quarta-feira, 7 de dezembro de 2022

Supervisora de VFX diz que cena de luta entre Mulher-Hulk e Demolidor é quase 100% CGI

 Falando com The Art of VFX, a supervisora de produção de efeitos visuais, Shannon Justison, que trabalhou em Mulher-Hulk: Defensora de Heróis, compartilhou quanto segredo a equipe usou para manter o retorno de Charlie Cox como Demolidor escondido do público. Justison revelou que a maior parte da luta entre Demolidor e Mulher-Hulk foi feita por CGI, já que a equipe nem mesmo "tinha permissão para trazer sua fantasia para o local" durante as filmagens. Houve apenas um dia para digitalizar Charlie Cox em busca de close-ups e várias acrobacias para filmar com a tecnologia mocap, usando vários processos diferentes para reunir toda a sequência do Demolidor nesta série:

"Provavelmente não é invisível para outros profissionais de efeitos visuais, mas a maior parte da luta entre Mulher-Hulk e Demolidor no episódio 8 é CG. Isso se deve em grande parte ao sigilo em torno do Demolidor - não tínhamos permissão para trazer sua fantasia para o local, então só conseguimos filmar placas limpas e as cenas de dublês na garagem. Examinamos a garagem sabendo que teríamos que reconstruí-la digitalmente. Então, havia apenas um único dia para filmar os close-ups de Charlie em azul."

Justison também revelou que a cena era composta por um amálgama de vários fragmentos de filmagem, desde mocaps de acrobacias até a performance de Tatiana Maslany:

"Fizemos uma grande filmagem de mocap de acrobacias para a ação de luta e movimentos de parkour, o que foi uma grande ajuda. A cena inteira era um verdadeiro quebra-cabeça na pós - uma mistura de placas limpas, mocap de acrobacias, performances de tela azul, aumentos de volume para as performances de Tatiana e placas de condução para o Homem-Sapo. Trabalhamos em estreita colaboração com o editor Jamie Gross e nossa equipe pós-visualização no 'The Third Floor' para reconstruir todas as partes em uma cena coerente e, em seguida, entregamos tudo para Weta para deixá-los trabalhar sua mágica ."

Apesar disso, Justison confessou que as animações mais desafiadoras nem sempre são as de ação, mas sim as que precisam captar os sentimentos dos personagens:

"O monólogo na Sala dos Sentimentos foi a tomada mais desafiadora. Além de ter mais de 2.000 quadros, é pura atuação sem nenhum lugar para se esconder. E então alguém em uma crítica do estúdio a chamou de “filmagem mais importante do show”, então, sem pressão! Mas é verdade – A Mulher-Hulk está fazendo esse discurso incrivelmente emocionante sobre tudo com o que ela lutou ao longo da temporada, então isso absolutamente tinha que acontecer. Tivemos uma performance incrível de Tatiana que foi realizada in-situ, então começamos com mocap e HMC, mas mesmo assim, a maior parte do tempo na pós foi gasta em animação, garantindo que cada minúcia da performance de Tatiana passasse. Nossa incrível equipe da Digital Domain trabalhou incansavelmente para aproveitar cada detalhe. Esta única cena levou oito meses para ser concluído.

A supervisora lembrou também de outras duas cenas marcantes de se fazer nesta série:

"Tive muita sorte de trabalhar com tantas pessoas talentosas, de nossos fornecedores incríveis, de outros departamentos e de minha própria equipe de efeitos visuais. Esses shows são maratonas e começar a trabalhar com boas pessoas é fundamental para manter sua sanidade a longo prazo. No entanto, tenho dois exemplos que se destacam; um do diretor e outro da pós. Durante a filmagem, se tivéssemos uma cena da Mulher-Hulk com muita oclusão, faríamos um 'passe fantasma' depois de terminarmos as tomadas da heróina. Já era tarde quando estávamos filmando a luta no corredor de segurança da Marvel com a 2ª unidade, e há uma parte no final em que a Mulher-Hulk está jogando os seguranças. Lembro-me de estar com Monique, a Diretora da 2ª Unidade, e perguntar se poderíamos tentar um 'passe fantasma', imaginando que a resposta seria um não. Mas Deus os abençoe, a equipe de dublês estava pronta para tentar. O resultado foram tomadas incríveis que parecem pessoas lutando contra um gigante invisível. Estávamos todos rindo e torcendo pela equipe de dublês; eles realmente deram tudo de si".

