quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Disney+ bateu no primeiro dia sua estimativa de assinaturas pra todo 2019



Se você nos acompanha já deve saber que a plataforma de streaming Disney+ estreou finalmente esta terça-feira. E se anda por dentro das notícias, deve saber que ela acabou tendo alguns problemas de acesso logo no primeiro dia. Tudo já foi contornado, mas houve, é claro, algumas reclamações. E o motivo pra esse problema não poderia ser outro senão a maciça quantidade de gente assinando e querendo fazer parte da plataforma.


Só pra vocês terem ideia, toda a previsão de assinaturas da Disney+ que era esperada pra esses dois meses de 2019 já foi superada no primeiro dia. É isso mesmo. Foram mais de 10 milhões de inscritos e a Disney contava apenas com 8 milhões até o fim de 2019. Quando comparado esse montante ao estimado de problemas detectados, que segundo a Variety giram em torno de 7 mil casos em todo o país, podemos considerar uma plena vitória do serviço. No Twitter, a Disney comentou sobre os problemas e atribuiu ao sucesso muito maior que o esperado ao caso.



E do lado de cá, as coisas vão levar um tempo. Segundo fontes do Uol, a Disney+ só chegará daqui a um ano, em 2020. Mas isso não faz com que os brasileiros desistam. Já está rodando pelo Twitter a hashtag #BrazilwantsDisneyPlus em tudo que é lugar.

Coveiro

X-Men: Os Mistérios de uma nova ilha



Em sua segunda edição, os X-Men de Jonanthan Hickman partem para um tipo de missão diferente das últimas. Nada de ataque contra a organização secreta da Orchid ou resgatar mutantes de países que se opõem a Krakoa. Desta vez, eles terão que realizar uma missão de reconhecimento de uma estranha ilha que apareceu próximo a eles. E o pior, Krakoa está indo em direção a ela.

Com a única pessoa capaz de entender Krakoa fora no espaço, eis que os X-Men ficam desnorteados sem saber o que é esse misterioso pedaço de terra que surgiu. Scott assim decide reunir sua família para um "passeio" até o lugar e assim temos o jovem 'Cable' e a Rachel Grey, atendendo agora como Prestígio, o acompanhando. Jonanthan Hickman então passa a montar uma dinâmica entre os personagens bem legais, coisa que é meio incomum em suas histórias mais focadas no roteiro e na situação. Scott é o pai pragmático, com leve humor ácido. O jovem Nate é puro instinto, totalmente inconsequente. Rachel parece ser a voz da razão e é bastante ponderada.



De cara, eles encontram um vulcão com o que parece ser uma atividade mística estranha se manifestando. Ao pousar a nave perto para o primeiro reconhecimento da área, topa com uma espécie diferente e totalmente nova de rinoceronte. Minutos depois eles veem o animal ser devorado por um perigoso e gigante verme carnívoro.

O clímax da edição acontece com o encontro da Família Summers com um Convocador. Ele aparece pela primeira vez no centro do vulcão da ilha, chamado de Arak, e é instruído por uma voz (que chama de mãe) a sair para esse novo plano e encontrar 'Ele'. Os extras da edição mostram um pouco de quem são os Convocadores, seres da ilha Arakko (vista pela primeira vez na minissérie House o X) que podem abrir as portas entre esse plano nas terras da ilha e o outro mundo. Dependendo do grau (e do símbolo em seu peito), eles podem comandar as mais poderosas feras de Arakko, servindo como verdadeiro protetores dela contra seus inimigos.



Aparentemente, os Convocadores estão cada vez mais raros e esse é aparentemente o único a sair pra nosso plano agora. As primeiras pessoas que ele encontra são Ciclope e os filhos, mas um problema de língua parece não ajudar muito no entendimento entre os lados. Pra piorar, o Cable é imprudente e dá uma bomba de presente (ativada sem querer) para o Convocador e quase cria um incidente diplomático. Coube a Rachel usar o mesmo artificio que ela usava para 'baixar' as informações de Krakoa pra evitar as brigas e assim todos se entenderem.

O Convocador foi então responsável por explicar que Krakoa estava vindo ali para 'cruzar' com a ilha perdida de Arakko (também vimos o passado das duas ilhas em House of X) e como resultado as duas ilhas se unirem (depois de milênios ) numa só. Agora, aquele Convocador era também parte da ilha e sem ser convidado começou a invadir o território de Krakoa em busca da pessoa que sua mãe dissera.

