segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Eternos volta aos quadrinhos em Novembro: Capas, Preview e trailer

Os Eternos, personagens criados por Jack Kirby em 1975, estão ganhando uma nova série programada para novembro. Semanas atrás, foi revelado que a nova revista contará com os talentos de Kieron Gillen ( The Wicked + The Divine, Uncanny X-Men, Thor) nos roteiros e Esad Ribić (Secrets Wars, King Thor) nos desenhos. Confira a capa: 



"Eu disse que se quisesse fazer um livro novamente na Marvel, teria que ser algo que nunca fiz antes”, conta Gillen. “É exatamente isso. Isso sou eu, literalmente, me juntando ao meu artista favorito, pegando uma das visões tempestuosas de Kirby e refazê-lo para ser tão novo quanto no dia em que foi forjado”, comenta o animado roteirista. “Há escala suficiente embalada aqui que eu acredito que quando você olhar para a história em quadrinhos, você verá as páginas ligeiramente protuberantes. Essencialmente, Os Eterno tem que significar algo que nunca sai de moda o que significa que estamos buscando um "clássico instantâneo". Além disso, teremos cenas de luta, terror, drama humano, emoções, explosões". 

Veja o Preview e mais capas alternativas da nova série:














Serão mais de 30 capas alternativas no total. A Marvel, claro, aposta em mais uma série dos Eternos, já de olho na versão cinematográfica programada para estrear em fevereiro de 2021.O filme conta com a direção de Chloé Zhao ( Song My Brothers Taught Me de 2015 e Rider de 2017). Com a chegada do filme, quem sabe a Panini não se anima e publica além dessa nova série, as histórias clássicas feitas por Jack Kirby, que ainda não foram concluídas por aqui? 

Veja também o trailer divulgado:


Alexandre Morgado

Alexandre Morgado é cartorário do 15° Tabelionato de São Paulo. É também autor do livro "Marvel Comics - A Trajetória da casa das ideias no Brasil", livro que narra a história da Marvel em nosso país, publicado em 2017 pela Editora Laços. O autor possui um acervo gigante de HQs, principalmente com material da Marvel Comics.


O que rolou em X-MEN? Mutantes encaram duas invasões espaciais seguidas!

 Finalmente retomando as atividades do site Marvel616 após nossa 'quarentena', eis que corremos atrás do vários títulos de quadrinhos da Marvel que vinhamos resumindo aqui antes de nossa parada. E obviamente não poderia ficar de fora um dos mais aclamados do momento, os X-Men de Jonanthan Hickman. Foram quatro edições que sairam de abril pra cá, mas muita coisa aconteceu nelas. Não apenas uma, mas DUAS invasões espaciais atingiram em cheio os habitantes de Krakoa.


Pra entender o que acontece nas edições #8 e #9 de X-Men, é preciso antes dar uma olhadinha no arco dos Novos Mutantes assinado por Jonanthan Hickman e o brasileiro Rod Reis. Vocês devem lembrar logo no começo da história que enquanto acompanhavam os Piratas Siderais, alguns dos Novos Mutantes invadiram um complexo shiar e roubaram um artefato que lembrava uma espécie de ovo gigante. Quando a missão especial acabou, Rahne levou o objeto com ela até a Terra e guardou no Habitat Akademos em Krakoa. Mal sabia ela que aquilo na verdade era um "Ovo Rei" e que desencadearia uma maciça invasão da Ninhada na ilha poucas horas após estar no planeta.

Por coincidência, o superinteligente alien Nim (sim, aquele baixinho lá da época do Jason Aaron em Wolverine e os X-Men) estava presente naquele dia na ilha e conhecia o suficiente para explicar os perigos da presença do Ovo Rei aos Mutante. Mais detalhes sobre o artefato também podiam ser esclarecidos num flashback de 8 mil anos atrás em que é revelado que o Ovo Rei era uma espécie de arma biologia secreta Kree para tentar direcionar o ataque de Ninhadas a certos planetas. Aparentemente, o Império Shiar seria o próximo alvo e os X-Men resolveram levar ovo de volta a galáxia deles evitando assim a destruição da Terra. Acabou que no meio do caminho, Ciclope e sua equipe se depararam com ninguém menos que seu Pai, o Corsário, e seus Piratas Siderais, que foram feitos prisioneiros pelo mesmo Kree que os pagou para roubar o ovo. Se juntaram no caminho ainda ao Majestor e sua Guarda Imperial, que foram querer saber o que um Kree não-autorizado estava fazendo em território Shiar.

Todos eles juntos, no entanto, não teriam força suficiente para lidar com o tamanho das hordas da Ninhada que vinham logo atrás. A estação espacial onde estava o Kree foi destruída no meio do caminho e X-men, Piratas e Shiars caíram no planeta mais próximo. Apesar de vivos, não tinham muita chance, mas foi aí que o inesperado aconteceu. As rainhas da Ninhada pararam o ataque repentinamente graças ao Nim. O pequeno alien superinteligente entendeu que se comesse o Ovo Rei, ele mesmo seria consagrado como o grande Líder de sua espécie. E é assim que todas as inúmeras rainhas ninhadas espalhadas pelo universo agora respondem a apenas um só.

E quem achava que o sossego acabaria aí pros X-Men, se enganou. As edições #10 e #11 da revista mensal trazem um pouco da repercussão da maxissérie Empyre para os Krakonianos. Sim, além do especial dos X-Men em quatro partes (que falaremos amanhã), há mais histórias que Jonanthan Hickman resolveu contar aqui. Na edição #10, o foco é em Vulcano. Depois de uma noitada com suas amigas e ex-colegas de equipe, Petra e Reprise, Gabriel Summers tem um pesadelo estranho que remete ao final da famigerada Guerra dos Reis. Ao que parece, após o embate com Raio Negro, o mutante sobreviveu graças a interferência de três  alienigenas misteriosos. Quem são eles? E de onde eles vem? Seria da Falha que fissurou a realidade naquele episódio?

Enquanto esse passado nebuloso do Vulcano não se explicita, eis que o mutante resolve dar um passeio na Lua. É quando ele se depara com o grupo Cotati que invadiu a área azul da Lua e é atacado. Apesar de inicialmente querer resolver a situação de um modo pacíficio, Vulcano acaba tendo um novo flashback de memórias em que é revelado que os alienígenas que o salvaram esconderam o lado mais brutal dele e deixaram uma versão mais 'boa' a tona. Por um instante, para se salvar, a versão insana de Gabriel Summers ressurge e incendeia tudo ao redor. Vulcano só volta a si quando suas amigas se aproximam e ele teme enlouquecer de novo como antes. Longe dali, o único Cotati sobrevivente daquele massacre, ao encontrar com outros de sua espécie fala um só nome - "Krakoa" - antes de morrer.

