LOGAN NO INOMINATA 616

Um podcast para se despedir de Hugh Jackman no papel de Wolverine

50 ANOS DE MARVEL

Um podcast com toda história da Marvel no Brasil! Imperdível!

A VOLTA DOS GUARDIÕES

Acompanhe as novidades do segundo filme dos Guardiões da Galáxia

PANINI EM 2017

A editora aracno-mutante Carol Pimentel conversou com o Mutação em Debate a respeito das primeiras novidades da Marvel pela Panini em 2017. Confira!

UMA GAROTA CHAMADA LAURA

Conheça mais sobre quem é a X-23 nos quadrinhos!

FIM DA GUERRA CIVIL II

Depois de muita espera, o que já tem sido corriqueiro quando se trata de um trabalho de Brian M. Bendis, finalmente a Guerra Civil II foi concluída

Cabeça de Teia nos cinemas

Homem-Aranha de volta a Marvel

DEFENSORES

Saiba as novidades da série do ano pelo Netflix

Conheça os Inumanos

Os seres mais misteriosos do universo ganham um seriado de luxo

PUNHO DE FERRO

Confira tudo sobre a mais nova série do Netflix

terça-feira, 31 de março de 2015

As últimas dos seriados da parceria Marvel e Netflix

Estamos a praticamente 10 dias do lançamento da primeira série oriunda de uma parceria inédita entre a Marvel Studios e a Netflix. Demolidor já chega em todo mundo na outra semana e apesar de todo o foco estar no seriado, já tem gente se perguntando sobre uma futura continuação e se mais personagens da linha de vigilantes da Marvel estaria disponível pra entrar nesse jogo. E, claro, nome do Justiceiro não podia faltar!



Como todo mundo já deve saber, o produtor executivo da série do Demolidor, Steven DeKnight é um grande fã do personagem e adoraria ver ele também ser levado para a mesma plataforma, contato que seja do jeito certo. "Eu adoraria vê-lo começar numa plataforma como essa. Nada me agradaria mais do que ver o Justiceiro obter seu próprio show e talvez pudéssemos convencer Marvel para ir na classificação +18. Se algum personagem merece uma classificação +18, é o Justiceiro" disse ele a SciFiNow.

O gosto do diretor pelo personagem não conseguiu ficar nem muito longe das gravações do Demolidor já que Charlie Cox disse que "Steven DeKnight disse que o Demolidor está um dia ruim longe apenas de ser o Justiceiro.  Eu pensei que isso era realmente útil. Então, ele acrescentou o tom obscuro , e eu acho que torna mais interessante para assistir " .

Falando em Charlie Cox, o ator esteve no programa do David Letterman essa semana e fez uma publicidade do seriado:


"É uma nova colaboração entre Marvel e Netflix. E Demolidor é um dos super-heróis mais amados. Ele é cego , o que é interessante - A sua deficiência é a sua força. Quando era um menino de 9 anos de idade, ele ficou cego em um acidente na rua onde ele estava salvando um homem idoso que tentava atravessar a rua. Houve um derramamento químico que penetrou em seus olhos e a consequência do acidente é que seus outros sentidos foram ampliados, a tal ponto que ele pode ser melhor do que uma pessoa que ve" explicou o ator. Ele e David conversaram sobre as vantagens da plataforma Netflix e de como as pessoas estão migrando para esse tipo de opção. O ator não sabe sobre futuras temporadas, mas espera voltar. Tudo dependerá das pessoas assistirem o seriado. Alguma dúvida quanto a isso?!

Uma outra novidade de hoje foi o anúncio do produtor executivo do seriado do Luke Cage. Ray Donovan e Cheo Hodari Coker estão sendo contratados como showrunner e produtor executivo, respectivamente. Coker, inclusive, entra como roteirista dos dois primeiros episódios da série. O seriado estreia em 2016, mas não há nenhuma previsao de quando.

Coveiro

Dinastia M e O Cerco são as novas sagas revisitadas em Guerras Secretas

* Atenção! Informações inéditas no Brasil e EUA!!

