quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Livro revela detalhes da disputa de personagens entre a Marvel Studios e a Marvel TV

 A história da Marvel Studios: A criação do universo cinematográfico da Marvel recentemente chegou às lojas e contém centenas de páginas de novas informações sobre a criação do mundo que os fãs da Marvel adoram. Apesar da vastidão de detalhes sobre vários momentos diferentes da criação do UCM e muitas curiosidades de bastidores, o que mais chamou atenção assim que o livro parou nas mãos dos leitores foi a revelação da conturbada relação entre a Marvel Studios e a Marvel TV sob supervisão da Marvel Entertainment.

Por muito tempo, muitos de nós se questionavam se as séries da ABC, Hulu ou mesmo da Netflix eram "canônicas" ou não. Pelo que a autora do livro  Tara Bennett revelou no seu texto, apenas uma série foi considerada parte integral do chamado "Universo Cinematográfico da Marvel" como um todo. No livro, há uma seção dentro do capítulo de 2015 que traz o lançamento do Agente Carter, o seriado da ABC estrelado por Hayley Atwell como Peggy Carter. No livro, é dito que como a série tinha uma "narrativa canônica" que eventualmente foi referenciada em filmes futuros. O enxerto diz:

"Lançada em 6 de janeiro, a série estreou em meados do meio do ano pela ABC. Notavelmente, a Agente Carter marcou a primeira vez que um personagem originado do UCM faria a transição da tela grande para a telinha, com narrativa canônica que acabaria se encaixando em filmes futuros". Segundo o relato, um seriado girando em torno de Peggy Carter vinha tentando decolar por anos, mas "tinha sido difícil avançar no lado do cinema, devido aos impasses com a Marvel Entertainment em Nova York".

Vamos por partes aqui. Pra começar, é um desaforo com o personagem do Agente Coulson esquecer que seria ele o PRIMEIRO personagem dos cinemas a migrar pras telinhas. E é difícil não acreditar que na primeira temporada de Agentes da SHIELD já se considerava a série canônica. A outra parte do parágrafo que merece atenção é quando se refere que a série serviu para atender os filmes posteriores. De cabeça, o que dá pra lembrar de imediato é o uso do ator do Jarvis da série em Vingadores Ultimato, James D'Arcy. Por fim, a série é uma das únicas da TV que ostentam os figurões Kevin Feige e Louis D'Esposito da Marvel Studios nos créditos como produtores.

Ainda assim, ciente que este livro passou por um escrutínio de aprovação executiva da Marvel Studios e é considerado um relato "totalmente autorizado" do trabalho do estúdio, isso parece confirmar que Agente Carter é de fato canônico para o UCM atual. Contudo, por outro lado, é muito complicado ainda garantir isso como verdade, principalmente quando na Disney+ não se usou nada da série pra revisitar a passagem de Peggy Carter no UCM no especial "Legends" dela e recentemente seu curta metragem chegou a entrar e sair momentos depois da plataforma da Disney+ como se tivesse sido "descartado".

E se por um lado a situação parece favorável pra Agente Carter, a situação parece bem complicada para Agentes da SHIELD, Demolidor, Justiceiro, Manto e Adaga e todas as demais séries que passaram por fora do crivo da Marvel Studios. Segundo o livro conta, todas essas séries e - principalmente seus personagens - sequer podiam ser mexidos pelo grupo dos 'cinemas' encabeçado por Kevin Feige. O livro conta que quando os direitos de personagens como Motoqueiro Fantasma, Demolidor e Blade foram revertidos para a Marvel, a divisão de filmes, a Marvel Studios, não foram capazes de usá-los, mesmo que quisessem. Em vez disso, a Marvel Entertainment, que dirigia os projetos de TV, tinha controle total sobre eles. Pelo que o livro sugere, toda a continuidade construída ao longo dos seriados teve potencialmente a aprovação zero do presidente da Marvel Studios, Kevin Feige. 