A edição #11 traz justamente o ataque dos Cotati direcionado a ilha mutante. Parte dos jovens foi evacuada dali para um ponto seguro e é cuidada por Exodus, que literalmente relata o "conto de guerra mutante" daquele dia. O restante está se sacrificando para deter os vegetais alienígenas. Vemos as Gêmeas Cuccos, Black Tom Cassidy, Magia, Fera e muitos outros em ação. Mas o destaque da história fica para Magneto, que volta ao traje vermelho que considera próprio para a guerra. Para aumentar ainda mais o seu poder de fogo, Magnus é ajudado por Magma e Homem de Gelo que retiram toneladas de ferro do subsolo para ele usar como arma. Como se não fosse suficiente, ao se deparar com o general Cotati que liderava o ataque, Magneto arremessa não um, mas dois satélites sobre ele. Nas histórias de Exodus para as crianças mutantes, Magneto é o grande herói de seu povo.

As coisas acontecem num ritmo muito rápido pelas mãos de Jonanthan Hickman em seus X-Men. Talvez outro autor que não o Hickman levasse mais edições para qualquer um desses dois arcos, mas os fãs sabem que não há gordura extras no roteiro dele. Já a arte é assinada majoritariamente aqui por Leinil Francis Yu, que parece bem mais limpo e menos confuso do que é seu costume. Mahmud Asrar ficou só com a edição #8 e a fez muito bem. Merecia ganhar mais espaço por aqui. 

Ah, e antes de fechar essa resenha. Vale deixar aqui um detalhe. Ainda na edição #11, os mutantes Anole, Pedreira e Loa encontram um o Conjurador, um ser esquisito, branquelo e com um sinal pintado no peito que vimos pela primeira vez quando Krakoa se juntou a Arakko. O jovem estava jogando um jogo estranho e os convidou a sentar. Fica bem evidente que essa parte da história é uma ligação direta ao próximo crossover entre os títulos mutantes - X of Swords. E já nesse mês de Setembro começa os prelúdios dessa história.

Coveiro

Uma atualização sobre os filmes da MARVEL: Datas e Rumores


Estivemos cinco meses com o site desativado. E fora as questões pessoais que envolviam a equipe que necessitavam dar um tempo para se cuidar devido a Pandemia de COVID-19, praticamente tudo que se relacionava a produção de quadrinhos, cinemas e série parou também. Os gibis voltaram a engrenar primeiro, é verdade. Mas com uma carga bem menor. Já as produções audiovisuais ainda estão na geladeira. O primeiro passo foi dado neste final de semana com a liberação do filme dos Novos Mutantes nos cinemas, finalmente. Mas a que pé anda o restante dos filmes? Vamos falar de uma previsão ATÉ AGORA de quando as coisas estão para sair nas telonas e que atualizações tivemos nesse meio tempo.

VIÚVA NEGRA
NOVA DATA:
6 de Novembro de 2020

De Maio, o filme pulou cinco meses e tomou a estreia dos ETERNOS. A produção estava pronta, o filme já estava todos nos eixos. Mas quem arriscaria um lançamento em plena curva de crescimento de casos e mortes nos EUA. Seria imprudente demais pra Marvel e Disney. E as coisas ainda não estão melhores lá na Disney não. Apesar da data marcada, ninguém sabe até chegar bem perto se terá uma mudança de planos. Mulan, por exemplo, já prevendo as poucas salas e público reduzido, abriu a alternativa para estrear também no Disney+ pagando $30 dólares no dia 4 de Setembro. Há o risco de Viúva Negra ir pelo mesmo caminho caso a "fórmula" dê certo.

ETERNOS
NOVA DATA:
12 de Fevereiro de 2021


  

Uma vez que Viúva Negra tomou o lugar, coube a Disney empurrar ETERNOS para a próxima data aberta em seu calendário. A principal mudança vista recentemente no filme é a mudança do título, OS ETERNOS virou ETERNOS e ganhou assim a novo logo acima. O filme deve estar já bem adiantado, já que todas as filmagens externas haviam se encerrado antes da COVID-19 estourar pelo mundo. A equipe deve estar agora debruçada em cima da pós produção e tendo tempo pra fazer tudo calmamente. Por meados de Junho, algumas figuras do elenco comentaram sobre refilmagens para acertar uma ou outra parte do filme, mas certamente não foram gravações externas. Então, tirando um poster divulgado sutilmente por Don Lee, não temos ainda nada mais a acrescentar sobre o filme. 




MORBIUS
NOVA DATA:
19 de Março de 2021

O filme da Sony que sairia no verão americano deste ano deu um baita salto pra Março de 2021. No entanto, é uma atitude muito lúcida do estúdio, tendo em vista que não há previsão concreta de retorno total aos cinemas americanos. Nesse meio tempo em que as coisas estiveram paradas, não houve nenhuma grande novidade concreta sobre o filme do Vampiro Vivo. Contudo, os rumores sobre a Sony estar cada vez mais integrada ao UCM só cresceu. Falaremos disso num momento oportuno, no entanto.

SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS:
NOVA DATA:
7 de Maio de 2021

Vocês devem lembrar que antes das atividades do site aqui pararem de vez, o diretor Destin Daniel Cretton chegou a parar as gravações quando teve suspeitas de estar com COVID-19. Era tudo um alarme falso, no entanto. Mas por precaução, a Marvel Studios interrompeu as filmagens desta e de várias produções em andamento. Depois disso, só tivemos alguns rumores sobre o plot do filme e possíveis contratações de elenco como a atriz Fala Chen, o comediante Ronny Chieng e a dublê Jade Xu. Ao final de Julho, com as coisas já bem mais tranquilas na Austrália, a produção do filme parece que foi retomada. E já temos algumas imagens não-oficiais de cenários sendo montados por lá. Algumas você pode conferir abaixo.



VENOM: LET THERE BE CARNAGE
NOVA DATA: 25 de Junho de 2021





A sequência de Venom ganhou não só nova data como também seu título oficial, como revelado aí em cima. O filme estava bem adiantado nas filmagens quando finalmente estourou a pandemia no mundo. Não ficou muito claro quando . Desta vez, no entanto, o maior rumor sobre o filme é que finalmente teremos aí uma ponte pra unir o Homem-Aranha de Tom Holland ao Venom de Tom Hardy. Será que um dos filmes da Sony será Spiderman/Venom? Parece bem promissor.