Pra quem achava que já era o fim, a Marvel provou o contrário e mostra que tem ainda algumas surpresinhas vindo por aí relacionadas as Guerras Secretas e que nem tem data pra chegar ainda. Nesta leva, as bolas da vez são a já clássica Dinastia M e uma nova interpretação d'O Cerco. Confira mais detalhes a seguir:



Dinastia M já era algo esperado pra quem estava prestando atenção nos diversos territórios do Mundo de Batalhas. Então, hoje, o Hero Complex anunciou o título e a dupla criativa que vai encabeçar essa nova safra do mundo governado pela familia de Magneto. Denis Hopeless, que vem fazendo um ótimo trabalho como escritor desde sua estreia na Marvel estará junto de Kris Anka nessa empreitada.

 "A série original é sobre os Vingadores despertarem dessa ilusão e , em seguida, por abaixo este mundo de sonhos segundo Magneto. Secredos foram revelados , a família foi dilacerada e Wanda deixou maioria dos mutantes na Terra sem poderes", disse Hopeless , que revelou ao site que ele trabalhava em uma loja de quadrinhos quando a estrou a série original. "Nossa história é uma coisa completamente diferente. Este Dinastia M está viva e indo bem . Magneto, Mercúrio. Feiticeira Escarlate tem um tipo de relação complicada que se espera entre os membros de uma família governante , mas o seu mundo não está desmoronando ao seu redor (não na primeira vez que o vemos ao menos)". O autor disse que além dos citados, teremos em destaque aqui o Namor e Fin Fan Foong.

A outra revelação da semana foi meio que uma surpresa, O Cerco, mas não exatamente como imaginávamos:


Nesta nova série, Kieron Gillen vai voltar a escrever sobre Abigail Brand e sua E.S.P.A.D.A. juntamente com o desenhista Filipe Andrade e alguns outros artistas que farão partes da história. Neste novo time unido pela Agente espacial mais casca-grossa do universo, teremos também Miss America Chaves, Leah, Magia, Kate Bishop numa versão mais medieval, operativos da E.S.P.A.D.A e... clones do Senhor Sinistro?! Bom, só lendo pra ver! Por ora, temos algumas páginas de preview:



O preview não diz muita coisa, mas ao menos dá pra sacar que Kang e aparentemente os insetos do Aniquilador parecem estar envolvidos. Eu chutaria dizer que desta vez, quem está cercado são os protagonistas do título!

Coveiro

Brianna Hildebrand se junta ao elenco de Deadpool



E mais uma atriz se junta a galeria de personagens inusitados que acompanhará o Mercenário Tagarela em sua nova empreitada em seu filme solo. Desta vez, surge o nome praticamente desconhecido de Brianna Hildebrand (Annie Undocumented e Prism. Mas talvez, mais desconhecido ainda seja o seu personagem, que somente os leitores mais hardcore lembrarão de cara - Negasonic Teenage Warhead.


Pra quem não lembra,Negasonic Teenage Warhead foi uma das aluna de Emma Frost da fase de Grant Morrison e que acabou morta pelo autor durante a invasão do super-sentinela em Genosha. Quase passou desapercebida, quando Joss Whedon usou a personagem como uma das suas projeções mentais de Emma Frost durante seu colapso no arco "Torn". E mais tarde, ainda fez uma ponta como uma das morto-vivas-mutantes em Necrosha.

Apesar de um tanto insignificante, pode ser que a personagem tenha um destaque a mais no filme, já que segundo o Hollywood Reporter - que foi o primeiro a noticiar -, Brianna está se exercitando para entrar em forma e viver as cenas de ação de sua personagem.

Coveiro

Ajude a escolher o poster de "Vingadores: Era de Ultron" IMAX


A Marvel Studios divulgou quatro novos pôsteres de "Vingadores: Era de Ultron", onde os fãs poderão escolher, através de uma votação no Twitter, um deles para ser usado nos cinemas IMAX. Vale a pena dar uma olhada...