"Então, na pós, estávamos trabalhando na cena do rebolado de Megan Thee Stallion. Essas devem ser algumas das notas mais estranhas que já dei. Quando chegamos ao sims, lembro-me de pesquisar “rebolar em terno de negócios” e pensar, bem, é assim que acabo em uma lista negra da Disney. Foram necessárias muitas rodadas para acertar os sims de músculos, tecidos e cabelos - tinha que ser engraçado, mas não caricatural, o que é uma linha muito tênue para caminhar com algo que é conceitualmente absurdo. Então, finalmente, chegou o dia em que tudo se encaixou, e eu sabia que tínhamos conseguido, e exibimos para o estúdio e todos apenas tinham esses grandes sorrisos e esse olhar de “o que acabamos de fazer”, porque não havia como eles cortarem agora" finalizou ela.

A série tem roteiro de Jessica Gao e conta com 9 episódios dirigidos por Kat Coiro e Anu Valia. Tatiana Maslany faz o papel principal de Jennifer Walters/Mulher-Hulk e estará ao lado de Mark Ruffalo como Hulk, Tim Roth como Emil Blonsky/Abominável, Charlie Cox como Matt Murdock/Demolidor e Benedict Wong como Wong. O elenco também inclui Ginger Gonzaga como Nikki Ramos, Josh Segarra como Augustus Pugliese, Jameela Jamil como Titania, Jon Bass como Todd, Patty Guggenheim como Madisynn, Renée Elise Goldsberry como Mallory Book, Drew Matthews como Dennis "Buck" Bukowski, Brandon Stanley como Homem-Sapo, Nicholas Cirillo, Jason Edwards e Jon Bass como Todd Phelps.

Coveiro


Nova capas variantes da Marvel Comics homenageiam a Fase 3 da Saga do Infinito

 Um novo conjunto de capas variantes da Marvel fará parte de algumas revistas a partir de fevereiro, começando por destacar três filmes que ajudaram a encerrar a Saga do Infinito -  Vingadores: Guerra Infinita, Homem-Formiga e a Vespa e Vingadores: Ultimato. Veja só:

O Universo Cinematográfico da Marvel é um gerador de dinheiro para a Disney, pois pega alguns dos heróis e histórias mais icônicos da Marvel e os adapta para programas de TV e filmes de live action. Os 23 filmes que compõem a Saga do Infinito abrangem desde a estreia de Homem de Ferro em 2008 até o lançamento recorde de Vingadores: Ultimato.  Agora, esses momentos estarão eternizados nos gibis.

 Mark Brooks ilustra o inesquecível momento "Avengers Assemble" de Vingadores: Ultimato com o Capitão América empunhando o martelo de Thor, Mjolnir; Leinil Francis Yu aborda o grande vilão da Saga do Infinito, Thanos, e sua Ordem Negra de Vingadores: Guerra Infinita; e o artista de Shang-Chi, Dike Ruan, apresenta Homem-Formiga, Vespa e a Fantasma do filme Homem-Formiga e a Vespa.

Coveiro

Doutor Estranho, Elizabeth Olsen e Chris Hemsworth saem premiados do People's Choice Awards

A Marvel saiu grande da maior premiação de escolha popular dos EUA em 2022. Começando pela categorai de Maior Filme de 2022, que acabou ficando com Doutor Estranho no Multiverso da Loucura. O filme venceu outros gigantes do ano como Bullet Train, Elvis, Jurassic World: Dominio, Nope, Batman, Thor: Amor e Trovão e Top Gun: Maverick. Junto a isso, tivemos a premiação para Elizabet Olsen como Feiticeira Escarlate nesse filme em duas categorias. Ela se destacou como a Melhor Estrela Feminina de um filme de 2022 e Melhor Estrela de um filme de Ação de 2022. A atriz bateu grandes nomes aí como Gal Gadot (Mote no Nilo), Viola Davis (Mulher-Rei), Jennifer Garner (Projeto Adam), Jennifer Lopez (Marry Me), dentre outros.

A estrela da Marvel, Chris Hemsworth, sentiu o amor - e o trovão - do seu público durante o People's Choice Awards de 2022. Apresentada por Kenan Thompson, do Saturday Night Live, a cerimônia de terça-feira à noite no Barker Hanger em Santa Monica, Califórnia, premiou os indicados em mais de 40 categorias votadas pelos fãs em filmes, televisão, música e cultura pop. Hemsworth, que reprisou seu papel como o Vingador Asgardiano em Thor: Love and Thunder deste verão, foi nomeado o Melhor Astro Masculino de Cinema de 2022. Hemsworth também recebeu uma segunda indicação como Estrela de Cinema de Ação do ano. 

Os indicados deste ano para essa categoria em 2022 incluíram Dwayne "The Rock" Johnson (Adão Negro), Brad Pitt (Trem-Bala), Chris Pratt (Jurassic World Dominion), Daniel Kaluuya (Nope), Ryan Reynolds (The Adam Project), e Tom Cruise e Miles Teller (Top Gun: Maverick).

