quarta-feira, 6 de julho de 2022

Confira os mais novos pôsteres e promoarts de Thor: Amor e Trovão

Hoje é a noite de pré-estreia de Thor: Amor e Trovão no Brasil e as primeiras sessões do filme já começam a partir das 19:00 em algumas localidades. Com isso, a divulgação do filme aumenta ainda mais e ganha mais novos pôsteres sensacionais. Espia só:


Thor: Amor e Trovão conta com a presença de Chris Hemsworth como Thor Odinson, Natalie Portman como Jane Foster, Tessa Thompson como Valquíria, Jamie Alexander como Sif, Christian Bale como Gorr, Chris Pratt como Senhor das Estrelas, Dave Baustista como Drax, Karen Gillan como Nebulosa, Pom Klementieff como Mantis. Sean Gunn como Kraglin e Rocket. Recentemente, também foram confirmadas as participações de Sam Neill, Luke Hemsworth, Matt Damon, Russell Crowe e outros no filme. A direção é de Taika Waititi.

O filme chega aos cinemas esta semana!

Coveiro

Tatiana Maslany define Mulher-Hulk como uma 'série de direito absurda'

Além da nova imagem que publicamos ontem da série da Mulher-Hulk: Defensora de Heróis pela Empire, Tatiana Maslany conversou com a revista sobre a sua personagem e a definiu como uma espécie de "antítese da maioria das narrativas de super-heróis. Na conversa, a atriz também deixou claro que a personagem não quer ter esses poderes e que teremos muita cena divertidas onde ela defenderá alguns estranhos heróis/vilões:

“Ela realmente é a antítese da maioria das narrativas de super-heróis. Há esse grande elemento de negação nela que é relacionável. Para mim, tratava-se de rejeitar o que aconteceu o máximo que pude, pois é isso que causa a tensão divertida entre Jennifer e Mulher-Hulk.”

Além de Walters estar em desacordo com suas novas habilidades e personalidade, a atriz brincou que o escritório de advocacia superhumano onde ela trabalha apresenta "alguns personagens muito divertidos" e é "uma visão realmente absurda de um programa de advogados":

“Ela está em uma carreira dominada por homens e incrivelmente cruel e hierárquica. Quando ela está liderando essa empresa super-humana, é aí que temos alguns personagens realmente divertidos que ela defende ou se opõe. É como essa visão realmente absurda de um seriado sobre direito.”

O escritório de advocacia e o tribunal são onde muitos fãs do UCM esperam participações especiais, e considerando que o Abominável faz parte do seriado – e Demolidor é um rumor importante – a descrição de Maslany nos faz pensar em muitas cameos por aí. Como o trailer de Mulher-Hulk ilustrou, Maslany também trabalhou ao lado do Hulk de Mark Ruffalo e admitiu:

"Nós éramos tão patetas, como duas crianças que receberam pás de nossos pais e disseram para ir brincar na caixa de areia".

Enquanto isso, a atriz creditou a música como sua inspiração para seu lado Mulher-Hulk:

"Eu sempre volto para Sophie, que é essa incrível artista trans que infelizmente morreu no ano passado. O que eu amo na música de Sophie é essa combinação de sons orgânicos e elétricos do tipo industrial que pareciam conectados a Mulher-Hulk."

A série tem roteiro de Jessica Gao e conta com 9 episódios dirigidos por Kat Coiro e Anu Valia. Tatiana Maslany faz o papel principal de Jennifer Walters/Mulher-Hulk e estará ao lado de Mark Ruffalo como Bruce Banner/Hulk, Tim Roth como Emil Blonsky/Abominável, Jameela Jamil com Titânia, Benedict Wong como Wong, Renée Goldsberry como Amelia, além de Ginger Gonzaga, Josh Segara, Jon Bass, Nicholas Cirillo, Jason Edwards e muitos nomes ainda não anunciados.

Mulher-Hulk: Defensora de Heróis sairá em 17 de Agosto.

Coveiro

Kevin Feige comenta sobre a volta de Natalie Portman após a "separação" dela e da Marvel Studios

 Em entrevista à Empire Magazine, o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, foi questionado sobre como o estúdio e Natalie Portman se separaram de uma maneira que parecia irrevogável depois de Thor 2. Feige revelou que essa separação foi algo mais de bastidores e que ele sabia que ela voltaria se tivesse o papel certo. Na mesma matéria, Taika Waititi e Natalie Portman falam mais dos bastidores de como foi feito convite dela para o filme.

Feige revelou que a separação "não parecia assim para [ele]" e "Foi [sua] impressão de que, se fosse um papel interessante, ela estaria no jogo". A própria Portman repetiu em entrevistas anteriores que "[ela] agora está no negócio de impressionar [seus] filhos" e que ela não sabe se pode "superar isso".

Quando o diretor Taika Waititi começou a escrever Thor: Amor e Trovão, ele não tinha a intenção de incluir Jane Foster ou uma Thor mulher, mas enquanto escrevia, ele pensou: "Não seria legal e muito inesperado trazer Jane de volta ao enredo?" Então Waititi fez uma viagem à casa de Portman e apresentou sua ideia a ela.

Portman não ficou muito surpresa com o convite, mas se surpreendeu com a reviravolta da personagem dela, que até então ela desconhecia dos quadrinhos:

“Não foi completamente chocante que houvesse uma ideia. Mas foi totalmente emocionante que ela se tornasse a Poderosa Thor. Parecia algo novo na maneira de fazer esse tipo de filme e o que exatamente eu faria.”

Mas, em vez de Amor e Trovão ser impulsionado pela identidade da nova identidade de Thor, como nos quadrinhos, seria sobre como e por que Jane de repente se tornou a Poderosa Thor.



Feige adiantou que "é bastante preciso para muitos aspectos dos quadrinhos", antes de compartilhar sua crença de que apenas alguém como Waititi é capaz de navegar "o cômico e o trágico tão próximos" quando se trata do tipo de virada que vemos no filme:

“Uma das minhas partes favoritas do filme é a virada que Taika faz, entre o rock and roll divertido e o que Jane está fazendo. É o tipo de virada que só Taika pode fazer, navegar entre o cômico e o trágico tão próximos.”

A resposta mais lógica de como e por que Portman retornou ao papel pode ter sido dinheiro, mas certamente ajuda que ela tenha tido a chance de se tornar uma super-heroína também. E como Portman disse, ajuda que se tornar um super-herói e não apenas um interesse amoroso civil impressionasse para mostrar aos seus filhos.

Thor: Amor e Trovão conta com a presença de Chris Hemsworth como Thor Odinson, Natalie Portman como Jane Foster, Tessa Thompson como Valquíria, Jamie Alexander como Sif, Christian Bale como Gorr, Chris Pratt como Senhor das Estrelas, Dave Baustista como Drax, Karen Gillan como Nebulosa, Pom Klementieff como Mantis. Sean Gunn como Kraglin e Rocket. Recentemente, também foram confirmadas as participações de Sam Neill, Luke Hemsworth, Matt Damon, Russell Crowe e outros no filme. A direção é de Taika Waititi.

O filme chega aos cinemas esta semana!

Coveiro

Aramis Knight fala sobre seu personagem Kareem, o Adaga Vermelha, em Ms Marvel

Em uma entrevista exclusiva com o The Direct, o ator da Marvel, Aramis Knight, que interpreta Kareem na série da Ms Marvel, falou sobre a estreia de seu personagem no episódio 4, e a misteriosa organização que ele representa e como será seu futuro no UCM. 