Nova: Buscando uma identidade


E o "novo" Nova segue a sua jornada em busca da popularidade. Enquanto dentro da história o personagem desbrava o espaço buscando saber mais sobre a Tropa Nova, "do lado" de fora o roteirista se esforça para dar carisma a Sam Alexander, de forma que os leitores esqueçam de Richard Rider.

Quando Speedball e Justiça apareceram convidando o jovem herói a participar da mais recente formação dos Novos Guerreiros, Alexander não estava convencido de que entrar em uma equipe da "série B" seria uma boa ideia. Acostumado a desabafar com o Vigia, ele buscou a entidade para tentar entender a situação. Uatu lhe mostrou as aventuras de Richard Rider e ele entendeu que talvez pudesse ser mais útil nos Novos Guerreiros do que quem sabe nos Vingadores. E resolveu dizer sim aos seus mais novos amigos.


Agora que sabe mais sobre Richard Rider, ele quer conhecer mais sobre outros membros da Tropa Nova. Em uma das suas aventuras cósmicas acaba topando com um cadáver de um antigo membro do esquadrão. Acessando as informações do seu capacete ele entender como o soldado morreu e evita seguir o mesmo destino. Agora ele consegue rastrear capacetes Nova que estão inativos. E a sua nova ambição é encontrá-los para aprender mais.

Em paralelo as suas aventuras espaciais ocorrem as aulas na escola. Como Sam mantém um número alto e regular de faltas, o diretor começa a prestar uma atenção especial no menino. Cobrando inclusive da sua mãe que ele vá para as aulas.


Em busca de um novo capacete, Alexander recebe um chamado de socorro de um membro da Tropa Nova. Para a sua surpresa tratava-se de uma espaçonave gigante e oficial da tropa. Ele entra nela e descobre que ela se mantém energizada por um falecido membro do esquadrão, mas que sua energia está acabando. A nave agora está sendo usada como lar para sem tetos. Ele energiza o local com o seu capacete e então volta para a Terra.

Seria mais um dia feliz, porém Sam Alexander foi enganado. A nave estava lotada de escravos e é comandada por um pirata cósmico. E como desgraça pouca é bobagem, autoridades do espaço sideral resolveram enviar alguém para tirar satisfação com o Nova. E quem foi o escolhido para ter essa "conversa"? Ninguém mais do que o grande Bill Raio Beta.

E então caros leitores, o que estão achando do trabalho do novo escritor, o Gerry Dugan? Ele já tem mostrado muita competência na mensal do Deadpool e agora repete o bom trabalho aqui. A arte do Paco Medina também está ótima.

A HQ se destaca ao saber dosar as aventuras espaciais com a vida pessoal do personagem. As histórias contidas nesse review foram publicadas originalmente em Nova 10 à 12 e saíram aqui no Brasil em Universo Marvel 16 à 18.

Kinhu Heck

segunda-feira, 30 de março de 2015

Confira o Preview de Rage of Ultron

* Atenção! Informações inéditas no Brasil e EUA!

E nessa quarta-feira, meio que já se antecipando a chegada do filme, teremos o lançamento da nova Graphic Novel da Marvel, praticamente pegando a rebarba do lançamento do filme. De Rick Remender, Jerome Opeña, Pepe Larraz e Mark Morales, confira o preview de Rage of Ultron:







Da série dessas novas Graphic Novels, apenas uma saiu aqui no Brasil, com lançamento coincidente aos EUA. Infelizmente, devido ao nosso atraso de mais de um ano, as já esperadas do Homem-Aranha, X-Men e Thanos sequer foram anunciadas. A Panini bem que poderia fazer uma forcinha de correr atrás do tempo perdido já nos próximos meses, não?

Coveiro

Veja os novos pôsteres do Demolidor


Faltando menos de 15 dias para a estreia da série do Demolidor na Netflix, vários novos pôsteres individuais com os principais personagens da trama foram liberados. Confira em detalhes Charlie Cox como Matt Murdock, Elden Henson como Foggy Nelson, Deborah Ann Woll como Karen Page, Rosario Dawson como Claire Temple, a Enfermeira Noturna e Vincent D'Onofrio como Wilson Fisk, O Rei do Crime...

