LOGAN NO INOMINATA 616

Um podcast para se despedir de Hugh Jackman no papel de Wolverine

50 ANOS DE MARVEL

Um podcast com toda história da Marvel no Brasil! Imperdível!

A VOLTA DOS GUARDIÕES

Acompanhe as novidades do segundo filme dos Guardiões da Galáxia

PANINI EM 2017

A editora aracno-mutante Carol Pimentel conversou com o Mutação em Debate a respeito das primeiras novidades da Marvel pela Panini em 2017. Confira!

UMA GAROTA CHAMADA LAURA

Conheça mais sobre quem é a X-23 nos quadrinhos!

FIM DA GUERRA CIVIL II

Depois de muita espera, o que já tem sido corriqueiro quando se trata de um trabalho de Brian M. Bendis, finalmente a Guerra Civil II foi concluída

Cabeça de Teia nos cinemas

Homem-Aranha de volta a Marvel

DEFENSORES

Saiba as novidades da série do ano pelo Netflix

Conheça os Inumanos

Os seres mais misteriosos do universo ganham um seriado de luxo

PUNHO DE FERRO

Confira tudo sobre a mais nova série do Netflix

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Mini-série cósmica da Marvel tem novidades

Atenção! Informações inéditas no Brasil e nos EUA!

O projeto do jornalista britânico Kieron Gillen, que noticiamos em janeiro no artigo "Gillen com suas mãos no divino", teve revelado mais detalhes sobre a trama na coluna semanal de Joe Quesada no site da Marvel, o MyCup o'Joe. Quesada falou um pouco mais sobre Godhunter, série na qual um herói do cada vez mais destacado cenário cósmico da editora inicia uma verdadeira cruzada para livrar o universo de um de seus maiores perigos.

O herói em questão é Bill Raio Beta, o alienígena que substituiu Thor por algum tempo e conquistou muitos fãs, e ele embarca na difícil missão de destruir Galactus, o Devorador de Mundos. Quesada não disse muito sobre os motivos que levarão Bill a tomar essa decisão, mas explicou que será uma mini-série em três partes, diferente do que Gillen tinha dado a entender. Pelo visto os roteiros do novo empregado agradaram o chefe.

Junta-se a Gillen o artista Kano, que vinha desenhando as cenas no passado em Immortal Iron Fist. Patrick Zircher, veterano de histórias asgardianas, fará as capas. Beta Ray Bill: Godhunter ainda não tem previsão de lançamento.

Brizola

Mais Três Imagens Promocionais de X-Men Origins: Wolverine


X-Men Origins: Wolverine

O site xmenfilms.net liberou mais três imagens filme X-Men Origins: Wolverine. Confira!
Clicando nas imagens abaixo vocês podem ver ampliadas três fotos com bastante "pose" do protagonista do longa-metragem, o mutante canadense mais popular da Marvel, interpretado pelo ator Hugh Jackman.

X-Men Origins: Wolverine X-Men Origins: Wolverine X-Men Origins: Wolverine

X-Men Origins: Wolverine tem estréia prevista para 1º de maio de 2009, e promete contar com uma grande quantidade de personagens além de Logan.


João

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Em Foco: Hulk Vs.


Em Foco: Hulk Vs.

Depois de acompanharmos as notícias e o lançamento das duas animações "Hulk vs. Wolverine" e "Hulk vs. Thor", na qual diversos personagens e histórias dos quadrinhos são abordados e relidos, organizamos nosso debate regular sobre o mundo Marvel mais uma vez, com participação dos editores e de outros que fazem parte do site. Assim se inicia o Em Foco Hulk Vs.

¤Coveiro¤ diz:
Bom, e pra esse Em Foco, contamos com a presença dos já bem conhecidos editores, Cammy, João e Eddie!

Eddie diz:
Eddie esmaga homenzinhos que não gostam de Eddie!

Cammy diz:
Cammy está esmagada de sono e tentará fazer em foco!!

João diz:
João também esmagado de sono porque trabalhou o dia inteiro. Grrrraaaaaaaaaaa!!!

Cammy diz:
E Cammy tomou anti-histamínico...
Graaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!


¤Coveiro¤ diz:
E claro, aqui se inclui o Coveiro, que inventou a idéia da apresentação, mas não lembrou de frase de efeito nenhuma.

Léo diz:
Dr. Léo está tendo um bom dia, sem incidentes.

Oops.. falei cedo demais.


¤Coveiro¤ diz:
Bom, como convidados, dois parceiros da Casa. Rafael Brizola e Léo, o rolinha (que já se apresentou).

Léo diz:
Léo esmaga apelido ridículo!!!

Brizola diz:
Como diria o Thor: Aye.

¤Coveiro¤ diz:
Bom, passemos às questões:

As animações "Hulk vs" certamente marcam por ser um projeto muito mais ousado que os demais desenhos anteriormente lançados. Ao invés de se focar no desenvolvimento do personagem-título, ela direciona todo o destaque para o combate com outra personalidade do universo Marvel. No caso, Wolverine e Thor. Esse tipo de abordagem, mais direta na ação do que na história, funciona na opinião de vocês? Como acham que isso chega tanto ao leitor de quadrinhos quanto o espectador leigo?


Cammy diz:
Bom, como o Caliban já teorizou no último em foco, esse tipo de animação é claramente mais voltada para o leitor que conhece os personagens. Um espectador leigo talvez gostasse, mas não se entretivesse tanto como um fã. Acho legal a mudança de abordagem pelo simples fato da mudança, de sair do “rotineiro” e propor algo diferente, menos cansativo para o espectador que já viu e leu diversas coisas do tema. Sinceramente, não curto muito a pancadaria por si só, e meio que disperso, mas, pra quem gosta deve ser ótimo ver mais ação que lenga-lenga de apresentações de personagens.

Eddie diz:
Acho que um desenho com mais ação funciona, pois proporciona uma boa diversão para a maioria do público. Porém, na minha opinião, a história é fundamental, e em determinados momentos fiquei meio cansado de ver o Hulk jogando o Thor, que arrebentava várias paredes, aí ele jogava o martelo no verdão, que destruía outras paredes. Tanto que acabei gostando mais do desenho com Wolverine, que teve um pouco mais de história. Claro, sou bem eclético com essas coisas e, dependendo do dia, topo desligar o cérebro e apenas ver uma boa porrada, mas eu tinha acabado de ver Lost, com uma baita história e estava meio nisso ainda. Tanto que vi a escotilha da série aparecendo em Asgard. hehhehhe

Cammy diz:
E eu vi o Jack/Thor...e a Juliet, e Kate. Parei.

Léo diz:
Para mim, funciona por ser essa a premissa. Parte da idéia de que os espectadores já conhecem o Hulk, que é apenas usado na história, aprofundando mais os convidados, o que acaba sendo útil, pois eu mesmo não entenderia perfeitamente o do Thor se não fizessem isso. E acho difícil existir algum expectador totalmente leigo a ponto de não saber que o Hulk é um monstro no qual um certo cientista se transforma quando sente raiva. Esse é o conhecimento essencial para se entender o desenho, e se até existir alguém que não saiba disso, acho que consegue perceber ao longo da história.

Ah, eu vi Lost no desenho quando o Thor chama o Loki de "brotha" e diz alguma coisa sobre "die alone".


Eddie diz:
Aliás, o Coveiro chama o Loki de Locke, mas tudo bem.

¤Coveiro¤ diz:
Doentes... rs

Brizola diz:
Olha, acho que funciona, pelo menos não é muito diferente de algumas revistas mainstream que andam saindo por aí. Para o leitor de quadrinhos não causa nenhum choque. Como disse a Cammy, é um clima até mesmo acolhedor, inclusive porque a ambientação e os personagens estão bastante fiéis. Tirando um ou outro diálogo e cena que me fez torcer o nariz pela simplicidade, posso dizer que de um modo geral foi o que eu esperava, e imagino que todo mundo que tem contato com quadrinhos Marvel e suas animações esperava mais ou menos a mesma coisa.
Agora, não acho que o espectador leigo vai se interessar muito por animações assim, não com tanto filme de super-herói nos cinemas. A pessoa praticamente teria que morar numa caverna para não saber nada de pelo menos uma dessas produções, que é o que mais atrai novos leitores hoje em dia. Acho que o propósito de Hulk Vs é agradar mais aos fãs mesmo, o que eu acredito que tenha conseguido.


Cammy diz:
Que preconceito com quem mora em caverna...Tipo... o Osama Bin Laden.

¤Coveiro¤ diz:
Coitado do Batman.

Brizola diz:
Tenho trauma do Capitão Caverna.

Cammy diz:
Ah, tem esse também.

Brizola diz:
Tenho trauma do Capitão Caverna, meus irmãos diziam que eu era parecido com ele.