“Acho que os Adagas Vermelhas como sociedade existem há centenas de anos. E acho que o manto foi passado algumas vezes. Acho que depois de Waleed, vem Kareem, acho que depois de Kareem vem outra pessoa. Não acho que nossa causa tenha mudado muito ao longo dos anos. Acho que sempre lutamos por uma Karachi mais segura. Não apenas, você sabe, parar o crime, mas [também], o reino [dos Clandestinos] é algo que existe desde sempre, com certeza. E é algo que estudamos há centenas de anos. Então eu acho que esta é uma sociedade que existe há muito mais tempo do que você está vendo e continuará por centenas de anos, mesmo depois disso. É uma causa muito importante pela qual lutamos. Então, eu definitivamente acho que havia muitos antes de nós e haverá muitos depois.”

Sobre os seus principais antagonistas, Aramis disse que “Eu diria que os Clandestinos são uma das coisas número um que eles estudam e querem saber. E também acho que Kamala chegando aos Adagas Vermelhas é o momento perfeito, porque ela também está aprendendo muito sobre si mesma conosco, sabe, sabemos muito mais sobre seus poderes, mais sobre sua herança, seu passado do que ela mesma. Então, quando ela vem até nós, nós somos capazes de, eu acho, realmente, lançar alguma luz sobre algumas coisas que são aparentemente impossíveis de entender para ela.”

Sobre seu personagem em sim, Knight disse que “Acho que Kareem cresceu como um Adaga Vermelha. Acho que ele se tornou o Adaga Vermelha. Provavelmente dentro de você sabe, alguns anos que você precisa dele. Waleed é definitivamente seu mentor. Ele é definitivamente seu ponto e seu maior aliado. Mas acho que são anos e anos e anos de treinamento para ser um Adaga Vermelha e Kareem sendo o chefe Adaga Vermelha, acho que ele já existe há algum tempo.”

Nos quadrinhos, Kareem, em um ponto, vai para Jersey City para ajudar a vigiar o território de Kamala enquanto ela está fora de casa. Peerguntado se isso poderia acontecer no UCM, o ator disse que “Eu definitivamente acho que existe a possibilidade de Kareem chegar aos Estados Unidos. Essa obviamente não é minha decisão... mas eu pessoalmente adoraria estar envolvido com, você sabe, todos... e eu acho que é certamente uma possibilidade, mas teremos que esperar para ver. Primeiro, precisamos da luz verde para a segunda temporada e então sim, podemos começar a especular.”

Quanto ao que ele fez na preparação para o papel, Aramis revelou que fez “Então, muito treinamento de dialeto, obviamente, porque é um dialeto completamente novo para mim... nascido e criado na Califórnia. Então, não só eu tive que aprender um novo dialeto, eu também tive que, você sabe, realmente me colocar no lugar de alguém que nasceu em Karachi. E eu queria que parecesse super autêntico. Eu queria fazer as pessoas terem que pesquisar no Google se eu era americano ou não. Isso é realmente o que eu estava procurando. Felizmente, para mim, você sabe, [os sotaques de] Karachi [são] todos muito diferentes. Há muitos tipos diferentes de sotaques de Karachi. Então, para mim, foi como descobrir um muito realista. E Kareem é alguém que é, você sabe, provavelmente altamente educado, provavelmente educado e com um sistema de ensino inglês. Portanto, há muita influência inglesa no seu sotaque. Mas mais do que isso, apenas entender a cultura de Karachi, acho que realmente [me ajudou] a definir o personagem.”

No final do episódio, Kareem conseguiu participar de uma perseguição maciça pelas ruas de Karachi. O ator por trás do lenço vermelho revelou mais detalhes de toda a sequência:

“Ah, aquela semana inteira foi incrível. Levamos uma semana para filmar tudo isso. E muito disso era efeito prático, você sabe que aquele caminhão era todo prático, o flip era todo prático, alguns dos acidentes. Eu me senti como uma estrela de ação total. Tínhamos Gary Powell dirigindo nossa unidade de ação. Ele é um cara de ação lendário. Ele fez Jason Bourne e James Bond. Então ele sabia o que estava fazendo. E ele definitivamente me fez sentir como uma estrela de ação naquele dia, naquela semana, posso te dizer".

A série da Ms. Marvel tem no elenco Iman Vellani como Kamala Khan/Ms Marvel, Matt Lintz como Bruno Carrelli, Saagar Shaikh como Aamir, Rish Shah como Kamran, Mohan Kapur como Yusuf Khan, Zenobia Shroff como Muneeba Khan,Laurel Marsden como Zoe Zimmer, Laith Nakli como Sheik Abdullah, Shaan Merchant como Tailor , Aramis Knight como Kareem, além de Yasmeen Fletcher, Samina Ahmed, Alyy Khan e Alysia Reiner. A série é escrita e produzida por Bisha K. Ali e tem como diretores Meera Menon, Sharmeen Obaid-Chinoy, Adil El Arbi e Bilall Fallah.

Coveiro

Uma presença real nas gravações da segunda temporada de Loki da Disney+



As cenas das filmagens externas da segunda temporada de Loki começaram a ficar mais e mais curiosas. Desta vez, vemos o ator Tom Hiddleston conversando com uma série de figurantes com roupas punks dos anos 80. Ao mesmo tempo, começam a chegar mais figurantes em roupas de gala e também ninguém menos que uma senhora com trajes que simulam a rainha Elizabeth. Espia só:


Os diretores de Cavaleiro da Lua Aaron Moorhead e Justin Benson estão assumindo as funções de direção para o segundo ano da série, substituindo Kate Herron na cadeira do diretor. Praticamente, todo o elenco está de volta também além de Hiddleston e Wilson, incluindo Gugu Mbatha-Raw, Sofia Di Martino, Wunmi Mosaku, Tara Strong e Jonanthan Majors.

Coveiro

terça-feira, 5 de julho de 2022

Diretor diz que Thor: Amor e Trovão é para fazer "rir e chorar"

 

A Empire Magazine publicou recentemente uma entrevista com o diretor de Thor: Amor e Trovão, Taika Waititi, na qual ele prometeu que seu mais recente épico do UCM entregaria um final legal, satisfatório e inesperado. No bate-papo, Waititi disse que o final é inesperado e compartilhou seu desejo de retornar caso eles tenham uma ideia "surpreendente e nova para o público":

“O final deste filme é tão legal, tão satisfatório e tão inesperado para esse personagem. Eu gostaria de sair antes que o público diga: 'Estamos cansados ​​de você'... Mas se tivermos uma ideia surpreendente e nova para o público, estou sempre aberto à conversa”.

O diretor do UCM revelou suas esperanças de "inclinar-se um pouco mais para o drama", pois espera fazer o público "rir e chorar":

“Eu queria me aprofundar um pouco mais no drama deste filme e em alguns dos aspectos mais emocionais. Nos meus filmes, eu realmente amo quando as pessoas riem e choram, e não acho que as pessoas choraram em Ragnarok.”

A atriz da Valquíria, Tessa Thompson, ofereceu seus próprios pensamentos sobre a direção de Waititi, o congratulando pela capacidade de mesclar esses sentimentos. “Por mais irreverente que Taika seja um cineasta, todos os seus filmes têm um coração enorme. Este filme talvez tenha mais do que vimos em outros lugares do UCM.” disse ela.

Natalie Portman, de Jane Foster, falou do romance reavivado entre Thor e sua gênio científica: “As faíscas vão voar. Neste espaço de autodescoberta e descobrir quem ele é. De repente, Thor vê alguém vestido como ele, que é sua ex-namorada. Isso joga uma chave inglesa nas engrenagens até onde vai sua reconstrução de si”

Como o título sugere, o amor parece ser um tema poderoso em Thor 4, e Waititi disse que "Estou tentando fazer algo que toque essa ideia de amor de todas as maneiras diferentes que podem existir.”

O presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, até provocou uma subtrama surpreendente em que um triângulo amoroso surge entre Thor, Mjolnir e Rompe-Tormentas depois que Jane ressurge com seu martelo original:

“Há uma corrente de ciúmes. Quando o Poderoso Thor e o Mjolnir aparecem, os olhos de Thor começam a se desviar do Rompe-tormentas, e o Rompe-tormentas não fica muito satisfeito com isso.”

O amor e a emoção que o acompanha parecem estar no centro de Thor: Amor e Trovão, pois o herói de Chris Hemsworth luta com seus sentimentos não apenas por sua ex-namorada, mas também por seu ex-martelo. Todo o drama da sequência claramente tirará Thor de sua jornada de cura e autodescoberta, algo que será ainda mais prejudicado pela chegada de Gorr, o Carniceiro de Deus.

Thor: Amor e Trovão conta com a presença de Chris Hemsworth como Thor Odinson, Natalie Portman como Jane Foster, Tessa Thompson como Valquíria, Jamie Alexander como Sif, Christian Bale como Gorr, Chris Pratt como Senhor das Estrelas, Dave Baustista como Drax, Karen Gillan como Nebulosa, Pom Klementieff como Mantis. Sean Gunn como Kraglin e Rocket. Recentemente, também foram confirmadas as participações de Sam Neill, Luke Hemsworth, Matt Damon, Russell Crowe e outros no filme. A direção é de Taika Waititi.

O filme está chegando aos cinemas esta semana!

Coveiro

Inominata 616 #187 - Poderosa Thor por Jason Aaron



Faltando poucos dias para a chegada de Thor: Amor e Trovão nos cinemas, eis que trazemos até vocês um podcast sobre as histórias da Poderosa Thor que veio a vida graças a mente criativa de Jason Aaron. Tudo começa com uma volume em 8 edições de 2014 que progride para uma nova revista ao final das Guerras Secretas chamada a Poderosa Thor. Do mistério da identidade da personagem a uma revolução que surge na estrutura de Asgardia quando Odinson se mostra indigno de erguer o Mjolnir, veja aqui como essa nova heróina peitou de frente o caótico Malekith e sacrificou até sua última fagulha de vida para salvar aqueles que ama...

Pra ter acesso imediato ao podcast, é só clicar no play abaixo ou clicar aqui pra ouvir diretamente no Archive.


CONFIRA TAMBÉM EM NOSSO ENDEREÇO NO ANCHOR E ACESSE O NOVO FEED DO INOMINATA 616 EM:  https://anchor.fm/s/77488c40/podcast/rssCopie e cole na parte do seu app de preferência que permite você adicionar o podcast pelo endereço. 

Ou procure pelo Inominata nesses buscadores ou plataformas de podcast:

Google Podcast: Clique Aqui!

Spotify: https://open.spotify.com/show/0JiwicuU0m4scUHBWpE6fh


A música temática de abertura do Inominata 616 é de propriedade exclusiva do site Universo Marvel 616, produzida pelo músico Eduardo Spicacci. Durante o podcast, também temos outras músicas com direitos autorais livres e liberadas para uso livre pela Commons Creatives. 

Coveiro

Co-Criadora de Ms. Marvel fala sobre a adaptação do Adaga Vermelha dos quadrinhos para a série

Além de Kamala Khan, a série da Ms Marvel está levando para o UCM outro personagem paquistanês dos quadrinhos. Trata-se de Kareem, também conhecido como o Adaga Vermelha. Na série do Disney+ no entanto, ao invés de ser apenas um codinome de herói, Adaga Vermelha parece ser algo bem maior, uma organização secreta de proteção do nosso mundo.  Sobre essa adaptação, a co-criadora de Ms Marvel Sana Amanat dá todos os créditos para o escritor do episódio, Sabir Pirzada:


"Sabir Pirzada, que é o escritor deste episódio e na verdade um de nossos produtores supervisores também, é um grande fã de Adaga Vermelha. Ele entrou como, "yo, Adaga Vermelha é tão legal." Nós zombamos dele um pouco. Eu amo muito o Sabir, mas ele fica tipo, "sim, esse é o cara". Concordo plenamente, acho Adaga Vermelha super incrível. Fiquei muito empolgada quando os roteiristas disseram "oh, vamos contar um episódio no Paquistão". Ir para o Paquistão parece coisa da segunda temporada, e fizemos isso em uma temporada. Foi uma grande jogada agressiva dos escritores. Eu sei que Kevin estava muito animado com isso em particular" disse a produtora.

"Eu sou um grande fã dos Adagas Vermelhas. Adoro fazer deles uma Ordem. A única coisa é que, se você me perguntasse sobre o que eu gostaria que tivéssemos mais tempo, seria mergulhar na história de fundo da Ordem das Adagas Vermelhas, porque há muito mais coisas que estávamos filtrando que simplesmente não tivemos tempo para gravar, francamente. Mas eu amo o grupo deles. Eu sei que todo mundo está falando sobre haver um interesse romântico, mas não há agora. Ok? Todo mundo está tipo, "realmente, três meninos?" Mas nós intencionalmente recuamos nisso" colocou Sana.

"A intenção maior era mostrar que Kamala estava idolatrando esses heróis no mundo ocidental que não se parecem em nada com ela. Então ela volta às suas raízes e conhece esses indivíduos que trabalharam muito duro para serem bons no que são. Há uma frase que Waleed [Farhan Akhtar] diz sobre como o lenço vermelho é para quem está disposto a colocá-lo, é apenas uma representação do que eles estão tentando fazer. Acho que é isso que Waleed está tentando dizer: "Primeiro de tudo, não importa realmente como você se parece. Não importa sobre codinomes ou armaduras ou que tipo de roupa você está vestindo, você está ligado a algo muito maior." Isso é realmente o que eu acho que o ponto principal era trazer Waleed e Kareem para esta série" concluiu ela.

A série da Ms. Marvel tem no elenco Iman Vellani como Kamala Khan/Ms Marvel, Matt Lintz como Bruno Carrelli, Saagar Shaikh como Aamir, Rish Shah como Kamran, Mohan Kapur como Yusuf Khan, Zenobia Shroff como Muneeba Khan,Laurel Marsden como Zoe Zimmer, Laith Nakli como Sheik Abdullah, Shaan Merchant como Tailor , Aramis Knight como Kareem, além de Yasmeen Fletcher, Samina Ahmed, Alyy Khan e Alysia Reiner. A série é escrita e produzida por Bisha K. Ali e tem como diretores Meera Menon, Sharmeen Obaid-Chinoy, Adil El Arbi e Bilall Fallah.

Coveiro

Novos rumores colocam o quanto de Demolidor e Rei do Crime veremos na série da Eco

 


Teremos muito mais Demolidor do que podemos pensar inicialmente na nova série da Eco. É ao menos o que revelou o pessoal do Weekly Planet, durante o segmento Hot Scoop ou Shot of Poop, no seu youtube. De acordo com James Clement, “Demolidor está nele por três episódios” e estará “de traje vermelho e preto:”

“Sim, Demolidor está nele por três episódios, como em Charlie Cox. Rei do Crime, Vinnie D'Onofrio está em quatro. A história do Rei do Crime está se acumulando para ele concorrer a prefeito de Nova York. Aparentemente, ele vai usar um tapa-olho porque foi baleado na cabeça no Gavião Arqueiro… Demolidor também vai usar um traje vermelho e preto e está procurando por Jessica Jones.”