Guerras Secretas: O que andaram falando neste fim de semana?

* Atenção! Informações inéditas no Brasil e EUA!

A semana passada contou com os principais anúncios que estavam sendo guardados sobre as Guerras Secretas, certamente. Todavia, todo mundo sabe que ainda há o que falar, principalmente quando temos mais perguntas do que respostas sobre o assunto. Com o evento que ocorreu em Seattle esse fim de semana, algumas questões foram estabelecidas. E na própria sexta, o vice-presidente de vendas da Marvel, David Gabriel, já adiantou bons numeros para garantir o sucesso da maxissérie em Maio.


Foi no ECCC 2015, chamado Emeral City Comic Con, em Seatle, que se reuniram C.B.Cebulski e Mike Marts e uma série de autores responsáveis por títulos durante as Guerras Secretas - Rick Remender, Charles Soule e Kelly Sue DeConnick. Remender falou sobre sua Hail Hidra, destacando ser a história que faltava contar sobre Ian Rogers, o filho adotado do Capitão America da dimensão Z. Soule comparou sua Ascenção de Attilan com uma "Casablanca harmonicamente progressiva", além de reforçar que a premissa principal do título da Guerra Civil será de novo "segurança x liberdade". Já DeConnick informou que sua revista encabeçada pela Carol Danvers será um tipo de "Aviation Porn" e comemorou o fato de trabalhar de novo com as garotas que criou no arco "Pursuit of Flight". Mas as perguntas inevitáveis era sobre o futuro das Guerras Secretas em diante.



Kelly Sue se adiantou e disse que não podiam informar nada do que viria depois ainda, já que era parte do plano de marketing deles criar justamente essa euforia nervosa de curiosidade dos fãs. Mas Cebulski foi categório numa coisa - "Tudo do passado ainda conta, nós não estamos nos referindo a isso como um reboot!". Isso repercutiu também para os escritores. No caso, Remender disse que investiu demais na criação do Falcão como seu novo Capitão America para simplesmente ser apagado. Cebulski fez a mesma correlação com a nova Thor e disse que o Aaron poderá contar histórias com ela tanto tempo quanto quiser. "Nós não estamos apertando o reset aqui" falou ele de pronto.

Sobre franquias dos cinemas com outros estúdios que podem estar influenciando na participação dos personagens nos quadrinhos, Cebulski disse que a ideia era absurda. E garantiu que devemos ter um título do Quarteto Fantástico quando as Guerras Secretas acabarem. O mesmo vale pro Peter Parker, que deve ainda estar por aí independente do que acontecer com o Miles Morales. Todavia, nada impede que personagens como a Spider-Gwen, caso "peguem", vão ficar por aí.

Capa de Ultimate End #4


Agora, voltando para o lado comercial, temos a nota deixada pelo vice-presidente de vendas da Marvel, David Gabriel. Segundo ele, Secret Wars #1 tem hoje o número oficial de pre-venda de 550 mil peças, o que pode aumentar até Maio, é claro. Mas para estimular ainda mais a coisa toda, David disse que terão alguns prêmios nas comicshops para incentivar os futuros compradores (assim como foi com o "olho" durante o Pecado Original). Teremos 6 gemas do Infinito e até tabuleiros de batalha personalizáveis relacionados a saga. Terão brindes extras para lojistas que incluem posters de Alex Ross, cartões dos títulos Last Days, capas variantes e todo tipo de sorte de coisas que faz você lamentar não morar nos EUA.

Gabriel também disponibilizou uma lista de imagens previews de diversos títulos como A-Force, Thors, Weirdworld, dentre outros:







E a pergunta principal, é claro, não podia faltar. Quando questionaram sobre o futuro da Marvel após o evento, ele disse apenas "À medida que nos aproximarmos de setembro e outubro teremos algo mais a falar no nosso Catálogo de Previews. Os varejistas vão ter uma ideia melhor do que o Universo Marvel vai parecer, mas eu não posso dizer mais do que isso! ". E temos que dormir com isso! Mas já alivia bastante as palavras de Cebulski.

Coveiro

X-Men Legado: Eu mando em mim!