E não demorou muito para no meio de umas folhagens surgir Apocalipse, que logo reconheceu o jovem Convocador. Ele era filho de uma de suas antigas Cavaleiras do Apocalipse, a Guerra. Apocalipse então abraça o jovem e diz que sua missão será salvar os seus filhos, sejam de Krakoa, sejam de Arakko.



A edição acaba por aqui, mas os mistérios de Hickman ainda deixam muitas perguntas. Não sabemos direito que parte essa história mítica do Apocalipse e seus primeiros cavaleiros tem com a trama principal. Eles foram até citados na edição Marvel Comics 1000 na única página trabalhada por Hickman, devem ter planos grandes por vir. Conhecendo Hickman, será uma peça que se encaixará quando a gente menos espera na historia.

Coveiro

Wolverine ganha uma nova logo no relançamento do seu título


Após a Marvel Comics anunciar que Wolverine seria relançado como o título da segunda onda de novas revistas mutantes, tivemos a surpresa de que o personagem ganhou uma novo logo também, desenvolvido pelo designer Tom Muller.


"Todos adoramos esse personagem," disse Benjamin Percy, roteirista do título, depois do anúncio na Nova York Comic Con. "Aquele que amamos mais do que qualquer um. O que apreciamos mais nos quadrinhos e filmes e talvez imortalizamos com uma camisa e tatuagem. Aquele com o qual nos relacionamos como uma versão espelhada de nós mesmos. Pra mim - como um lobo solitário crescido, mal-humorado, peludo, malcheiroso, musculoso, maltrapilho e bebedor de whisky que mora na floresta do norte gelado - é Logan. E embora isso possa soar cafona, também parece certo dizer que escrever Wolverine é um sonho tornado realidade, um sonho infantil realizado. Sem brincadeira, xará."

Wolverine 1 tem previsão de vendas nos EUA em Fevereiro de 2020.

Marcus Pedro

Produtor de Falcão e Soldado Invernal diz que a série não será 'ação o tempo todo'.



Além de Loki, outro que teve alguns detalhes sobre a trama já antecipados foi Falcão e o Soldado Invernal. O produtor Malcolm Spellman falou rapidamente no especial 'Expandindo o Universo' em meio aos concept designs dos personagens principais sendo divulgados sobre como ter mais tempo ajuda a aprofundar mais os personagens:


"Não queremos que tudo seja ação o tempo todo", disse Malcolm Spellman. "Precisamos ir para casa com esses personagens e gastar muito tempo descobrindo quem eles são e, como temos ótimos atores, coloque-os em situações em que eles realmente mostrem o que podem fazer". Já outro produtor Zoie Nagelhout acrescentou: "Podemos criar as mesmas emocionantes sequências de ação de ponta, mas, entre as peças de cenário, mergulhamos mais fundo nas batidas dos personagens. É o melhor dos dois mundos." Em outras palavras, vamos nos aprofundar no que faz com que Bucky e Sam Wilson funcionarem, e isso não é ruim, especialmente agora que eles vão do sair da posição de jogadores 'reservas' para 'principais'.


Os personagens já confirmados na série são Falcão (Anthony Mackie), Soldado Invernal (Sebastian Stan), Sharon Carter (Emily VanCamp) e John Walker, o Agente Americano (Wyatt Russell) e Zemo (Daniel Bruhl). A série do Falcão e Soldado Invernal sairá no segundo semestre de 2021 e será dirigida por Kari Skogland com roteiro de Derek Kolstad, Michael Kastelein e Malcolm Spellman.

Coveiro

Produtores de Loki confimam que 'Viagens no Tempo' serão um grande elemento no seriado da Disney+



O seriado do Loki sairá na Disney+ somente em 2021. Mas nunca é cedo demais pra falar sobre essa série, um spin-off direto de Vingadores: Ultimato e que já foi confirmado que terá relação também com Doutor Estranho: No Multiverso da Loucura. Numa amostrinha da série dada pelo especial 'Expandindo o Universo', o produtor principal confirmou os rumores de que haverá viagens temporais na história:

"Há um enorme componente de viagem no tempo. Haverá um homem em fuga e temos a chance de explorar mais lados humanos de Loki" , revelou o produtor Stephen Broussard. "Finalmente vamos vê-lo sob sua perspectiva", acrescentou o outro produtor, Kevin Wright. "É ele sendo colocado em uma posição em que ele não tem todas as respostas e onde ele é jogado como uma bola curva pela vida." A questão principal perguntada pela maioria dos fãs, é claro, é se ele voltará à linha do tempo principal!