Hemsworth recebeu um total de 12 indicações ao PCA, desde 2012 como o Super-herói do Filme Favorito por sua estreia como o personagem live-action da Marvel Comics em Thor de 2011. Hemsworth ganhou seu primeiro People's Choice Award em 2013, levando para casa o troféu de Estrela de Filme de Ação Favorita por seu papel como Thor no filme de super-heróis de 2012, Os Vingadores. O ator australiano venceria novamente em 2016, levando o prêmio de Ator de Filme de Ação Favorito sobre os outros co-estrelas do Universo Cinematográfico da Marvel, Robert Downey Jr. e Chris Pratt, e novamente em 2020, quando foi nomeado a escolha do povo para Estrela de Filme de Ação Favorita por seu papel como o mercenário Tyler Rake em Extraction, da Netflix.

Coveiro

Ryan Meinerding posta seu concept art final criado para a nova Pantera Negra em Wakanda para Sempre

 Um dos chefes do departamento de arte e pré-visualização, Ryan Meinerding foi o responsável por dar vida a versão final do uniforme da nova Pantera Negra em Pantera Negra: Wakanda para Sempre. Em seu instagram, o artista postou várias posições do traje em detalhes:

"Pantera Negra de Black Panther: Wakanda Forever! Foi incrível trabalhar para Ryan Coogler novamente. Como sempre, obrigado a Kevin, Nate e Ryan por me receberem no projeto. E obrigado à incrível equipe Vis Dev neste projeto, todos vocês arrasaram. E, claro, obrigado a Ruth por fazer um trabalho brilhante nos figurinos" disse Ryan Meinerding.

Na legenda, Ryan convidou as pessoas para conhecerem o resto do seu time que trabalhou no filme — @joshnizzi.art @phil_boutte @philjdsaunders @adigranov @kachristensen_art @anthony_francisco_art @wes_burt @jeffsimpsonkh @aleksibriclot @naomiful

Pantera Negra: Wakanda para Sempre será de novo dirigido por Ryan Coogler, que é co-escrito por Joe Robert Cole. O filme contará com vários atores e atrizes que retornam a franquia como Danai Gurira voltando como Okoye, Letitia Wright como Shuri, Angela Bassett como Ramonda, Lupita Nyong'o como Nakia,Florence Kasumba como Ayo, Winston Duke como M'Baku, Martin Freeman como Everett Ross, Danny Sapani como M'Kathu e Dominique Thorne irá estrear no filme como Riri Williams. Tenoch Huerta será o vilão principal dessa história como uma versão adaptada de Namor. Também está confirmado Michaela Coel como a Dora Milaje Aneka, Mabel Cadena como Namora e o Alex Livanalli como Attuma. 

Coveiro

James Gunn lamenta que história de Mantis e Drax ficaram um pouco de lado no UCM

 Ao conversar com o ComicBook.com, o diretor James Gunn discutiu o relacionamento de Drax e Mantis e como ele queria colocá-los "no centro" do especial de festas dos Guardiões da Galáxia, em vez de "à margem" dele, algo que ele lamenta que tenha acontecido de forma evidente em outros projetos do UCM após o vol.2 dos Guardiões da Galáxia

“Bem, acho que é o fim da trilogia para todos os Guardiões, na verdade. Então, não é apenas Drax. Mas, acho que especialmente, eu amo a relação entre Mantis e Drax. Eu acho que é um relacionamento tão único e eles realmente são como Abbott e Costello, mas ambos são o Costello. Mas Drax é um Costello tão enorme que supera o Costello dela. Mas eu amo os dois... queria poder colocá-los no centro da história, em vez de colocá-los à margem. Acho que os dois, nos últimos filmes que não eram filmes dos Guardiões, foram incrivelmente deixados de lado, não foram muito utilizados. E assim poder realmente contar sua história e colocar sua jornada no meio de isso foi importante para mim. E podemos ver o quão talentosos esses dois atores são como comediantes e dramaticamente. Especialmente, você vê o quão boa Pom [Klementieff] é neste show."

James Gunn não é o único membro da equipe dos Guardiões a comentar sobre certos personagens sendo deixados de lado. O próprio Dave Bautista de Drax tem falado bastante sobre suas frustrações com o papel nos últimos anos. Em entrevistas anteriores, Bautista confessou desejar que a Marvel "tivesse investido mais em Drax" porque o personagem "tem uma história de fundo realmente interessante na qual eles deixaram a bola cair:"

“Esse papel mudou a trajetória da minha vida. Sempre será especial para mim. Agora que estou em quatro filmes ... eu realmente gostaria que eles tivessem investido mais em Drax, pessoalmente. Porque acho que Drax tem mais história para contar. Eu acho que Drax tem uma história de fundo realmente interessante na qual eles deixaram a bola cair. Isso não é um ataque a Marvel. Eles tinham seu cronograma, eu sei no que eles estão focados, é isso que eles planejaram. Mas cara, acho que eles realmente erraram a bola no Drax. Ele tem uma ótima história de fundo. Egoisticamente, como artista, isso me daria a oportunidade de mostrar diferentes lados de Drax, emocionalmente.”