João diz:
Acho que por ser um “curta-metragem”, cujo conteúdo fica bem claro no título, foi uma boa. Ninguém esperaria nenhuma história hiper-trabalhada em uma animação com “versus” no título. Achei até que foram bem competentes em recriar aquele mistério sobre o departamento H no caso do Wolverine, e abordar um bom pedaço da mitologia do Thor.
Como desenho de ação, foi bem de acordo com minha expectativa. E acho que funciona. Não é o único tipo de animação que a Marvel produz, então é uma variante possível dentro do seu universo. Serve, inclusive, para despertar curiosidade, quem sabe até interesse, nos personagens mostrados, caso o espectador não os conheça.


¤Coveiro¤ diz:
Então, praticamente, o que vocês estão me dizendo é que o desenho do Hulk foi voltado para os fãs do Verdão. Mas fui só eu, ou mais alguém teve impressão de que o Hulk parecia mais um coadjuvante para contar as histórias dos outros heróis? Tipo, ele era mais uma "causalidade da natureza" ali do que personagem em si na minha opinião.

Em Foco: Hulk Vs.

Cammy diz:
Concordo. Não foi só você.

Eddie diz:
Eu acho que o desenho foi voltado para fãs de HQs Marvel, não apenas do Hulk.

Brizola diz:
É o que eu ia falar.

Cammy diz:
Sim, até porque pouco se fala do Hulk ali nos dois. Ele é um pretexto para desenvolver outros personagens em ambas animações.

Léo diz:
Sim, as histórias pareciam dos outros personagens com participação do Hulk , e concordo com o Ed.

Cammy diz:
Na verdade, no fim, ele não é um personagem que desenvolve em nada.

João diz:
O único que de alguma forma trabalhou sua essência foi o do Thor. Mas bem de leve.

Cammy diz:
Na animação, eu digo. Tipo, o hulk tem um baita potencial de desenvolvimento psicológico, mas nas animações é só um "pretexto" para desenvolver seus oponentes. Bem de leve

Léo diz:
Na do Thor eles desenvolvem mais os próprios Hulk e Banner, mesmo não sendo tanto.

Cammy diz:
Com a coisa do Banner ser o ponto fraco e necessário ao Hulk.

¤Coveiro¤ diz:
Isso se torna nítido pelo simples fato de que mal falam de alguma origem do Hulk. Levemente tocam que é a raiva que o faz se tornar quem é. A única desculpa que vejo, seria, como bem falaram antes, que serviria para os até então fãs do Hulk conhecerem mais do Thor e Wolverine.

Brizola diz:
Talvez façam animações do Thor e Wolverine depois, certamente pensaram nisso. No mínimo aproveitaram a chance para dar seu pitaco.

¤Coveiro¤ diz:
Bom, Brizola, dizem que essa história do Hulk se encaixa perfeitamente com a animação de Wolverine & os X-men. Poderia ser parte da cronologia, até. Os dubladores foram os mesmos.

Brizola diz:
Não sabia disso, Coveiro, mas não me surpreendente nem um pouco. É possível que tenha um universo Marvel animado, uma versão mais leve do universo dos filmes e tal.

Eddie diz:
Depois de ver o Wolverine nessa animação, passei a achar as outras versões cretinas.

João diz:
Achei bacana também. Pareceu mais com o dos quadrinhos.

Eddie diz:
Exatamente, Jão.

Léo diz:
O do desenho teve até um rápido flashback mostrando a primeira luta deles, bem no estilo dos quadrinhos.

Eddie diz:
Qual desenho, Léo?

Léo diz:
Do Wolverine.

¤Coveiro¤ diz:
Bem, vamos deixar para falar especificamente de cada história mais pra frente. Quero focar ainda no Hulk.
O personagem do Hulk aparentemente sempre teve problemas de adaptação em outras mídias que não fossem quadrinhos. Sabendo que é impossível ter uma unanimidade entre os fãs, que caminho seria o certo para se ter um bom resultado final? Essas duas animações conseguiram trilhar o caminho certo?


Léo diz:
Creio que sim. Principalmente o episódio do Thor, que mostra grandes seqüências de ação, porradaria, um Hulk mega-poderoso – que é o que muitos fãs do verdão querem ver -, e um Bruce Banner heróico e responsável, uma pessoa admirável. Para mim, ISSO é um trabalho bem feito com o personagem, pondo no chinelo muitos gibis dele.

Em Foco: Hulk Vs.

Brizola diz:
Acho que em termos de direção essas animações se saíram melhor que o filme do ano passado, que apesar de uma trama bem mais envolvente, não criou muitas situações para serem exploradas futuramente, em outros filmes. Ou seja, é uma franquia que eu acho que não vai decolar.
Não sei se já existe tecnologia para tanto, mas ainda acho que o ideal é um filme que Banner e Hulk tenham no mínimo o mesmo tempo de tela, aí sim me parece que teríamos algo duradouro e com muitas opções. De fato, algo com a ação dessas animações e a história do último filme.


João diz:
Acho que, curiosamente, essas animações trabalharam pouco o Hulk. Claro que ele era o foco das histórias, mas, ao mesmo tempo, tudo que não era pancadaria se dedicou quase exclusivamente ao universo do Wolverine, ou do Thor. Achei isso um pouco estranho, pois pode soar até meio como propaganda enganosa.
Não que tenha me decepcionado com as animações, mas ficou martelando aquela pergunta: Mas e o Hulk? Claro que não foi totalmente negligenciado. Tem esse aspecto do Banner no episódio do Thor. Mas foi estranho.


¤Coveiro¤ diz:
O episódio do Thor foi o único que deu uma boa trabalhada nele, mas se eu não conhecesse o Hulk ficaria perdido.

Léo diz:
Mas creio que muitos fãs do Hulk se contentam só com porradaria. Espero não estar estereotipando, e sei que não são todos, mas muitos são assim. Então, acho que para esses, isso já é suficiente.

João diz:
Pode até ser, Léo. Mas eu esperava mais do que isso.

¤Coveiro¤ diz:
Vai ter troco, óbvio, Léo. O pessoal vai reclamar.

Cammy diz:
Ah, vai.

Léo diz:
Não é minha intenção mesmo ser implicante. Serinho.

Cammy diz:
Acho que não existe unanimidade aqui, mas, na minha opinião, um equilíbrio entre valorização do aspecto (complexo) psicológico da personagem e a ação que um Hulk exige são a melhor receita. Como o Brizola disse quando mencionou o mesmo tempo de tela para ambos. Claro que sempre vai ter quem priorize uma das coisas, mas acho que não dá pra ficar só na exploração psicológica, pois se perde grande parte (pelo próprio caráter psicológico do personagem mesmo) do aproveitamento, e muito menos só na pancadaria, pois fica monótono.

Eddie diz:
Olha, o Hulk, por ser um anti-herói, acaba funcionando muito bem com esse tipo de "parceria". Melhor do que, mais uma vez, colocá-lo contra militares e coisas do tipo. Acho que a solução, inclusive no cinema, seria colocá-lo como antagonista de outros heróis Marvel e torná-lo protagonista apenas nos quadrinhos ou em uma nova série de TV.

João diz:
Mais ou menos como fazem no universo Ultimate (Millennium). E devem fazer o mesmo no filme dos Vingadores.

¤Coveiro¤ diz:
Bom, o Brizola em seu comentário pareceu não muito satisfeito com o último filme do Hulk. Já eu, acho que foi a melhor adaptação para outra mídia até então. Pena que foi pouco valorizado até mesmo para os fãs. Acho que o clima que tem que ser deixado é sempre assim daquele jeito, um pouco de suspense quando ele se torna o monstro. Algo do tipo, que nos deixe tenso na cadeira por não saber como ele deve agir.
A animação teve um pouco disso. O Hulk era o principal, mas sempre o antagonista. Contudo, focaram excessivamente nos demais personagens, e suprimiram um pouco aquele que deveria receber mais destaque. Provavelmente, claro, para ter alguma história a contar, e não só ação. Mas algo do Banner deveria estar lá. No do Thor, pincelou um pouco mais. Mas só um pouco.


João diz:
Coveiro, o Thor te pincelou?

¤Coveiro¤ diz:
Não, eu não estou no desenho... e foi fraca.

João diz:
hahahahahahaha

Eddie diz:
Eu discordo que foi a melhor adaptação até então. A série de TV era maneira...tosca, mas maneira.

Em Foco: Hulk Vs.

Léo diz:
Mas era mal adaptado pacas.

¤Coveiro¤ diz:
Cara, não consigo mais ver aquela série hoje. Me perdoe, Eddie.

Brizola diz:
Eu gostei do filme individualmente, mas não acho que vai render como negócio, a bilheteria foi bem morna.

Cammy diz:
Eu adorei o filme.