Até agora, somente Tom Hiddleston está confirmado pra série. Como as gravações só devem começar no ano que vem, vamos esperar chegar mais perto pra saber como será a pegada do seriado. É mais do que o tempo também pra Disney+ estrear no Brasil.

Coveiro

Agora é Gwen Stacy quem ganhará sua própria revista na Marvel

Depois de Mary Jane, é a vez de Gwen Stacy ganhar sua própria revista. E não estamos falando aqui da Aranha Fantasma de outra realidade. É a Gwen Stacy 616 em pessoa, numa minissérie em cinco partes revisitando o passado pelas mãos de Christos Gage e Todd Nauck. Veja a capa de Adam Hughes a seguir:



No resumo, temos: "A primeira das incríveis aventuras de Gwen Stacy! Gwen e Peter podem não ter se conhecido até Amazing Spider-Man # 31, mas isso não significa que a vida de Gwen começou nessa página. Saiba a origem nunca vista de Gwen Stacy, a melhor da turma, filha do capitão da polícia e, como seu amigo Harry Osborn a chama, a "rainha da beleza de alto padrão". Mas ela é muito mais do que você imagina! Gwen tem um cérebro científico, um nariz para problemas e uma atitude imparável que sempre a coloca em problemas. No início do Universo Marvel, essa é uma receita para o desastre. Não perca nessa historia a Gwen, Capitão Stacy, Harry e Norman Osborn, o Mestre do Crime, Wilson Fisk, Jean DeWolff, Yuri Wantanabe e até o Homem-Aranha!"

Coveiro

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Falcão e Soldado Invernal em minissérie própria em Fevereiro de 2020



Através do podcast com o Agent M (Ryan Penegos) The Pull List, foi anunciado uma minissérie em cinco edições do Falcão e Soldado Invernal. O roteiro ficará por conta de Derek Landy, com a arte de Frederico Vincentini.


Os dois ex-Capitães América se juntam em um confronto com uma Hydra, comandada por um novo misterioso líder. A minissérie está programada para ser lançada nos EUA em Fevereiro de 2020.

Marcus Pedro

Disney+ tem cenas novas deletadas de Vingadores: Ultimato em seus extras



Com a Disney+ finalmente chegando aí, mesmo que nenhuma série da Marvel tenha sido lançada com a estreia, vale destacar que ainda assim muitas novidades vieram a tona. É o caso de novas cenas deletadas de Vingadores: Ultimato que acompanham a parte de 'extras' do filme na plataforma. Confira:









Não sei por quanto tempo essas cenas vão ficar por aí disponíveis, mas já deu pra ter uma ideia da inovação da Disney+ e seus filmes com a quantidade de extras. Essa cena de Vormir ficou demais! A da Morgan achei ótimo ter ficado fora. As demais são complementares e poderiam ter se encaixado.

Coveiro

Disney+ divulga imagem de Zemo com máscara e tudo pra série do Falcão e Soldado Invernal

O Especial 'Expandindo o Universo' que foi lançado junto com o Disney+ hoje, primeiro dia do serviço de streaming nos EUA, realmente causou um rebuliço grande com as poucas, porém marcantes imagens divulgadas. E como não temos ainda o serviço aqui, estamos dependendo das imagens divulgadas pelos 'gringos' nas redes sociais. A mais nova é essa do Zemo, com máscara clássica e tudo, pra série Falcão e o Soldado Invernal:



Essa imagem certamente faz parte da cena em que saiu na San Diego Comic Con em que o personagem vivido mais uma vez por  Daniel Bruhl apareceu ameaçando todos, logo depois colocando a máscara. Agora temos a foto aí em cima com bastante detalhes e enaltecendo a precisão com os quadrinhos.