Mas isso não quer dizer que o Especial de Natal dos Guardiões da Galáxia exista como um make-do de última hora para Drax ou Mantis. Na verdade, uma parceria de Drax e Mantis é algo que James Gunn aparentemente está pensando há algum tempo. Em 2021, Bautista disse ao Digital Spy que houve "conversas" sobre "um filme de Drax e Mantis" e que foi "ideia de James Gunn:"

“Houve conversas por um tempo sobre um filme de Drax e Mantis. Foi realmente porque foi ideia de James Gunn. Ele realmente queria fazer um filme de Drax e Mantis. Ele expôs isso para mim. Eu pensei que era uma ideia tão brilhante, mas não ouvi nenhum acompanhamento do estúdio. Eu não acho que eles estão muito interessados, ou não se encaixa na maneira como eles mapearam as coisas. Mas fora isso, não. Quero dizer, no que diz respeito às minhas obrigações, eu tenho Guardiões 3, e isso provavelmente será o fim de Drax".

Com direção e roteiro de James Gunn, Guardiões da Galáxia vol.3 terá de volta os nomes de Chris Pratt como Peter Quill, Zoe Saldana como Gamora, Karen Gillan como Nebulosa, Dave Bautista como Drax, Pom Klementieff como Mantis, Sean Gunn como Kraglin e também o stand in do Rocket, Bradley Cooper como a voz do Rocket Racoon e Vin Diesel como Groot. Quem volta também é Sylvester Stallone como o Águia Estelar e Elizabeth Debicki como Ayesha. Os novos nomes que se juntam são Will Poulter como Adam Warlock, Chukwudi Iwuji como Alto Evolucionário, Maria Bakalova na voz de Cosmo, Nico Santos e Daniela Melchior em papéis não informados.

Guardiões da Galáxia Vol. 3 está previsto para ser lançado nos cinemas em 5 de maio de 2023.

Coveiro

Uniforme dos X-Men dos anos 90 são destaque em novos packs de Marvel Legends da Hasbro

 

A Marvel Legends divulgou uma lista de novidades inspiradas nos 60 anos dos X-Men para ser encomendada como as últimas pré-vendas do ano de 2022. E estão inclusos aí 2 pack com três personagens mutantes usando os clássicos uniformes azul e amarelo dos anos 90 e uma versão de luxo do Blob. Confira:



Os pack triplos vem com Gambi, Bashee e Pyslocke em um deles, e no outro a Tempestade com cabelo curto, Forge e Jubileu. Alguns deles vem com acessórios ou troca de cabeças. Já o Blob vem com cabeça e mãos intercambiáveis, mas com certa limitação nas articulações do braço.

Coveiro

terça-feira, 6 de dezembro de 2022

Produtor relembra como apostaram nos Irmãos Russo para dirigir Capitão América: O Soldado Invernal

 Durante uma aparição no podcast The Town com Matthew Belloni, o vice-presidente de produção e desenvolvimento da Marvel Studios, Nate Moore, falou sobre o que o estúdio procura ao escolher seus novos diretores. Belloni olhou para as conquistas sem precedentes da Marvel com cineastas que não são escolhas convencionais para esses filmes, abordando especificamente o trabalho de Jon Favreau no filme original do Homem de Ferro, além de mencionar Taika Waititi Te James Gunn. Mas nenhum foi tão elogiado quanto os irmãos Joe e Anthony Russo que repetiram com sucesso 4 filmes pela Marvel Studios desde que começaram em Capitão América: O Soldado Invernal.

“Acho que as coisas que procuramos, há duas coisas, eu acho, e na minha experiência isso tem sido verdade. Procuramos cineastas que pelo menos tenham feito algo excepcional uma vez, certo? Porque fazer um filme é difícil e, às vezes, um filme em que alguém realmente investe não acontece por vários motivos que estão sob seu controle ou fora de seu controle. Mas, eles têm mostrado excelência? E eles são apaixonados por fazer o filme que queremos fazer? E isso parece muito simples, mas vou dar o exemplo de Joe e Anthony Russo. Então, estávamos fazendo Soldado Invernal, tínhamos um rascunho de Markus & McFeely, estávamos muito empolgados com isso. Isso foi, novamente, isso foi há dez anos…”

Embora os Russos tenham sido retirados do mundo da TV, eles conseguiram uma reunião geral com a Marvel após seu trabalho em Welcome to Collingwood e com Community e explicaram que "sempre quiseram fazer um thriller político" durante o bate-papo:

"... Porque eu sou fã de Welcome to Collingwood e adorei Community. E Kevin [Feige] adorou Arrested Development. Portanto, embora o último filme deles não tenha sido um grande sucesso, chamava-se You, Me and Dupree, e meio que não se conectaram da maneira que eles queriam, tivemos uma reunião geral com eles e gostamos muito deles. E Joe disse naquela reunião: 'Ei, eu sei que você pensa que somos diretores de comédia, porque nós estamos na comédia de TV há muito tempo, mas sempre quisemos fazer um thriller político. Adoro thrillers políticos.' 'Ah, você adora, Joe? Isso é interessante.'

