THOR: RAGNAROK

Deus do Trovão e Golias Verde voltam a se encarar em Novembro

MARVEL LEGACY

Marvel une futuro em passado nesta sua nova fase

Nova Serie Mutante na FOX

Saiba as novidades de THE GIFTED

PLANETA HULK

A HISTÓRIA DO HULK QUE MARCOU OS ANOS 2000

Classicos do Wolverine

Relembre mais das melhores histórias do Logan

FUGITIVOS

Série de produção Marvel e Hulu começa a sair este ano

THOR: RAGNAROK

O Terceiro filme do Deus do Trovão e surpresa do ano é tema do nosso Podcast!

JUSTICEIRO

Saiba as novidades da série que sai em Novembro

INUMANOS

Confira o que o pessoal do 616 tem a dizer da série de TV dos Inumanos

PANTERA NEGRA

Conheça Wakanda em 2018

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Marvel 616 e a Retrospectiva de 2013

 photo retro01.jpg

Passado o Natal, já entramos em clima de despedida pra este ano. Vocês já devem ter notado que o ritmo do site já diminuiu bastante na última semana e continuaremos nessa velocidade reduzida - meio que em clima de férias - até o dia 6 de Janeiro. Em contrapartida, como de praxe, daremos início aquelas postagens bacanas revisitando dez momentos marcantes de 2013 - olhando pelo lado Bom e Ruim - como sempre fazemos há um bom tempo. É a nossa retrospectiva 616 que começa agora! Apertem os cintos e lá vamos nós!

 photo retro01.jpg

01.Uma saga pra mudar Vingadores e X-Men
Resumo: Originalmente publicada em 12 números e uma infinidade de Tie ins, a última maxissérie do que podemos considerar a antiga fase da Marvel chegou aqui no Brasil no meio do primeiro semestre desse ano com um prelúdio na edição zero e mais sete edições. Cheia de polêmicas, dividindo opiniões, uma coisa é certa - Vingadores vs X-Men mudou de fato o statu quo dos dois maiores supergrupos da Casa das Idéias.

O Bom: Dizem que o que mede o sucesso de uma saga é o quanto ela repercute entre os fãs. Sendo assim, ciente de que qualidade pode ser considerado um valor subjetivo, não há como não dizer que Vingadores vs X-Men esteve DE NOVO na boca do povo. As mesmas discordancias que giraram em torno da história um ano atrás em seu lançamento original, conseguiram ter de novo gás por aqui. Aliado a isso, a editora PANINI investiu pesado no marketing em cima das publicações. Até mesmo um debate organizado pelo 616, TerraZero, Cruzador Fantasma e Quadrim, juntou uma galera bacana numa tarde na loja da Devir com presença do editor Rogerio Saladino pra definir afinal que lado tinha razão. E a discussão foi quente.

O Ruim: Se de um lado não podemos nos queixar da divulgação da saga este ano, não podemos repetir os mesmo elogios para o lado editorial. Deixando de lados os erros eventuais de tradução e revisão, não há como não se queixar ainda da confusão cronologica que foi criada ao mudar a ordem de publicação das histórias dos Tie In em relação a minissérie principal. A bagunça acabou entregando spoilers desavisados a pessoas que desconheciam a trama da história e acabou perdendo muitos no andamento da trama principal. Ainda assim, tudo poderia ter sido amenizado caso algum checklist oficial tivesse sido publicado com a ordem de leitura.


 photo retro01.jpg

02.Mais que o Homem de Ferro, ele é Tony Stark.
O terceiro filme da franquia do Homem de Ferro tinha uma grande missão pela frente antes mesmo de chegar aos olhos dos seus fãs. Esse era o primeiro filme da fase 2 da Marvel, abrindo o segmento para novas tramas sutis paralelas além de inovar com uma boa trama principal. Era um filme com uma assinatura bem diferente dos seus antecessores, sem mais a presença de Jon Fraveau na direção e sendo obrigado a chamar a atenção ainda mais que os Vingadores (mesmo isso parecendo impossível). E conseguiu.

O Bom: É a melhor bilheteria do ano. É a quinta maior arrecadação total de todos os tempos. Certamente, é o filme solo de herói de maior sucesso (perdendo apenas para os Vingadores no tema "super-heróis", claro). E não fez nada feio na venda de DVDs e Blu-rays. É um marco. E não estamos falando só de números aqui. Homem de Ferro 3 mostrou-se um filme muito mais complexo e ousado do que poderíamos perceber a primeira vista. A trama principal é repleta de certos detalhes minuciosos que extrapolam dicas bem diretas para os próximos filmes da Marvel Studios? Não sabia disso? É porque piscou e não leu nosso artigo sobre o assunto repleto de especulações e suposições. Clica aqui se perdeu essa!

O Ruim: Mas nem todo sucesso é livre de questionamentos. O que Homem de Ferro 3 teve em números, também teve em críticas ariscas de uma parcela notável de fãs (sendo a maioria os considerados leitores de longas datas dos quadrinhos). Tudo isso, claro, deveu-se a realmente surpreendente virada na trama, quando o tão esperado Mandarim mostrou-se alguém muito menos terrível do que prometia. E esse foi apenas o carro-chefe da polêmica que era seguida de ávidas criticas as mudanças livres na adaptação da história do Extremis e outros detalhes menores. É como dizem: O pior público pra se agradar é o leitor de quadrinhos.


 photo retro01.jpg

03.Demolidor, Justiceiro e muitos heróis em Grande Estilo!
Outrora estrelas de revistas célebres publicadas no Brasil - De Superaventuras Marvel a Universo Marvel - os vingilantes Demolidor e Justiceiro estavam sendo deixado de lados por muito tempo nas publicações nacionais. Seria quase um pecado pular essa nova fase, tão elogiada e premiada dos personagens, levando as assinaturas de pessoas como Mark Waid e Chuck Dixon. Foi então quando a editora Panini resolveu arriscar ao trazê-los de volta em um novo formato, com 150 páginas e periodicidade não definida. Junto, também estão saindo as histórias do Deadpool, Hulk Vermelho, Defensores, dentre outros.

O Bom: É realmente complicado atender o perfil de diferentes leitores que buscam diferentes níveis de qualidade e acabamento de suas histórias. A coisa só piora com os personagens de menor escalão. Então, acredito que essa realmente tenha sido a melhor saida para todos. Na verdade, a parte negativa seria a falta de uma expansão maior dessa iniciativa.

O Ruim: Acredito que não há parte negativa, mas duas reclamações aqui. Primeiro se deve a periodicidade do material, que acabou demorando muito para finalmente sair em bancas e deixando as histórias muito atrasadas cronologicamente com o que acompanhamos nas mensais. A segunda pela decisão do que foi incluido no formato e o que foi deixado de fora. Apesar de Demolidor, Justiceiro e Deadpool serem escolham óbvias e há muito aspiradas pelo público, muita gente irá reclamar e com razão de Hulk Vermelho e Vingadores Sombrios surgirem nesse formato e algumas séries elogiadas lá fora como Cavaleiro da Lua ficarem de fora. O formato, uma vez que demonstrou ter funcionado, deveria expandir ainda mais em 2014, com os novos lançamentos já prometidos pra o ano que vem.


 photo retro04.jpg

04.Wolverine: Melhor naquilo que já fez.
Apesar de não podermos considerá-lo um fracasso de bilheteria, é quase certo que o primeiro filme do Wolverine esteja elencado como um dos favoritos a pior filme de personagem Marvel já feito até hoje. Provavelmente, por isso, ninguém botava muita fé no laçamento de Wolverine: Imortal no meio deste ano. E não é que o filme serviu bem?! Foi uma grata surpresa ver que esse foi o segundo filme seguido feito pela FOX que não dá pra torcer o nariz.