HOMEM-ARANHA 3 (SEM TÍTULO OFICIAL)
NOVA DATA: 17 de Dezembro de 2021

Foi num evento de comemoração do aniversário do Homem-Aranha neste mês de Agosto que a Sony resolveu anunciar oficialmente a nova data pro terceiro filme do teioso em parceria com a Marvel Studios. As filmagens sequer começaram e não tem previsão ainda de ter o pontapé inicial. Mas agora há muito tempo para isso. No que cabe aos rumores, temos notícias interessantes. De uns dias pra cá, tem circulado forte o boato de que o filme se chamará "Spider-man: Homesick", que poderia ser traduzido como "Homem-Aranha: Saudade de Casa". Especula-se que o garoto esteja foragido depois dos eventos finais do seu último filme e que tenhamos finalmente vindo aí a estreia cinematográfica do Caçador Kraven atrás dele. Será que o Pantera Negra faria uma participação especial?

THOR: AMOR E TROVÃO
NOVA DATA:
11 de Fevereiro de 2022

A Marvel quis ser realista aqui. Prevendo que talvez fosse muito complicado ver o filme de Taika Waititi ser filmado a tempo para sair em Novembro, resolveu jogar a estreia da produção só para o começo de 2022. É um baita atraso pra Marvel, mas faz sentido. O filme rodaria na Australia e precisa ter a produção de Shang-Chi concluída pra a equipe da sequência de Thor: Ragnarok tomar o lugar. Faz poucas semanas que Taika Waititi confirmou já ter finalizado o roteiro, mas afirma que sempre costuma dar uma nova revisada nesse tempo que está parado. Uma coisa que confirmou que certamente veremos no filme é romance. Pelo nome do filme, não há nenhuma surpresa aqui, não é? 




DOUTOR ESTRANHO NO MULTIVERSO DA LOUCURA
NOVA DATA: 25 de Março de 2022

A última vez que falamos deste filme, estavamos praticamente confirmando o novo diretor assumindo o lugar de Scott Derrickson. Pois bem, Sam Raimi está oficialmente abordo. Sabemos que além de Stephen Strange, Wong e Mordo, o filme contará com a Feiticeira Escarlate. Contudo, meses atrás, surgiu rumores fortes de que veríamos também a jovem America Chavez no filme. Uma vez que o poder dela é atravessar multiversos, faz sentido ter ela no elenco. E se a Marvel pretende mesmo dar vida aos Jovens Vingadores...

PANTERA NEGRA II
DATA POSSIVELMENTE A SER ALTERADA:
6 de Maio de 2022.

Tudo mudou para os planos envolvendo o Pantera Negra depois desse final de semana.  Na última sexta-feira fomos destroçados com a notícia do falecimento de Chadwick Boseman vítima de câncer de cólon aos 42 anos. O ator morreu em casa após uma batalha de quatro anos lutando contra a doença. Em Junho, surgiram imagens de Chadwick sendo internado às pressas e chegando ao Hospital numa cadeira de rodas muito abatido e bem abaixo do peso. Os fãs se preocuparam e com razão. O câncer atingiu a fase IV e era terminal. O que será do futuro de Wakanda no UCM ainda não sabemos, mas é certo que Chadwick Boseman estará sempre em nossas lembranças como aquele que marcou para sempre os cinemas em 2018 com seu T'Challa gritando "Wakanda Forever". "Rest in Power", nosso Rei.



CAPITÃ MARVEL 2
DATA:
8 de Julho de 2022

Provavelmente não teremos mais Pantera Negra II, mas o  ano de 2022 ainda promete mais um filme Marvel se seguir a previsão atual do estúdio. Provavelmente pra recuperar o tempo perdido, teremos um quarto filme do UCM em Julho. Foi confirmado que o novo filme terá direção de Nia DaCosta e se passará no tempo presente ao invés de resgatar o passado como se especulava antes. Há rumores aleatórios sobre o filme envolvendo Invasão Secreta, participação de Ms Marvel e link para o próximo filme dos Vingadores. Contudo, é tudo muito cedo pra afirmarmos com segurança. Tudo pode mudar daqui pra lá e o que a Pandemia nos ensinou é que o futuro é algo que devemos entender como possibilidades e nada é sempre certo. 

SEQUÊNCIA DE HOMEM-FORMIGA E A VESPA
POSSÍVEL DATA: Em algum momento de 2022

A sequência de Homem-Formiga e Vespa também está na fila de próximos filmes da Marvel e está confirmado que terá Peyton Reed mais uma vez na direção. O diretor recentemente falou numa entrevista que terminou de escrever o roteiro durante o período de quarentena. Há quem afirme que o filme servirá de ponte para a chegada dos Jovens Vingadores no UCM e já temos nossa Cassie Lang crescida com a nova atriz Emma Fuhrmann. Já outros jovens heróis provavelmente surgirão em outras franquias, seja nos cinemas ou no Disney+. Por enquanto são só rumores, mas fala-se por aí que o filme sairia ainda em 2022, por meados de outubro.  


AINDA VEM POR AÍ, MAS SEM PREVISÃO...

Alguns filmes já estão mais que confirmados, mas não tiveram até então nenhuma data confirmada. O mais certo é os Guardiões da Galáxia vol.3 chegar primeiro na lista, talvez em Maio de 2023. Agora, como todos bem sabem, James Gunn está muito envolvido na produção de seu "O Esquadrão Suicida".  Blade também já foi anunciado com Mahershala Ali no papel principal, mas não esperem por nada antes de 2023. Por fim, a Sony tem reforçado bastante a ideia de mais duas produções estarem chegando - Kraven, que recentemente confirmou que terá como diretor J.C. Chandor, e um filme da Mulher-Aranha, sem muitos detalhes anunciados, mas que há o rumor de que Olivia Wilde seja a diretora. 

Não vamos nem citar possibilidades mais distantes como a vinda do Quarteto Fantástico ou dos X-Men já para o UCM. As coisas ainda estão sendo retomadas aos poucos e por isso não esperem mais notícias tão constantes sobre os filmes aqui como eram antes. Até 2021, o ritmo das produções deve ser lento e tudo será feito com bastante cautela. Já sobre as produções do Disney+, isso ficará para um próximo artigo de atualização aqui do site. 