A saga de David Haller chega ao fim. Na tentativa de fazer jus ao legado de seu pai, Charles Xavier, ele viveu em "caos e fúria" e chegou o momento de enfrentar sua derradeira sina, em todos os sentidos. Ele e sua namorada, Ruth Aldine, estarão realmente realmente destinados a matar um ao outro? David se transformará no "verme global" que irá absorver as mentes de todos os mutantes da Terra? As respostas trazidas pelo escritor Simon Spurrier e os desenhistas Khoi Pham e Tan Eng Huat surpreenderão vocês nas edições originais de X-Men Legacy #22 a 24, reunidas aqui em X-Men Extra #13 pela Panini.

David conseguiu reunir a maior parte de suas múltiplas personalidades para enfrentar uma delas que fugiu para o plano físico, que emulava a aparência de seu pai e se uniu à essência do perverso irmão de Ruth, Luca Aldine. O combate entre eles é indescritível mas David começa a fraquejar. Seu inimigo, interessado apenas em espalhar medo e destruição sobre a Terra, toma conta da mente do comandante de um submarino russo e o obriga a assassinar toda a tripulação e disparar uma ogiva nuclear para Washington. O que nenhum dos dois percebeu durante a briga é que o subconsciente do rapaz chamou reforços: as equipes de X-Men lideradas por Ciclope e Wolverine, reunidas lado a lado.


O míssil é rapidamente desarmado e destruído numa ação coordenada dos heróis, mas a Besta, como David a chama agora, começa a fomentar na mente deles os ressentimentos e ódios de tantos anos. Ciclope e Wolverine resistem a tal influência e perguntam a David o que fazer. Ele responde com uma frase emblemática, tantas vezes usadas por seu pai: A mim, meus X-Mem!  

  
O combate recrudesce e David percebe como é bom ter pessoas lutando sob sua liderança sem nenhum tipo de coação ou estratagema psíquico. Alguns  tombam durante o combate, como a Comandante Abgail Brand, da ESPADA, Jono Starsmoore, o Câmara e a menina Karasu Tengu. Curiosamente, essas pessoas tinham grandes divergências com o rapaz. David pede que Scott e Logan trabalhem juntos e ponham temporariamente suas diferenças de lado. As equipes reunidas começam a distrair a Besta enquanto David reúne tudo aquilo que é a essência dos X-Men: suas vitórias, fardos, perdas e derrotas e canaliza em direção a seu inimigo. O resultado é impressionante, com a destruição de Luca Aldine e da forma física que o unia à Besta. 


Ruth, que se encontrava sedada na Escola Jean Grey desde o último incidente na ESPADA, acorda e sua "forma astral" imediatamente parte para o local do combate. Mas ela não é mais a jovem emocionalmente instável que conhecíamos. A morte de seu irmão fez com que os poderes que este roubou dela voltassem a sua legítima dona. Ela pede que não chamem mais seu namorado de Legião e nem ela de Olhos Vendados. Ela retirar a venda que cobria sua visão e pede que a chamem agora de Sina.

Como Ruth deduziu corretamente, David e a Besta continuam a se enfrentar dentro da mente do rapaz, mas desta vez ele leva a melhor. Seu adversário percebe que ele conseguiu reunir a maioria de suas personalidades quando é, enfim, derrotado. Contudo, quando David a absorve, a situação sai do controle novamente e ele começa a se transformar no "verme global". Desta vez, de verdade. 


A alma de todos os mutantes presentes no local começam a serem atraídas por ele. O mesmo acontece com as de todos do planeta. Quando os demais heróis intervêm, o resultado é inócuo e nem uma bomba nuclear foi capaz de detê-lo. Ruth finalmente se une ao seu corpo físico e parte para a ofensiva contra David.


