Peter, e funcionária do setor de criminalística da polícia, chega para ajudar.

Homem-Aranha: Um Dia a Mais

No Bar Sem Nome, o Agenciador tenta recuperar o dinheiro perdido recentemente, aceitando apostas sobre o que aquele casulo contém. Não sem levantar desconfiança se aquilo não é armação sua para cima dos outros freqüentadores.

De volta à casa dos Parker no Queens, mais uma vez somos obrigados a ler como Peter é um herói “humano”, lavando a própria roupa, da forma mais forçada do mundo. E não é só isso! Ele também se gaba por costurar seu uniforme! Uhul!

Enfim, ele fica sabendo do ocorrido e vai até Manhattan, não sem antes reclamar como precisa usar transporte público, blá, blá, blá. Quando consegue chegar perto para tirar foto, o que ocorre? Vê que sua câmera está com a bateria fraca (dã). Mas o maior problema vem em seguida, quando o casulo se rompe e de dentro dele saiu um monstro de aparência grotesca.

Homem-Aranha: Um Dia a Mais

E é esse o nome dele: Monstro! Bem, o Aranha esperam para ver o que a desorientada criatura faz, mas a polícia (o policial O’Neil) já começa a atirar, e acaba acertando a criatura na cabeça, fazendo-a tombar em uma larga abertura para os esgotos. Quase instantaneamente, o sangue derramado forma outro casulo.

Homem-Aranha: Um Dia a Mais

O Aranha vai embora sem poder fazer nada, o Agenciador é obrigado a devolver o dinheiro e Carlie recolhe o material deixado pelo Monstro.

Peter fica lamentando sua falta de sorte, colocando em dúvida se ele mesmo não é o assassino e nem se lembra, fazendo referência ao que ocorria com Harry e Norman Osborn quando eram o Duende Verde. Aí está! O Quesada, digo, Mephisto não apagou isso da mente ou da cronologia, pelo menos.

Homem-Aranha: Um Dia a Mais

De volta ao CD, Peter recebe um esporro por não conseguir tirar boas fotos do ocorrido, e é enviado até a entrevista coletiva de Hollister, sendo devidamente instruído para que pegue seus piores ângulos e situações, para favorecer Crowne, apoiado por Bennet. Isso demonstra como jornalismo não é 100% isento em ocasião nenhuma. Ponto para o roteiro aqui.

Ao mesmo tempo em que Hollister faz um belo discurso para anunciar sua candidatura, Peter se lamenta por tirar fotos que o façam parecer ruim. Também se lamenta por achar a namorada de Harry tão bonita, e, pela amizade, ter de afastar tais pensamentos. Aliás, alguém já contou quantas vezes ele se lamenta de seu azar só nessa edição? É que já perdi a conta.

O doutor Connors consegue entrar em contato com Carlie, e juntos começam a investigar o que é aquela criatura surgida em Manhattan. Enquanto isso, nos esgotos, novamente o casulo se rompe. Porém, desta vez, o desorientado Monstro surge com outra forma, aparentemente adaptada ao ambiente hídrico do local. Maldizendo o Homem-Aranha, ele promete vingança.

Homem-Aranha: Um Dia a Mais

No hospital, Jameson finalmente pega um jornal, graças a um suborno a um enfermeiro. E logo o CD. Mas ele não consegue perceber que aquele é seu ex-jornal, mesmo tendo o mesmo logotipo.

Com um equipamento mais moderno, Peter vai cobrir a campanha de Crowne para o CD, mais uma vez lamentando ter de usar o transporte público. Enquanto isso, com algumas vítimas no caminho, o Monstro vai ao encalço do Homem-Aranha. E, pelo seu cheiro, acaba aparecendo no comício do candidato adversário de Hollister.

Ele faz ameaças públicas, exigindo que o Aranha se revelasse. Crowne tenta se aproveitar da situação para posar de herói. Nem mesmo os tiros dos policiais o param desta vez, e Peter entra em ação. O Monstro o acusa de ser culpado por sua condição, e o Aranha não entende porquê.

Homem-Aranha: Um Dia a Mais

Crowne berra que os dois estão destruindo propriedade privada, ordenando que parem. O Monstro se irrita e se prepara para arremessar um grande ornamento de metal que se encontrava no meio da praça em que se dá o confronto. O Aranha reage, apontando seus lançadores de teia para resgatar o político, quando, de repente.... tchan-tchan-tchan! Eles falham! Mais uma vez! Será Peter capaz de impedir que mais um candidato à prefeitura seja morto? Quem se importa?

Homem-Aranha: Um Dia a Mais

Essa história consegue a proeza de ser pior que as anteriores. O roteiro e diálogo forçados só se equiparam ao fraco vilão. Volto a fazer resenhas sobre o Aranha com muito pesar. Podem achar que estou reclamando em excesso. Paciência. Não consigo me manter neutro lendo algo desse calibre. O que me anima é saber que mês que vem, junto com a conclusão desse arco começa o trabalho conjunto de Zeb Wells e Chris Bachalo, e um sopro de esperança recai sobre o Homem-Aranha desde que começou essa nefasta fase.


João


Os.: Uma pergunta relevante: Por que páginas como essa e essa, do início de cada Amazing Spider-Man, vêm sendo cortadas?