Eddie diz:
Pô, aquela série era sensacional. Só a cena do Davi Banner se transformando em Hulk por causa de um péssimo atendimento telefônico já vale tudo.

Léo diz:
Eu nunca cheguei a ver direito também. Mas já vi uns filmes da série, com direito a Thor e Demolidor.

Cammy diz:
hahahahaha

Eddie diz:
Demolidor não, pô.O Audacioso.

Cammy diz:
Nunca vi, mas acho que nem teria paciência hoje em dia.

¤Coveiro¤ diz:
Na verdade, sempre que relembro daquela série do Hulk e do Aranha para TV me retorço. Teve algum motivo para meu pai comprar uma fantasia de capitão América ao invés desses que eram mais tradicionais.

Léo diz:
Gezuiz! hahahahahahahaha

Eddie diz:
A do Aranha era tosca e ruim, a do Hulk era tosca e maneira. Tem diferença nas tosquices.

Brizola diz:
O Hulk morre caindo de um prédio, que é isso? Mais desmoralizante que Hulk Contra o Mundo.

Eddie diz:
De um avião, Brizola.

¤Coveiro¤ diz:
Eu parei minha opinião no tosco.

Léo diz:
Pelo menos ele tem alguma vulnerabilidade. =P

João diz:
Qual do Aranha?

¤Coveiro¤ diz:
Teve uma do Aranha nos anos 80 por aqui.

Eddie diz:
Sim, aquela que ele jogava uma redinha das mãos.

Léo diz:
Eu já um episódio do Aranha em live action, de doer.

Em Foco: Hulk Vs.

João diz:
Ahhhh, sim. Credo. Aquilo era muito ruim. (do Aranha). Hulk era maneiro.
Passava na Sessão Aventura. ^ ^ (ou coisa do tipo)


Eddie diz:
Aeeeee....João tem bom gosto.

Léo diz:
Ele usava uma tirolesa na teia.

¤Coveiro¤ diz:
Sei lá, não curto mais. Na época nem lembro minha opinião. Assistia e só, mas nem era meu favorito. Por isso digo, não existe nem uma tendência a unanimidade em qualquer mídia fora dos quadrinhos para o Hulk.

Eddie diz:
Minha saudosa mãezinha dizia que Hulk para ela era David Banner. E ponto final.

Brizola diz:
Alguém mais tinha medo do Hulk da série?

João diz:
Era bizarrão mesmo.

Léo diz:
Hahahahhaha Eu não tinha, mas acho totalmente compreensível.

Eddie diz:
Eu não. Eu andava pela casa fingindo que era ele...hahhahhaha

Brizola diz:
Era ele e a Cuca que usavam para eu me comportar... Claro, e o Capitão Caverna.

Eddie diz:
O Hulk da série vivia em constante mutação. Sempre um cabelo e um nariz diferente.

¤Coveiro¤ diz:
Meu primo, tinha trauma.

Cammy diz:
Eu não sou dessa época.

¤Coveiro¤ diz:
Era isso que aquela minhoca do planeta que quase engole a Millenium Falcon em "O Império contra ataca".

Eddie diz:
Não era um planeta, Coveiro. Era um asteróide.

¤Coveiro¤ diz:
Sim, isso.

Léo diz:
Eu também não fui nesse dilúvio, mas pisei na lama.

¤Coveiro¤ diz:
Você nem tem o que comentar, Leo.

¤Coveiro¤ diz:
Vamos falar especificamente dos dois episódios, e fazer uma mini-crítica de cada, a começar pelo Hulk vs Thor. Quais são os pontos fortes e fracos a se destacar desta animação de mais de 40 minutos?

Em Foco: Hulk Vs.

Eddie diz:
Olha, esse foi o que menos gostei. Primeiro, por mais que isso até possa ter base nas HQs, acho muito absurdo o Hulk se mostrar mais poderoso do que todas as hordas dos inimigos de Asgard, incluindo o Surtur. Além disso, a história era quase nula, reduzindo-se apenas a uma pancadaria interminável entre o Thor e o verdão. Fora isso, as lutas foram um pouco mal feitas. Um exemplo disso foi a Sif golpear o Hulk com uma espada, que não deve ter uma lâmina comum, e nem arranhar o bicho. Além disso, o traço é estranho e parece mudar no decorrer do desenho. De ponto forte, na minha opinião, foram o Loki e a Amora, que estavam muito bem adaptados, e a ponta dos Três Guerreiros. Ah, mais hilário mesmo foi o Odin acordando no exato momento em que ele não era mais útil para nada.

Em Foco: Hulk Vs.

Cammy diz:
Acho que os pontos fortes foram a boa caracterização dos personagens de Asgard, até mesmo para mim que quase nada conheço de Thor, tornou-se interessante e até explicativo em certo ponto, ao colocar esses personagens presentes e atuantes.
O plano de Loki também foi um ponto alto, somado à dublagem do personagem que foi impecável.
A idéia de que Hulk precisa de Banner para ter um ponto fraco, e que o separando a raiva encarnada não pode ser contida, também foi bem explorada.
Um ponto fraco, talvez seja a colocação um tanto “overpower” do Hulk, como Ed comentou comigo. Mas o fato dele estar sem Banner, e ser a cólera em um corpo, faz isso aliviar um pouco.

Em Foco: Hulk Vs.

¤Coveiro¤ diz:
Nota pessoal do Editor aqui. Assisti o desenho com essas duas criaturas e eles não paravam de ver referencias doentias de Lost nessa animação.

João diz:
Seqüela.

Cammy diz:
Nós tínhamos acabado de ver um episódio, uai!

Brizola diz:
Overpower, talvez, mas ele tinha esse "papel" na trama digamos assim.

Eddie diz:
Oras, mas é verdade Coveiro. E quem chamou o Loki de Locke foi você.

Cammy diz:
Você começou tudo!

Brizola diz:
É provável que eu seja minoria aqui, mas achei esse melhorzinho que o Hulk Vs Wolverine. Não exatamente por ter uma história melhor ou algo assim. Talvez só tenha me interessado mais por causa do tema mesmo. Quer dizer, de uns tempos para cá venho me interessando muito por mitologia nórdica e coisas assim, sendo que sempre gostei de aventuras medievais fantásticas e do subgênero “capa e espada”. Isso desde a época de Caverna do Dragão, Conan e Excalibur. Excalibur é aquele filme cult da década de 80 que fez muito sucesso no Brasil, não sei se vocês conhecem...
Bom, é uma bomba de qualquer jeito. Mas enfim, é o que me levou a jogar RPG, que conseqüentemente fez me interessar por Senhor dos Anéis, e agora, meio que por acaso, ou procurando mesmo, leio e assisto muitas coisas desse tipo, como Thor, Beowulf, Cornwell, Northlanders e afins.
Quanto ao desenho (sim, vou falar dele depois desse mega-texto), gostei da ênfase que deram ao heroísmo e drama do Banner. Esse é o lado mais interessante do personagem na minha opinião, apesar de achar que o Hulk deve sim aparecer mais que o Banner, porque é de fato o que queremos ver e não um cientista resmungão.
O lado negativo acho que fica por conta da caracterização dos asgardianos, achei simplista e pomposa demais, prncipalmente o Thor, que está mais para Cisne de Cavaleiros do Zodíaco do que para Deus do Trovão. Tipo, se for pegar as versões do Simonson e Straczynski da mitologia nórdica “Stanleenesca”, eles dão um pouco mais de ênfase ao lado violento da coisa, com menos frescuras.
Mas acho que para o desenho procuraram algo mais simples, apesar do Hulk Vs Wolverine ser bem mais pesado.


Eddie diz:
Por Odin...

Brizola diz:
Desculpem se exagerei. hehehe

Cammy diz:
hahahahaha

Brizola diz:
É o Ragnarok mesmo. (entenderam o trocadilho?)

Eddie diz:
Hahahhahhahhaha...boa, Brizola!

¤Coveiro¤ diz:
AHUhauHAUhau... mas só um adendo. Acho que conheço o Excalibur. Se for o que o Merlin tem papel de alumínio na cabeça.

João diz:
Também conheço essa bagaça.
Bom, fora o que já falaram, o de positivo é que acaba abordando vários personagens legais de Asgard. Não fica só no Thor. Mostra os três guerreiros, Odin (mesmo adormecido), Hela, Loki, Encantor... o problema é que me deu uma baita sensação de estar assistindo, em alguns momentos, um roteiro de jogo de videogame.
Um jogo bem legal, mas, ainda assim, esses personagens me pareceram meio jogados, apesar de gostar bastante deles. Achei bem legal explorarem o triângulo amoroso Thor-Sif-Encantor.

Em Foco: Hulk Vs.

¤Coveiro¤ diz:
Não teve negativo, João?

João diz:
Você acha que parecer videogame é positivo? =O

Eddie diz:
Pô, ele disse que parece videogame, personagens jogados.