O Bom: Há vários pontos a favor para se destacar aqui pra esse filme. Primeiro, foi uma adaptação de uma história clássica dos quadrinhos que foi muito bem adaptada pro dia de hoje. A trama envolvendo a perda dos poderes do mutante a principio parecia ser exagerada e um belo pastelão, mas serviu para trabalhar melhor a humanidade de Logan e criar um bom plot aproximando de um dos seus amores nos quadrinhos, Mariko Yashida. Mudanças na caracterização de Yukio e Harada foram bem vindas. E Hugh Jackman, como sempre, serve bem ao papel. Mas a euforia mesmo aconteceu com a surpreendente cena pós-credito. Dessa vez, a FOX levou a melhor do ano, certamente.

O Ruim: Mesmo sendo pioneira no estabelecimento de heróis clássicos da Marvel nos cinemas, a FOX leva nas costas a fama com algumas péssimas adaptações dos X-Men e Quarteto Fantástico. E mesmo na época sendo algo com seu valor, não é nada perto do que vem sendo feito hoje pela Marvel Studios, Sony ou mesmo Warner com a Distinta Concorrência. Neste Wolverine, isso não foi algo que contribuiu negativamente para o filme, já que a trama não pedia algo grandioso, mas o temor pelo que o studio vai fazer daqui pra frente ainda permanece. Para bem ou para o mal, Vaughan saiu e Bryan Singer assume. E ano que vem já saberemos finalmente que tom isso tomará.

 photo retro01.jpg

05. Coleções Marvel na tutela de outros no Brasil
Por mais de 10 anos, as publicações de quadrinhos Marvel estiveram exclusivamente na tutela da Panini Comics aqui no Brasil, que desde então só fez ampliar e ampliar ainda mais o acervo mensal de gibis em bancas e livrarias. Todavia, excepcionalmente este ano, duas outras empresas acabaram adquirindo direitos de lançar alguns materiais bacanas. A primeira você conhece já. Trata-se da Eaglemoss, que depois de por quase um ano estar em parceria com a Panini, segue a partir de 2013 de forma independente com sua coleção de Miniaturas Marvel. A outra  é a Salvat, que surpreendeu todo mundo com uma Coleção Marvel de luxo.

O Bom: Não há como reclamar quando os leitores tem mais possibilidades de compra no mercado e, em ambos os casos, são alternativas bem díspares do que a Panini, que ainda detém direitos exclusivos de publicações em papel por aqui. A Eaglemoss já garantiu o lançamento de peças por mais um ano. De fato, tem sido um sucesso essas miniaturas, que chega até a ser uma árdua disputa reservar suas peças em bancas. Já a Salvat, após dois meses de testes em apenas algumas cidades do Brasil, lançou seu material por todo o Brasil. E olha que é coisa de primeira linha, uma acabamento gráfico e de impressão que até hoje nunca tinha visto chegar por aqui.

O Ruim: Ainda com todas essas vantagens, há de se ressaltar que as duas são ainda empresas novas e que tateiam o mercado nacional. Há sempre queixas que chegam ao nosso banco de emails e a maioria delas se resume ainda a um grave problema de distribuição. Sendo o Brasil um país de dimensões continentais, há cidades (mesmos capitais) que parecem ser preteridas com a chegada de alguns desses lançamentos. Mas isso é uma coisa que só vai realmente se acertar com o tempo. Outras coisas ainda são exigidas pelos leitores. A Eaglemoss ainda está devendo uma resposta quanto ao destino do lançamento de suas miniaturas especiais (maiores e mais caras), já a Salvat acabou escorregando feio na sua tão propagandeada lombada-poster.

 photo retro01.jpg

06.Vingadores e X-Men, mais uma vez, para comemorar!
Foi precisamente há 50 anos, num mês de setembro, que duas super-equipes que estavam no planejamento da então proeminente editora Marvel finalmente saiam da prancheta e ganhavam espaço nas bancas de jornais nos EUA. De um lado, tínhamos reunidos os heróis que se tornaram cada vez mais populares nas mãos da dupla Lee e Kirby nos últimos dois anos. Homem de Ferro, Hulk, Thor, Homem-Formiga e Vespa se reuniriam pela primeira vez para fundar os Vingadores, os Mais Poderosos da Terra. Do outro lado, um grupo de até então desconhecidos, que se escondiam sobre uniformes mascarados e preferiam não chamar muita atenção pelos seus feitos, estreavam na revista X-Men. Quem imaginaria o grande sucesso que ambos fariam hoje.

O Bom: O que seria melhor para homenagear esses dois super-grupos se não com o que a Casa das Idéias vem fazendo de melhor? Pois é, duas grades sagas preenchera nos EUAs o segundo semestre desse ano. De um lado, tivemos INFINITY, minissérie em seis edições orquestrada por Jonanthan Hickman (de Avengers e New Avengers) e que se espalhou por diversos tie ins de muitas revistas mensais. Do outro lado, BATTLE OF ATOM mexeu com o lado dos mutantes. Foi dirigida por Brian Michael Bendis e resumiu-se a um crossover que girou entre as revistas X-Men, Fabulosos X-Men, Novíssmos X-Men, Wolverine e os X-Men. Mas sinceramente, o que mais gostei foi a homenagem das capas variante onde um grupo simulava poses clássicas do outro.

O Ruim: Enquanto isso, no Brasil, mais uma vez não ouvimos nenhuma menção ao fato, muito menos alguma edição especial que fizesse referência a essas datas comemorativas. Não que os Mais Poderosos heróis da Terra e os Mutantes não tenham tido boas edições esse ano. Lançamentos como a GraphiC Novel dos Vingadores: Guerra sem Fim e a Queda dos Mutantes foram muito bem-vindos, mas a chegada deles no Brasil próximo a essas datas não passou provavelmente de uma mera coincidência. Ainda assim, falou-se do lançamento de novas Coleções Históricas com os dois grupos para 2014. Mesmo com algum atraso, é certeza que serão ansiosamente aguardadas pelos fãs. Esse parabéns atrasado é mais que bem vindo!

 photo retro01.jpg

07. Coulson está vivo! E invadindo nossas casas pela TV!
Em Maio de 2012, a arma letal portada por um sádico asgardiano fez muita gente sentir um aperto forte no coração. Ela, na verdade, atingiu apenas o personagem fictício Agente Phillip Coulson, mas doeu igualmente em muitos espectadores que acompanhavam a tragetória do ator Clark Greeg pelos filmes Marvel desde 2008, em Homem de Ferro. Desde então, alguns recusavam-se a acreditar na Morte (um tanto misteriosa até) do personagem e um ano depois pudemos comprovar que os relatos eram um tanto exagerados.