Fora isso, mais cedo postamos os concept arts dos personagens Falcão (Anthony Mackie), Soldado Invernal (Sebastian Stan), Sharon Carter (Emily VanCamp) e John Walker, o Agente Americano (Wyatt Russell). Eles junto com Daniel Bruhl serão o elenco principal da série Falcão e Soldado Invernal, a ser dirigida por Kari Skogland com roteiro de Derek Kolstad, Michael Kastelein e Malcolm Spellman).

Coveiro

Robert Downey Jr, Zendaya, Holland e Vingadores: Ultimato saem vencedores do People's Choice Awards


Ontem saiu a premiação promovida pela Entertainment, a People's Choice Awards, que contou com a participação de Robert Downey Jr., mais uma vez eleito pela maioria dos votos dos fãs como o Melhor Ator de Filmes de 2019. Veja no video:


Tivemos também Zendaya vencendo a categoria de Melhor Atriz de Filmes e Tom Holland como Melhor Ator de Filmes de Ação, pelo trabalho em Homem-Aranha: Longe de Casa. A Marvel ainda levou as categorias de Melhor Filme e Melhor Filme de Ação de 2019 com Vingadores: Ultimato.

Agora é já começar a fazer a campanha para o Oscar!

Coveiro

Especial de lançamento da Disney+ divulga mais imagens da animação 'What If'

Junto com alguns concepts das séries Live Actions da Marvel Studios da Disney+, o especial 'Expanding The Universe' que saiu hoje com o lançamento da plataforma de streaming também revelou imagens da animação especial da Disney+. Temos o visual do Vigia, Capitã Britânia Peggy Carter, Steve Rogers com um protótipo de armadura de ferro, T'Challa como Senhor das Estrelas e até um Capitão Zumbi América. Confira:






E veja alguns trechos da amostra da animação que anda circulando no Twitter:







Das vozes confirmadas já, teremos Killmonger (Michael B. Jordan), Bucky Barnes (Sebastian Stan), Thanos (Josh Brolin), Hulk (Mark Ruffalo), Loki (Tom Hiddleston), Nick Fury (Samuel L. Jackson), Thor (Chris Hemsworth), Peggy Carter (Hayley Atwell), T'Challa (Chadwick Boseman), Nebulosa (Karen Gillan), Clint Barton (Jeremy Renner), Scott Lang (Paul Rudd) Hank Pym (Michael Douglas), Dum Dum Duggan (Neal McDonough), Howard Stark (Dominic Cooper), Kraglin (Sean Gunn), Jane Foster (Natalie Portman), Kurt (David Dastmalchian), Dr. Abraham Erskine (Stanley Tucci), Korg (Taika Waititi), Arnim Zola (Toby Jones), Korath (Djimon Hounsou), Grão-Mestre (Jeff Goldblum), Yondu (Michael Rooker), e Taserface (Chris Sullivan). A série entrará no Disney+ a partir do segundo semestre de 2021.

Kevin Feige comenta sobre séries do Disney+, Eternos e Star Wars


Continuando com a gigantesca entrevista que o podcast do The Hollywood Reporter teve com o Presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, eis que chegou o momento de falar do futuro. Séries da Disney+, filme dos Eternos e até o projeto secreto de Star Wars foram pauta. E começa com o Presidente da Marvel Studios falando sobre o advento de Vingadores: Ultimato ter se tornar um sucesso extraordinário mundial, virando novo recorde:

"Atender a essas expectativas e superá-las em muitos casos? Ainda estou processando, para ser sincero com você ", disse Feige." Porque, durante cinco anos, nosso objetivo e nossa superstição estavam cumprindo a promessa de um final de uma maneira que não era esperada, de uma maneira que as pessoas não estavam antecipando. E ver o público em todo o mundo responder a esses personagens com quem convivemos há mais de 10 anos, eles convivem há mais de 10 anos, foi uma experiência realmente extraordinária".

Agora, a meta de Kevin nessas novas próximas fase é expandir as histórias dos cinemas para a Disney+. E elas terão ligação direta e em duas vias. "Está planejado especificamente que o Universo Cinematográfico da Marvel estará nos cinemas e no Disney +". Sobreo impacto dos Streamings, Feige até fez uma comparação dizendo que "...quando fui para a USC, era chamada Escola de Cinema e Televisão da USC e agora é chamada Escola de Artes Cinematográficas da USC, porque artes cinematográficas é um 'crossover' disto aí", disse Feige.