Coveiro

Assista a um trecho do Tributo especial a Chadwick Boseman


Como anunciamos ontem aqui no site, a ABC transmitiu um pequeno especial em homenagem a Chadwick Boseman. Tributo para um Rei conta não só com uma série de cenas inéditas dos bastidores de gravações dos filmes Capitão América: Guerra Civil, Pantera Negra e Vingadores: Guerra Infinita, como também é acompanhado de uma série de depoimentos de colegas falando sobre o desempenho dedicado do ator naquela época. Temos Chris Evans, Robert Downey Jr, Scarlett Johansson, Letitia Wright, o produtor Nate Moore, o presidente da Marvel Studios Kevin Feige e muitos outros. Ao assistir o video abaixo, não deixe de clicar nas legendas geradas automaticamente: 


A rede globo de Televisão também passará hoje na Tela Quente o filme do Pantera Negra. Foi uma mudança necessária no calendário da emissora depois de tantos pedidos dos fãs após o falecimento do ator na última sexta feira.

Coveiro

domingo, 30 de agosto de 2020

Tributo para um Rei: ABC lança hoje especial sobre Chadwick Boseman


Este é um final de semana de luto para os fãs da Marvel. Na última sexta-feira, fomos informados de que Chadwick Boseman, o ator que deu vida ao Pantera Negra nos cinemas desde 2016, faleceu aos 43 anos vítima de cancer de cólon. Na nota divulgado pela família na conta oficial do ator, foi dito que ele lutou por quatro anos, submetendo-se a quimioterapia e cirurgias, mas trabalhando incansavelmente durante todo esse tempo. Neste Domingo, a rede de televisão da ABC, subdisiária a Disney, fará um programa especial em "Chadwick Boseman: Tributo para um Rei". 





O programa passará hoje a noite após uma exibição especial do filme do Pantera Negra por volta das 7 horas da noite. É certo que durante a madrugada devemos ver trechos desse especial, certamente com muitos detalhes dos bastidores das filmagens do blockbuster de 2018. Por sinal, Ryan Coogler, diretor de Pantera Negra, deixou mais cedo neste domingo uma carta aberta lamentando a perda do amigo, a quem ele chama seu ancestral agora. Leia o texto traduzido na integra:


Antes de compartilhar meus pensamentos sobre o falecimento do grande Chadwick Boseman, primeiro apresento minhas condolências à sua família, que significou muito para ele. Para sua esposa, Simone, especialmente.

 "Eu herdei a escolha de elenco da Marvel e dos Irmãos Russo para T’Challa. É algo pelo qual serei eternamente grato. A primeira vez que vi a performance de Chad como T’Challa, foi em uma edição inacabada de Capitão America: Guerra Civil. Eu estava decidindo se dirigir o Pantera Negra era ou não a escolha certa para mim. Nunca esquecerei, sentado em uma suíte editorial no Disney Lot e assistindo suas cenas. Seu primeiro momento com Scarlett Johansson como Viúva Negra, depois, com o titã do cinema sul-africano, John Kani, como o pai de T’Challa, o Rei T’Chaka. Foi nesse momento que soube que queria fazer este filme. Depois que o personagem de Scarlett os deixou, Chad e John começaram a conversar em um idioma que eu nunca tinha ouvido antes. Parecia familiar, cheio dos mesmos cliques e estalos que crianças negras fazem nos Estados Unidos. Os mesmos cliques que frequentemente seríamos repreendidos por serem desrespeitosos ou impróprios. Mas tinha uma musicalidade que parecia antiga, poderosa e africana.

 No meu encontro após assistir ao filme, perguntei a Nate Moore, um dos produtores do filme, sobre a linguagem. "Vocês inventaram?" Nate respondeu: "Essa é xhosa, a língua nativa de John Kani. Ele e Chad decidiram fazer a cena assim no set, e nós rodamos com ela”. Eu refleti comigo mesmo. “Ele acabou de aprender falas em outro idioma naquele dia?” Eu não conseguia conceber o quão difícil deve ter sido, e embora eu não tivesse conhecido Chad, eu já estava pasmo com sua capacidade como ator.

 Eu soube depois que houve muita conversa sobre como T’Challa soaria no filme. A decisão de ter o xhosa como língua oficial de Wakanda foi solidificada por Chad, natural da Carolina do Sul, que pôde aprender suas falas em xhosa, ali mesmo. Ele também defendeu que seu personagem falasse com sotaque africano, para que pudesse apresentar T’Challa ao público como um rei africano, cujo dialeto não havia sido conquistado pelo Ocidente.

Eu finalmente conheci Chad pessoalmente no início de 2016, assim que assinei pro filme. Ele escapou de jornalistas que estavam reunidos para uma entrevista coletiva que eu estava fazendo para o CREED e se encontrou comigo numa sala verde. Conversamos sobre nossas vidas, meu tempo jogando futebol na faculdade, e seu tempo em Howard estudando para ser um diretor, sobre nossa visão coletiva para T’Challa e Wakanda. Falamos sobre a ironia de como seu ex-colega de classe de Howard, Ta-Nehisi Coates, estava escrevendo o arco atual de T’Challa com a Marvel Comics. E como Chad conheceu o estudante de Howard, Prince Jones, que foi assassinado por um policial e que inspirou as memórias de Coates em "Between The World and Me".

 Percebi então que Chad era uma anomalia. Ele estava calmo. Seguro. Estudando constantemente. Mas também gentil, reconfortante, tinha a risada mais calorosa do mundo e olhos que enxergavam muito além de sua idade, mas ainda podiam brilhar como uma criança vendo algo pela primeira vez.

 Essa foi a primeira de muitas conversas. Ele era uma pessoa especial. Costumamos falar sobre herança e o que significa ser africano. Ao se preparar para o filme, ele refletia sobre cada decisão, cada escolha, não apenas em como isso se refletiria em si mesmo, mas como essas escolhas poderiam repercutir. “Eles não estão prontos para isso, o que estamos fazendo ...” “Isso é Star Wars, é o Senhor dos Anéis, mas para nós ... e maior!” Ele disse isso para mim enquanto estávamos lutando para terminar uma cena dramática, aquecendo  para uma cena de ação. Ou enquanto ele estava coberto de pintura corporal, fazendo suas próprias acrobacias. Ou colidindo com água gelada e plataformas de pouso de espuma. Eu acenava com a cabeça e sorria, mas não acreditei nele. Eu não tinha ideia se o filme iria funcionar. Eu não tinha certeza se sabia o que estava fazendo. Mas eu olho para trás e percebo que Chad sabia algo que todos nós não sabíamos. Ele estava jogando um longo jogo. Tudo isso enquanto trabalhava. E ele fez seu trabalho.

 Ele fazia testes para papéis coadjuvantes, o que não é comum para atores principais em filmes de grande orçamento. Ele estava lá para várias audições do M'Baku. Com Winston Duke, ele transformou uma leitura para testar a química em uma luta livre. Winston quebrou sua pulseira. Na audição de Letitia Wright para Shuri, ela perfurou sua pose real com seu humor característico e trouxe um sorriso no rosto de T’Challa que era 100% Chad.