O Bom: A Marvel estava já em negociações com a ABC havia algum tempo para produzir uma série de TV com alguns de seus personagens. Falava-se em Jessica Jones e até mesmo o Hulk, mas foi uma surpresa daquelas quando anunciaram pela primeira vez o projeto que viria a ser chamada de Agentes da SHIELD e que Joss Whedon estaria envolvido de perto. Mas a galera só veio ao delírio mesmo quando os boatos se confirmaram e Clark Greeg foi oficialmente anunciado de volta ao papel de Coulson. Agentes da SHIELD estreou em setembro desse ano com um sucesso absoluto de audiência. A Marvel finalmente estava entrando na TV e repetindo seu sucesso dos cinemas em outra mídia.

O Ruim: O estrondoso sucesso do primeiro episódio não conseguiu se sustentar para a semana seguinte. Já no segundo episódio, houve uma queda leve, porém notável, de audiência. E o número continuou caindo até mais ou menos o sétimo capítulo. Depois estabilizou, e se mantém na margem dos 2.5 de audiência, o que é o padrão pra uma boa série americana. Todavia, a Marvel não pretende descansar em paz até angariar mais e mais público. Desacostumados com o ritmo da série mais no estilo Buffy e Firefly (séries com uma assinatura Whedon), talvez os fãs precisem sentir uma nova postura dos produtores para se afeiçoar a coisa. E parece que já houve resultados e foram contratados duas adições fixas ao elenco já pro próximo ano.


 photo retro08.jpg

08. Uma Nova Marvel a partir de Agora!
Não tem como negar que essa foi uma resposta direta ao reboot da concorrência, mas nitidamente todos reconheceram que foi muito mais a altura. Batizado originalmente como Marvel Now, a nova proposta da Casa das Idéias era um rodízio dos escritores e desenhistas para assumiemr novos títulos ao mesmo tempo que chutava pra frente a nova dinâmica do Universo Marvel nos quadrinhos. E foi uma decisão muito acertada! Vendas e qualidade foram jogadas lá pra cima no final de 2012. Agora, no Brasil, a mesma iniciativa tem inicio, rebatizado de Nova Marvel.

O Bom: Pode até parecer que estamos falando isso só porque nosso site é especializado na temática Marvel, mas não é. A Nova Marvel é uma das mais bem sucedidas empreitadas da Marvel de todos os tempos e não se resume a uma mera jogada de Marketing. É incrível perceber que após o caos deixado pela série Vingadores vs X-Men, as diferentes equipes criativas conseguiram deixar o patamar de qualidade lá em cima. Hoje no Brasil, já são cerca de 7 revistas entrando no selo Nova Marvel e mais estão por vir. Chega até difícil enumerar quais as melhores e imperdíveis, mas tentamos até por notas aqui no site. Nunca esteve valendo tanto a pena adquirir essas mensais.

O Ruim: É verdade que as revistas são tão boas que falam por si só, mas seria ainda melhor se esse ano a Nova Marvel tivesse recebido um destacável plano de divulgação tão bom quanto os novos 52 tiveram em 2012. Os leitores carecem de um site bacana para saber mais sobre as novidades, mais divulgação sobre quem são esses novos títulos a sair por aqui e não seria nada mal alguns brindes ou posteres acompanhando esse belíssimo material.


 photo retro01.jpg

09. Um rimbombar mais forte do Deus do Trovão nos cinemas!
Considerado por alguns como o elo mais fraco dos filmes solo da franquia da Marvel Studios antes do filme dos Vingadores, o novo filme do Thor tinha como principal meta tirar a má impressão deixada pelo seu antecessor e além de cumprir uma meta mais ou menos igual a Homem de Ferro - provar que independentemente os heróis poderiam mostrar-se mais uma vez tão interessantes quanto juntos. E aconteceu.

O Bom: Alan Taylor fez seu nome na aclamada serie de TV Jogos do Trono e foi isso que o garantiu na direção da sequencia de Thor. E o homem fez seu trabalho. Reclamações antigas relacionadas a falta de um detalhamento maior de Asgard e trama mais elaboradas foram consertados para a sequencia, sem perder o bom humor típico da franquia.

O Ruim: Não há nada que se deva reclamar verdadeiramente aqui. O filme é exatamente aquilo que promete, não causando nenhuma surpresa, nem negativa ou positiva. É apenas um bom filme de super-heróis cheio de ação. Sua bilheteria, no entanto, valeu o empenho que garantiu mais de 600 milhões de doláres; Superior ao primeiro, bem abaixo de Homem de Ferro 3.

 photo retro01.jpg

10. O Doutor (Octopus) já está na sala!
Que Norman Osborn que nada! Otto Octavius é que no final foi o grande vilão na vida do Homem-Aranha. Quem lembra dele em aúreos tempos (temos um podcast pra isso), sabe que ele foi o primeiro a conseguir sobrepor o Homem-Aranha no passado. De certa forma, ele é bem similar ao Parker, mas que acabou seguindo um lado oposto. Agora, seu maior plano teve um grande seguimento e culminou naquilo que pode ser considerado como a maior derrocada do Aracnídeo até hoje.

O Bom: Leia Homem-Aranha Superior. Esqueça tudo o que você ouviu falar até então sobre essa história. Leia. Ela. Eu sou um dos principais críticos da fase de Dan Slott na batuta do Homem-Aranha em outras histórias, mas sua idéia que a principio poderia parecer uma baita maluquice é... espetacular! E também original, de certa forma. Não que seja o primeiro a pensar em tema envolvendo troca de corpos, mas é o primeiro a trabalhar com o assunto de forma tão profunda e preciosa. E com bom humor.

O Ruim: Apesar de tudo, ele não é o Peter Parker. Ele pode até ser o Homem-Aranha, mas os fãs estavam ali por muito mais que um uniforme e superpoderes. Eles são também fãs do tímido, azarado e atrapalhado Peter Parker, que agora sumiu de certa forma e se tornou uma outra pessoa completamente diferente e irreconhecível. A série do Homem-Aranha Superior é boa, muito boa mesmo, e muitos fãs acabam perdendo por mero comprometimento com o personagem preferido. O jeito é esperar que o tempo, quando os ânimos acalmarem-se, ela seja vista com novos olhos e uma perspectiva diferente.

E esse é apenas um gostinho de uma lista apertada para você recordar um pouco deste ano. Algumas coisas que valem nota, realmente ficaram de fora. Afinal, 2013 também foi o ano do Homem de Ferro e o Doutor Estranho comemorarem seus aniversários de meio século de vida. Lá fora, tivemos as novidades também do All New Marvel Now, com novas séries e um novo e marcante status quo para os Inumanos. Algumas revelações foram também muito comemoradas, como foi o caso dos novos seriados em parceria com a NetFlix também merecem nota, mas teremos no futuro oportunidade de falar deles.

E por hora, encerramos nossas atividades de 2013 por aqui! Uma Feliz Virada de Ano para todos e até breve! Nos vemos em 2014!