Moore e a equipe perguntaram aos Russos o que eles fariam com uma história do Capitão América ambientada nos tempos modernos, levando os Russos a explicar as ideias que eles já tinham:

"E nós dissemos: 'O que você faria se estivesse fazendo um filme do Capitão América ambientado hoje…' E ele e Anthony meio que descreveram uma versão do filme que já estávamos desenvolvendo. Agora, certamente, os detalhes não eram os mesmos, mas o ponto de vista deles sobre o personagem… e o tom era exatamente o que queríamos alcançar. E mesmo assim, eles não tinham nada em seu currículo cinematográfico que dissesse: 'Ei, eles deveriam fazer o Soldado Invernal', nós pensamos , 'Sim, mas eles fizeram algo ótimo.'



A dupla também queria o desafio de trabalhar em um filme com a Marvel Studios devido ao quão difícil é e porque a Marvel é "dura com os cineastas", sempre batendo de frente ao longo do processo:

"Eu acho que Community é ótimo, Kevin acha Arrested Development fantástico, vamos apenas tentar ver se podemos ajudá-los a mudar. E eles também queriam muito fazer o filme, porque fazer filmes é difícil e nós somos exigentes com os cineastas, porque nós estamos sempre tentando fazer o filme o melhor que podemos. E os cineastas que estão morrendo de vontade de fazer o filme são os que tendem a ter resistência para passar pelo tipo de momento 'Noite Escura da Alma', onde tudo está indo errado, ou tudo está acima do orçamento, ou o que queríamos fazer não está dando certo, e eles sempre estavam dispostos a aguentar os golpes, porque queriam fazer o filme."

Apostando neles, Nate Moore conseguiu duas das maiores arrecadações da Marvel Studios hoje, com Vingadores: Ultimato e Vingadores: Guerra Infinita. Os dois filmes estão entre as top 5 maiores bilheterias mundiais, sendo que o primeiro chegou a bater a bilheteria de Avatar por um tempo.

Coveiro

Dark Web começa nesta quarta-feira. Veja o preview da edição 1!

 O evento Dark Web está prestes a começar no Universo Marvel. O próximo grande evento de crossover contará com o Homem-Aranha e os X-Men trabalhando juntos para impedir uma invasão demoníaca de uma dupla de clones vingativos. Ben Reilly, um clone de Peter Parker, e Madelyne Pryor, um clone de Jean Grey, se uniram. A virada maligna de Ben Reilly começou durante a era 'Beyond' do Homem-Aranha, que terminou com sua transformação em Chasm. Enquanto isso, Madelyne Pryor atormenta os X-Men há décadas, e sua aliança com Chasm foi provocada pela primeira vez no Free Comic Book Day 2022: Spider-Man/Venom #1.


ComicBook.com publicou um preview exclusivo de Dark Web #1 de Zeb Wells, Adam Kubert, Frank Martin e Joe Caramagna do VC. Depois de dar uma olhada rápida em Madelyne Pryor e Chasm, temos o The Coffee Bean, onde Peter Parker e seus amigos se reuniram para comemorar o aniversário do falecido Harry Osborn. Amigos como Liz Allen, Carlie Cooper, Randy Thompson, J. Jonah Jameson e Mary Jane aparecem para lembrar de seu amigo de longa data. Quando Peter vai pedir um café para MJ, ele acredita ter uma visão de Harry na vitrine da cafeteria. No lado dos X-Men, Jean Grey e Magia estão fazendo algumas compras de fim de ano quando um gnomo parece ganhar vida e começa a pronunciar "Textus Tenebrarum", sob instruções de Madelyne Pryor e seu exército demoníaco. 

Anunciado pela primeira vez na San Diego Comic Con, Dark Web fará um crossover com outros personagens e títulos da Marvel como Ms. Marvel, Venom, Gata Negra e Mary Jane. Dark Web #1 vai à venda quarta-feira, 7 de dezembro.