Durante as filmagens, nos encontrávamos no escritório ou em minha casa alugada em Atlanta, para discutir falas e diferentes maneiras de adicionar profundidade a cada cena. Conversamos sobre fantasias, práticas militares. Ele me disse “Wakandanos tem que dançar durante as coroações. Se eles apenas ficarem lá com lanças, o que os separa dos romanos?”. Isso logo nos primeiros rascunhos do roteiro. O personagem de Eric Killmonger pediria a T’Challa para ser enterrado em Wakanda. Chad criticou isso e perguntou, "e se Killmonger pedisse para ser enterrado em outro lugar"?

Chad valorizava profundamente sua privacidade e eu não sabia dos detalhes de sua doença. Depois que sua família divulgou seu depoimento, percebi que ele estava convivendo com a doença durante todo o tempo que o conheci. Por ser um zelador, um líder e um homem de fé, dignidade e orgulho, ele protegeu seus colaboradores do sofrimento. Ele viveu uma vida linda. E ele fez uma grande arte. Dia após dia, ano após ano. Ele era assim. Ele era um espetáculo de fogos de artifício épico. Contarei histórias sobre estar em sua presença com algumas  faíscas brilhantes até o fim dos meus dias. Que marco incrível ele deixou para nós.

 Eu nunca sofri uma perda tão aguda antes. Passei o ano passado me preparando, imaginando e escrevendo palavras para ele dizer que não estávamos destinados a ver. Isso me deixa quebrado sabendo que não poderei assistir a outro close-up dele no monitor de novo ou caminhar até ele e pedir outra tomada da cena.

 Dói mais saber que não podemos ter outra conversa, ou um facetime, ou troca de mensagem de texto. Ele enviaria receitas vegetarianas e regimes alimentares para minha família e eu fazermos durante a pandemia. Ele iria verificava como eu e meus entes queridos estávamos, mesmo enquanto lidava com o flagelo do câncer.

 Nas culturas africanas, muitas vezes nos referimos a entes queridos que já passaram como ancestrais. Às vezes você é geneticamente relacionado. Às vezes você não é. Tive o privilégio de dirigir cenas do personagem de Chad, T’Challa, comunicando-se com os ancestrais de Wakanda. Estávamos em Atlanta, em um armazém abandonado, com telas azuis e enormes luzes de cinema, mas o desempenho de Chad fez tudo parecer real. Acho que foi porque, desde o momento em que o conheci, os ancestrais falavam ali por meio dele. Não é segredo para mim agora como ele foi capaz de retratar habilmente alguns dos nossos personagens mais notáveis. Eu não tinha dúvidas de que ele viveria e continuaria a nos abençoar com mais. Mas é com o coração pesado e um sentimento de profunda gratidão por ter estado em sua presença, que tenho que reconhecer o fato de que Chad é um ancestral agora. E eu sei que ele vai cuidar de nós, até que nos encontremos novamente.


Ryan Coogler


Você também pode conferir o texto original do diretor clicando aqui. Kevin Feige e a Marvel também lançaram uma nota de pesar dias atrás. Pelo Instagram, Twitter e Facebook, vários colegas do ator que dividiram com ele esse tempo no UCM postaram mensagens e dividiram fotos de bons momentos com ele nos bastidores.


Coveiro

O que rolou em EMPYRE? A história que revolucionou os Krees , Skrulls... e Cotatis!

Agora que estamos retomando aos poucos as atividades do site e prometemos realizar alguns 'resumões' para atualizar nossos leitores sobre o que rolou nesse período em que estivemos desativados, vamos começar falando sobre Empyre. A história que já vinha sendo grande promessa desde o final de 2019 também sofreu alguns atrasos por conta da Pandemia. Suas publicações, cujos prelúdios deveriam sair em Maio, foram jogados para o final de Junho e começo de Julho. A saga em si com isso acabou se comprimindo para ser quase que semanal entre Julho e Agosto. E ainda resta uma edição final que sairá essa semana. Por isso, não há momento mais oportuno para atualizar vocês sobre a série principal aqui!

O roteiro reúne uma dupla inusitada, mas que parece que deu muito certo - Dan Slott que tem uma criatividade ímpar e Al Ewing, conhecido por ser uma enciclopédia da histórias antigas e conseguir resgatá-las como ninguém pros dias de hoje. Junto a eles, uma penca de artistas de renome que se juntaram ao time - Pepe Larraz, R.B Silva, Sean Izaakse, Valerio Schiti e alguns tantos outros que assinaram os Tie-ins da história. Por sinal, como está tão bem inserida nos clássicos das editoras, uma boa dica seria antes de tudo começar lendo o especial "Road to Empyre: The Kree/Srull War" onde você vê pela ótica de uma família skrull vários acontecimentos do passado que será importante ter em mente. Só aí você poderia partir pra os dois prelúdios de Empyre. Sim, dois préludios.

No préludio de Empyre #0 - Vingadores, somos colocados em um dos lados dessa história. Começamos com um sonho de Tony Stark em que temos uma breve revisitação de uma história clássica dos Vingadores contada na saga 'Madonna Celestial'. Nela, revivemos o momento em que os Krees primitivos massacraram os Cotatis numa disputa promovida pelos até então pacíficos Skrulls. Logo depois, os próprios Krees atacam os superiores Skrulls e roubam sua tecnologia dando inicio a centenária guerra entre as duas raças espaciais. O sonho de Stark não é aleatório. Vem junto com a descoberta de que a área azul da lua, palco daquela cena com que sonhou, voltou a ganhar tons verdes. Lá um jardim floresceu e dois descendentes do Cotati habitavam. O ex-vingador 'renascido vegetal' Jacques Duquesne, o Espadachim, e seu filho Sequoia, o Messias Celestial. Mantis, sua mãe, não está ali, mas é certo dizer que não devemos demorar a encontrá-la nesta maxissérie em breve. Reunidos, os dois descendentes do Cotati alertam os vingadores do perigo que se aproxima - Um grande império formado por dissidentes de Krees e Skrulls governado por Dorrek VIII, conhecido por nós como Teddy Altman, o jovem vingador Hulkling. Os Vingadores rapidamente se colocam na intenção de proteger os Cotatis e evitar o iminente massacre.