Coveiro

Thanos novamente nas mãos de Jim Starlin


O Newsarama pegou a todos de surpresa ao noticiar que o lendário roteirista e desenhista Jim Starlin está produzindo uma graphic novel com seu mais famoso personagem: Thanos. Confira as primeiras páginas divulgadas e mais detalhes sobre o projeto...

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Marvel fecha o ano com um casamento

Atenção! Informações Inéditas no Brasil e EUA!


Abril de 2014, a Marvel reservou a data para um casamento. Ano passado os noivos eram Estrela Polar e Kyle. O relacionamento causou grande alvoroço, o primeiro casamento gay da editora. Será que teremos novamente algo deste tamanho?

A identidade dos noivos dessa vez foi mantida em segredo. Como podemos ver na imagem abaixo, os heróis da Marvel como um todo estão convidados. Desde Odin, Bill Raio Neta e Balder, até a Guarda Imperial, Guardiões da Galáxia, X-Men e Vingadores.

Algum palpite quanto aos futuros casados? A ausência de Thor, junto de seu pai e seu amigos, levantou algumas suspeitas, afinal, onde está ele e a Sif? Outros apostam no Superior Homem-Aranha e Mary Jane. Eu, particularmente, aposto em Medusa casando com outra pessoa, ou renovando seus votos com Raio Negro.


Quando anunciaram a série dos Inumanos, destacaram que ela iria possui uma "pegada" semelhante a de Game of Thrones. O penúltimo episódio exibido da série, é o casamento vermelho, onde ocorre uma verdadeira chacina. Agora na Marvel temos um casamento, e alguém notou as manchas de sangue no convite? Outro ponto é que os Inumanos possuem grandes conexões com o cosmo da Marvel, o que explicaria a presença dos personagens de outras galáxias.

Mas e você caro leitor, o que pensa sobre tudo isso?



Kinhu Heck

Veja as capas e novas imagens da Empire dedicada ao Capitão América


O primeiro grande lançamento da Marvel Studios em 2014 será o novo filme do Capitão América e a revista Empire já divulgou a capa da edição de Fevereiro dedicada ao Sentinela da Liberdade. Confira o resultado, com o Capitão ao lado do Soldado Invernal e da Viúva Negra...

domingo, 29 de dezembro de 2013

Mutação em Debate #29 - Nova Marvel na Panini Brasil


Como já é tradição no Mutação em Debate, o podcast de dezembro traz um bate-papo com o editor Rogerio Saladino, que cuida das revistas da linha dos X-Men, do Homem-Aranha e do Universo Ultimate aqui no Brasil. Ouça o podcast que traz novidades sobre a Nova Marvel na Panini Brasil!

Leonardo Bento, Henrique Bracarense e Kinhu Heck transmitiram a Saladino as dúvidas dos fãs, enviadas no grupo do podcast no Facebook, sobre diversos temas, como a chegada da Nova Marvel no Brasil, os novos mixes, os especiais programados para os X-Men e para o Homem-Aranha e encadernados de títulos que não devem compor mixes.


Faça o download aqui (link alternativo do Mediafire) ou ouça abaixo:

Introdução: (00:01)
Bloco 1: Nova Marvel no Brasil (02:18)
Bloco 2: X-Men na Nova Marvel (33:51)
Bloco 3: Encadernados e Especiais dos X-Men (50:08)
Bloco 4: Homem-Aranha e Ultimate em 2014 (01:06:36)
Bloco 5: Perguntas Gerais (01:12:55)
Conclusão: (01:29:29)

Links Relacionados:

Em janeiro, nosso podcast volta a tratar de assuntos inéditos no Brasil. O tema será a All-New Marvel Now e o ano de 2014 na franquia mutante.

Para dúvidas, reclamações ou sugestões, nossos canais de contatos são o email  mutacaoemdebate@marvel616.com, o grupo Mutação em Debate do Facebook, oTwitter @MutacaoEmDebate ou os comentários abaixo.

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Vingadores: Maiores do que antes

MARVEL NOW NOVA MARVEL OS VINGADORES 1 2 3 4 JONATHAN HICKMAN JEROME OPEÑA ANDY KUBERT

Nas mãos de um novo roteirista, os maiores heróis da Terra tendem a uma expansão em números e em impacto. Como indicam as primeiras histórias escritas por JONATHAN HICKMAN, os Vingadores não só se tornarão maiores como serão em parte responsáveis por algo muito maior do que eles jamais imaginaram. E tudo começa com uma visita inusitada e desconhecida no planeta Marte, mostrada nas duas primeiras edições de Os Vingadores, da Nova Marvel no Brasil.

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Para Todas as (Boas) Festas de Amanhã


O fim do ano é uma época de celebração. Mais uma vez, nós do 616 agradecemos a vocês, leitores e equipe, por tornarem possível mais um ano de sucesso e crescimento do site. Satisfeitos com nossa realizações, é hora não apenas de comemorá-las, mas também de pensar nos próximos passos.

Não são apenas os personagens de quadrinhos que às vezes precisam passar por algumas revoluções. Ciclope já reviu sua abordagem frente às dificuldades por que a raça mutante passava. Wolverine já precisou mudar as coisas quando viu que estava sendo levado por um caminho que não era o seu. O Capitão América já teve que ir contra a bandeira que ele mesmo vestia quando esta não mais representava os ideias pelos quais lutava. O Homem de Ferro já trocou de armadura diversas vezes para atingir melhor seu potencial. Equipes de heróis inteiras já mudaram seus uniformes para continuar fazendo sentido em novos tempos. E até a Tempestade já resolveu mudar o corte de cabelo pra um moicano a fim de mudar um pouco a perspectiva das coisas.

Eu, Leo Florentino, também precisei mudar um pouco o modo como as coisas estavam funcionando e me adaptar a um novo momento. Por conta disso, os leitores do 616 não tem me visto muito por aqui ultimamente. Já tendo mudado meu foco dentro do site algumas vezes, eu precisei, há poucos meses, me afastar temporariamente. Felizmente, meus motivos para isso foram positivos e a hora agora é de oficializar o meu novo status aqui no 616.

A partir de agora, deixo de ser redator do site e passo a ser colaborador. Isso significa que vou continuar sem uma participação constante e sólida por aqui, passando a colaborar esporadicamente de forma mais livre. É bem possível que em um futuro próximo vocês ouçam minha voz pelos nossos podcasts e leiam novos Em Focos de minha autoria. Quando minha participação no 616 for relevante, estarei por aqui para dividir minha paixão por seja o for que esteja acontecendo.

Por agora, é isso. Agradeço a todos os amigos, colegas e leitores que dividiram comigo esse tempo no Marvel 616. Aqui pude me desenvolver, aprender, experimentar, discutir e fazer amigos. É satisfatório ser parte de um projeto que só cresce e saber que contribuí com momentos importantes da história dele.

Feliz Natal e ano novo pra todos! Obrigado mais uma vez e fiquem conosco, porque ano que vem não vão faltar revistas, filmes e até séries de TV da Marvel. Nos vemos por aí. Boas Festas!

Léo

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Vingadores fazendo política pelo nosso mundo...