Léo diz:
Hahahahahahaha Trocadilho acidental?

João diz:
Nem foi. hahahahahaha

¤Coveiro¤ diz:
Se for um Xbox...prefiro a um filme!

Cammy diz:
Vendo do jeito que João falou, também percebo essa impressão do “videogame”.

¤Coveiro¤ diz:
Será que vou ganhar algum dinheiro pela propaganda?

João diz:
Mas tem bons momentos. Achei legal aquele pós-batalha, antes do Hulk chegar, com os três guerreiros.

Em Foco: Hulk Vs.

Brizola diz:
Legal o triângulo amoroso mesmo, torci para o Thor ficar com as duas no final como um bom viking. Talvez na versão +18.

Eddie diz:
Hahahahahaha

João diz:
hahahaha Podreira.

¤Coveiro¤ diz:
Porra, Brizola!

Cammy diz:
affffff

Eddie diz:
Com direito aquela cena do Deodato Jr.

Cammy diz:
Momennto “mulher indignada”...

¤Coveiro¤ diz:
Mas falei paro pessoal na hora, gosto mais da Encantor. Ela foi mais simpática no desenho.

Eddie diz:
E é loira, né?!

¤Coveiro¤ diz:
Não falei por ser loira E que diabos o pessoal acha que tenho fixação por loiras?

Cammy diz:
Você tem!

Eddie diz:
É que você é fanboy da Miss Marvel...rsrsrsrs

Brizola diz:
hahahaha

¤Coveiro¤ diz:
E detesto a Emma... eu mereço!

Cammy diz:
Mentira, ele gosta de morenas.

¤Coveiro¤ diz:
Eu não tenho nenhuma fixação, mas até então na contagem prefiro as morenas mesmo. Hehehehehe...

Eddie diz:
Léo morreu? Frejat?

Brizola diz:
Acho que ele se animou com o lance do Thor com as duas!

Léo diz:
Hahahahahahahaha, que horror!!

Cammy diz:
Aaahhhh, que em foco é esse?????

Brizola diz:
Foi mal, Léo. hahahahaha

Léo diz:
Tranqüilo. Hahahahaha Foi boa.

João diz:
Grudando o teclado.

Léo diz:
Achei muito bacana, superou em muito minhas expectativas, com uma trama muito bem construída, e tudo o que já citei acima sobre Hulk/Banner. E também preferi esse ao do Wolverine, mesmo não compartilhando em nada dessa preferência pelo tema do Brizola. Eu só achei a história melhor.
Como não conheço tão bem o universo das histórias do Thor, não me incomodei com nenhum personagem, pelo contrário, gostei muito da caracterização dos que eu conhecia.
Destaco também a cena do Banner pedindo carona no final, que foi muito legal. Acho que nem vi pontos fracos, por mais estranho que isso pareça. E achei a coisa overpower do Hulk justificável, como a Cammy explicou, por ele estar sem o Banner. Já o vi overpower com desculpa pior em HQ, e com menos propósito para a trama. Isso nem me incomodou.


Eddie diz:
A cena da carona foi maneira mesmo, Léo. Por isso que a série de Tv é eterna e clássica, embora tosca.

Cammy diz:
Eu até cantarolei a musiquinha a carona.

¤Coveiro¤ diz:
Bom, acho que a maioria falou tudo ali. Eu não vou dizer que preferi esta animação, porque a do Wolverine tem alguém que me fez condicionar todo o meu voto para ela, mas na questão trabalhando o Hulk/Banner essa superou mesmo.
O que certamente ganha alguns pontos nessa animação são os vilões. Incontestavelmente, uma história do Thor sem o Loki não é a mesma coisa.


¤Coveiro¤ diz:
Passando agora para Hulk vs Wolverine, vamos fazer o mesmo tipo de avaliação. Quais os pontos a favor e contra?

João diz:
Conseguiu trazer personagens que, de alguma forma, estão ligados às origens do Wolverine pelo Departamento H, ou outras referências ao seu passado, de uma maneira que não pareceu forçado. Aquele grupo eclético, com Omega Vermelho, Lady Letal, Deadpool (que ficou muito engraçado) e Dentes de Sabre, funcionou muito bem.
Dose foi, em alguns momentos, dar a impressão de que o Wolverine teria alguma chance contra o Hulk. Forçaram muito. Hahahahaha
Achei muito bacana usarem o uniforme da primeira aparição. Com aquela máscara diferente.

Em Foco: Hulk Vs.

Eddie diz:
Esse eu digo que só tem pontos a favor, sinceramente. Para começar, temos o Wolverine pela 1ª vez na história das animações usando suas garras para cortar outra coisa que não sejam robôs. O desenho é bastante violento, como uma boa história envolvendo Wolverine e Hulk deve ser. Mas o legal é que usam o Hulk apenas como desculpa para desenvolver uma boa trama envolvendo o Arma X. Inclusive com aparições de Dentes de Sabre, Omega Red, Lady Lethal e, o melhor de todos, Deadpool. Sério, o Wade estava tão bem caracterizado e tão divertido, que torci para que o do filme vindouro do Wolverine tenha metade desse carisma. Além da boa história e do sangue por todo lado, o desenho teve ótimas referências, como a clássica cena da amputação da mão do Professor (empolguei muito nessa parte) e o arroz de festa de Chris Yost, a X-23. Desenho nota dez e a cena final é muito bem sacada, com uma cena pós-créditos hilária. Mas, como disse o Jão, única coisa meio ruim foi o Wolverine um pouco overpower frente ao Hulk. Olha só, Jão me fez lembrar de um ponto negativo...rsrrs

Em Foco: Hulk Vs.

¤Coveiro¤ diz:
Segunda nota do Editor aqui. Eu vi o Eddie tenso aqui. Sabia que ele ia gostar e ficou caladão a história toda e vidrado. Terminou o vídeo e sem muita palavras foi até a parada e só falou isso - "preciso ver isso melhor."

João diz:
Hahahahaha

Cammy diz:
E depois de assistir Lost, heim????

Eddie diz:
Queria ver de novo a cena da amputação.

Brizola diz:
Não sei se é pelo fato de traduzirem “bub” como Bob na legenda e outros errinhos assim, mas demorei um pouco para entrar no clima. É até mais divertido, pena que não tem muita ambientação além da ação, coisa que o Hulk Vs Thor dosou melhor ao meu ver, detalhando um pouco Asgard.
Valeu pelos trechos do passado do Wolverine, o enfoque na Arma X e algumas tiradas boas do Deadpool, que para mim já deveria ganhar sua própria animação.
O que eu não gostei foi que os outros vilões, Omega Red, Lady Letal e o Dentes-de-Sabre. Lembraram dos capangas do Esqueleto em He-Man, no sentido de só estarem ali para dar um trabalhinho aos heróis, e eventualmente apanhar.
E o Hulk não tem muito destaque, ele é praticamente um coadjuvante nesse.

Em Foco: Hulk Vs.

João diz:
Putz, essa do Bob doía nos olhos toda vez.

Eddie diz:
Brizola, mas nesse cortam a mão do cara. A MÃO!!

¤Coveiro¤ diz:
Era Bob de Robert Bruce Banner... AHUHAuahUAH

Cammy diz:
hahahahaha

Eddie diz:
Hahahhaha...eu falei isso.

Brizola diz:
Wolverine ficou pirado depois de levar tanta porrada, chamava todo mundo de Bob.

Léo diz:
Deve ter ficado estranho, quando o Deadpool diz que era chamado disso no passado.

Cammy diz:
hahahahaha
Acho que o Ed (e o Brizola) já destrincharam tudo... o Brizola até lembrou essa da legenda que eu tinha esquecido como ponto fraco, mas vou salientar o que eu pensei na hora:
A favor, para mim, foi a forma de abordar a violência. Mais uma vez, pela inovação e pela maior veracidade, trazendo de fato uma animação adulta finalmente.
A caracterização de todos personagens estava muito boa, principalmente de Wolverine e Deadpool. Aliás, Deadpool é um show à parte, divertidíssimo.
A mistura de cômico com violência “sem cortes” foi o que me fez gostar muito mais dessa animação que a com Thor, que é muito mais “singela” perto desta.

Em Foco: Hulk Vs.

* Cammy demora um bom tempo para concluir o raciocínio*

Eddie diz:
Está parecendo aquele povo que está morrendo e não fala logo...rsrsrsrs

Léo diz:
Hahahahhahaha

¤Coveiro¤ diz:
HuahAUHauhA.. Boa, Eddie!

João diz:
“Ai, ai, estou morrendo seu idiota....” /Família Dinossauros

Eddie diz:
Hahhahhahhahhaha Essa foi do fundo do baú.

João diz:
Esse episódio é demais.