Ele acrescentou: "Certamente estamos fazendo produções cinematográficas para o Disney +. O Falcão e o Soldado Invernal está sendo gravado e, ontem, voltei do set da WandaVision, que está sendo gravado. Todos esses personagens sofrerão transformações, mudanças muito empolgantes nesse programa e nos filmes, para que eles possam ir e voltar".

Fora isso, Feige confirmou que "Alguns personagens que anunciamos, como Mulher-Hulk, Ms Marvel e Cavaleiro da Lua, vocês conhecerão pela primeira vez em um programa da Disney + e depois eles irão ao cinema, e o UCM agora será um vai e volta".

Feige também aproveitou pra falar sobre outro filme atualmente em produção, Os Eternos. "É um filme muito grande. É um filme muito caro. E estamos fazendo isso porque acreditamos na visão [da diretora Chloe Zhao] e acreditamos no que esses personagens podem fazer e acreditamos que precisamos continuar crescendo e evoluindo e mudar e impulsionar nosso gênero ", disse Feige. "Isso é um risco, se eu já ouvi o que seja um"

Por fim, Feige manteve-se calado sobre o filme de Star Wars que irá produzir. Disse apenas que ele "amava aquele mundo e a noção de explorar novos personagens e novos lugares naquele universo e era só isso que ele poderia dizer até ali".

Coveiro

Especial de lançamento da Disney+ revela concept arts da série do Gavião Arqueiro

Com o lançamento oficial da Disney+, os primeiros concept arts da série do Gavião Arqueiro também estão disponíveis com o especial do 'Expanding The Marvel Universe' disponível na plataforma. Nele, saiu imagens de Jeremy Renner como Gavião Arqueiro, Kate Bishop (ainda não sabemos a atriz já que Hailee Steinfeld pode acabar não confirmando) e até mesmo o Pizza Dog. Confira:





No especial do 'Expanding The Universe', aparece a produção Trinh Tran falando que "Ela será a nova e jovem discípula que ele treinará eventualmente para assumir o manto de Gaviã Arqueira um dia". A série vai ser a última da primeira leva de anúncios da Disney+. A previsão atual é de que esteja no ar no segundo semestre de 2021.

Coveiro

Veja os primeiros concept arts do Falcão e do Agente Americano da vindoura série da Disney+



Hoje é o dia oficial do lançamento do serviço de streaming Disney+ e apesar de não ter saido nenhuma série oficial nova da Marvel Studios ali, temos um curta metragem nele chamado 'Expanding The Marvel Universe" que conta com uma previsão das novidades e cheio de concept arts. Veja, por exemplo, a seguir dois concept arts das novas roupas do Falcão e do Agente Americano:





Veja também concept arts com o Soldado Invernal e a Agente 13, que também estarão na série:




A série do Falcão e Soldado Invernal vão estrear apenas no segundo semestre de 2020. E mesmo assim o público brasileiro vai ter que ainda esperar um pouco já que segundo a previsão da Disney Brasil, a plataforma Disney+ só chegará aqui em Novembro do ano que vem.

Coveiro

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Família Summers vão a uma missão de reconhecimento em prévia de X-Men 2


A Marvel Comics liberou uma prévia das primeiras páginas de X-Men 2 e nela vemos Ciclope recrutando seus dois filhos, Raquel e Cable, para uma missão de reconhecimento de uma ilha que surgiu a kilômetros de Krakoa.







X-Men 2 está com data de lançamento para 13 de Novembro desse ano.

Marcus Pedro

Kevin Feige relembra começo com Homem de Ferro e dá méritos a Avi Arad


Ao contrário do que tinha em mãos a DC na época, não havia pra Marvel Studios disponível seus ícones maiores como Superman ou Batman para investir. Homem-Aranha ou X-Men estavam presos a outros estúdios e nem de longe se pensava que poderiam voltar pra casa. Mas, a Marvel Studiosse contentou com seu próprio arsenal e pensou num jeito simples e bom de tero o sucesso. Kevin Feige relembra no podcast da The Hollywood Reporter como foi investir no Homem de Ferro na época:

“Quando procurávamos maneiras de nos diferenciar: 1) Produza e finalize o Homem de Ferro 1 e torne a experiência a mais única possível. Havia muitos filmes da Marvel até aquele momento, e queríamos nos destacar. Uma das maneiras pelas quais eu sabia que poderíamos nos destacar não era através de personagens famosos. Porque, naquele momento, a definição de um personagem marcante era: eles já têm um programa de TV ou um filme ou uma série de animação nos últimos anos? Todos esses personagens já foram licenciados.