Foi justamente ao final da saga Infinity, que veio o anúncio para uma nova HQ dos Vingadores chamada Avengers World, com a premissa de tocar de alguma maneira mais no lado do cenário da politica mundial ao redor do mundo. A ideia base é fazer com que todas as nações pelo mundo fora do ambiente americano tenham igual capacidade de responder a incursões alienigenas e se defender. Bom, e parece que isso já deu resultado... na Tailândia.



Baseando na imagem da capa alternativa de Arthur Adams, um artista tailandês (cujo artigo do Bleeding Cool não informou quem era) fez uma homenagem convidativa para as eleições atuais no pais. Nela, vemos diversos biótipos, de pescadores a executivos, erguendo seus cartões de cidadão (necessários para se votar). Também é possível ver como detalhes ali máscaras do "V" e apitos, que são usados pelos manifestantes locais que desejam uma reforma política pra já também.

A imagem veio junto com um texto em tailandês e que o Bleeding Cool traduziu para o inglês nesse artigo aqui. Basicamente, a mensagem fala de diversos pontos de mudança necessárias para a Tailândia como direitos iguais para os gêneros, respeito as crianças assim como aos mais velhos, chances para igualar os desníveis educacionais, enfim, um apelo para a declaração universal de direitos humanos ser respeitada. A defesa é em prol da crença de que o sistema democrático possa fazer isso acontecer, pois cada pessoa, cada voto, está sendo representado ali.

E acho que um certo país deveria aproveitar o clima de 2014 e também responder a esse chamado, heim?!

Coveiro

Novos Vingadores: Todo começo tem um fim!


Tempos atrás, quando perceberam que para deter grandes ameaças eles teriam que se preparar secretamente a elas, os líderes de alguns grupos de heróis se reuniram sob a alcunha de Illuminattis e promoveram uma série de interferências que nem mesmo o leitor da época sabia que haviam acontecido. Isso, mais tarde, teve seu preço com o Hulk e a Invasão Skrull. Com o tempo aquela aliança secreta se desfez, mas não por muito tempo. Eles voltariam a se reunir em tempo de necessidade. Desta, como Novos Vingadores.

Coube a Tchalla, agora Rei da Necrópole Wakadiana, detentor dos espíritos de antigos Pantera Negras, reunir mais uma vez os Illuminati. Ele, que outrora se opôs a ideia do grupo, os convocou pois acabou descobrindo uma ameaça muito maior que ele, com todo seu poder e conhecimento, não seria capaz de deter sozinho.

Tudo aconteceu durante uma avaliação de três jovens wakadianos chamados Kimo, T’Dori e N’Kono para serem os escolhidos no novo programa espacial de Wakanda. T’Challa chegou a fase final aprovando os três e mostrando que eles estariam sendo treinados para conquistar as estrelas e encontrar um planeta a 241 anos-luz dali. Foi quando encontraram uma espécie de portal que maquiava uma pedaço daquela parte da Terra com uma ilusão.

Ao cruzar a passagem, o cenário era aterrador. Um grande planeta parecia estar quase prestes a se chocar com a nossa Terra e lá estavam um grupo de guerrilheiros sendo comandados por uma estranha mulher de pele intensamente branca e um outro subalterno. O homem entregava um artefato estranho, quando foram surpreendidos pelos Jovens e Tchalla. A recepção do grupo não foi nada amistosa, levando a morte dos Jovens e a uma sede de vingança da parte de T’Challa.


Um a um, T’challa foi eliminando o grupo de invasores. Viu então a mulher albina matar seu aliado assim que ele entregou o artefato e, então, a moça apertou o botão destruindo o planeta que se aproxima, salvando o nosso. Foi quando o Pantera Negra aproveitou o momento de distração e a derrubou. O céu era azul outra vez, mas a ameaça parecia ser iminente. Foi quando os Illuminattis se mostraram necessários.
Após chegarem a Wakanda, Reed Richards, que certamente é o maior amigo dali de T’Challa, ficou no papel de interrogar a misteriosa moça na prisão da Necrópole. Já T’Challa foi ter uma conversa privativa primeiro com Namor, dizendo que aquela reunião ali era meramente por via das necessidades e que logo a ameaça acabasse, iriam ser inimigos outra vez. E então, chegou o momento esperado da reunião.

Usando os já tão famosos esquemas de Jonanthan Hickman, Richards explica como funciona o esquema do multiverso e suas infinitas terras paralelas. Então, segundo a moça presa, que se chama Cisne Negro, uma dessas Terras foi destruída, causando a morte prematura do seu universo. O problema é que esse evento acelerou o que podemos definir como fim para todas as realidades. Os universos agora mais próximos estão se chocando, sendo a Terra o ponto de incursão do evento. O que T’Challa viu foi justamente a Cisne Negro destruindo a sua própria Terra para salvar a nossa, eliminando mais uma colisão.



Há pouco tempo. Segundo cálculos, a cada oito horas, novas colisões podem vir a acontecer. E cabe as illuminatti pensarem numa alternativa para salvar o seu mundo. Aprender como destruir realidades assim como fez a Cisne Negro é uma possibilidade. Todavia, o Capitão América se reluta a isso e propõe que as joias do Infinito voltem a serem usadas. Reunindo cinco delas, facilmente localizaram aquela que pertencia a Xavier, que agora está morto. Assim, Namor, Raio Negro e o Capitão partem em busca dela. Reed, T’Challa e Tony Stark ficam para pensar em demais alternativas para impedir novas colisões até lá.

Assim, neste relógio contra o fim de todas as coisas, Hickman dá asas a imaginação e traz um novo ritmo as histórias do grupo, deixando os fãs em polvorosa com o novo ar e potencial dos Vingadores. Steve Epting é o desenhista, e não poderia se adequar mais ao estilo narrativo que a trama sombria pede. O clima tenso, associado com a desconfiança entre membros do grupo torna tudo empolgante de se ler, deixando você ansioso pela próxima parte. O que talvez complique é que não é uma leitura fácil, precisando você reler revistas antigas assim que toma uma nova em mão. Mas o prazer de reler uma história bem contada não tem preço. Não é a toa que é quase unanime os elogios em cima de toda essa edição brazuca com os dois títulos de Vingadores de Hickman.

Coveiro

domingo, 22 de dezembro de 2013

Inominata 616 #55 - Nos tentáculos do Dr. Octopus

Inominata 616

A gente não podia encerrar esse ano, repleto de novidades com o surgimento da Nova Marvel no Brasil (Marvel Now, originalmente), se não falassemos da história mais polêmica de todos os tempos na vida do amigão da Vizinhança, o Homem-Aranha! Sim, isso mesmo. Depois de tantos anos, a revista do Cabeça de Teia passa por uma grande mudança, uma superior. E não podiamos falar sobre tal tema se não revisitar tudo sobre a vida do vilão Otto Octavius, o Doutor Octopus, principal envolvido nessa trama. E esse programa é especial para todos os leitores que quiserem entender mais sobre o Oquinho.