Ao citar a personagem Jessica Jones, foi deixado no ar se ainda teremos Krysten Ritter vivendo a personagem:

“Então eles estão preparando as bases para trazer de volta [Krysten] Ritter, provavelmente. Não necessariamente nesta série... então sim, ela vai estar lá. Eu não sei em termos de continuidade como a versão de Charlie Cox é a mesma, mesmo que obviamente o tenhamos visto no Homem-Aranha… [Ele é] o mesmo da série Netflix? Claro, por que não? Mas eu não sei, mas parece que algumas das coisas da Netflix, provavelmente com exceção de Punho de Ferro, estão voltando.

Além de Alaqua Cox no papel principal, a série Echo confirmou alguns nomes como Chaske Spencer, Tantoo Cardinal, Devery Jacobs, Cody Lightning e Graham Greene. O ator Zahn McClarnon que fez o papel do Pai da Eco em Gavião Arqueiro também foi confirmado no elenco, provavelmente numa cena de flashback. A série é dirigida por Sydney Freeland  e tem Marion Dayre como escritora principal.

Coveiro

Disney+ faz sutil mudança na série da Jessica Jones que era da Netflix

 A Disney+ atualizou o cartão de título de Jessica Jones para renomear a série da Netflix para AKA Jessica Jones. A antiga série da Netflix ainda é referida por seu título original na página inicial do Disney +, com o título atualizado sendo refletido apenas durante a sequência de introdução. Vale lembrar que "AKA Jessica Jones" foi o título original da série quando estava sendo desenvolvida na ABC antes de sua mudança para a Netflix.


A notícia vem depois que o Disney + promoveu recentemente a Saga dos Defensores, prometendo enigmaticamente que está “tudo conectado”, em meio a rumores de que os personagens retornarão ao UCM. Recentemente, o Insider MyTimeToShineHello compartilhou um boato de que Jessica Jones estará de volta no renascimento do Demolidor da Disney +, mas não deu nenhuma palavra sobre se Krysten Ritter reprisando o papel de Detetive Particular.

Recentemente, foi divulgado novo material promocional de todas as séries como todas conectadas:


Não foi dado nenhuma justificativa oficial pratal mudança de título. Talvez o Disney + possa ter renomeado o projeto para AKA Jessica Jones como um meio de criar uma distinção de quaisquer planos que a Marvel Studios tenha para a heróina de Krysten Ritter. Dado o título de cada episódio das três temporadas que começa com "AKA", o título atualizado é adequado, especialmente porque era o nome original da série no momento da concepção.

Coveiro

Roteirista de Cavaleiro da Lua manteve constantes conversas com a produção de "Thor: Amor e Trovão"

 O escritor chefe do Cavaleiro da Lua, Jeremy Slater, conversou com The Playlist, compartilhando como a equipe por trás do Cavaleiro da Lua conversou com a equipe que fez Thor: Amor e Trovão sobre o uso dos deuses da Marvel. Enquanto a série do Enluarado se concentrou no lado egípcio da história, Slater confirmou que ele e a equipe falaram extensivamente com os produtores de Thor: Amor e Trovão. Isso foi para garantir que ambos os programas permanecessem consistentes com a ideia e não contradiziam nada do que o outro estava fazendo com seus detalhes de enredo e história:

"A Marvel foi ótima em nos dar nosso próprio cantinho e nosso próprio pequeno espaço e dizer: 'OK, os deuses egípcios podem ter suas próprias coisas', especialmente porque estamos vendo apenas três deles na tela ao longo da história. Mas nós conversamos bastante com os produtores de Thor: Amor e Trovão apenas para descobrir o que eles estavam fazendo com os deuses em sua história, para ter certeza de que não iríamos contradizer nada. Na época, todas as datas de lançamento ainda estavam no ar, e não sabíamos se sairíamos antes ou depois de Thor: Amor e Trovão".

Em última análise, Slater e a equipe decidiram que qualquer conexão com "Amor e Trovão" não valeria a pena com as possíveis lutas de logística. No entanto, o escritor principal reconheceu que ele "definitivamente poderia ver alguns desses deuses cruzando" em futuras propriedades do UCM:

"Então tivemos que tomar a decisão logo no início, só por segurança, vamos nos dar um pouco de espaço e não vamos fazer referência aos eventos do [novo filme] porque tínhamos versões diferentes que poderiam ter servido como protagonista em “Thor” ou tipo lidar com as consequências do que acontece nesse filme. E todo mundo meio que decidiu: “Quer saber? Essas datas de lançamento serão determinadas por fatores muito maiores do que o que está acontecendo em nosso seriado. Portanto, a coisa mais segura para proteger essas duas propriedades é apenas dar-lhes alguma distância.” A Marvel está constantemente expandindo os limites do UCM, e está ficando maior, e é mais estranho, e está nos dando muito mais pistas para contar histórias legais no futuro. Então, eu definitivamente poderia ver alguns desses deuses cruzando para outras propriedades ou aparecendo de outras formas em shows futuros".

Anteriormente, Slater havia compartilhado em uma entrevista ao The Direct que originalmente haveria uma referência a Gorr, o Carniceiro dos Deuses em Cavaleiro da Lua, mas que acabou sendo um exagero tentar incluí-lo. Já sobre o futuro da série, Slater permanece tão no escuro quanto nós:

"Eu honestamente não tenho idéia. Eu não tive nenhuma conversa com a Marvel. Acho que muitas dessas decisões acabarão nas mãos de Kevin Feige porque ele é o cara com o plano mestre. E, claro, Oscar Isaac, porque ele não assinou o tipo de contrato tradicional de sete filmes ou qualquer outro que outros atores tenham assinado. Oscar tem a capacidade de fazer tanto ou tão pouco “Cavaleiro da Lua” quanto ele quiser. Acho que ele se divertiu muito interpretando o personagem, e acho que ele realmente gostou do processo e está feliz por ter feito isso. Mas também acho que ele não é um cara que vai se apressar e apenas produzir uma sequência só porque o primeiro foi popular" disse o roteirista.

"Novamente, eu não quero falar por ele e colocar palavras em sua boca, mas meu palpite é que ele vai querer ter certeza de que há uma história real que valha a pena ser contada e que ele vá a lugares que ele não conseguiu. para ir neste primeiro e desafiar-se de novas maneiras. Minha esperança e sonho é que o vejamos novamente de alguma forma no MCU, mas não tenho ideia de quando será ou de que forma será. Estou no escuro como todo mundo" concluiu.

Cavaleiro da Lua tem Oscar Issac como protagonista vivendo Marc Spector/Steven Grant. Ethan Hawke é Arthur Harrow e May Calamay vive Layla El-Faoly . Além deles, também foram confirmados na série os atores Lucy Thackeray (Donna), Gaspard Ulliel (Anton Morgat) e F. Murray Abraham foi escalado para sua voz ser a da divindade Konshu. Na premiere, foram confirmados agora os nomes de Rey Lucas, Shaun Scott, Ann Akinjirin, Antonia Salib e a brasileira Fernanda Andrade. Os diretores são Mohamed Dib, Justin Benson e Aaron Moorhead.

Coveiro


Liberada amostras de páginas de Miss Marvel & Wolverine 1


Em artigos anteriores, mostramos que a Marvel Comics apresentou um projeto com edições especiais dedicados a Miss Marvel Kamala Khan. Nessas edições, ela terá novas interações com personagens, onde ela não costuma interagir normalmente. A primeira edição a ser lançada será com Wolverine e a Marvel liberou uma amostra de páginas para dar um gostinho do que nos espera.