O rapaz pede que ela o mate, mas Ruth não quer chegar a esse extremo. Ao invés disso, sua "forma astral" deixa novamente seu corpo e entra na mente de David, enquanto seus corpos físicos continuam lutando entre si. David revela que ainda não conseguiu reunir todas as suas personalidades, entre elas algumas que se chamam Tecelã e Cronodon. Ao se lembrar desta ultima, David a absorve também e dessa forma consegue desacelerar o tempo, ao ponto de fazê-lo parar. Agora, pela primeira e última vez, o tempo não é nenhum empecilho para eles. Os jovens, sabendo que um ou outro perecerá em seguida, aproveitam essa "janela de oportunidade" e fazem amor.


Quando eles terminam, Ruth é expulsa da mente de David contra a vontade dele e ela regressa ao seu corpo físico. O "verme global" começa a implodir, sobrecarregado de tanto poder. A batalha entre os dois amantes continua e David não tem esperança de que Ruth sobreviva. No interior de sua mente, ele se aproxima da última personalidade que ainda não integrou com as demais, a já mencionada Tecelã. Ela sempre resistiu a esse tipo de iniciativa e David, ao questioná-la sobre isso, recebe uma resposta surpreendente: "Eu mando em mim!". Ou seja, o mesmo lema que dirigiu as suas ações o tempo todo, mas que agora ele o considera uma grande mentira, pois é incapaz de controlar suas ações e o destino o venceu, apesar de todo seu poder.


A batalha no plano físico atinge o seu auge. Mesmo assim, Ruth não consegue deixar de ouvir o tempo todo uma espécie de sussurro psíquico, ainda não perfeitamente inteligível. À medida que ela começa a ser tragada pelo verme, David revive toda a sua vida e se aproxima de algo que ele chamou de "samambaia fractal", um emaranhado de destinos alternativos que sempre convergiam num ponto comum ao alto, que representava seu trágico destino em todas elas. Diante dela, David afunda de vez em auto-piedade, dizendo que nunca esteve à altura do legado de seu pai. "Nunca poderia ser ele", diz. Ruth está quase morrendo lá fora e sua alma começa a abandonar seu corpo. Desta maneira, ela finalmente consegue compreender o que o tal sussurro queria dizer. Na verdade, era um recado de Charles Xavier para David, que dizia simplesmente o seguinte: "Estou muito orgulhoso de você, meu filho!"


A Tecelã finalmente se aproxima do rapaz e lhe apresenta um discurso enigmático: "Crença em si mesmo, uma coisa tão simples e patética mas tão importante. Ele se orgulha de mim. Pobre sub-personalidade, já passou por tanta coisa", diz se referindo a David, que a contesta imediatamente, porém sem muita ênfase: "Você que é a sub". Ela continua: "Está pronto? Vai fazer as pazes consigo mesmo?" A pergunta fica sem resposta e a Tecelã, criadora de sonhos e modeladora da realidade, se funde ao rapaz e pela primeira vez na vida ele se sente inteiro.

David se volta para a "samambaia fractal" e começa a procurar por uma realidade que não foi condenada, enquanto ressuscita os herois que tombaram em combate e restaura a normalidade do nosso planeta. Ele finalmente compreende que não pode criar uma nova dimensão pois ela acabaria ficando tão "avacalhada" como a atual. Compreende também que não pode ser um "juiz do destino" ou mesmo um "acólito" para seguir os passos de seu pai e chega à conclusão de que é melhor ficar "de fora" de uma vez por todas para que a história possa seguir o seu rumo, sem ele para atrapalhar. "Eu me recuso a me submeter a um universo onde não mando em mim", ele diz, "isso não é a morte, mas nunca ter nascido".



A "samambaia fractal" é destruída e Ruth assiste a tudo sem conseguir intervir. Ela entra em desespero mas subitamente se vê de volta à Academia Jean Grey. Cercada pelos outros alunos, ela percebe que é a única pessoa do lugar que se lembra de que Charles Xavier tinha um filho chamado David. A menina começa a chorar mas logo ouve uma voz dentro de sua mente: "Ruth? Calma, tá tudo bem." "É você?" "Sou eu, sim". "Onde você tá?". "Na sua cabeça, para sempre."  A jovem sorri, deixa seus colegas de lado e caminha com ar decido, dizendo algo sem sua habitual dificuldade de se expressar: "Eu mando em mim!"