No programa de hoje, Coveiro, Paulo Artur, Marcos Dark do blog Amâgo e Wellington MacGaren do Aracnofã para falar sobre os primórdios da carreira do Vilão até os dias decadentes de hoje. Apesar de ele já terem escrito um obtuário sobre o vilão na década de 90, fazemos de novo uma bela homenagem ao Octopus aqui. Eu não perderia por nada.
Entre conosco nessa aventura e perceba todos os paralelos entre o herói aracnídeo e o vilão octopóide. Saiba que mistérios existem sobre a secreta vida sexual do Doutor. Entenda a relação da infância de Otto com clássicos do Terror. E levante teorias conosco em nossa leitura de emails a ligação entre a Marvel e os hebreus!

Links acessórios do programa:

Biblioteca Histórica do Homem-Aranha #1
As 500 edições mensais do Homem-Aranha no Brasil
Uma revisão da Teia do Aranha


Top 10 Vilões do Homem-Aranha
Top 10 Momentos Marcantes do Homem-Aranha
Coleção Histórica do Homem-Aranha
A Saga "Confins da Terra"
Dan Slott e a polêmica sobre o Homem-Aranha Superior nos EUA
Mais da polêmica do Homem-Aranha Superior
O Adeus de Peter Parker no Brasil


Outros Podcasts Relacionados:

Inominata 616 #05 - Sobre Norman Osborn
Inominata 616 #026 - A Trilogia do Homem-Aranha
Inominata 616 # 027 - O Espetacular Homem-Aranha
Inominata 616 US #03 - O Secreto e o Superior do Marvel Now
Inominata 616 #31 - Cinquenta Anos do Homem-Aranha


Para ouvir em MP3 e afins, basta baixá-lo clicando aqui (link alternativo em breve).


Coveiro

sábado, 21 de dezembro de 2013

Vin Diesel ao lado de Groot e o fim dos boatos sobre Thanos


Há algum tempo todos já sabem que o ator Vin Diesel irá fazer a voz do personagem Groot no filme dos Guardiões da Galáxia, mas praticamente nada de oficial havia sido dito ainda sobre o assunto além de algumas curtas declarações. Para oficializar de vez tudo, o diretor James Gunn postou em seu perfil no Facebook uma foto de Diesel ao lado de um busto do Groot e ainda colocou fim aos boatos de que o ator poderia interpretar o Thanos também. Confira...

Remender cria um novo universo em Uncanny Avengers

Informações Inéditas no Brasil e nos Estados Unidos!!


Como consequência do arco Ragnarok Now, das mortes de integrantes do grupo e do feitiço lançado pela Feiticeira Escarlate, um novo arco, nomeado temporariamente de Planet X (não confundir com aquele escrito por Grant Morrison), apresentará um mundo inteiramente diferente e diversos novos personagens. Confira!


Já a partir das edições #16 e #17, que trazem os últimos momentos de Ragnarok Now, um novo Universo Marvel dará as caras, muito insano e desconexo, por causa das maquinações de Kang. Nesses momentos derradeiros de Ragnarok Now, muitos personagens serão trabalhados. A partir da edição #18, entenderemos as motivações de todos aqueles escolhidos por Kang para fazer parte de sua própria equipe de super-poderosos. Entre os escolhidos estão um Deathlok originado do inimigo do Hulk, Abominável, Arno Stark, de 2020, o Doutor Destino 2099 e Conflyto.

Remender revelou também que Katie, a narradora da história da edição #14, será mais bem explorada no novo arco.


Em Planet X, Destrutor e Vespa terão papéis de protagonista, enquanto Magneto será o antagonista. Os uniformes deles estarão diferentes, como mostram as artes de Daniel Acuna.


Por fim, o autor revelou que a grande história de Uncanny Avengers será toda contada em 25 edições, como aconteceu com a de Capitão América, feita por ele. Assim, após Planet X, ainda haverá edições com as conclusões do plot do Caveira Vermelha, envolvendo o Massacre. 

Após as 25 edições iniciais, Remender tem planos para uma nova história, os quais já foram aprovados pela Marvel. Segundo ele, poderemos esperar ao menos 34 edições dele na revista (incluindo as 25 da primeira história).


sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Atualizado: Finalmente, temos um Homem-Formiga!!!


Depois de longos seis anos desde que Edgar Wright abraçou o roteiro e direção do Homem-Formiga, poucas notícias concretas tinham saido do filme até pouco tempo atrás. Tudo mudou na última San Diego Comic Con, quando a coisa ganhou forma. E hoje, depois de alguns boatos percorrerem os bastidores, é anunciado o nome do ator que protagonizará o diminuto herói nos cinemas.

Quem apostava pesado em Paul Rudd, acertou. O ator curiosamente vinha negando o papel nas últimas entrevista que deu, mas a Variety garantiu que o Rudd finalmente está negociando o contrato com a Marvel para estrear o filme em 2015. O outro candidato cotado para o papel, Joseph Gordon-Levitt, acabou fechando com a concorrente para viver o personagem da Vertigo Sandman nos cinemas (e não o vilão do Homem-Aranha, viu?).



ATUALIZAÇÃO: A Marvel acabou de confirmar ontem que fechou contrato com o ator e, sim, temos um Homem-Formiga contratado! Agora, finalmente as coisas começam a se desenrolar e próximo ano já devemos ter mais pistas sobre o roteiro e outros personagens relacionados com a trama. Curioso para saber quem viverá a Vespa!

Coveiro

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Novidades de Cable & X-Force e da graphic novel dos X-Men

Informações Inéditas no Brasil e nos Estados Unidos!!


Os roteiristas Dennis Hopeless e Mike Carey conversaram sobre seus trabalhos na franquia mutante. Confira as informações!

Começando com a X-Force, Hopeless contou que o cross Vendetta mostrará Esperança tentando fazer de tudo para ferir Bishop, usando o arsenal de armas de Cable. Entretanto, esse não foi o encontro que ele mais gostou de escrever, mas sim o de Pigmeu e de Dinamite, que foi muito divertido.


Hopeless gostaria de ter tido espaço para um penúltimo arco maior, o do Adversário, com mais destaque para Nêmesis e Forge, ou para a interação entre Dominó e Dinamite. Ele afirmou que a personagem predileta que escreveu esse ano foi a Dominó, e o relacionamento dela com Colossus foi um dos destaques de seu trabalho em 2013.


A respeito de Avengers Arena, o escritor afirmou que a abordagem era quase oposta à da X-Force. Havia apenas um único plot, que perpassou toda a duração da revista. X-23 foi uma das personagens que o autor pôde escrever. Para ele, o principal atributo de Laura é ser uma grande assassina, que faz de tudo para evitar matar alguém, mas que está sujeita a um subconsciente agressivo e ao Gatilho.

Avengers Undercover, que sucede Arena, não terá muitos rostos mutantes, mas alguns alunos de Wolverine & The X-Men aparecerão na edição #2.

Mudando de assunto, Mike Carey está de volta aos X-Men depois de dois anos. O escritor, que focou boa parte de sua passagem em Vampira, retorna em um momento em que a personagem está morta. Além disso, outra grande mudança na franquia em seu período de ausência foi a vinda dos X-Men originais do passado para o presente.