O préludio de Empyre #0 - Quarteto Fantástico tem como principal cenário o Casino Cósmico, lugar onde muitas raças vão tentar a sorte grande pra enriquecer e é onde a irmã do ancião Grão-Mestre voltou a realizar épicas lutas para diversão geral. No começo, somos apresentados a dois jovens lutadores, um Kree chamado Jo-Venn e uma Skrull denominada N'kalla, remontando a tradicional rivalidade entre as duas espécies. A Família Fantástica vai parar lá na intenção de conseguir dinheiro para um combustível pra sua espaçonave, e quem melhor do que o Coisa para ser um campeão deles na arena? Contudo, após saber que duas crianças são colocadas diariamente a prova para se matar pra diversão geral, o Quarteto resolve agir. De um lado, o Coisa e Tocha Humana invadem a Arena pra impedir os garotos de se matarem e o jogo vira quando os dois se unem para atacar Ben e Johnny. Os heróis se deixam vencer, colocando de forma inédita que tanto a skrull quanto o Kree ganharam juntos. Por outro lado, Reed invade a sala de controles para acabar com o comando da irmã do Grão Mestre. Derrotada, ela nem tem muita opção de escolha quando descobre que Valeria e Franklin (com uma ajudinha da Mulher Invisível) lucraram tanto no seu casino a ponto de tomá-lo. Em troca do seu casino de volta, a anciã dá a liberdade a N'Kalla e Jo-Venn. E é no caminho de volta pra casa que o Quarteto Fantástico se depara com a armada do Império Kree-Skrull chegando...

E os dois prelúdios nos levam ao começo de tudo em Empyre #1. Temos o Quarteto Fantástico chegando sem muito conhecimento dessa recente união das duas raças inimigas se deparando com uma grande armada sobre a Lua da nossa Terra. E lá na área azul recém cultivada pelos Cotatis encontra-se os Vingadores. Valeria e Franklin são mandados a terra com os dois jovens skrull e kree para se proteger enquanto que seus pais e tios vão até a nave alienígena dialogar com o Imperador Hulking. Paralelo a isso, Carol Danvers e o Homem de Ferro fazem uma videochamada reforçando que os Cotati estão sob proteção dos Vingadores. Os três lados dessa história finalmente se encontram e descobrem que Hulking decidiu sentar no trono em troca de um cessar-fogo entre as raças de seus genitores. Em contrapartida, orientado pelo Super-Skrull e por Tanalth, ele não vai hesitar no ataque contra os Cotati caso eles não entreguem o Jardim para eles. É então que estoura a primeira batalha dessa nova Guerra, com direito a um Quinjet pilotado pelo Motoqueiro Fantasma atacando a armada skrull-kree, o Pantera Negra usando uma armadura no melhor estilo "Caça-Hulk" e Hulkling conseguindo parar o Mjolnir com sua espada mágica Excelsior. Toda essa batalha acabou dando tempo para Sequoia tomar controle de qualquer tipo de vida vegetal (dos alimentos) dentro das naves skrulls-kees e atacar seus ocupantes. E isso incluiu também o Quarteto Fantástico. Tornou-se uma guerra contra a Fauna e Flora. O outro lado que estava pouco claro nessa batalha finalmente surgiu com Sequoia, o Messias Celestial, se revelando um Senhor da Guerra.



Na segunda edição de Empyre, Sequoia conta suas motivações enquanto revisita um pouco de sua história com os Vingadores, principalmente Thor, com quem dividiu algumas aventuras. Quando finalmente ficou sob a guarda dos Cotatis e seu 'pai', o Messias Celestial acabou sabendo de todo o passado e das injustiças vividas pelos Cotatis. Como prova do reconhecimento pela ajuda que teve, Sequoia ainda pretende dar salva-guarda aos Vingadores e humanos da Terra por terem o ajudado no passado. Contudo, todo o restante do universo cairá sobre sua ira. E seus planos já estão em andamento, com pequenos planetas pouco visitados já sendo dominandos pelas plantas sob o comando dos Cotatis. Pistas sobre isso inclusive já haviam sido colocadas em Incoming #1.

Obviamente, os Vingadores não aceitam a proposta de Sequoia e se dão conta de como foram manipulados para chegar até ali. Thor consegue se libertar junto com seus companheiros Homem de Ferro e Capitão América com a ajuda do Mjolnir, mas não tem tempo para atingir Sequoia com um relâmpago. O Messias Celestial foge por um portal dimensional que deve ser da mesma natureza do que os X-Men usam com as plantas de Krakoa. É quando começa o primeiro ataque Cotati na Terra e os Vingadores tem que se dividir entre salvar seu planeta e ajudar a nave-mãe do Império Kree-Skrull onde estão presos Hulkling e o Quarteto Fantástico. Por sinal, Hulkling parece ser uma peça chave pra virar esse jogo já que sua espada Excelsior é capaz de eliminar a ameaça Cotati que invade corpos sem ferir os amigos. Junto com o poder de absorver e disparar energia da Capitã Marvel, foi possível assim liberar todos os atingidos da frota imperial. Depois disso, Carol Danvers é convocada pra se tornar uma Acusadora e ganhar seu próprio martelo nesta batalha. E mais detalhes disto são mostrados em sua revista solo.


Enquanto vários pontos do planeta começam a ser dominados pelos Cotatis e os heróis se espalham pra impedir isso, vemos em Empyre 3 Reed e Tony se reunindo para descobrir um método de em larga escala impedir o controle dos Cotatis sobre as plantas da Terra sem destruí-las. Stark, por sinal, está desmoronado por ter sido enganado pelos Cotatis. De um outro lado, T'Challa parece imensamente preocupado em proteger as suas reservas de Vibranium em Wakanda, um alvo que certamente interessa os Cotatis. O Rei de Wakanda acha que um solo enriquecido por Vibranium daria mais poder aos inimigos vegetais. E é por isso que ele convocou pra essa luta uma valiosa aliada, Mantis, Vingadora, Mãe Celestial, Genitora de Sequoia. Mantis está ali para tentar trazer a cabeça do filho no lugar. Ela acredita que seu pai 'Cotati' foi o principal responsável pra influenciá-lo nesse caminho perverso.

Já na Lua, outro grupo pretende destruir o Jardim dos Cotatis formado na área azul. A ideia é usar a mesma estrategia de empunhar a espada Excelsior de Hulkling na Capitã Marvel e amplificar o poder com a magia da bruxa híbrida kree-skrull Mur-G'nn. O único perigo é quase matar Carol Danvers no processo, como quase aconteceu na edição anterior. A história remonta outros momentos de sacrifícios feito contra a expansão Cotati e o Super-Skrull relembra como seu povo sacrificou o sistema Kral inteiro no passado. Enquanto pensam no assunto, T'Challa se comunica pedindo emprestado a Excelsior para um plano e Hulkling a teletransporta até Wakanda. Nessa história também descobrimos que a acusadora Tanalth nunca foi quem ela dizia ser. Ela se revela para o Capitão Gloria que é R'Kll a antiga imperadora Skrull que sobreviveu a Galactus, mãe de Anelle e Avó de Dorrek VIII. E ela parece ser a grande manipuladora da união dos dois impérios aqui.