Meus amigos, que grande história! Que grande trabalho realizado! Há muito tempo não vibrava tanto com uma história dos X-Men, talvez desde quando li a fase de Josh Whedon e John Cassaday em "Surpreendentes X-Men" pela primeira vez. Um trabalho brilhante de Simon Spurrier e com desenhos nem sempre à altura, infelizmente, mas que melhoraram muito no desenrolar do título, especialmente os de Tan Eng Huat. Não posso deixar de mencionar pelo menos um "erro de continuidade" entre este desenhista e Koi Pham, que desenhou Ruth tirando a venda dos olhos na edição original de número #22 e Huat ignorou isso totalmente nas edições #23 e #24. Outros erros deste tipo podem ter acontecido, mas não cheguei a percebê-los.

Gostei muito do momento em que David pronunciou a mesma frase de seu pai: "A mim, meus X-Men". Confesso que fiquei emocionado nessa hora, assim como no momento em que Xavier, seja o genuíno ou não, disse que tinha orgulho de seu filho. Outro momento de destaque foi a "transa psíquica" entre Ruth e David, num gancho sensacional. Sobre esse lema tão pueril, "eu mando em mim", isso se tornou uma espécie de "fio condutor" da série e funcionou muito bem. Achei que seria muito difícil que David e Ruth terminassem juntos ou vivos no final da série mas isso aconteceu, de certa forma, numa espécie de "final feliz" incomum nas histórias mutantes da atualidade.

Como já mencionei em outras resenhas, achei que Tan Eng Huat melhorou muito em relação ao início da série. Deve ter havido alguma troca de arte-finalista que fez com que seu traço adquirisse uma expressividade e ousadia na diagramação que não havia antes. Khoi Pham sempre apresentou um trabalho correto, que favorecia ao entendimento da história. Talvez a narrativa deste flua de maneira mais clara para os leitores, o que nem sempre acontecia com Huat. Não podemos também deixar de mencionar o trabalho brilhante de Michael Del Mundo como capista da série, que causava sempre um aspecto de estranheza que era desfeita apenas no final de cada história. 



Sim, realmente é uma série de compreensão mais difícil. Eu reli várias vezes cada capítulo antes de fazer as resenhas para não errar nelas mas, em suma, quero dizer o seguinte: vale muito à pena se esforçar em sua leitura pois é um material de excelente qualidade.

Parabéns à Panini por ter apostado na publicação deste material e concluído toda a série. Na verdade, ainda resta mais um número a ser publicado, de número #300, que representa a soma de todos os títulos publicados sob o nome "Legacy". É uma história "one shot" feita pelos seus principais criadores e que está prometida para a edição #14 de X-Men Extra.

C@rlos

domingo, 29 de março de 2015

Inominata 616 #78 - Guerreiros Secretos do Nick Fury | do Jonanthan Hickman




Atenção, você, leitor! Acaba de chegar uma mensagem criptografada que apenas nossos mais ousados agentes foram capazes de decifrar. Aparentemente, é uma análise na integra de um tempo bastante obscuro da Marvel, que correu paralelo ao Reinado Sombrio, e foi marcado pela guerra iminente de agências de espionagens do mais alto nível - MARTELO, HIDRA, LEVIATÃ e os GUERREIROS SECRETOS de Nick Fury, que praticamente eram os resquícios do que foi outrora a renomada SHIELD. Em 28 edições escritas por Jonanthan Hickman e desenhada por renomados talentos italianos, essa é a série que não podia passar batido com tantas referências nos dias de hoje.

Nossa equipe de campo como sempre está aqui - Coveiro, Paulo Artur, Rafael Felga e Marcos Dark , do blog Amago, receberam seus envelopes com os dados de sua missão para este programa. Basicamente, terão uma tarefa árdua ao listar quem são esses jovens poderosos da equipe de Guerreiros Secretos do Nick Fury, entender como essa briga entre espiões começou e até mesmo fazer paralelos com o que andamos vendo nos seriados de TV.