Carey está responsável por uma Graphic Novel, No More Humans, que deriva diretamente de Battle of the Atom, o grande cross mutante de 2013. Chris Claremont é uma grande inspiração, tanto por causa da primeira Graphic Novel mutante, escrita por Claremont em 1982 (Deus Ama, o Homem Mata), quanto pela contribuição de expandir a franquia em vários spin-offs.

Carey terá alguma liberdade para trazer personagens de revistas distintas da franquia, uma vez que a história não é específica de nenhum dos títulos. Os jovens Ciclope e Jean Grey terão bastante destaque, assim como Ciclope do presente e Wolverine. Os dois lados dos X-Men serão explorados, por meio das diferentes reações de cada um às situações que se desenrolarão na Graphic Novel. Os personagens que aparecem na capa formam o elenco principal. Ao mesmo tempo, Magneto aparecerá com uma posição não alinhada, dentro da nova abordagem que a editora dará ao personagem, ainda que ele seja parte dos X-Men.

O plot trará um mundo em que os únicos sobreviventes são seres que possuem o Gene X. Os personagens precisam descobrir por que isso está acontecendo e quais serão as consequências. Carey sugeriu que inclusive Vampira fará uma participação. O vilão será Raze, personagem surgido em Battle of the Atom. Ele será um supremacista mutante e aproveitará a situação para implementar sua agenda. Raze terá uma equipe, mas não será aquela mostrada no cross.

A Graphic Novel, com cerca de 100 páginas, sai em maio, mas não foi confirmado se o lançamento será simultâneo no Brasil.

Wolverine e os X-Men: De Pernambuco para o Mundo

 photo sharkgirl01.jpg

Foi cerca de um ano atrás, que nós do site Marvel616, fomos os primeiros a divulgar aqui no Brasil que mais uma personagem brasileira entrava no hall de heróis da Marvel. Com o advento de novos mutantes surgindo após a saga Vingadores vs X-men, vários pontinhos surgiram em cerebra por todo o globo. E que surpresa saber que um deles estava lá brilhando na praia de Boa Viagem, no Recife. E essa história finalmente chega ao Brasil, publicada na edição 1 de Wolverine desta nova etapa na Nova Marvel.

Iara dos Santos surge com uma baita fome comendo peixe cru num barco de pesca nas águas da costa do Recife. Ou melhor, com uma baita “larica”, já que a Panini fez questão de não esconder o sotaque da terrinha colocando as falas da moça com “vixe”, “leso” e outras expressões peculiares nordestinas. Acuado pelos pescadores e ao descobrir barbatas de tubarão capturadas ilegalmente, ela ativa pela primeira vez seus dons e se torna a Garota-Tubarão.

 photo sharkgirl01.jpg

Muito mais tarde, cheia de dúvidas e admirando o nascer do sol, a pernambucana recebe a visita do Anjo, o X-men fundador que passou por tantas mudanças, perdeu memórias recentemente e que agora se incumbiu da missão de ajudar outros jovens e novos mutantes confusos. A principio, ele assusta um pouco a moça, que o ataca involuntariamente, mas depois decide escutar o que ele tem a dizer.

Todavia, Mística e o novo Samurai de Prata também estão no encalço da garota, e dispostos a fazer qualquer coisa pra levá-la. É nesse momento que a Garota Tubarão decide tomar uma decisão - ajudar o tal Anjo a derrotar os vilões e aceitar o convite para participar da escola Jean Grey. É um novo começo para a moça, aceitar pela primeira vez fazer parte de uma família e ter a oportunidade de aprender mais sobre seus novos poderes.

 photo sharkgirl01.jpg

E a caça por novos mutantes não se detém apenas por aqui. Enquanto tudo isso acontecia, um garoto meio-humano e meio-lagostim é escalado pelo que parece ser uma nova formação do Clube do Inferno.
 

Roteirizado por Jason Aaron, essa história foi desenhada por Steve Sanders (os creditos não estão na revista), que substituiu temporariamente o artista regular, Nick Bradshaw. A titulo de curiosidade, conversei com Sanders via Twitter na época e contei minha empolgação de ver minha cidade sendo retratada numa revista Marvel. O cara foi bem atencioso e grato pelos elogios, explicou que pegou algumas referencias visuais pra retratar o porto do Recife e a praia (coisa que dá pra realmente notar ao ver os quadros da história) e disse que apesar de ele ter desenhado a história, os creditos da criação da personagem ficam por conta de Aaron Bradshaw. Também conversei com Nick Bradshaw, que é canadense, tempos depois e que também ficou feliz com a receptividade da personagem. Afinal, quem não lembra em quantos jornais de papel e TV a matéria saiu na época?

Coveiro

PS: Curiosamente, a capa da edição desenhada por Bradshaw retratava o Rio de Janeiro, um erro meio comum ao generalizar nosso pais. Veja clicando aqui.

Checklist Panini dezembro de 2013


E com um mega atraso divulgamos o checklist Panini de 2013. Sem grandes novidades, os pontos de destaque ficam para a continuação do encadernado dos Vingadores Sombrios e a estreia do Homem-Aranha Superior.

Checklist Marvel – Dezembro/2013

Homem-Aranha Superior 1


Tem um novo Homem-Aranha na cidade… com a mente de Otto Octavius no corpo de Peter Parker! O arqui-inimigo do Amigão da Vizinhança ainda possui todas as memórias e lembranças do herói, e decidiu que dará um novo rumo para a vida de seu antigo inimigo, que será um herói melhor, um Homem-Aranha Superior!
(Avenging Spider-Man 15.1, Superior Spider-Man 01 e 02) 
Revista mensal, formato americano, 68 páginas, papel Pisa-brite, R$ 6,50, distribuição nacional. 


Homem de Ferro & Thor 2


O Homem de Ferro vai  à Colômbia investigar os responsáveis pelo recente uso do Extremis! Enquanto o Thor passado tem um difícil confronto com Gorr, o Thor presente continua a investigar o assassinato das divindades americanas e o Thor futuro prossegue sua batalha contra o Carniceiro de Deuses.
 (Iron Man 3-4, Thor: God of Thunder 2)
Revista mensal, formato americano, 68 páginas, papel Pisa-brite, R$ 6,50, distribuição nacional. 

 

Wolverine 2


Depois de sobreviver a chacina, Wolverine tenta deter a ameaça da arma desintegradora, mas a caçada fica ainda mais complicada quando seu alvo parece estar habitando o corpo de uma criança inocente. E o circo chegou em Westchester! Com atrações pra lá de especiais (e mortíferas) para os alunos e professores da Escola Jean Grey!
(Wolverine 2, Wolverine and the X-Men 21 e 22)
Revista mensal, formato americano, 68 páginas, papel Pisa-brite, R$ 6,50, distribuição nacional. 

 

X-Men 2


Completamente chocados com o que os mutantes se tornaram (no que pra eles é o futuro), os X-Men originais enfrentam o Ciclope do presente e sua equipe. Enquanto isso, novos mutantes surgem pelo mundo, e começa uma verdadeira corrida para recrutá-los e Magneto continua seu papel de espião no grupo rebelde de Scott Summers.
(All New X-Men 3 e 4, Uncanny X-Men 2)
Revista mensal, formato americano, 68 páginas, papel Pisa-brite, R$ 6,50, distribuição nacional. 