“Mas já tínhamos todo o resto. E ter todo o resto significava que poderíamos combiná-los e construir um universo na tela grande da mesma maneira que nos quadrinhos. Portanto, não houve epifania de nenhum tipo, mas simplesmente o que fazemos é replicar essa experiência para os fãs de quadrinhos nas telonas. Um dos grandes prazeres dessa experiência é quando um personagem de outro quadrinho aparece na revista de outra pessoa. "



A Marvel fez uma grande aposta em Robert Downey Jr e apostaram alto ao contratá-lo originalmente para três filmes. Feige explicou: "Acreditávamos realmente no personagem de Tony Stark. Acreditávamos em poder fazer uma versão de um herói que as pessoas nunca tinham visto antes - o arco redentor que ele tem durante o filme - e a noção de que não é sobre superpoderes, é um veículo, e o veículo às vezes funciona e às vezes não. Que o intelecto dele é seu superpoder, e achamos muito interessante ".

Havia um potencial crescente na formação de um Universo Cinematográfico da Marvel e Feige reconheceu isso: "A noção de narrativa épica que abrange os mesmos personagens em muitos períodos diferentes. Poderíamos começar a misturá-los e a construir um universo na telona da maneira que existe no universo dos quadrinhos. Durante muito tempo, os Vingadores [o primeiro lançamento da Marvel a reunir um grande grupo de seus super-heróis] foi a nossa linha no horizonte, o que estávamos buscando".


Kevin Feige também foi justo ao falar do momento anterior da Marvel Studios, quando ele era apenas um mero funcionário e Avi Arad seu chefe, que levou os filmes dos X-Men a sairem pela FOX e do Homem-Aranha pela Sony. "O [produtor] Avi [Arad] acreditava muito em todos esses personagens e acreditava no potencial de que esses personagens tivessem que virar filmes", explicou Feige. "Acho que, anos antes disso - e parte disso se baseia em coisas que ouvi quando comecei, parte delas é baseada em quadrinhos que li da época na Marvel antes de ingressar. Havia um medo de que se você estragasse tudo, desvalorizaria esse personagem. E esse é um medo bastante justo, porque houve alguns personagens da Marvel transformados em filmes que não eram exemplos brilhantes. Eles não mataram os personagens, mas não eram bons. você pode olhar para eles agora, e dizer que eles são "de época", e eu poderia argumentar sobre coisas divertidas neles, mas eles não incendiaram o mundo".



"Avi acreditava que era isso que deveríamos fazer , e foi X-Men o primeiro deles que lhe permitiu continuar fazendo mais e, para se mudar para Los Angeles em período integral, ele só vinha a Los Angeles alguns dias por semana naquele momento, e morava em New York, eu o conheci muito bem durante a produção de X-Men 1. Eu meio que me tornei a pessoa no set, na produção, que ele ligava e obtinha informações e mantinha-se informado. E fiquei feliz em mantê-lo informado sobre as coisas e como elas estavam indo. Na maior parte, eles estavam indo bem naquele filme com esse elenco" lembrou Feige.

"Na época, não estávamos usando as palavras como 'universo cinematográfico' e coisas assim", continuou Feige. "Mas era muito simples - sabíamos o filme que estávamos fazendo, pelo orçamento que estávamos fazendo, que era bastante baixo, certamente baixo comparado com os dólares de hoje, até mesmo baixo na época. Então, havia tantas coisas que não podíamos que, em retrospecto, foi ótimo, porque nos forçou a focar nos personagens e na emoção dos personagens e no pathos dos personagens, e no tumulto interno do que torna os X-Men ótimos, sobre todas as analogias para aqueles que são diferentes e para aqueles que se sentem diferentes ou são feitos para se sentir diferentes, o que é sobre todos nós. E é isso o que os X-Men tratam, e é por isso que foram bem-sucedidos. E eu lembro de termos discussões, como sempre tivemos, e ainda fazemos - sobre 'Não seria legal um dia se tivéssemos a oportunidade de fazer x, y ou z?' Então, acho que houve muitas conversas, muita conversa sobre isso."