Léo diz:
hahhaahhaahhhaha

Cammy diz:
E não achei tãão absurda a "overpowerisse" dessa vez, porque mostrou uma luta mais justa que a do Thor... Assim, o Wolverine não ganha, mas não desiste.

¤Coveiro¤ diz:
Cara, nem achei assim apelona a luta com o Logan. Ele não chega a atingir pesadamente o Hulk, mas resiste pra dedéu. Tudo por conta do fator de cura.

Cammy diz:
É exatamente o que quis dizer, coveiro.

Eddie diz:
Mas sabe o que incomoda?
É que eu tinha acabado de ver o Hulk detonando os maiores guerreiros de Asgard. Então, vendo isso, o Wolverine não seria nada.


Brizola diz:
O desenho sugere que o Wolverine não tem cérebro pelo visto, porque ele leva uns cinco diretos seguidos na cara e nem desmaia. Na luta original ele apagou com um. Hehehehe

Em Foco: Hulk Vs.

Léo diz:
Eu interpretei que o Hulk era menos overpower, não que o Wolverine era mais. E eu vi esse antes do Thor.

Cammy diz:
Tem que ver separadamente mesmo.

Léo diz:
E no do Thor ele estava sem o Banner e tal.
Esse foi mais no estilo que eu imaginava, porém melhor também. O melhor dele foram todas as referências à carreira do Wolverine. Todos os personagens ficaram bem caracterizados e a trama ficou interessante, chegando a surpreender na cena da morte (ele morreu mesmo, né?) do Professor. (...)
É mais focada em lutas mesmo, como era de se esperar, principalmente em se tratando de um crossover com o Wolverine e seus coadjuvantes “casca-grossa”. Tanto que a luta entre os dois nem termina, para não determinar um vencedor, sendo que, pela natureza destes dois personagens, isso poderia chegar a ser uma “humilhação”. (...)
E a cena pós-créditos ficou bem legal. O Deadpool foi um dos principais pontos positivos, como já disseram.

Em Foco: Hulk Vs.

Eddie diz:
Para ficar melhor, o Logan devia ter matado aquele puto do Cornelius. Odeio esse cara...

Brizola diz:
Não vi essa cena pós-créditos, maldição! Pelos corvos de Odin!

Cammy diz:
Spoileeeeeeeeeeeer!

Eddie diz:
É muito legal, “aparece o Chavier e o Magneto meche a piça”.

Cammy diz:
hahahahahahaha

Léo diz:
Hahhahahahahaahahhahahahahahahahhahahahahhahaha

João diz:
Hahahahahahahahahahahahahaha Boa!

Cammy diz:
Ed acaba com tudo, né?

Léo diz:
Cara, estou rindo muito dessa do Ed.

¤Coveiro¤ diz:
Bom, foi unânime que a presença do Deadpool foi crucial pra o desenho ter um toque a mais, né? Bom, foi a causa de eu achar esse desenho superior. Caramba, que boa adaptação. E foi uma prova viva de que o personagem tem tudo pra assumir alguma mídia em maior destaque no futuro. Espero sinceramente que enxerguem isso.
No mais, a animação teve todos os méritos de ser altamente fiel, como bem salientou o Eddie. Pena que é 10 minutos mais curta, mas a cena pós-crédito já garante algo a mais.


Brizola diz:
Ah, entendi a piada do Eddie. Não vi que era para mim. huehehue

¤Coveiro¤ diz:
Vi poucos pontos negativos, de boa. Estou procurando algum aqui.

Eddie diz:
Vamos elogiar muito a cena pós-créditos, para o Brizola ficar p*** da vida.

João diz:
A cena pós-créditos é que deu sentido a toda animação.

Cammy diz:
hahahahahahaha

¤Coveiro¤ diz:
HAUhauHAUah... olha a apelação do João.

Léo diz:
A cena pós-créditos deixa Sam Jackson de Fury no chinelo (bom assim, Ed?).

¤Coveiro¤ diz:
Cara, chorando de rir.

Léo diz:
Ah, João chegou antes e fez piada melhor.

Brizola diz:
Então por isso que eu não gostei, compreendido.

Eddie diz:
Ou não, já que você não compreendeu o desenho sem a cena pós-créditos.

¤Coveiro¤ diz:
hUAHuahUAhauH... vai ser ótimo quando ele for conferir depois do Em Foco e comentar aqui comigo.

Vai ser nossa cena pós-Em Foco!


Cammy diz:
hahahahahahaha

Léo diz:
É, no caso, não está compreendido.

Eddie diz:
Aliás, minha vida mudou depois dessa cena pós-créditos.

Em Foco: Hulk Vs.

Léo diz:
Hahahaahahahahahaha

Pô, poderia incluir a cena pós-em foco, seria legal.


Eddie diz:
Posso dividir minha vida em antes e depois dessa cena.

¤Coveiro¤ diz:
E já que estamos comentando o final do Em Foco, vamos para a última questão.

¤Coveiro¤ diz:
É viável que "Hulk vs" se torne uma pequena franquia? Se sim, que outros tipos de encontros vocês gostariam de ver nas mãos de Chris Yost?

Léo diz:
Seria legal, pois estes dois ficaram muito bons. Agora, é um tema meio limitado e, para encarar o Hulk, o “convidado” precisa ser um personagem poderoso. Eu não me ligo muito nessas coisas de poder, então nem consigo imaginar outros personagens que poderiam estrelar futuros confrontos. Talvez os X-Men, por serem um grupo e ter um tema parecido com o do Hulk, sendo páreas da sociedade. Talvez desse para desenvolver uma história legal e ter todo o quebra-pau necessário.

João diz:
Tudo depende de como vender. Vamos ser francos. O retorno financeiro é fundamental. Hehehehe Tem tanto personagem com os quais dá para fazer um versus... não dá nem para enumerar. Mas seria bom fazer um que contemplasse mais o universo do Hulk. Poderia usar a She-Hulk, talvez.
Ou, sei lá, o Samson, enfocando o lado psicológico.


Eddie diz:
Algo me diz que Hulk vs Samson não seria atrativo...rsrrsrs

João diz:
Talvez com participação dele, Ed. Não sendo personagem título. Algo com a She-Hulk e o Samson na onda...

Eddie diz:
Ah, aí ficaria maneiro.

Cammy diz:
Olha, vou ser bem sincera e dizer que não sou fã do Hulk e não seria a mais animada em ver essas animações. Porém, com certeza, existe público para tal. Acho que Wolverine já foi uma das melhores pedidas possíveis. Se fosse pra chutar mais algum, acho que teria que ser algum ícone, tipo Aranha, ele teria que usar mais o cérebro que a força pra vencer o Hulk, o que eu acharia bem mais interessante.

Brizola diz:
Na verdade, eu acho que o mais interessante seria aproveitar que já apresentaram Wolverine e Thor e ver o que pode ser utilizado para outras novas séries. No caso do Hulk, quem sabe um encontro com o Homem de Ferro ou Homem-Aranha? Se bem que podiam fazer uma World Tour também, um único desenho em que ele topa com Doom, Raio Negro, Namor e outras figuras assim.
Dito isso, acho bem viável que se torne uma franquia sim, embora eu gostaria de ver isso expandido além do Hulk. Acho que o Yost deixou vários ganchos que podem ser melhor explorados em outras produções.


Eddie diz:
Eu acho viável, pois o Hulk dá certo nesse tipo de adaptação, e ainda pode explorar muitos cantos do Universo Marvel. Particularmente, gostaria de ver "Hulk vs Coisa", que é outro combatente clássico do verdão. Mas quando vi Banner separado do Hulk, fiquei sonhando com um "Hulk vs. Marvel Universe"...rsrs. Uma adaptação da clássica história do John Byrne, em que o verdão é separado do Banner e enfia a porrada em todo mundo. Só que um com um final melhor, claro.

¤Coveiro¤ diz:
Bom, ao invés de opinar, venho com alguns fatos. Na última comic con de Nova York foi comentado que o DVD andou vendendo muito bem, assim como Wolverine e os X-men, que foi tema do nosso último Em Foco, teve altos índices na tv americana. Altos pra valer!
Então, quem presidia o painel sobre animações, que não me recordo o nome agora, perguntou sobre mais filmes "vs" e a platéia apoiou a idéia. Contudo, o mais interessante foi que ele não determinou nenhum nome aí. Então, é provável que teremos mais do estilo, mas não necessariamente com o Hulk.
Pode ser algo bem interessante. Histórias menores, mais direcionadas ao encontro e menos repetidas. Esse talvez tenha sido o mérito dessas duas animações, ser bem fora do normal e do esperado.

Em Foco: Hulk Vs.

Cammy diz:
Foi o que disse quando comentei lá no começo.

¤Coveiro¤ diz:
Ah, e uma boa notícia. Há planos fortes de levarem Planeta Hulk ao mundo das animações.