Uma prévia especial para o MS.MARVEL & WOLVERINE 1 de Jody Houser e Zé Carlos mostra Kamala olhando com admiração para a Casa na Árvore, a sede dos X-Men localizada perto do Central Park. Outra página a encontra golpeando alguns robôs parecidos com insetos com suas mãos grandes, o que chama a atenção de Ciclope, Jean Grey e Vampira. Ciclope então fala com ela enquanto Jean e Vampira entram em ação.

Em outra página, Kamala tem uma conversa com Wolverine, que detecta um cheiro e então projeta suas garras antes de encarar seu oponente invisível. Finalmente, ele se lança com suas garras cortando os robôs. Storm, Armadura e Miss Marvel também se juntam ao conflito enquanto os robôs voltam para outro ataque.

MS. MARVEL & WOLVERINE #1 terá capa oficial produzido pela artista italiana Sara Pichelli, com capas variantes com artes por Mahmud Asrar e Peach Momoko. A previsão de lançamento será para o dia 3 de Agosto nos EUA.

Marcus Pedro

Co-Criadora de Ms Marvel diz que episódio 5 é o mais arriscado de toda a série e espera reação dos fãs

Sana Amanat, co-criadora da Ms Marvel, Kamala Khan, foi uma das que alertou logo de início sobre a reação dos fãs quanto a mudança de poderes e origem deles. Ainda assim, ela entendeu e concordou com a adaptação mediante as necessidades da história que precisava se contar. Porém, em conversa com o Entertainment Weekly, ela acredita que a maior reação dos fãs ainda virá com o episódio 5:

Entertainment Weekly: Fiquei curioso sobre como a série explicaria os poderes de Kamala, porque nos quadrinhos ela é uma Inumana, mas os Inumanos não são mais uma prioridade para a Marvel como eram em 2014-2015. A mudança para djinn como pano de fundo é realmente interessante. Quando se trata de seu trabalho com os showrunners e diretores, como vocês decidem o que levar dos quadrinhos e o que mudar?

AMANAT: Me virei para a Marvel Studios há dois anos e meio. Eu vim para este projeto, especificamente para conduzi-lo à produção e trabalhar com a sala de roteiristas com[escritor principal] Bisha [K. Ali] e sua equipe juntos. Eles estavam tentando mergulhar a história em um tipo diferente de mito que estava ligado a histórias maiores do UCM, mas também ligado um pouco ao folclore da mitologia islâmica e asiática. Meu primeiro pensamento quando entrei foi: "bem, as pessoas vão ficar muito bravas por termos mudado esses poderes".

Eu estava muito ciente do que estávamos entrando. Mas a produtora supervisora ​​Jenna Berger entendeu que o programa precisava ter um equilíbrio do que tornava o quadrinho tão especial e único, ao mesmo tempo em que o evoluía e o tornava uma verdadeira adaptação. Esse foi o primeiro desafio de Kevin para mim. Ele estava tipo, "você pode adaptar isso? Você está tão perto dos quadrinhos, você acha que pode adaptar isso?" Acho que aceitei o desafio de dizer: "Ok, bem, o que mais me cativa foi essa história sobre Kamala, sua linhagem e seu passado". Houve apenas algumas questões que foram feitas sobre isso nos quadrinhos. Eu disse a Bisha, "não importa o que façamos, a história do programa é essa linhagem", que não nos aprofundamos nos quadrinhos. No entanto, há muitas coisas que eles tiraram dos quadrinhos, então a essência dos quadrinhos está na série. Acho que foi assim que encontramos esse equilíbrio.

EW: A versão dos poderes de Kamala no UCM realmente combina com o estilo colorido da série sobre a qual estávamos falando. Parece que não estamos mais na era em que Jeremy Renner seria escalado como Gavião Arqueiro e agora todos os quadrinhos com Gavião Arqueiro precisam desenhá-lo para que ele se pareça com Jeremy Renner. Parece que agora os fãs e criadores estão um pouco mais à vontade com os quadrinhos sendo a coisa deles e o UCM sendo a coisa deles, eles são relacionados, mas diferentes. Não parece que os poderes de quadrinhos de Kamala vão mudar tão cedo.

AMANAT: Espero que não! Espero que mantenham o que receberam. Eu acho que, inerentemente, há muitas semelhanças, pois é apenas em termos de ancestralidade nos quadrinhos. Os dela vem de um alienígena, você sabe o que quero dizer?

EW: Existe uma ressonância deliberada entre o legado da vida real da Partição que criou todos esses refugiados e esse legado de trauma, e o que estamos ouvindo sobre os Noor e a maneira como eles são separados de sua casa? Até agora, os Clandestinos se mesclam como um mal, mas isso é um sombreamento intencional?

AMANAT: Fico feliz que você tenha percebido isso, observação muito adorável. Eu estava tipo, "as pessoas vão entender isso ou não?" Em última análise, esta é uma história sobre identidade. Como você entende sua identidade sem entender o que é o lar e o que o lar significa para você? Os Clandestinos são um contraste interessante a esse respeito, porque você está falando sobre pessoas sendo deslocadas, e depois há essas pessoas e aqui está como elas interpretam seu deslocamento. Há uma metáfora muito maior lá e eu quero ver o que as pessoas pensam sobre isso.

Estou realmente interessado nas conversas após a conclusão deste seriado inteiro. Porque é muito em camadas, você está falando sobre um personagem do sul da Ásia, mas também está falando sobre um personagem muçulmano. Então, acho que tentamos intencionalmente contar uma história do que significa quando você perde sua casa e como tenta criar uma nova. Quero dizer, é o que os pais de Kamala fizeram. Eles vieram para um novo país, eles criaram um lar para eles aqui. E, no entanto, Kamala sente que não entende o que isso significa. Então, certamente há muitos paralelos e muito intencionalmente.

O próximo episódio vai ser interessante. Divulgação completa, é o episódio que mais me deixa nervosa. Eu acho que é realmente ótimo, mas corremos alguns riscos com esse episódio. Então, estou curiosa para saber como as pessoas vão responder a isso.

A série da Ms. Marvel tem no elenco Iman Vellani como Kamala Khan/Ms Marvel, Matt Lintz como Bruno Carrelli, Saagar Shaikh como Aamir, Rish Shah como Kamran, Mohan Kapur como Yusuf Khan, Zenobia Shroff como Muneeba Khan,Laurel Marsden como Zoe Zimmer, Laith Nakli como Sheik Abdullah, Shaan Merchant como Tailor , além de Yasmeen Fletcher, Samina Ahmed, Alyy Khan e Alysia Reiner. A série é escrita e produzida por Bisha K. Ali e tem como diretores Meera Menon, Sharmeen Obaid-Chinoy, Adil El Arbi e Bilall Fallah.

Coveiro


Mulher-Hulk: Defensora da Lei ganha mais uma foto oficial

Com exclusividade pela Empire, a série da Mulher-Hulk: Defensora de Heróis acaba de ganhar uma foto oficial exclusiva. Nela, podemos ver a verdona saindo num belo vestido de um carro e sendo admirada por homens e mulheres ao seu redor no que parece ser uma festa de gala. Espia só:
A série tem roteiro de Jessica Gao e conta com 9 episódios dirigidos por Kat Coiro e Anu Valia. Tatiana Maslany faz o papel principal de Jennifer Walters/Mulher-Hulk e estará ao lado de Mark Ruffalo como Bruce Banner/Hulk, Tim Roth como Emil Blonsky/Abominável, Jameela Jamil com Titânia, Benedict Wong como Wong, Renée Goldsberry como Amelia, além de Ginger Gonzaga, Josh Segara, Jon Bass, Nicholas Cirillo, Jason Edwards e muitos nomes ainda não anunciados.