A situação fica cada vez mais crítica em Empyre #4 quando o Imperador Dorrek IV decide deixar engatilhado o projeto 'Pyre' no Sol da Terra, destruindo assim o planeta inteiro como foi com o sistema Kral caso não consigam deter os Cotatis. É suficiente para Carol Danvers e o Tocha Human se voltarem contra o temporários aliados e acabarem sendo expulsos magicamente da nave-mãe Kree-Skrull. Curiosamente, a feiticeira Mur-G'nn os enviou para o apartamento de Bill Kaplan, o ex-jovem Vingador Wiccano. E ele pode ser um aliado crucial nesta guerra. Depois disso, Reed e Tony são avisados dos planos do Império Kree-Skrull de destruir a Terra com nosso sol caso tudo der errado. E os dois cientistas que já estavam em conflito se sentem ainda mais cobrados pra resolver a situação.

Em Wakanda, temos T'Challa de posse da Excelsior, os Agentes de Wakanda e todo um exército impedindo os Cotatis de chegar até as reservas de Vibranium. Paralelo a isso, Mantis e sua equipe chega até o Lago Vitória para tentar um diálogo com seu filho e o Espadachim. A Madonna Celestial tenta apelar pro lado mais humano de seu filho, relembra-o de como os outrora jurados inimigos krees e skrulls estão finalmente juntos e se os Cotati não poderiam seguir o mesmo caminho. Sequoia ri da hipocrisia do discurso e relembra como os Kree-Skrull pretendem agora mesmo destruir a Terra e causar novo genocídio assim como foi com o Sistema Kral. Pra piorar, a Mulher-Hulk revela-se contaminada pelos Cotatis e ataca sua própria equipe ficando ao lado do Sequoia. O Messias Celestial então nega definitivamente o lado de sua mãe e parte com seu pai Cotati para seguir a frente com seus planos.


Já em Nova York, Billy Kaplan finalmente toma conhecimento de tudo que aconteceu com seu namorado Hulkling e fica consternado. Wiccano usa magia pra ver pelos olhos da Carol e acaba acreditando que aquele não é o Hulkling de verdade, não o Teddy Altman que ele conhecia. Mesmo o martelo de acusadora da Carol dizendo o contrario, ele não acreditava que aquele era o homem com quem ele se casou.


Sim, Hulkling e Wiccano se casaram e a edição #5 de Empyre reconstitui isso com alguns detalhes. Eles decidiram isso de uma hora pra outra e fizeram uma cerimônia intima em Las Vegas. Seus ex-colegas Jovens Vingadores foram os convidados. Parte dessa história também é contada em Lords of Empyre: Emperor Hulkling onde conta como os 'Conselheiros do Imperador Dorrek' tentaram afastar o casal. A lembrança acaba com Kaplan relembrando que desde então está magicamente ligado a seu esposo e que pode encontrá-lo onde puder agora. E assim eles partem. O outro lado dessa história continua com o Coisa tendo uma briga definitiva com a Mulher-Hulk contaminada pelos Cotati e Pantera Negra defendendo a todo custo Wakanda. Contudo, os Cotatis conseguem se infiltrar e abrir um imenso portal que leva a qualquer lugar nas reservas de Vibranium. Ao mesmo tempo, Espadachim e seu filho chegam e derrotam T'Challa. Tudo parece estar chegando ao final.

No espaço, o Imperador Dorrek finalmente recebe a visita de seu amor, Billy Kaplan. Mas ele não veio sozinho. Junto com o Tocha Humana e Capitã Marvel, eles trouxeram Teddy Altman, o verdadeiro Hulkling, feito prisioneiro. O Superskrull,  Mur-G'nn e o Capitão Gloria estão confusos, enquanto que a Capitã Marvel revela que Tanalth certamente lhe deu o martelo para vender melhor a farsa do falso 'Imperador'. Então, os dois lados que se acusam esboçam uma batalha na nave mãe enquanto o protocolo de destruição da 'Pyre' é ativado. E em meio a destruição do planeta e aos Cotatis roubando o vibranium para chegar a outros mundos, Reed Richards e Tony Stark descobrem que tem apenas 9 minutos para encontrar uma solução urgente.


Então, temos que só aguardar a conclusão dessa minissérie já nessa primeira semana de setembro. E apesar de não passar de um 'crossover' entre Vingadores e Quarteto Fantástico, temos que dar os méritos que é uma história que faz inveja a muita maxissérie que já rolou nos últimos anos. É cheio de surpresas, as reviravoltas são instigantes, resgata muitos personagens que há tempos gostaríamos de ver nos holofotes e parece que vai deixar seu impacto ao final de tudo. Não sei se Steve Englehart, criador da Mantis e do Sequoia, vai um dia ver esse roteiro, mas certamente como fã de seu trabalho, acredito que ele deve realmente esboçar um sorriso. Sequoia e os Cotati conseguiram ter uma relevancia como há tempos não tinham, tornando-se agora uma raça de igual importância no universo como potenciais vilões. Já a trama do Hulkling sendo herdeiro de dois Impérios inimigos que demorou muito para finalmente acontecer, veio com uma história bem digna e gostosa de se ler. A pergunta que fica agora é quem é o impostor que tomou seu lugar e quais seus planos?

Estou realmente curioso pra ver como tudo se finda e que repercussões cósmicas ficarão depois disso tudo. Por enquanto, esse texto fica por aqui. Vamos deixar de lado por enquanto os tie-ins, melhor tratá-los num outro texto. O que você tem aqui já é o suficiente pra te preparar pra leitura da próxima edição. Que venha o conflito final!

Coveiro

Novos Mutantes estreou neste final de semana arrecadando $7 milhões nos EUA

 É verdade! O filme d'Os Novos Mutantes finalmente estreou nos EUA. Aquela produção que sofreu com atrasos e atrasos por vários fatores desde 2018 chegou aos cinemas em 28 de Agosto, última sexta-feira, nos EUA e está disponível em cerca de 2.412 salas por lá. É pouco para um filme deste porte, mesmo tão questionado. E ainda temos que considerar que com a pandemia assustando muita gente, essas salas não devem estar nem perto de cheias. Ainda assim, para a nova realidade dos cinemas, Novos Mutantes "levou" o primeiro lugar do fim de semana.