Temos um programa realmente imperdível aqui desta vez, principalmente para os fãs de Jonanthan Hickman. Saiba porque temos sorte do Nick Fury só ter tido filhos homens até hoje. Descubra que tipo de preconceito tem o Sr, Fury (ou seria o Sr. Hickman). Adivinhe que Guerreiro Secreto poderia ser baseado o Agente Ward. Por fim, se prepare pelo inesperado! Mesmo que isso te leve pra renascença! Como? Ouça e descubra!



Duração: 119min


Player Alternativo:



Links dos Emails:
Video montagem do leitor Iron Man x Batman


Links do programa:
Onde esteve Nick Fury?
Nick Fury e seus Guerreiros Secretos na Invasão Secreta
Convocando os Guerreiros Secretos
Hickman no planejamento dos Guerreiros Secretos
Resenhas do 616 relacionadas aos Guerreiros Secretos
A lista de Nick Fury
Nick Fury estava certo
Leviatã em Agente Carter
Skye é Daisy Johnson

Outros Podcasts Relacionados:

Inominata 616 #77 - Agente Carter
Inominata 616 #74 - Infinito e Muito Além
Inominata 616 #64 - Agentes da SHIELD - Primeira Temporada
Inominata 616 #21- Nick Fury: O universo 616 não é o bastante.
Inominata 616 #15- A Era das Trevas
Inominata 616 #03- A Invasão Verde que veio do espaço!

Para baixar em mp3, clique aqui!



Coveiro

Hayley Atwell fala sobre o futuro da Agente Carter


Durante sua participação na Emerald City Comic-Con, a atriz Hayley Atwell respondeu a algumas perguntas dos fãs sobre sua personagem Agente Carter, onde falou um pouco sobre o futuro da série e das participações nos próximos filmes da Marvel...

Veja mais um vídeo do Demolidor


Um comercial de TV da série do Demolidor na Netflix com várias cenas de ação foi lançado e você confere o resultado a seguir...

sexta-feira, 27 de março de 2015

Agentes da S.H.I.E.L.D. na TV aberta


Exibida no Brasil pelo canal a cabo da Sony, a série dos Agentes da S.H.I.E.L.D. finalmente fará sua estreia na TV aberta. A Rede Globo anunciou que irá exibir a primeira temporada do seriado da Marvel a partir da próxima semana, dia 30 de Março, de segunda a sexta, logo após o Programa do Jô.

Essa é pra quem dorme tarde, pois o seriado dificilmente irá ao ar antes da 1:30 da madrugada..

Eduardo Spicacci

Novo vídeo dos Vingadores destacando Feiticeira Escarlate e Mercúrio


Em novo featurette de "Vingadores: Era de Ultron", o diretor Joss Whedon e os atores Aaron Taylor-Johnson e Elizabeth Olsen falam um pouco sobre a introdução de Feiticeira Escarlate e Mercúrio ao universo cinematográfico da Marvel. Vale a pena dar uma olhada nas cenas inéditas apresentadas...

EXTRA! EXTRA! Primeira imagem do Deadpool... no filme do Deadpool!


Se você queria autenticidade... Se você queria fidelidade... Se você queria tradição... você esperaria isso vindo de qualquer outro personagem, mas não do Deadpool. Mas parece que o filme do Mercenário Tagarela que é protagonizado, produzido, encabeçado, supervisionado a olhos de águia por Ryan Reynolds pode ser o melhor e mais fiel filme Marvel produzido pela FOX até hoje. Confira a imagem que Ryan Reynolds postou agorinha pouco em seu twitter! É a primeira oficial com ele no traje:





ATUALIZAÇÃO: Agora, temos o resumo oficial divulgado pela Fox. Baseado no mais convencional anti-herói da Marvel Comics, Deadpool conta a história de origem do ex-forças especiais operacional Wade Wilson que virou mercenário, que depois de ter sido submetido a experimentos desonestos que lhe deixaram com um fator de cura acelerado, adota o alterego Deadpool. Com novas habilidades e um senso de humor negro e distorcido, Deadpool persegue o homem que quase destruiu sua vida.

Chimichangas, amigos! Chimichangas!

Coveiro