Coveiro

Charlie Cox fala sobre Foggy, Karen e a possibilidade de estar em Deadpool 3

Há muita empolgação com o Demolidor: Renascido do Disney+, e embora saibamos que Charlie Cox e Vincent D'Onofrio ocuparão o centro do palco como Matt Murdock e o Rei do Crime, os planos para o elenco de apoio são menos claros. Espera-se que a série seja um novo começo para o Homem Sem Medo no UCM, mudando o foco para crimes de rua em um mundo compartilhado que tem sido principalmente sobre ameaças de fim do mundo. O Demolidor durou três temporadas na Netflix e, embora esse programa influencie o que veremos na sequência de dezoito episódios, ainda há a questão de como os personagens de personagens como Foggy Nelson e Karen Page serão trazidos de volta.

Foggy e Kareb foram interpretados por Elden Henson e Deborah Ann Woll, ambos sendo fundamentais para a jornada de Matt. Demolidor: Renascido provavelmente poderia se virar sem Karen, já que o velho atrevido teve muitos interesses amorosos ao longo dos anos. Mas como substituir o melhor amigo? Já Karen termina a temporada numa posição diferente, mais como amiga/sócia da equipe. Não valeria continuar com a brilhante atuação de Ann Woll aqui?

Falando na German Comic Con Winter Edition, Charlie Cox avaliou os relacionamentos de Matt com Karen e Foggy, dizendo: "Com Matt Murdock, não acho que seja mais profundo do que Karen Page, e um salve para a maravilhosa Deborah Ann Woll, que é simplesmente incrível. Eu estava dizendo isso para [Elden Henson] ontem... não sei o que vai acontecer com os outros personagens da nova série, mas sei que Elden e Deborah foram o coração do que fizemos antes. E o show é um sucesso por causa deles."



Vendo como Cox vê seus antigos colegas de elenco com tanta reverência, é difícil imaginar a Marvel Studios não pensando em trazê-los de volta. Houve rumores sobre Henson se inscrever para retornar, então definitivamente esperamos ver mais Foggy. No caso de Woll, imaginamos que ela retornará pelo menos para uma participação especial como Karen. O tempo dirá, no entanto.

Na mesma German Comic-Con Winter Edition, Cox revelou que Deadpool 3 é o projeto da Marvel Studios do qual ele mais gostaria de fazer parte e acredita que "há um lugar" para o vigilante da Cozinha do Inferno lá. "Acho que, devido ao tom do nosso programa, acho que há um lugar para o Demolidor aparecer em Deadpool. Seria muito legal" considerou.



Demolidor: Born Again está programado para estrear no Disney+ em algum momento de 2024

Coveiro

Estaria o verdadeiro deus K'uk'ulkan em Thor: Amor e Trovão?

 


No filme Pantera Negra: Wakanda para Sempre, o personagem Namor, interpretado por Tenoch Huerta, de Narcos, é conhecido entre seu povo como K'uk'ulkan, que é o nome atribuído a uma deidade mesoamericana pré-colombiana, principalmente vinculada a cultura Maia. Mas será que ele é de fato esse deus de fato ou na verdade é inspirado por ele? A resposta talvez esteja em Thor: Amor e Trovão cmo bem percebeu um fã recentemente.

 


No Reddit, fãs de olhos de águia da Marvel especularam sobre um novo easter egg a de Thor: Love and Thunder. Mais especificamente, uma potencial provocação para o principal antagonista de Pantera Negra 2, Namor.  Na visão do filme, na parte da Cidade da Omnipotencia, uma figura de pele azul pode ser vista com um cocar com um design que parece ser inspirado no Deus de Talokan. Ele é vivido pelo ator Nico Cortez.

 Devido à sua aparência e à herança maia de Namor, alguns se perguntaram se esse deus poderia representar K'uk'ulkan, o deus da serpente de penas. Isso levou a algumas especulações com alguns fãs perguntando se o deus visto ao lado de outra divindade maia em Thor: Love and Thunder é um impostor, ou se deveria ser Namor o usurpador do título.

No entanto, Black Panther: Wakanda Forever afirma que Namor nasceu em 1500. É provável que seu nome seja derivado do Deus visto em Love and Thunder, ou poderíamos até interpretar que ele seja um tipo de 'Avatar' do Deus assim como o Cavaleiro da Lua é o avatar de Konshu. De qualquer forma, o easter egg é um deleite para os fãs da Marvel e ainda é um provável - embora indireto - teaser para a estreia do Submarino no UCM. 

Vale lembrar que ele não seria o único deus pré-colombiano dando as caras por lá! Outra figura mais peculiar é vista, sendo interpretada por  Imaan Hadchiti.



Taika Waititi, que dirigiu Thor: Ragnarok, retorna para o diretor Thor: Amor e Trovão. Ele também co-escreveu o roteiro do filme com Jennifer Kaytin Robinson. O filme é estrelado por Chris Hemsworth, Tessa Thompson, Natalie Portman, Christian Bale, Kurt Russell, Chris Pratt, Jaimie Alexander, Pom Klementieff, Dave Bautista, Karen Gillan, Sean Gunn e Vin Diesel.