Mulher-Hulk: Defensora de Heróis sairá em 17 de Agosto.

Coveiro

Christian Bale faz paralelos das perdas de Gorr e Thor dos cinemas

 Um dos pontos mais elogiados do filme Thor: Amor e Trovão que chega aos cinemas nesta semana é o vilão Gorr, vivido por Chritian Bale. Finalmente, ingressando no UCM, o ator que já fo o Batman da DC volta ao clima sombrio e obscuro com esse personagem amargurado em busca de vingança contra os seres divinos. Numa entrevista já feita semanas atrás numa coletiva de imprensa, o site ComicBook perguntou ao ator sobre as adaptações visuais e inspirações de atuação pro vilão:

"Eu estava saindo de um filme em que era necessário ser meio sem músculos", explicou Bale. "E então eu vi as imagens e pensei, 'Bem, isso não vai ser possível... e essa coisa de fio dental que está colocada lá.' Ele parecia nos quadrinhos fisicamente, você sabe, como alguém com quem contar. E eu disse: 'Bem, você sabe, isso não será possível no estado em que estou. Estou terminando um filme e indo para a Austrália para a quarentena e outros enfeites. Normalmente, gosto de ter muito mais tempo entre eles, mas a pandemia fez com que as coisas funcionassem dessa maneira".

O ator continua explicação: "Então dissemos: 'Tudo bem, não, vamos com os poderes sobrenaturais que ele tem, que ele obtém da NecroEspada, etc.', o que acho que funciona muito bem. E, você sabe, eles podem querer ver a bunda dele; eles não querem ver a minha. ... Ele disse, 'Não, não, não, não, não vamos lá.'"

Enquanto Bale está lisonjeado que alguns críticos compararam seu desempenho de Gorr com o desempenho de Heath Ledger como o Coringa em O Cavaleiro das Trevas, ele revelou que se inspirou noutro vilão icônico:

"Há inspiração em tantos lugares que você pode nem perceber que está se inspirando, mas muito diretamente, você sabe, eu olhei para Nosferatu e olhei para Aphex Twin, 'Come to Daddy', videoclipe que é um favorito meu e de Taika."

Compreender o vilão será a chave para o público ver Thor: Amor e Trovão, algo que parece que Bale e Waititi realmente queriam entregar. Assim como o Thor do Universo Cinematográfico da Marvel, Gorr perdeu muitas coisas importantes de sua vida e Bale vê os paralelos entre os dois personagens. 

"Sim, absolutamente", disse ele ao ver as semelhanças, "e são abordagens muito diferentes para lidar com essa dor, é claro, com muito humor, assim como o brilho de Taika", disse o ator. "Então, também tocando em uma grande sinceridade de como você lida com a dor e o amor e a perda, etc. E eu acho que as pessoas vão achar que isso não é apenas uma montanha-russa e apenas um ótimo momento infernal, mas também muito comovente."

Parece que muito do que Bale e Waititi se propuseram a realizar foi feito com tanto sucesso. As primeiras reações a Thor: Love and Thunder o chamam de "emocional", entre outras palavras elogiosas.

Na entrevista, Brandon Davis do ComicBook.com também perguntou sobre itens colecionáveis que ele pegou e guardou durante a atuação em filmes da Marvel e DC. Ele disse que "Eu tenho a espada, você sabe, eu tenho isso. Isso é muito bom. Eu tenho os capuzes do Batman também, então não é uma coleção ruim, é?" Bale revelou. Quando perguntado se ele alguma vez mostra a espada ou o capuz para as pessoas que passam por sua casa, Bale respondeu: "Não, eu mantenho isso em particular. Em cantos muito sossegados."

Thor: Amor e Trovão conta com a presença de Chris Hemsworth como Thor Odinson, Natalie Portman como Jane Foster, Tessa Thompson como Valquíria, Jamie Alexander como Sif, Christian Bale como Gorr, Chris Pratt como Senhor das Estrelas, Dave Baustista como Drax, Karen Gillan como Nebulosa, Pom Klementieff como Mantis. Sean Gunn como Kraglin e Rocket. Recentemente, também foram confirmadas as participações de Sam Neill, Luke Hemsworth, Matt Damon, Russell Crowe e Jeff Goldblum no filme. A direção é de Taika Waititi.

O filme chega aos cinemas nesta quarta-feira.

Coveiro


Disney divulga lista de 12 músicas que veremos em Thor: Amor e Trovão


O comunicado de imprensa oficial da Disney para Thor: Amor e Trovão da Marvel Studios revelou 12 músicas que serão apresentadas no filme que chega aos cinemas na próxima quinta-feira. Algumas dessas músicas saíram em trailers e outras já tinhamos divulgado anteriormente aqui. Dessa vez, temos a lista mais completa que inclui até mesmo uma curiosa faixa cantada pelo diretor Taika Waititi. Confira:

A lista completa pode ser vista abaixo:



Only Time - Enya

Welcome To The Jungle - Guns N’ Roses

Paradise City - Guns N’ Roses

Old Spice Sea Chanty - Ginger Johnson

Fighting - Michael Raphael

Our Last Summer - ABBA

Family Affair - Mary J. Blige

Sweet Child O’ Mine - Guns N’ Roses

Goodies - Ciara

Hey Ninny-Nonny - Taika Waititi

November Rain - Guns N’ Roses

Rainbow In The Dark - Dio



Pelo visto, não são só os Guardiões da Galáxia que querem ficar marcados no estúdio por terem suas cenas sempre muito bem encaixadas com as canções. James Gunn mostrou que é um gênio no assunto, mas em Thor: Ragnarok, o Taika Waititi mostrou que sabe fazer isso muito bem também.

Thor: Amor e Trovão conta com a presença de Chris Hemsworth como Thor Odinson, Natalie Portman como Jane Foster, Tessa Thompson como Valquíria, Jamie Alexander como Sif, Christian Bale como Gorr, Chris Pratt como Senhor das Estrelas, Dave Baustista como Drax, Karen Gillan como Nebulosa, Pom Klementieff como Mantis. Sean Gunn como Kraglin e Rocket. Recentemente, também foram confirmadas as participações de Sam Neill, Luke Hemsworth, Matt Damon, Russell Crowe e outros no filme. A direção é de Taika Waititi.

O filme chega nesta quinta-feira nos cinemas.

Coveiro 

segunda-feira, 4 de julho de 2022

Tessa Thompson fala de nova arma em Thor: Amor e Trovão e velha amizade com o Hulk

 Quem viu os últimos trailer de Thor: Amor e Trovão conferiu que a personagem Valquíria passou a manusear uma nova arma inteiramente nova para poder lutar de igual pra igual com Gorr, o Carniceiro dos Deuses. Falando ao ComicBook.com, Tessa Thompson falou sobre aprender a manejar a nova arma, mas também compartilhou algumas ideias divertidas sobre ver o ator de Zeus, Russell Crowe, fazer o mesmo.


"Há alguns novos movimentos", admitiu Thompson. "Vou ser honesta, eu não gostei de... eu gostaria de ter tido mais tempo. Val não tem tanto tempo quanto gostaria com o 'Thunderbolt', mas foi muito divertido. Espero que Russell não se importa que eu diga isso, mas ele é incrível com isso, obviamente, porque é sua arma, então ele realmente aprendeu a manejá-la. Às vezes ele ensaiava do lado de fora do meu trailer e eu o assistia ensaiando, o que era muito divertido. também me lembro como quando eu estava atuando como Valquiria e treinando para ela e como com minha espada 'Presa de Dragão', eu gostaria de levar essa coisa para todos os lugares e praticar. Então, foi muito legal assistir Russell usando uma saia de tênis, praticando sua empunhadura e habilidades."