Antes, o pensamento comum sobre toda essa situação era que a Marvel Studios basicamente deixava a Marvel Entertainment ter o que queria. Que esses produtos de TV poderiam existir porque a Marvel Studios não tinha nenhum interesse em usar esses personagens na época. Isso é pelo menos o que todos pensavam que estava acontecendo. Parece que não era bem isso o que estava acontecendo - na verdade, o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, não tinha nenhum controle.


Esse novo livro sobre a história do UCM traz informações que atribuem aos superiores da Marvel Entertainment decidindo que, já que o Kevin Feige liderava o estúdio e já estava profundamente comprometido com os Vingadores e Guardiões da Galáxia, aqueles personagens que voltaram para as mãos deles poderiam ajudar a construir um "império de TV já planejado". E esse império estava inteiramente sob o controle direto da Marvel Entertainment - totalmente separado dos Estúdios da Marvel. O lado dos filmes não tinha controle sobre esses personagens, "apesar de seu interesse em desenvolvê-los".

"Embora muitos observadores presumissem que todo esse conjunto de personagens iria diretamente para o processo de desenvolvimento do filme da Marvel Studios, foi decidido pelos superiores da Marvel Entertainment que, porque o lado do filme já estava profundamente comprometido com seus personagens de sucesso Vingadores e os Guardiões da Galáxia, que os retornados ajudariam a construir um império de TV planejado sob o controle direto da Marvel Entertainment (totalmente separado dos Marvel Studios). O lado dos filmes não tinha controle sobre esses personagens, apesar de seu interesse em desenvolvê-los. Todos eles foram para a Marvel Entertainment. Motoqueiro Fantasma apareceu em Agentes of SHIELD, e os outros foram colocados em diferentes séries de streaming."

Toda esse conflito gigantesco é algo que certamente foi germinado logo após a aquisição da Marvel pela Disney em que Kevin Feige forçou ao máximo conquistar sua liberdade para decidir o que era melhor para os filmes tirando um pouco o poder que o Presidente da Marvel Entertainment Ike Permulter tinha na época. Ao provar-se realmente muito mais apto, toda confiança foi dada a Feige com o tempo e Permulter acabou se tornando cada vez menos envolvido nas decisões criativas da empresa enquanto que Kevin ocupa hoje o importante papel de Chefe do Escritório criativo da empresa, além de Presidente da Marvel Studios.


Essas novas informações do livro rapidamente viraram notícias nos sites e um grande debate originou-se entre os fãs. Houve também uma grande incompreensão por parte de alguns que noticiaram coisas de forma errônea e que a autora do livro Tara Bennett teve que se pronunciar várias vezes nas redes sociais até que por fim deixou uma declaração final sobre o assunto.

"Fechando essa discussão para sempre: em um tweet, refutei uma história relatada do Brasil que dizia incorretamente que o livro dizia que Agentes da SHIELD e Agente Carter eram programas canônicos", disse Bennett. "Nossos livros não têm nenhum tipo de proclamação binária sobre programas, o que eu também declarei. Em 250 mil palavras de narrativa contextual, eles explicam quem concebeu criativamente Agente Carter e o executou e então como ela se juntou ao UCM. Os livros apresentam apenas projetos produzidos de forma criativa pela Marvel Studios. Os tweets foram escolhidos a dedo, sem contexto, então estou excluindo-os porque, como todos sabemos, este fórum não permite muita clareza. Aproveite todos os programas. Desfrute de todos os personagens. Aproveite todos os filmes. E divirta-se com as grandes histórias de nossos livros. Isso é tudo que importa."

Não está confirmado se a Marvel Studios tem planos de incorporar histórias apresentadas nos programas de TV da Marvel que foram lançados na Netflix, Hulu, ABC e outras redes. Especula-se que alguns membros do elenco retornem nos próximos filmes e programas de TV da Marvel Studios, embora a Marvel Studios não tenha comentado sobre nenhum dos rumores e relatos fazendo tais afirmações. Se e quando esses relatos forem verdadeiros, não está claro se os personagens e membros do elenco que retornam aos seus papéis na Marvel serão continuações de histórias estabelecidas sob o guarda-chuva da TV Marvel ou simplesmente versões variantes dos personagens que começam um novo cânone separado de suas histórias anteriores, desdobrando-se agora no Universo Cinematográfico Marvel.