Coveiro

Marvel pediu para a equipe de VFX enfeiar o Hulk Todd na série da Mulher-Hulk

 Achou estranho o 'Hulkboy' no qual o Todd Phelps, vivido pelo ator Jon Bass, ao final da série da Mulher-Hulk. Não foi a toa. Falando com o Befores and Afters, o supervisor de efeitos visuais da Wētā FX, Guy Williams, revelou que a Marvel Studios realmente pediu à equipe que trabalhava em Mulher-Hulk: Defensora de Heróis para tornar o Todd Hulk mais feio para o final do Disney+. Willaims detalhou como foi trabalhar no vilão, dizendo que ele era "um dos personagens mais divertidos em que [ela] trabalhou" simplesmente porque "ele é absolutamente absurdo".


"Ele foi, de certa forma, um dos personagens mais divertidos em que trabalhamos, porque ele é absolutamente absurdo. A parte realmente divertida foi que o ator fez um trabalho incrível ao interpretar o papel. Tentamos ser o mais absolutamente fiéis possível ao resultado. Um dos problemas que encontramos foi que pegamos o ator e fizemos uma versão do Hulk dele, para começar, e o estúdio voltou e disse: 'Não, não, não, não, ele é o vilão. Ele tem para parecer ruim. Ele não pode parecer tão bom.'"

Willaims brincou: 

"Acontece que quando você pega aquele ator e o faz ele com mais de 2 metros e meio e dá a ele enormes músculos semelhantes aos do Hulk e esculpe seu rosto, ele se transforma em um Adonis absoluto. Ele era atraente demais - esse foi o desafio que nós tivemos com Todd. Para referência, tivemos que encontrar fisiculturistas que não trabalhassem todos os músculos igualmente. Por exemplo, Todd formou bíceps e músculos do peito massivamente, mas um estômago muito fino. Ele não fez muito de trabalho central. Todd tem músculos enormes nas coxas, mas panturrilhas muito atarracadas, e sua cabeça permanece pequena em comparação com o corpo."

"Então tivemos que fazer seu rosto muito inclinado para as marcas e manchas, para que ele não parecesse muito bonito. Pegamos seu corte de cabelo bastante bom e apenas bagunçamos ainda mais, como se ele tivesse acabado de rolar , de modo que ele parecia um pouco mais maníaco."

O artista de efeitos visuais da Mulher-Hulk acrescentou que transformar o feio não foi o único problema que a equipe enfrentou ao trabalhar no personagem. O outro veio de recriar de forma desordenada a transformação:

"O outro desafio que tivemos com Todd foi que realmente queríamos ordenhar sua transformação. Então, em vez de ele apenas crescer em Todd Hulk, o braço vai e depois os pés vão e então o outro braço vai e o corpo vai, mas a cabeça vai ainda preso. Então você tem esse momento em que ele quase parece que está prestes a engasgar porque sua cabeça está presa dentro do peito porque ainda não cresceu. Tivemos que fazer um equipamento que nos permitisse crescer as várias partes de o Hulk uma parte de cada vez com diferentes controles deslizantes, para que pudéssemos realmente controlar e coreografar a transformação."



A série tem roteiro de Jessica Gao e conta com 9 episódios dirigidos por Kat Coiro e Anu Valia. Tatiana Maslany faz o papel principal de Jennifer Walters/Mulher-Hulk e estará ao lado de Mark Ruffalo como Hulk, Tim Roth como Emil Blonsky/Abominável, Charlie Cox como Matt Murdock/Demolidor e Benedict Wong como Wong. O elenco também inclui Ginger Gonzaga como Nikki Ramos, Josh Segarra como Augustus Pugliese, Jameela Jamil como Titania, Jon Bass como Todd, Patty Guggenheim como Madisynn, Renée Elise Goldsberry como Mallory Book, Drew Matthews como Dennis "Buck" Bukowski, Brandon Stanley como Homem-Sapo, Nicholas Cirillo, Jason Edwards e Jon Bass como Todd Phelps.