No entanto, Thunderbolt não será a única nova força que Valkyrie exibirá no próximo filme. Thompson vê a força na vulnerabilidade de Valquíria:“Quero dizer, também é minha coisa favorita sobre os quadrinhos”, disse Thompson sobre explorar o trauma de Valquíria. A personagem tem alguns  quadrinhos assim, a propósito, especialmente as edições que foram publicadas desde que a Marvel Comics redesenhou o personagem para se parecer com a atriz e sua versão do personagem dos filmes. 

"É algo sobre o qual Stan Lee falaria", disse Thompson. "Essa ideia das coisas que meio que, nosso trauma também é nossa fonte de poder. Pode ser uma fonte de poder boa ou ruim, depende de como decidimos manejá-lo. Mas essas coisas que aconteceram conosco, que levamos conosco meio que criam quem somos e nos tornam extraordinários à nossa maneira. E eu sempre pensei que isso é a coisa mais inspiradora, sabe, nos quadrinhos e por que tantas pessoas se sentem vistas dentro deles. Então eu realmente amo explorar essas facetas de Valquíria e de todos esses personagens. E acho que neste filme em particular, você realmente consegue ver o 'pathos' desses personagens."

Independentemente de haver ou não outro filme de Thor, há esperança dos fãs de que Valquíria apareça em outros lugares do Universo Cinematográfico da Marvel. Se Thompson conseguir o que quer, podemos vê-la interagindo com o Hulk de Mark Ruffalo em algum lugar mais adiante:

"[Valkyrie e Bruce Banner são] realmente bons amigos", disse Thompson. "Eles são amigos por correspondência e trocam mensagens de texto e estão em vários bate-papos em grupo, mas definitivamente fazem check-in. Eles se enfrentam ocasionalmente apenas para ver, ver como o outro está se saindo."



Hulk e Valquíria se conheceram em Thor: Ragnarok antes de se reunirem em Nova Asgard no início de Vingadores: Ultimato. Juntos, eles faziam parte do esquadrão "Revingadores" enquanto escapavam de Sakaar e do Grão-Mestre. Sua reunião em Nova Asgard incluiu Rocket Raccoon na mesma cena. Agora, Valquíria é o Rei de Nova Asgard e Hulk deve fazer sua próxima aparição na próxima série Mulher-Hulk no Disney +. Embora não haja planos para Hulk e Valquíria cruzarem os caminhos no UCM que o público já conhece, parece uma questão de tempo até que esses amigos se encontrem pessoalmente novamente.

Coveiro

Produtor da Marvel Studios compara a Condessa Valentina com Nick Fury

A Contessa Valentina Allegra de la Fontaine (Julia Louis-Dreyfus) está três passos à frente do resto do Universo Cinematográfico Marvel. Apresentada com um cartão de visita em branco em Falcão e o Soldado Invernal, a misteriosa Val recruta John Walker (Wyatt Russell), o soldado que ela reformula como o Agente Americano. Val retorna em Viúva Negra no túmulo de Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), contratando a irmã assassina de Natasha, Yelena Belova (Florence Pugh) para dar um tiro em Clint Barton (Jeremy Renner) na série do Gavião Arqueiro. Onde mais veremos a Val? Bem, o produtor da série dá entender que ela ocupará a posição de Nick Fury em breve...

“Há muito mistério em termos de seu passado, e se ela é um figura boa ou má ainda não se sabe… ela está vivendo em uma zona cinzenta”, diz Louis-Dreyfus no livro Falcão e o Soldado Invernal da Marvel: A Arte da Série. "E eu gosto da ideia de uma mente feminina. Acho que já está na hora, a propósito, de não ser muito político com ninguém. Mas sou totalmente a favor. E estou muito feliz por poder fazer isso. Eu mesma."

Ela continuou: "E a outra coisa que é realmente divertida é que às vezes você pensa que talvez ela tenha falado demais, e então talvez pareça que o que ela disse foi intencional, e ela queria que você pensasse que ela falou demais, mas ela não falou . É tudo um plano. Ela está cerca de três passos à frente de todos, e isso é muito divertido de fazer."

Os produtores da Marvel compararam o misterioso manipulador a Nick Fury (Samuel L. Jackson), o sombrio super-espião, agente e diretor da S.H.I.E.L.D. que conectou a primeira fase do UCM com aparições em Homem de Ferro, Capitão América: O Primeiro Vingador e Os Vingadores.

“Sempre que falávamos sobre Valentina, mesmo na sala dos roteiristas, ela era meio que um Nick Fury mais amargo, mais engraçado, mas mais sombrio”, disse o produtor executivo de Falcão e Soldado Invernal, Nate Moore, ao Marvel.com. "Alguém que conhece seus segredos, que não tem medo de operar na área moral cinzenta, mas talvez não seja tão inerentemente altruísta."

Se Val está montando seus próprios Vingadores na forma de The Thunderbolts ou tem planos próprios, Moore brincou: “Ter uma personagem como Valentina no seriado e, na verdade, no UCM, é realmente interessante porque acho que ela estará fazendo mais ondas mais cedo ou mais tarde."

Todos os episódios de Falcão e o Soldado Invernal estão sendo transmitidos agora no Disney+. O mesmo vale para Viúva Negra. Supostamente, a personagem também aparecerá este ano em Pantera Negra: Wakanda para Sempre, pelo que vimos nas gravações externas por aí. E por enquanto é isso que temos até agora de registro da Contessa Valentina Allegra de la Fontaine.

Coveiro 

Sana Amanat fala sobre adaptar o visual dos quadrinhos e os aspectos culturais em Ms Marvel

O quarto episódio de Ms Marvel leva a personagem Kamala Khan a um mundo bem distante da sua Nova Jersey e maisperto de suas origens, não só dos poderes, mas familiares. Em conversa com a co-criadora da personagem e produtora da série, Sana Amanat, a Entertainment Weekly publicou uma vasta entrevisa que fala sobre os elementos visuais dos quadrinhos sendo levados para a série assim como as cores vibrantes que fazem parte da herança cultural do Paquistão. Veja uma pedaço dessa conversa na integra a seguir:



ENTERTAINMENT WEEKLY: Sana, alguns anos atrás eu falei com vocês, Willow e Saladin Ahmed quando vocês estavam terminando a tiragem inicial dos quadrinhos da Ms. Marvel. Conversamos então sobre o quão instantaneamente icônico o personagem era, mas agora que esse seriado está no mundo, eu queria checar com você. Eu vejo você no Twitter às vezes compartilhando a alegria deste show. Como você diria que está se sentindo?

SANA AMANAT: Sim, acho que alegria é a melhor maneira de descrevê-la. Foi uma jornada muito longa, obviamente. Quero dizer, Deus, foi em 2013 quando fizemos o primeiro anúncio, e agora aqui estamos quase 10 anos depois e o seriado se tornou uma coisa global, o que eu certamente nunca esperei. Willow e eu sempre brincamos sobre como naquela época estávamos tipo, 'bem, tudo bem, vamos ter alguns problemas'. Agora, aqui estamos fazendo um show com todo um elenco de pessoas – diretores, produtores, atores – que estão tão envolvidos nisso. Foi apenas uma pequena ideia que cresceu a partir daí. Estou muito grata e me sinto muito sortuda. Mas alegria é exatamente a palavra. Eu sinto que muitas pessoas estão comemorando o show e é muito divertido ver suas reações. Mesmo as pequenas coisas como 'oh, nós amamos a música', ou outras escolhas estilísticas que fizemos que foram bastante intencionais. Eu simplesmente amo que as pessoas estão realmente ressoando com isso.