Coveiro

Charlie Cox fala sobre as possibilidades de um 'reboot' do Demolidor

Essa semana mais uma vez o nome de Charlie Cox para voltar ao papel do Demolidor veio a tona e não foi por conta de nenhuma notícia ou boato mais firme sobre isso. Tratou-se apenas do aniversário da campanha #SaveDarevil que já faz 3 anos que continua firme e forte no Twitter. Fãs do seriado da Netflix estão incansáveis buscando alguma resposta oficial dos executivos da Marvel e enquanto isso o ator Charlie Cox sentou-se com Jessica Shaw do SiriusXM para falar acalmar os ânimos de muitos e opinar sobre um possível retorno dele ao papel de Matt Murdock, mesmo que de fato num tal 'soft reboot'.


"Eu iria para o meu porão", revelou Cox quando perguntado sobre se alguém assumisse seu lugar como Demolidor. "Eu encontraria minha máscara do Demolidor [e depois] o caçaria. Eu o faria lutar por ela." falou ele em tom de brincadeira e logicamente interrompendo a piada para falar sobre esse assunto tão sensível aos fãs.

“O que acontece nos quadrinhos é que um escritor e um artista se unem para uma série de quadrinhos. E então eles farão 10 edições, 20  edições, eu não sei qual é o número típico. E então há uma espécie de reimaginação, e às vezes o enredo continua, e às vezes eles começam de novo, ou voltam no tempo, eles fazem coisas diferentes e eles reinventam aquele personagem. Então, se houvesse uma oportunidade para eu voltar como o Demolidor, qualquer que fosse ela, eu imagino que seria uma reimaginação do personagem e do seriado. Se eles me escolherem para fazer isso, alguns elementos serão, obviamente, os mesmos. "

"Ou eles podem escolher outra pessoa e reiniciar tudo de novo e meio que fazer com o Homem-Aranha tudo de novo, que é reformulá-lo e começar do início, e isso prova que, ainda tem os números, as pessoas ainda mostram que vão assistir. Mas imagino que [o Demolidor] seria mais ou menos como a versão atualizada, não sei, algo assim" especulou. 

"Também devemos ser gratos, porque se nada acontecer daqui para frente, teremos três grandes temporadas na televisão e não as arruinamos. Você tem que ter cuidado com o que deseja. Você volta e não é tão bom ou não funciona bem ou já passou muito tempo, ou seja o que for, se não funcionar da mesma forma. Você não quer manchar o que você já tem. Se nunca mais voltarmos, você terá essas três ótimas temporadas e nossa terceira temporada foi a nossa mais crítica. Então, a trajetória subiu. Eu, pelo menos, estou extremamente orgulhoso e grato pelo que temos. ”

Há rumores de que o ex-ator da Marvel retornará como Matt Murdock no muito aguardado filme Homem-Aranha: Sem Volta para Casa em dezembro de 2021. Fora isso, temos os rumores de que ele estaria na minissérie da Eco para a Disney+. E isso tudo seria uma longa 'trajetória' preparando os fãs de novo pra introduzir o personagem a sua própria série, desta vez pela Marvel Studios, em alguma das plataformas da Disney+ ou Star+.

Coveiro

Chloe Zhao fala sobre o visual dos Eternos e planos pra uma sequência

O filme dos Eternos tem sido classificado como algo inédito dentro da Marvel Studios, principalmente quanto a suas decisões visuais. E tudo isso fica bem evidente que se trata da visão da diretora ganhadora do Oscar Chloe Zhao. Em conversa com The Playlist, Zhao fala sobre como ela enxerga sua técnica para as tomadas do filme e dá entender que voltaria sem pensar para um segundo Eternos ou mesmo um filme de Star Wars desde que produzido por Kevin Feige.