Eddie diz:
Planeta Hulk é bacana.

João diz:
Planeta Hulk seria bacana mesmo.

Cammy diz:
Que venham mais!

Léo diz:
O único problema é que culmina em WWH.

¤Coveiro¤ diz:
Mas aí não precisa culminar desta vez, Leo.

Eddie diz:
Se é para ter outros vs, que venha Marvel vs DC de uma vez.

Brizola diz:
Boa, Eddie! Hulk vs Robin!

Cammy diz:
Cruzes.

¤Coveiro¤ diz:
Não deve mais existir esses "vs" entre as editoras. Faz anos que os cabeças delas não andam se batendo como era antigamente... O que acho uma boa, em termos de competição e investimento de melhores histórias.

Eddie diz:
Gasparzinho vs Visão. Homem de Ferro vs Homem de Lata. Vespa vs Chapolin Colorado. Gigante vs Pernalonga.

Léo diz:
E essa ideía de "vs" sem necessariamente ser com o Hulk é legal. Só que o lance de os heróis terem que necessariamente lutar uns contra os outros pode ficar estranho. Porque o Hulk enfrentando heróis é normalíssimo, mas outros heróis se enfrentando me remete àquela coisa da Era de Prata, dos mal-entendidos que os faziam pensar serem inimigos.

João diz:
Era de Prata??? Isso rola até hoje! hahahahahaha

Em Foco: Hulk Vs.

Eddie diz:
Super-herói só se cumprimenta na porrada. A lista é imensa.


Léo diz:
Nem pensei nisso. hahahaha

¤Coveiro¤ diz:
Considerações finais?

Cammy diz:
Que venham mais animações como essas! gostei da idéia de animações curtinhas e diretas ao assunto
Mas não aguento mais ver o Hulk em 2 seguidas...


¤Coveiro¤ diz:
AahuAHuhUAHA... Mais um comentário que vai ter troco.

Léo diz:
Só um comentário: Chapolin seria foda. =P

João diz:
Eu queria ver uma animação do Hulk enchendo o Quesada de Porrada. Pronto. Boa noite.

Brizola diz:
Já discutimos isso, João. É como bater no Blob.

Cammy diz:
Eu já considerei muito.

Eddie diz:
Gostei das duas animações. Gostei do Em Foco. Gosto de vocês. E lamento pelo Brizola não ter visto a cena pós-créditos, que é uma verdadeira revolução na história das animações.

¤Coveiro¤ diz:
UAHuahAUah... Ótima, Eddie.

João diz:
Eu não gosto do Ed.


Brimks


Cammy diz:
O Ed tá muito inspirado hoje. Aplausos.

Eddie diz:
Obrigado, obrigado...

Léo diz:
Eu gostei das animações e quero ver outras de qualidade. Seja com o Hulk ou não. O Em Foco foi muito divertido, a discussão foi boa, e até a próxima.

Brizola diz:
Só tenho uma coisa a dizer depois dessa do Eddie: ODINNNNN! *se transforma em vários corvos e desaparece no céu de Midgard*

João diz:
Que saída carnavalesca do Brizola.

Léo diz:
Hahahhaahahahhahahahahahahaha

¤Coveiro¤ diz:
Entrou no clima!

João diz:
Imagine as plumas pretas dos corvos voando! Ui! hahahaha

Eddie diz:
Muito...era melhor ter mandado um THIS IS ASGARD!!!

¤Coveiro¤ diz:
Obrigado a todos e ficamos por aqui. Os planos para o próximo Em Foco ainda estão sendo trabalhados, mas acho uma boa falar do 1º ano pós-morte do Steve Rogers e do novo Capitão América!



Assim terminamos mais um Em Foco, agradecendo aos participantes, e aos leitores, além de esperar que mais animações de qualidade saiam nos próximos anos.

Um abraço,


Editorial 616

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Justiceiro: As Viúvas Negras

Justiceiro Viúvas Negras 01


Para toda ação, há uma reação igual e contrária. Essa famosa lei da física, de certa forma, pode ser aplicada em diversos campos da vida. Todas nossas ações acabam acarretando uma reação. É o velho ditado “tudo que vai, volta”. Se na nossa vida esse tipo de coisa é recorrente, qual seria a razão para essa regra não ser aplicada à vida de Frank Castle? E o nosso amigo com a caveira no peito está prestes a sentir a reação.

O arco começa da maneira Ennis de ser. Ou seja, com um morto. Enquanto Castle obtém uma informação sobre uma espécie de rede de pedofilia, ele relembra os eventos do arco Os Escravistas. Após eliminar o meliante, ele vai atrás dos outros membros da rede para matá-los (claro, esse aqui não é o Justiceiro do Fracttion). Mas esqueçam um pouco o nosso psicopata favorito. Os astros principais desse arco são outras personagens.

Quando uma pessoa morre, sempre há alguém para velar os corpos. Sempre há alguém para zelar pela memória dessa pessoa. A maioria das pessoas tem entes queridos e com criminosos não poderia ser diferente. Enquanto Castle resolve seus problemas, um grupo de mulheres promove uma reunião. Cinco mulheres que tem algo em comum: São viúvas.

Annabella, Bonnie, Lorraine, Shauna e Barbi. Cinco mulheres que resolvem lembrar memória de seus maridos. Apesar de uma breve desavença entre Shauna e Barbi, o assunto da reunião é rapidamente retomado. E toda a reunião se resume a uma pessoa: Castle. Cinco viúvas. Todas são ex-mulheres de mafiosos e bandidos que cruzaram o caminho do Justiceiro.

Justiceiro Viúvas Negras 02

Longe dali, uma mulher bem atraente se destaca na noite de uma agitada casa noturna. Um cara resolve arriscar e, aparentemente, ganha uma noite de prazer e amor. Isso até que a nossa misteriosa mulher é contrariada e começa a espancar o pobre rapaz. A noite de prazer e amor vira um pesadelo de dor e ódio.

Mas voltemos às nossas atrizes principais. Cada uma começa a relembrar de seus maridos e da forma como morreram. Assim, passamos, basicamente, pelos arcos Homem de Pedra e No Princípio (que foi publicado na finada revista do Demolidor). Todas sofreram, mas Annabella viu o inferno. Esta viúva é uma Cesare, família que praticamente foi destroçada no aniversário de cem anos Massimo Cesare, como foi mostrado no já citado arco No Princípio (NR: Sem querer criticar o trabalho da Panini,mas já o fazendo, seria tão ruim haver algumas notas indicando em quais arcos ocorreram os fatos citados? Como as histórias do Ennis acabam sempre “voltando”, seria uma boa forma de orientação). Logo em seguida, após reclamarem que ninguém consegue parar o Justiceiro, elas resolvem fazer aquilo que até agora ninguém conseguiu: Acabar com Frank Castle.

Justiceiro Viúvas Negras 03

Voltamos para nossa mulher misteriosa. Agora sem maquiagem, podemos ver que ela não é tão atraente. E podemos ver que ela tem um interesse especial por nossas queridas viúvas.

Mas o que anda fazendo o “astro” principal? Ora, matando pessoas. O que você esperava que ele estivesse fazendo? Comendo um bolo de café?Bom, resumindo algumas páginas, Castle, baseando-se na informação obtida, vai ao encontro dos “cineastas” que usam seus filhos como astros principais de seus filmes pornográficos. A princípio, os pais imaginam que se trata de um policial, mas ao serem levados ao porão, Castle passa executar a sua vingança. Ao terminar, o Justiceiro comunica o serviço social, para encaminhar as crianças, temendo que um dia, elas sejam suas próximas vítimas.

Justiceiro Viúvas Negras

Como é de costume, a cena é cortada para mostrar um novo ator nessa peça insana do Ennis. Um policial que está no psiquiatra. Ele aparentemente não está muito feliz de estar lá, mas começa a contar o caso que o levou ao consultório. Basicamente, ele desobedeceu a uma ordem e entrou numa escola que estava tomada por um garoto fã de “Tiros em Columbine” e simplesmente matou o garoto, interrompendo o ciclo de matanças.

Voltemos a falar das atrizes principais do nosso arco. Elas estão atrás de uma forma de acabar com o Justiceiro, até que notam que Barbi não está colaborando muito com o andamento dos planos. Após descobrirem que a citada viúva tem dislexia, Shauna resolve passar uma tarefa para ela: Conseguir armas com uma pessoa que espera um pouco de sacanagem como pagamento. Essa cena é hilária.

Voltemos ao nosso detetive, que atende pelo nome Budiansky. Ele parece gostar cada vez menos sua psiquiatra, principalmente porque ele está lá como forma de punição. No final, a consulta acaba tomando rumos nada agradáveis.