Tem mais da entrevista de Kevin Feige ainda. Fica de olho que em breve vamos soltar outro pedaço aqui!

Coveiro

Veja os videos com o Reed Richards, Doutor Destino e da história final do Quarteto Fantástico no Torneio de Campeões

Neste mês de Novembro, o Torneio de Campeões finalmente encerra sua história que começou este ano introduzindo tanto a equipe do Quarteto Fantástico como seus mais clássicos vilões ao jogo. Em novos videos, temos a história contada nessa última parte da trama envolvendo o Doutor Destino e Sr. Fantástico, além de um video que mostra os principais poderes especiais lançados por esses dois  que se juntam a galeria de personagens jogáveis:






As missões do jogo estão já rolando desde a semana passada, mas só a partir desta é que teremos os personagens novos disponíveis em cristais no jogo. Temos que ressaltar! O Doutor Destino ficou animal!

Coveiro

Ryan Reynolds estará na Comic Con Experience 2019


Através de um trailer fake em suas redes sociais, a Netflix anunciou a participação de Ryan Reynolds em seu painel no domingo, promovendo o filme Esquadrão 6 que é dirigido por Michael Bay.

Até o momento desse anúncio, não foi revelado se haverá sessão de autógrafos com o ator, mas qualquer novidade atualizaremos o artigo. Afinal de contas, quem não gostaria de tentar pegar um autógrafo com o Wade Wi... quer dizer, Ryan Reynolds?

A Comic Con Experience 2019 acontece entre os dias 05 a 08 de Dezembro contando com vários convidados e uma Ala dos Artistas em torno de 500 participantes.

Marcus Pedro

Marvel's Avengers terá finais alternativos


Segundo o chefe do estúdio Crystal Dynamics, Scott Amos, o jogo Marvel's Avengers terá finais alternativos, de acordo com as escolhas que você fizer durante a sua campanha. Até o momento da publicação desse artigo, não fica claro quantos finais serão possíveis de se fazer, mas Amos revelou que serão pontos específicos dentro do jogo que poderá levar a criação desses diferentes finais do jogo.

"Sim, existirá, contudo eu não posso revelar quantos," disse Amos quando perguntado ao site IGN Itália sobre os múltiplos finais. "A história terá pontos específicos - no início e no meio - mas diferente... haverá finais alternativos, sim. E no caso, os créditos não serão o fim: conteúdos serão publicados nos meses seguintes do lançamento que irá continuar a expandir a experiência."

Alguns sites especializados que estão debatendo sobre o jogo, vem equiparando o jogo com a mesma mecânica de um outro jogo que não está indo bem em seu sucesso chamado Destiny, ainda mais após o lançamento do vídeo, que já publicamos aqui, que revelou grande parte de sua mecânica. Pensando por esse ponto, é bem provável que o raciocínio da criação dos finais alternativos seja próximo ao que foi feito em Destiny.

Marvel's Avengers tem lançamento previsto para o dia 15 de Maio de 2020 para as plataformas PS4, XOne, Google Stadia e PC.

Marcus Pedro

Kevin Feige discute impacto da Disney na Marvel, Cisão da empresa e críticas aos filmes

Ontem, um podcast do site The Hollywood Reporter que teve Kevin Feige como convidado e que durou quase 1 hora esclareceu bastante coisa sobre o passado e futuro do UCM. Também comentando sobre críticas aos filmes de superheróis e divisões dentro da empresa, o Presidente da Marvel Studios falou bastante sobre tudo, inclusive o impacto da compra da Marvel pela Disney na época:


Resultado de imagem para kevin feige marvel616

"Foi a melhor coisa que já aconteceu conosco", disse Feige. "Foi a melhor coisa que já aconteceu conosco. Você levantou a hipótese de que, se Dave Maisel não tivesse conseguido esse financiamento antes da recessão, se teríamos conseguido, provavelmente não. Se a Disney não tivesse nos comprado, você não conseguiria. Veja os filmes que fizemos desde então. Com certeza. Só acho que não teria sido possível".