Coveiro

Confira as capas 'finais' de Vingadores e Avante Vingadores

 Na semana passada, os leitores de quadrinhos testemunharam a abertura da maior história dos Vingadores na história da Marvel Comics em AVENGERS ASSEMBLE ALPHA #1! O one-shot deu início a uma saga monumental que servirá como ponto culminante para os quase cinco anos de Jason Aaron em Avengers e percorrerá as próximas edições dos dois títulos de Aaron, AVENGERS e AVENGERS FOREVER. Acompanhado pelos artistas superstar Bryan Hitch, Javier Garrón e Aaron Kuder, o visionário escritor de quadrinhos criou uma história tão grande que pode muito bem destruir os mitos dos Vingadores! Unindo os fios da trama ao longo da jornada de Aaron, AVENGERS ASSEMBLE é um confronto de 10 partes no limite da realidade entre um exército dos heróis mais poderosos da Terra e as forças mais malignas do multiverso. E a penúltima e antepenúltima edição acabam de ganhar capas oficiais. Confira:


No Fim do Infinito está a Torre dos Vingadores, que foi atacada pelas forças supremas do mal, incluindo os Mestres Multiversais do Terror e Mephisto. Os Vingadores se unirão aos heróis do passado, do futuro e dos confins do multiverso para defender a Torre dos Vingadores e o destino da história da Marvel como a conhecemos. Eles podem trabalhar juntos? E o poder deles será suficiente para impedir o fim de tudo o que existe? 

"Em AVENGERS #66, entre no coração sombrio de tudo onde a batalha para salvar todo o Multiverso está acontecendo, apresentando um elenco de Vingadores que surpreende a imaginação. Certamente nenhum inimigo de qualquer universo ousaria enfrentar tal força? Mephisto ousa, pois toda a extensão de seu plano finalmente entra em foco chocante".


"Em AVENGERS FOREVER #15, a maior batalha da história do Multiverso continua a desafiar as expectativas quando Vingadores de todo o tempo e espaço, incluindo inúmeras versões diferentes do Capitão América e do Homem de Ferro e do Deus do Trovão, se unem no campo de batalha. No entanto, de alguma forma, tudo se resume a um Estigma e um Motoqueiro Fantasma, que infelizmente são os únicos Vingadores cujos poderes parecem não estar funcionando…"

"Isso é bom. Definitivamente, é o momento certo para juntar tudo isso e terminar alguns dos arcos de personagens que venho construindo há anos ”, disse Aaron ao CBR em uma entrevista exclusiva. “Conversamos sobre como essa é uma grande e épica história de guerra. Tem muitos personagens diferentes se socando e muitas versões diferentes dos Vingadores de todo o tempo e espaço. No meio de tudo isso, porém, temos todos os momentos, batidas e arcos dos personagens que fazem parte da minha jornada desde a edição nº 1. Então, um dos objetivos é garantir que não percamos tudo isso entre todas as lutas e momentos loucos. Existem grandes batidas de personagens no final disso, e muitos desses personagens são aqueles em que venho trabalhando de uma forma ou de outra há mais de uma década. Parece que é o momento certo para encerrar tudo isso.”

As edições acima estão previstas para sair em Março.

Coveiro

Atriz de Mantis fala sobre a personagem continuar mesmo após Guardiões da Galáxia Vol. 3

Em uma entrevista recente no podcast D23 Inside Disney, Pom Klementieff, que faz a personagem Mantis para a franquia dos Guardiões da Galáxia, conversou sobre a provável despedida de sua personagem e que, apesar da reiteração contínua do diretor de Guardiões da Galáxia, James Gunn, de que este é o fim deste grupo de Guardiões, ainda há esperança, dizendo que a equipe e a franquia não é o derradeiro fim, mas o término de um capítulo. Veja um trecho da entrevista abaixo:

D23: "Alguma dica sobre o que podemos esperar de Guardiões da Galáxia Vol. 3?"

Klementieff: "Oh, não posso dizer muito, porque o filme será lançado daqui a muito tempo, em maio. Mas o que posso dizer é que, novamente, será muito engraçado, mas também extremamente emocional. E será , de certa forma, o final do capítulo, você sabe, na família Guardiões da Galáxia. Então, vamos ver o que acontece depois, sabe? Não é como, 'Acabou, acabou', mas ainda é... e vai ser diferente depois, com certeza."

D23: "Quero dizer, com base nas pegadas cômicas que você mostrou no Especial de Natal, estou pronto para os spin-offs e séries do Mantis..."

Klementieff: "Oh, isso seria divertido. Com certeza." 

Com direção e roteiro de James Gunn, Guardiões da Galáxia vol.3 terá de volta os nomes de Chris Pratt como Peter Quill, Zoe Saldana como Gamora, Karen Gillan como Nebulosa, Dave Bautista como Drax, Pom Klementieff como Mantis, Sean Gunn como Kraglin e também o stand in do Rocket, Bradley Cooper como a voz do Rocket Racoon e Vin Diesel como Groot. Quem volta também é Sylvester Stallone como o Águia Estelar e Elizabeth Debicki como Ayesha. Os novos nomes que se juntam são Will Poulter como Adam Warlock, Chukwudi Iwuji como Alto Evolucionário, Maria Bakalova na voz de Cosmo, Nico Santos e Daniela Melchior em papéis não informados.

Guardiões da Galáxia Vol. 3 está previsto para ser lançado nos cinemas em 5 de maio de 2023.

Coveiro