 

Os Vingadores 3


Um misterioso artefato shiar cai no Iowa e é encontrado por uma mulher comum, que recebe os poderes de uma superguardiã, aumentando ainda mais as fileiras dos Vingadores! Novos Vingadores: Hank McCoy ocupa o lugar do professor Xavier nos Illuminati, que reúnem mais uma vez as Joias do Infinito, uma ideia pra lá de perigosa!
(Avengers 5-6; New Avengers 3)
Revista mensal, formato americano, 68 páginas, papel Pisa-brite, R$ 6,50, distribuição nacional. 

Capitão América & Gavião Arqueiro 3


Capitão América: Steve Rogers tenta convencer seus captores da Dimensão Z de que não é um dos aliados de Arnim Zola. O Gavião Arqueiro tem seu apartamento invadido, a garota que o acompanhava é sequestrada e, para salvá-la, ele pede a ajuda da Gaviã Arqueira! E ainda: Vingadores Secretos!
(Captain America 3, Hawkeye 3, Secret Avengers 3)
Revista mensal, formato americano, 68 páginas, papel Pisa-brite, R$ 6,50, distribuição nacional.  


Universo Marvel 4


O Indestrutível Hulk tem sua revanche contra Attuma! Sue pressiona Reed para saber o verdadeiro motivo de sua viagem, e os outros membros do Quarteto Fantástico vão conhecer Júlio César! FF: apaixonados, os Toupeiroides fazem de tudo para arruinar o encontro da Mulher-Hulk com Wyatt Wingfoot. Thunderbolts: um romance entre o Justiceiro e Elektra deixa Deadpool se mordendo de ciúme! E ainda: Nova!
 (Thunderbolts 5-6; The Indestructible Hulk 5; Fantastic Four 4-5, FF 4, Nova 4)

Revista mensal, formato americano, 148 páginas, papel Pisa-brite, R$15,90, distribuição nacional.

 

A Teia do Homem-Aranha 22


Histórias inéditas do Homem-Aranha em sua carreira como vingador, onde o Amigão da Vizinhança ajuda os personagens mais insólitos do Universo Marvel! Uma aventura pré-histórica com o colossal Dinossauro Demônio; um pesadelo psicodélico com o Mercenário Tagarela Deadpool  e uma estranha perseguição pelas ruas de Nova York com o herói das multidões, o Coisa. E ainda, a fuga da prisão e a terrível vingança de Morbius, o Vampiro Vivo! Atenção: essas histórias se passam antes da derradeira mudança feita pelo Doutor Octopus na carreira heroica do Amigão da Vizinhança.

(Avenging Spider-Man 12 a 15, Avenging Spider-Man Annual 1, The Amazing Spider-Man 699.1 e 700)

Revista bimestral, formato americano, 148 páginas, papel Pisa-brite, R$15,90, distribuição nacional.


Ultimate Marvel 42


Miles Morales acredita que é a hora certa do Homem-Aranha ajudar a nação a se levantar e toma uma decisão que pode mudar a sua carreira como super-herói. E Kitty Pryde e seus companheiros em fuga passam por momentos tensos até finalmente encontrarem a ajuda que estavam procurando. No meio do caos e das ameaça crescente de confrontos civis, uma manobra ousada dos Supremos garante a surpreendente eleição do presidente dos EUA.
(Ultimate Comics Spider-Man 15, Ultimate Comics X-Men 15, Ultimate Comics Ultimates  15)
Revista mensal, formato americano, 68 páginas, papel Pisa-brite, R$ 6,50, distribuição nacional.

X-Men Extra 144


Uma nova Irmandade de Mutantes surgiu, liderada por ninguém menos que Daken, o filho homicida de Wolverine. E com o objetivo de se vingar da X-Force, o grupo composto pelos piores vilões mutantes conhecidos está quase completando seu plano, ao levar o jovem Gênese lentamente a se tornar o tirânico Apocalipse! E, ao tirar uma rara folga na sua participação nos X-Men, Dominó entra numa confusão envolvendo um cassino de supervilões e acaba contando com a ajuda do Demolidor, o Homem sem Medo. E as últimas histórias dos títulos dos Novos Mutantes e X-Men Legado.

(Uncanny X-Force 32 a 35, X-Men 38 e 39, X-Men Legacy 275, New Mutants 50)

Revista mensal, formato americano, 172 páginas, papel Pisa-brite, distribuição nacional.


Avante, Vingadores! 3


O Caveira Vermelha usa seus novos poderes para controlar a Feiticeira Escarlate e Vampira, mas os Fabulosos Vingadores vão ajudar suas colegas! Avante, Vingadores: a Mulher-Aranha faz o possível para livrar o Hulk da poderosa infecção que o atingiu e a equipe vai acertar as contas com Sergei Sorokin! O jogo fica cada vez mais sério, e mais um jovem herói morre em Vingadores: Arena!

(Uncanny Avengers 3, Avengers Assemble 11, Avengers Arena 3 )

Revista mensal, formato americano, 68 páginas, papel Pisa-brite, R$ 6,50, distribuição nacional.


Especiais


Vingadores Sombrios 2


Sem saber como chegaram lá, os Vingadores Sombrios despertam  num estranho mundo repleto de seres de armaduras semelhantes à do Homem de Ferro, onde estão à mercê de um poderoso inimigo  e no qual muitos dos tradicionais heróis de seu mundo se transformaram em terríveis vilões e vivem guerreando uns contra os outros!

(Dark Avengers 184-190)
Edição Especial, formato americano, 148 páginas, papel pisa-britte, R$15,90 distribuição setorizada.  

Coleção Marvel Terror: Zumbis Marvel 3


Neste volume, acompanhe o Homem-Máquina e Jocasta, enquanto eles partem numa missão inglória a serviço da Agência de Defesa Interdimensional A.R.M.A.D.U.R.A., para encontrar uma vacina contra a praga zumbi… na mesma dimensão que deu início à infestação dos mortos-vivos! E ainda: o Quarteto Fantástico enfrenta um pesadelo saído dos recessos mais sombrios da imaginação.

(Marvel Zombies III 1 a 4 e Ultimate Fantastic Four 22 a 23 e 30)
Edição Especial, formato americano, 164 páginas, papel offset, R$ 22,90.    


Coleção Marvel Terror: Zumbis Marvel 4


Morbius, o Vampiro Vivo, reuniu uma nova equipe de caçadores de monstros, os Filhos da Meia-Noite, para frustrar a invasão dos devoradores de carne humana. Formada por Jack Russell, o Lobisomem; Daimon Hellstrom, o Filho de Satã; a bruxa Jennifer Kale e o próprio Morbius, a equipe fará qualquer sacrifício necessário para conter a fome implacável dos Zumbis Marvel! Enquanto isso, o Quarteto Fantástico continua a confrontar suas contrapartes desmortas, com mínimas chances de emergir vitorioso.
(Marvel Zombies IV 1 a 4 e Ultimate Fantastic Four 31 a 32)
Edição Especial, formato americano, 164 páginas, papel offset, R$ 22,90.    

E é isso caros leitores. Mais um ano se encerra. Até o ano que vem :D


Kinhu Heck