O filme com quase 1 hora e meia de duração abriu na sexta-feira com mais de $3,1 milhões de dólares nos EUA. A estimativa pra este Domingo é de 7 milhões. É bem mais que a estreia da semana passada Unhiged, que fez apenas $4 milhões (total de 14 milhões até agora somando a arrecadação mundial na Europa, Australia e Nova Zelandia). Novos Mutantes também já estreou em alguns países da Europa e próxima semana  vai chegar também no Reino Unido, Australia e Nova Zelandia. A esperança de Novos Mutantes compensar seus custos de quase $100 milhões na produção podem estar aí. E mesmo sendo um tanto mal avaliado pelos críticos e pela sua atual nota no Rotten Tomatoes, a falta de opção atualmente nas salas de cinema pode ajudar o filme nisso. Contudo, a Disney já deve estar ciente de que é um esforço árduo e deve já imaginar que o melhor pro filme seria tão logo chegar ao Disney+.

Para o nosso caso aqui em particular no Brasil, não esperem tão cedo o filme chegando. Com o país longe de ter uma queda total dos seus casos e sob o risco forte de transmissão mesmo em regiões onde há queda, os cinemas do Brasil devem continuar fechados por mais alguns meses. Mas isso significa que nunca veremos o filme nas telas de cinemas nacionais? É improvável. A possibilidade maior é que Novos Mutantes chegue ao Brasil primeiro via Disney+.  Por isso, só esperem uma resenha do filme da nossa parte muito mais pra frente.

Atualização: Internacionalmente, Novos Mutantes soma mais 2,9 milhões neste Domingo, totalizando no mundo todo 9,9 milhões.

Coveiro

616: Estamos de volta!

Quem nos acompanha nas diferentes redes sociais do Marvel616 já se antecipou pra isto aqui. Depois de uma contagem regressiva que alegrou a alguns e deixou outros um tanto confusos, chegou o dia. Depois de exatos cinco meses com o site desativado, finalmente podemos anunciar que neste 30 de Agosto de 2020 estamos de volta. Ou mais ou menos isso. 

Para quem não viu nosso aviso sobre a parada das atividades, basta descer um pouco a tela e verá uma breve explicação que deixamos aqui. Era começo da pandemia de COVID-19 em meados de março e mesmo sem ter os números tão altos, eu já estava por dentro do problema por vir. E como foi difícil. Particularmente, perdi gente da família. Outros membros e colaboradores do site também. E acredito que muita gente que nos acompanha deve ter tido uma dor similar. Quem não, agradeça muito por isso. Obviamente, são tempos complicados demais, cheio de mudanças completas na rotina de nossas vidas. Pra o site não seria diferente, previ isso naqueles dias.  

Ainda assim, mesmo afastado, ocasionalmente estava sempre em contato com os leitores e trocando ideias em conversas privadas, pessoas que lamentaram nossa parada, mas entenderam bem porque tomamos essa atitude. Agradeço desde já a todos que entraram em contato e sempre nos estimularam com palavras para retomar o 616. Em meio a essas conversas, trocando ideia também com nossos colaboradores, nas últimas semanas eu já estava organizando aqui e ali alguns textos para nosso eventual retorno. Não tinha uma data exata ainda, mas sabia que estava mais próximo. E também não foi lá um trabalho tão árduo já que muita coisa parou de Maio pra cá - seja no meio dos quadrinhos, seja nos cinemas. O mundo parou, não eramos só nós.

Só que de umas semanas pra cá foi possível ver que lentamente as coisas estavam voltando a se movimentar. Da parte dos quadrinhos, houve uma redução drástica na quantidade de revistas que saem por semana lá na gringa, mas as coisas parecem finalmente estabilizar. Algumas notícias de filmes começam a ressurgir. As filmagens que ocorrem em países que já estabilizaram seu problema com a pandemia estão sendo retomadas. Jogos tiveram alguns anúncios importantes feitos esses dias. É um gás que fez as engrenagem mexerem e isso motivo um maior número de nossos queridos leitores a pedir ainda mais nossa volta.

Refleti. Conversei com alguns colaboradores sobre se podiam me ajudar caso retomasse tudo aqui. Comecei a organizar os meus textos aqui e ali. E decidimos voltar agora. No entanto, não queria dar uma falsa impressão de que as coisas se resolveram e está tudo bem. Não está. Três dias atrás acabei tendo a notícia de que mais um parente, desta vez mais distante, faleceu de COVID-19. O mundo está sob a sombra da pandemia e as coisas estão muito, muito críticas ainda. E não vão se resolver de imediato ou tem data pra tudo acabar. É essa a realidade crua de nosso mundo no momento e se o site Marvel616 está voltando, é encarando essa nova realidade. Não será como antes. Não teremos aquele pique de fazer seis, sete a oito artigos por dia. E nem será naquela velocidade insana de postar segundos após a notícia vir a tona nos EUA. Estamos voltando, mas será aos poucos e no ritmo que eu e os que decidiram voltar comigo conseguem fazer adaptado a nossa nova rotina, que envolve o trabalho e afazeres pessoais de cada um.

Sendo assim, vou adiantar que as próximas duas semanas teremos uma série de textos escritos antecipadamente por alguns de nós na intenção de "atualizar" nossos leitores com algumas coisas que rolaram nos quadrinhos, nos filmes, séries e qualquer coisa relacionada a Marvel que seria tema deste site nesses últimos cinco meses. Quer saber o que rolou na mensal dos X-Men? Como terminou a série Homem de Ferro 2020? Quais as mudanças que já sabemos do calendário dos filmes? Vamos falar disso tudo nos próximos dias. Pode parecer notícia velha pra alguns, mas pra gente serve como um ponto de partida pra retomar tudo. Depois disso, teremos em pauta o que está por vir - inclui aí a vindoura X of Swords, novos quadrinhos anunciados pro segundo semestre, além das novidades sobre o Universo Cinematográfico. Graças a nossos colabodores, teremos também alguns reviews do novo jogo dos Vingadores feitos pelo Marcus Pedro e uma série de postagens comemorando os 80 anos da Marvel no Brasil assinadas pelo Alexandre Morgado. Estou conversando com mais gente, talvez tenhamos outros anúncios de pessoas interessadas em trazer coisas diferentes e interessantes pra vocês. 

Então, é isso! Obrigado mais uma vez pela apoio deixado durante todo esse tempo, mesmo quando estivemos ausentes e reforço mais uma vez a necessidade de todos continuarem se cuidando. Fiquem todos bem!

Sérgio "Coveiro" Campos