Justiceiro Viúvas Negras 05

Lembra da nossa psicopata que “parece” bonita? Então, ela volta a dar as caras. Dessa vez ela é abordada por uma pessoa que pergunta se nome dela é Jenny Cesare. Ela nega, dizendo que não se chama assim e pede para ele se afastar, já que “parece ser um cara legal”.

Em casa, o detetive Budiansky tenta se livrar de todos os pesadelos e demônios. Para isso ele conta com a ajuda de sua esposa, que não entende o porquê de seu marido estar recebendo esse tratamento. Budiansky tem medo de virar algo similar ao Justiceiro, já que seu método resolve os problemas facilmente.

Voltando para nossas viúvas, Barbi consegue as armas, enquanto Annabella aparentemente descobre um possível ponto fraco do Justiceiro: Uma mulher em perigo. Para corroborar sua teoria, a última dos Cesares relata os eventos do arco Os Escravistas, onde basicamente o Justiceiro torturou suas vítimas antes de matá-las. Tudo que precisam é de uma donzela em perigo, papel esse que deve ficar com Bonnie.E ao fundo, a mulher misteriosa e “bonita” observa nossas viúvas.

Justiceiro Viúvas Negras 06

E assim começa o mais um arco do Justiceiro Max, onde as viúvas vão tentar ter sucesso onde todos falharam. Será que elas conseguiram acabar com o fazedor de viúvas? Quem é a mulher misteriosa que tem um interesse nelas? De que forma Budiansky vai se encaixar nesse evento? Por enquanto, só a mente insana de Ennis sabe as repostas e provavelmente elas vão ser acompanhadas de tripas e miolos (e por que haveria de ser diferente?).

Rafael Felga


quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Samuel L. Jackson Continua nos Filmes Marvel


Samuel L. Jackson fica na Marvel

Todos estavam preocupados com a não continuação de Samuel L. Jackson como Nick Fury dos filmes da Marvel Studios, mas parece que o tormento passou.

Segundo o site Variety, Samuel L. Jackson colocou de lado qualquer problema e assinou contrato para interpretar novamente Nick Fury, diretor da SHIELD em "Homem de Ferro 2" (com estréia prevista para maio de 2010), além de outras aparições, que podem totalizar até nove longas-metragem! Dentre esses imagina-se The First Avenger: Captain America, Thor, Avengers, e até um possível filme da S.H.I.E.L.D., além de continuações de algumas dessas franquias.


Cammy


PS. Obrigada ao Jeferson por ver a notícia do Bendis no twitter e me avisar! hehehe

A Saga do Clone Retorna ao Carnaval!


Saga do Clone Retorna ao Carnaval

Vocês se lembram quando, no ano passado, em pleno carnaval de rua do Rio de Janeiro, testemunhei uma rápida ação de diversos clones do Homem-Aranha? Pois em 2009, na mesma terça-feira de carnaval, e no mesmo bloco, outro "ataque" aracnídeo ocorreu. Dessa vez em maior número, e com uma diferença para o do ano passado.

Pois o bloco Quizomba, que parte do Circo Voador e percorre os arredores do bairro boêmio da Lapa, no Rio de Janeiro, novamente teve a presença ilustre do personagem da Marvel, mas em versão Aranha Escarlate! E pelo jeito não era só Ben Reilly, o Aranha Escarlate "original", que apareceu por lá. Infelizmente não estava com minha câmera, então tive de usar a do celular, por isso as imagens não estão muito boas. Mas o que vi é que, o que eram meia dúzia de clones em 2008, pulou para cerca de 15 encarnações carnavalescas do Aranha. Algumas delas nas imagens abaixo.

Saga do Clone Retorna ao Carnaval Saga do Clone Retorna ao Carnaval

Pouco depois, pude registrar sua passagem próximo ao local onde eu estava, e ainda um pequeno (mas revelador) vídeo de um dos Aranhas Escarlate abordando de forma esquisitona um homem vestido de... coelhinha! Clique aqui e veja.

Saga do Clone Retorna ao Carnaval Saga do Clone Retorna ao Carnaval

Mas não é só isso. Vocês devem estar se perguntando onde estava Peter Parker, o verdadeiro Homem-Aranha, enquanto esses clones "difamavam" sua imagem em pleno carnaval. Pelo que se vê na foto abaixo, tirada no bairro do Flamengo, Peter estava petrificado com a notícia, enquanto era levado para uma consulta de emergência na Enfermeira Noturna.

Saga do Clone Retorna ao Carnaval

Mais uma vez os aranhas atacaram no carnaval, e novamente conseguimos presenciar cenas no mínimo curiosas, e até engraçadas, dependendo do seu estado de espírito, dessa maldita saga do clone. Com isso voltamos do carnaval e o site aos poucos retoma o ritmo normal. Um abraço!


João

domingo, 22 de fevereiro de 2009

É Carnaval no 616 - Versão 2009


Carnaval 616 - 2009

Bom, pessoal, estamos no meio do carnaval, mas o site continua funcionando, mesmo desfalcado de editores, redatores e colaboradores, todos entregues ao merecido descanso (ou nem tanto descanso assim) que essa época do ano nos proporciona. Como é de praxe, não poderia deixar de pôr (isso ainda tem acento?) uma mensagem especial.

É clichê, mas é sincera. Aproveitem ao máximo, e cada um à sua própria maneira, esse feriadão. (tem gente que não curte carnaval, né? Vá entender. hehehehe) Brincadeiras à parte, vamos beber com moderação (terminar o dia na sarjeta não é muito legal), vestir nossas fantasias, nos divertir, tentar esquecer um pouco os problemas do dia-a-dia e dar uma relaxada.

Carnaval 616 - 2009 Carnaval 616 - 2009

Por isso, vamos manter o site Univero Marvel 616 em regime de plantão até terça-feira, dando preferência para notícias rápidas e de maior importância (como o resultado do Oscar), e voltamos com tudo na quarta-feira de cinzas com reviews e tudo que estamos acostumados a lançar no site. Ou seja, não saímos totalmente de férias, mas também não vamos deixar de curtir nosso Carnaval. Vai que encontro outra cena com a do ano passado? Só saindo pelos blocos da vida é que essa chance existe! hehehehe

Carnaval 616 - 2009 Carnaval 616 - 2009

Bom, então é isso. Bom Carnaval a todos. E nos vemos em breve. Grande abraço.


João

Homem de Ferro na Festa do Oscar


Homem de Ferro no Oscar

Não é novidade que o longa-metragem Homem de Ferro está concorrendo ao Oscar de melhores efeitos visuais e de melhor edição de áudio. Já rolaram boatos de que a vitória no primeiro prêmio seria certa. Com a proximidade da festa da premiação, trazemos direto do site oficial da Marvel uma atração especial.

E o Oscar está próximo mesmo! Muita gente não se deu conta, até porque estamos em pleno carnaval, mas a festa do Oscar é hoje! As 22:00 (horário de Brasília, para ser exato). Então, se você não curte carnaval, ou se vai ficar em casa no fim da noite para acompanhar o desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro, não custa dar uma zapeada e conferir se Homem de Ferro leva mesmo algum prêmio. Para quem tem TV a cabo, o prêmio passa no canal TNT.

Bom, mas, como prometi, aqui abaixo você tem o "brinde" lançado no site da Marvel. Produzido em flash pela ILM (Industrial Light & Magic), uma armadura do Homem de Ferro em três dimensões, com a qual você pode interagir, obtendo informações técnicas de diversos pontos dela. É só clicar na imagem que você abre a atração. Só tenha paciência, pois pode demorar um pouco para carregar.

Homem de Ferro no Oscar

Então é isso. Dedos cruzados por Homem de Ferro hoje na maior festa do cinema norte-americano.


João

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Complexo de Messias: Muitos mutantes e um bebê

“Chega de mutantes”, ela disse. E, desde então, nada de gene X. Por que alguns sobraram? Como reverter? Não se sabe. O que se sabe é que o Homo superior é, agora, uma espécie em extinção. Mas toda história tem um porém e nada é exato na magia ou biologia, e eis que, assim, uma criança mutante nasce.

Photobucket


E não só, além disso, manifesta seus poderes no nascimento, coisa que quase não acontece (a não ser, como soubemos em X-Factor meses atrás, com o Madrox). Não é a toa que todos estão atrás da criança, que desaparecera desde a última edição em X-Men 85. Os Carrascos, Os Purificadores, os Carcineiros (mercenários geneticamente modificados comandados por Lady Letal) e , claro, os X-Men. E quando digo os X-Men, quero dizer também, X-Factor, Novos X-Men e todos os grupos mutantes semelhantes. Como antigamente, nas grandes sagas, todos agem juntos, o que deixa o leitor de olhinhos brilhando, com certeza.