Feige explicou que ter uma "casa" com a Disney permitiu que a Marvel Studios trabalhasse com alguém  investindo completamente no que estão fazendo, o que é uma grande diferença do que trabalhar com estúdios, distribuidores e profissionais de marketing comprometidos apenas parcialmente , não importa o quão bom eles trabalhem.

"Foi maravilhoso ter uma casa 100% investindo no que estávamos fazendo e tínhamos ótimos parceiros de estúdio antes disso com grandes profissionais de marketing que fizeram um ótimo trabalho, mas em certo nível, seja qual for porcentagem de distribuição, temos de um lado algo em que estão trabalhando em que eles têm 100% de um lado em comparação com algo menor, que embora a experiência tenha sido muito boa com eles, e eles eram pessoas inteligentes e espertas trabalhando e eu acredito que eles deram o melhor de si e fizeram muito bem por nós, porque os filmes funcionaram e nos levaram para onde estamos hoje, mas que é diferente quando você tem uma casa ", disse Feige.

"Quando essa casa é o Walt Disney Studios, mesmo antes dos últimos oito anos e o tremendo sucesso, é muito especial. Quando você tem alguém como Bob Iger, que gastou muito dinheiro e investiu no sucesso, isso faz uma grande diferença. Então, sempre sentimos que estávamos em ótimas mãos ". O assunto não demorou pra enveredar sobre a polêmica cisão entre a Marvel Studios e a Marvel Entertainent anos atrás. "Isso faz parte. Há muitos lados da história. Você pode pegar o livro de Bob Iger, A Jornada de uma Vida, para saber mais, mas fazia sentido na época. Tínhamos feito dez filmes ou mais dessa maneira gerencial, havia outro caminho a percorrer" justificou Feige.

"Em termos de marcos, como você estava dizendo antes, outro que eu diria ser muito importante para a Marvel Studios e para mim pessoalmente foi quando Bob Iger contratou Alan Horn porque Alan Horn é um líder tremendo e um mentor tremendo" disse Feige e acrescentou: "Ele apareceu pouco antes ou logo após o lançamento de Vingadores 1 e tem sido tão favorável no que estamos fazendo e também tem uma ótima orientação. Ele lê todos os rascunhos e observa todos os cortes. Ele não é tão versado na tradição da Marvel como nós somos, o que é importante porque queremos nos policiar e não ficar muito longe no meio do mato que nos distanciamos do público e ele e Alan Bergman tem ótimos olhos para isso ".

Alan Horn e Kevin Feige


Outra polêmica recente refere-se as críticas vindo de Martin Scorcese, sobre os filmes da Marvel não serem cinema e de que eles não se arriscam. "Eu acho que isso não é verdade", começou Feige. "Eu acho que é lamentável. Acho que eu e todos que trabalhamos nesses filmes amamos cinema, adoramos filmes, adoramos ir as salas de cinema, adoramos assistir a uma experiência comunitária em uma sala cheia nos cinemas. Acho que é divertido para nós pegarmos o nosso sucesso e usá-lo para se arriscar e ir a lugares diferentes. Todo mundo tem uma definição diferente de cinema. Todo mundo tem uma definição diferente de arte. Todo mundo tem uma definição diferente de se arriscar".

"Algumas pessoas pensam que não é cinema. Todo mundo tem direito à sua opinião. Todo mundo tem o direito de repetir essa opinião. Todo mundo tem o direito de escrever artigos sobre essa opinião. E estou ansioso pelo que acontecerá a seguir. Mas no 'Enquanto isso', continuaremos fazendo filmes " pontuou Kevin Feige sobre o assunto.

Em outro ponto da conversa, Feige disse se e quando planeja deixar um dia a Marvel. "Claro, eu pensei sobre isso. Eu imaginei isso desde o dia em que comecei. Eu me pergunto a cada poucos anos se quero ficar ou se quero ir. A verdade é que eu sempre disse que irei quando estiver entediado. Estamos fazendo muito agora, de muitas maneiras diferentes, com tanto apoio. Com a Disney+ sendo uma grande parte disso. Acabei de sair do set da WandaVision, que é completamente diferente de tudo que já fizemos. ”

A conversa completa não parou por aí. Temos mais alguns trechos a destacar desse bate-papo de Kevin Feige com o The Hollywood Reporter, mas isso ficará pra outro artigo. Até lá.

Coveiro