 EW: Falando em escolhas estilísticas, esse seriado é bem colorido! Obviamente, o episódio desta semana foi em Karachi, então pegamos todas as cores e sabores do Paquistão. Mas mesmo quando está em uma mesquita de Nova Jersey, o show parece tão colorido. O UCM definitivamente tem uma diversidade de tons, mas alguns programas e filmes podem parecer mais cinzas do que outros. Como vocês todos decidiram por um estilo diferente para a Ms. Marvel?


AMANAT: Nós intencionalmente ficamos tipo, 'ok, vamos fazer um show mais brilhante.' Sempre soubemos disso e pensávamos 'quão brilhante podemos ir? Quanto podemos nos safar enquanto certificava-se de que ainda parecia estar no UCM? Mas quero dizer, isso é o que eu amava nos quadrinhos era o brilho deles. Você conhece os quadrinhos, Christian. Há o estilo Marvel e há todos esses outros quadrinhos com os quais tentamos mais experimentos e foi o que fizemos com a Ms. Marvel. Queríamos que as imagens do programa se parecessem com Adrian Alphona, Jamie McKelvie, Ian Herring, Nico Leon e todos esses artistas incríveis que se juntaram nos quadrinhos. Queríamos que o seriado parecesse que era o mundo deles ganhando vida.

Também temos que dar um crédito para nossos diretores, que constantemente diziam: "veja, este não é um programa normal do UCM, este é o nosso programa". E eles apenas nos mostravam os armários brilhantes e o tempo todo. Eles nos mostravam o quadrinho e realmente apreciavam o quanto prestavam homenagem.
 

EW: Kamala é uma orgulhosa garota de Jersey e usa isso na manga, literalmente. Mas com este episódio, estamos realmente vendo como o Paquistão e sua família extensa são parte de sua herança. O final do cliffhanger até a envia de volta ao tempo da Partição. Por que você quis conectá-la a essa história?

AMANAT: Eu acho que é sempre interessante entender os diferentes mundos aos quais você pertence e qual é o seu relacionamento com todos eles. Acho que cada um deve analisar sua relação com o lugar onde está morando, com o lugar de onde vem sua família, e a história por trás de tudo isso. Isso realmente lhe dá, não necessariamente uma noção de quem você realmente é, mas lhe dá as ferramentas para poder decidir que tipo de pessoa você quer ser.

EW: Eu amo que o programa tenha levado tempo para explorar o relacionamento não apenas entre Kamala e sua mãe (Zenobia Shroff), mas também entre sua mãe e sua avó Sana.

AMANAT: Essas são algumas das minhas cenas favoritas na série. Em um ponto, algumas pessoas estavam preocupadas que isso estivesse retardando o episódio, mas eu fui inflexível. Aliás, eu não nomeei o personagem como Sana, os escritores queridos fizeram isso. Foi uma homenagem muito doce para mim antes de me juntar ao projeto. Eu disse, "pessoal, meu nome está em todos os lugares. Nós não..." Mas foi muito doce.

Samina Ahmed, que interpreta a avó, é uma delícia. Ela é uma verdadeira alegria e ela é uma pessoa adorável. Ela me lembra minha família e minha avó. Essa cena foi muito importante. Foi meio que estabelecendo como esse momento, a Partição, realmente mostrou muitas perdas e traumas. Acho que também em qualquer tipo de evento grande, traumático, histórico, as mulheres são esquecidas. Você fala sobre os homens, mas as mulheres são meio esquecidas. Estes são os restos do que resta depois de um momento como esse e como os relacionamentos são afetados por isso.

 

A série da Ms. Marvel tem no elenco Iman Vellani como Kamala Khan/Ms Marvel, Matt Lintz como Bruno Carrelli, Saagar Shaikh como Aamir, Rish Shah como Kamran, Mohan Kapur como Yusuf Khan, Zenobia Shroff como Muneeba Khan,Laurel Marsden como Zoe Zimmer, Laith Nakli como Sheik Abdullah, Shaan Merchant como Tailor , além de Yasmeen Fletcher, Samina Ahmed, Alyy Khan e Alysia Reiner. A série é escrita e produzida por Bisha K. Ali e tem como diretores Meera Menon, Sharmeen Obaid-Chinoy, Adil El Arbi e Bilall Fallah.

Coveiro

Diretor e Produtor detalham a briga de Wanda com Capitã Carter e Capitã Marvel em Multiverso da Loucura

O comentário em áudio que acompanhou o lançamento digital de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura revelou um momento emocionante para Wanda Maximoff durante sua luta com os Illuminati. O co-produtor Richie Palmer e o diretor Sam Raimi discutiram o momento em que Hayley Atwell e Lashana Lynch se olham antes de atacar a Feiticeira Escarlate. Isso foi revelado como algo que as atrizes criaram por conta própria para mostrar o quão experientes e testadas em batalha ambas as heroínas eram naquele momento:

"Foi Hayley e Lashana que criaram aquele visual legal entre elas no momento. Você sabe, a ideia é que elas eram máquinas bem lubrificadas." disse Palmer. Sam Raimi completou dizendo que "Isso mesmo, nós as desafiamos a criar um visual foda, e cada uma delas fez. Foi muito legal."

Raimi também observou como toda a cena presta homenagem ao legado de personagens femininas da Marvel, com Wanda sendo especialmente importante graças ao seu tempo como heroína e vilã:

"Esta cena presta homenagem a heróis e vilões femininos. [Wanda] é a personificação de ambos, então é realmente apropriado para este momento."

O escritor principal Michael Waldron detalhou mais sobre a morte do Capitão Carter, que ele imaginou como algo realmente doloroso para Wanda depois de saber como Steve Rogers se sentia sobre Peggy na Saga do Infinito. Palmer acrescentou que provavelmente sentiu o mesmo quando Wanda tirou a vida de Maria Rambeau graças à experiência de Wanda com Monica Rambeau em WandaVision:

"Eu tenho que imaginar que esse momento dói Wanda. Ela era tão próxima de Steve. Ela teria reconhecido Peggy, reconhecido ela." disse Waldron. Já Palmer falou que "Eu acho que essas duas personagens, essa é, você sabe, a mãe de Monica Rambeau, que ela conhecia de WandaVision..."


Palmer continuou comentando a a luta entre a Capitã Marvel e Wanda, provocando o quão emocionante a batalha é devido aos dois poderes originalmente vindos devido a interações com as Joias do Infinito. Mesmo assim, com a Feiticeira Escarlate sendo tão imensamente poderosa, Palmer observou como ela "drenou o poder [da Capitã Marvel]" por tempo suficiente para segurá-la e eliminá-la:

"Isso é uma coisa incrível que fazemos para os fãs também. 'Quem vai ganhar, Capitã Marvel ou a Feiticeira Escarlate?' Os dois seres mais poderosos do universo, quem vai sair por cima? Ambos têm seus poderes das Joias do Infinito. Mas Wanda é a Feiticeira Escarlate, então não sei se há algo que detenha a Feiticeira Escarlate, mas a Capitã Marvel chega bem perto. Então, o que parece ter acontecido é que a Feiticeira Escarlate retirou seu poder momentaneamente o suficiente para despachá-la.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura foi dirigido por Sam Raimi e estrelado por Benedict Cumberbatch como Doutor Estranho, Elizabeth Olsen como Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate, Benedict Wong como Wong, Rachel McAdams como Christine Palmer, Chiwetel Ejiofor como Mordo e Xochitl Gomez como América Chávez.

Coveiro