Contudo, existe mais alguém atrás da criança. Logan descobre isso da boca de Gambit na luta dos X-Men com os carrascos. Tempestade, Wolverine, Noturno, Colossus, Arcanjo e Emma (conectada mentalmente por ordem de Scott) foram em encontro aos discípulos de Sinistro, e se deram mal. Com Emma perdendo o contato telepático em um pedido de socorro de Fada (que está com os Novos X-men na sede dos purificadores, enfrentando os Carniceiros e Yuriko que apunhalou Julian pelas costas), o grupo fica em desvantagem. Porém ao saber que o bebê não está ali, batem em retirada. Mas o que ficam sabendo é que um X-Men o pegou antes.

Photobucket

Os Novos X-Men conseguem se teleportar (com o poder de Fada convencida por Rictor que se encontra infiltrado disfarçado nos purificadores) aos trancos e barrancos e são buscados por Bobby no jato. Como se não bastasse tudo isto, os sentinelas da UNI sofrem algum tipo de ataque que os toma de controle, reprogramando sua função para exterminar os mutantes. O ataque à mansão começa nocauteando todos telepatas: Xavier, Emma e as irmãs Stepfords.

Em meio ao caos, uma cena nos mostra alguém que foge. Ele está com o bebê. E é Cable, que havia sumido e sido dado como morto desde que Gambit e Solaris atacaram sua ilha Providência (mas você realmente acreditou nisso??), porque ele está fugindo sozinho com a criança, não sabemos, mas com certeza ele tem um certo “complexo de messias” também.

Photobucket

Os sentinelas atacam sem piedade e os X-Men se defendem como podem. Na briga, Scott, Fera, Apache, Hepzibah, Bishop, Nezhno e quem mais aparecer. Bobby chega com os alunos para ajudar, mas alguns têm de ser levados imediatamente à enfermaria. Pior, o único curandeiro está em coma. Sem nenhum telepata, os mutantes lutam sem saber com o que, e é então que Scott pede à que vá verificar e o que ela vê não é nada bom. Seja o que for não é humano e bate em retirada, mas Laura vai atrás e o apunhala. Por causa disso o outro “ser” que controlava o segundo sentinela avisa “Mutantes, vocês serão exterminados a seu tempo”, e se vai.

Em uma análise posterior de McCoy, os humanos que comandavam os sentinelas foram infectados por nanosentinelas criados por Cassandra Nova (!) que os tornou híbridos entre sentinelas e humanos, segundo Ciclope: “monstros”. Antigamente a visão dos X-Men talvez fosse mais branda, algo como “eles são parte humanos, vamos fazer algo”.

Mas tempos extremos, pedem medidas extremas e Ciclope não está pra brincadeira, são monstros e ponto. Mais do que isso, Summers (que olha um amuleto com uma foto de Jean em meio aos destroços como uma despedida dessa visão branda do passado) propõe um plano ao Wolverine. Eles não sabem se Nathan faria tal coisa como liberar os nanosentinelas, mas ele teve acesso a eles e ninguém sabe em que ele está pensando ao fugir com o bebê, é hora de presumir o pior. O plano é reunir a X-Force (!) com os melhores rastreadores: Apache, Hepzibah, Rahne, X-23, Caliban e Wolverine (liderando!). O alvo é Cable, a ordem é trazer a criança, de qualquer forma.

Photobucket

Enquanto todos reconstroem o que podem da mansão, Charles (já acordado) demonstra clara e publicamente sua indignação com o plano de Scott, que, por sua vez, demonstra novamente que é o líder dos X-Men. O que vemos é uma espécie de relação pai/filho, onde o filho pensa diferente do pai e o pai sabe que o preparou para tal tarefa, mas cortar o cordão umbilical é complicado. Xavier acusa de ser uma situação especial, rebatido por Ciclope de que todas o são. Mas pra ele essa é mais, envolve a sobrevivência da espécie e 2 cabeças pensam melhor que uma. “Não, duas cabeças seguem duas direções... Não podemos nos dar a esse luxo agora”, diz o líder. E encerra a conversa pedindo para que Charles o deixe fazer seu trabalho.

Photobucket

A X-Force parte, Logan pede a Rahne que fique de olho em Apache, ele pode titubear a enfrentar o velho mestre. Depois de uma boa conversa, ela diz que podem confiar no índio, embora ele quisesse salvar a criança... e Cable. Enquanto isso, Nathan se encontra em sua fuga com os Carcineiros e é atacado por Lady Letal que pretende matar ele e a criança. Letal está lá pelos Purificadores, diz que o nascimento da criança foi previsto por Stryker e que ele disse que precisaria da ajuda dela 2 vezes, uma em vida, uma depois de morto, e ela o concederá. Porém, é interrompida pela X-Force que chega descendo o pau. Lupina dá um pequeno discurso sobre o absurdo de tudo aquilo ser em nome de Deus, válido para tantas coisas hoje em dia, mas fica boquiaberta quando o mercenário dos Carcineiros diz seu nome, e que sabem tudo sobre ela.

Wolverine corre em direção a Cable, mas é interceptado por Yuriko. Mas não é ele que quer revidar, é Laura, pelo ataque ao Satânico. E, de fato, ela revida. E revida tão bem, usando não só sua força bruta, como sua capacidade de estratégia e inteligência que Julian é vingado e Lady Letal abatida. Em meio a toda luta insana, Caliban se coloca a frente de Proudstar para protegê-lo de tiros, mas é atingido fatalmente. Logan consegue manter o sangue frio e ordena que Apache continue atrás de Nathan, Caliban está morto. Contudo, pra James não é tão simples abandonar um amigo, e ele fica para trás.

Photobucket

Mas muitas outras coisas estão acontecendo no meio tempo, então vamos fazer um parênteses.

Enquanto isso, daqui a 80 anos, em frente o campo de realocação mutante, estão Madrox e Layla. Eles querem entrar e preparam uma armadilha: Layla deita no chão para os guardas saírem do carro. Eles verificam, ela não é mutante, está tudo bem. Só que quando saem do carro, as leituras mudam e conhecemos um lado muito interessante da menina, agora ela é mutante. Sua leitura oscila. Jamie surge então espaçando os guardas atrás de alguma informação sobre o campo de concentração, é muito triste pensar que se sobreviverem à beira da extinção, aquele é o futuro. Quando conseguem algo, descobrem algo mais perturbador ainda: o responsável por aquilo é um mutante.

Eis que, então chegam mais seguranças já que a palavra “mutante” é proibida àquela época e por dizerem ela atraíram a atenção dos guardas. Madrox é logo reconhecido como um mutante duplicador, mas Layla passa incógnita como humana. Mas não por muito tempo quando ela acusa-se de cúmplice de Jamie pedindo que a levem para o mesmo local que ele, afinal não o deixaria entrar na toca do lobo sozinho, na verdade, ela nunca o deixaria sozinho.

E, de volta aos tempos atuais, outro parêntses: em uma estrada qualquer um mutante conhecido como Zoiúdo liga para X-Factor pedir ajuda. Ele está sendo perseguido e Syrin está indo resgatá-lo, mas ela chega tarde demais: Predador X passou por ali e deixado apenas os ossos, deixando Theresa assustada sem saber o que havia ocorrido. O monstro segue sua busca, sente a presença de seu alvo, porém sente fome, e terá que atrasar sua procura principal um instante. Tudo bem, tem muitos mutantes ali perto para ele se alimentar....

Photobucket

Na mansão, hora de calcular o prejuízo. Muita gente ferida, muita gente a beira da morte (como Julian Keller) apesar dos tremendos esforços de Hank. Faísca se culpa e Emma a mostra como ela deve parar de culpar-se e ver os resultados bons, pois ela é uma grande líder, por isso a escolheu, e porque sabia que ela protegeria seus alunos... até da própria Emma. Todos se encontram prontos para, junto de Ciclope, ir dar cobertura para a X-Force, entre eles: Tempstade, Sam, Arcanjo, Monet, Syrin, Colossus recuperado, Guido, Bobby e, agora, Emma.

Mas pode ser tarde demais, já que Cable pegou o jato que trouxe os mutantes e partiu com a criança.

Photobucket

Pessoas morreram, pessoas mudaram, pessoas agiram de forma estranha, muitos se uniram... Ao fim temos uma (várias, na verdade) belíssima história, integrada e muito bem conduzida (embora em alguns momentos prejudicada pela arte de Ramos). As mudanças, os mistérios, os conflitos psicológicos, a abordagem dos personagens, o drama, etc., nos deixam esperando o próximo capítulo desta saga. Sem nenhuma resposta e só com mais perguntas às nossas mentes, nos conduzimos à terceira parte do “complexo de messias” que, mesmo nada respondendo, traz histórias envolventes e emocionantes.

Que venha mais mês que vêm!

Cammy

ps. para ver as capas originais e alternativas das edições americanas, clique nos links abaixo:
capa 1
capa 2
capa 3
capa 4
capa 5
capa 6
capa 7
capa 8