"Bem, a forma como eu gosto de dizer é uma maneira da National Geographic de capturar coisas. Ou seja, não deixamos a câmera ser o herói. Não estamos impressionando você ou contando uma história com a edição mais impressionante ou para onde a câmera se move. A câmera frequentemente observa e flutua da mesma forma em “Nomadland”. O que está dentro do quadro deve ser intrigante o suficiente para prender o público" explicou Chloe.

"E assim o público descobre o enquadramento por si mesmo e chega a conclusões, qual é a relação desse personagem com os mundos que existiam, como Sersi na vila da Babilônia. A admiração pela humanidade é descoberta e sentida pelo público que não foi dito ao público. Então assistimos muito “Tree of Life” no início porque o que “Tree of Life” faz é capturar algo tão grandioso [e] contar histórias tão grandes dentro de uma pequena família em um momento íntimo. É um filme que sempre aspirarei e, tendo isso em mente o tempo todo, com toda a equipe criativa foi a chave" colocou ela.

Quando questionada qual "era" foi a sua preferida de levar ao filme, Chloé disse que "A antiga Babilônia era muito emocionante porque não sabemos exatamente como era tudo. Então, nos foi dada alguma liberdade, até mesmo a linguagem que existiu realmente, foi incrível trabalhar com o especialista em linguagem para pensar como eles pronunciavam certas coisas. E essa parte da história é justa, deixa muita imaginação para as pessoas em todo o mundo, a Babilônia. Sim, isso foi legal".


Ao final dessa conversa com a The Playlist, Chloe Zhao deixou clara suas intenções de voltar para uma sequência. "O que eu adorei fazer neste filme é que ele está tão ligado à origem do UCM que também terá uma grande repercussão levando o UCM adiante. Com esses dois garantidos, podemos jogar e fazer o que quisermos e fazer um filme independente forte e deixar tudo sobre a mesa. Eu voltaria em um segundo trabalhando com a equipe da Marvel, com certeza. Então, veremos".

E quanto a possibilidade dela encabeçar um filme de Star Wars que seja ainda produzido por Kevin Feige como andam falando por aí? "Eu faria, farei qualquer coisa que Kevin me pedisse para fazer" respondeu a diretora aos risos.

Eternos, dirigido pela diretora vencedora do Oscar Chloé Zhao, é estrelado por Gemma Chan como Sersi, Angelina Jolie como Thena, Richard Madden como Ikaris, Kumail Nanjiani como Kingo, Lia McHugh como Sprite, Lauren Ridloff como Makkari, Brian Tyree Henry como Phastos , Barry Keoghan como Druig, Don Lee como Gilgamesh, Salma Hayek como Ajak e Kit Harington como Dane Whitman. O filme chega em no dia 4 de Novembro nos cinemas brasileiros.

Coveiro


Marvel's Avengers lança skin Lobisomen do Capitão América

Sem nenhum aviso prévio, a Crystal Dynamics lançou essa semana uma nova skin para o Capitão América no jogo Marvel's Avengers. Celebrando o mês do Dia das Bruxas, ou o Halloween, que é no dia 31 de Outubro, foi anunciado a skin da versão Lobisomen do Capitão, em referência ao quadrinho Captain America 405, onde o Steve Rogers se transforma na criatura.


No mesmo dia também, foi anunciado que o Evento de Ameaça Cósmica retorna a partir do dia 21 de Outubro, prolongando até o 04 de Novembro desse ano. As recompensas de quem completar o evento são nameplates de abóboras e um visual alternativo para o Thor, que é a armadura Stark com o cabelo do Odinson raspado. Além disso, concluir o evento Mission Chains também recompensa você com equipamentos exóticos se o seu herói tiver o nível de poder acima de 120.



Além disso, outros trajes dos heróis já se encontram disponíveis na loja do jogo, como novos trajes MCU do Pantera Negra, armadura do Homem de Ferro e Capitão América, considerados visuais exóticos, custando 1.400 créditos.

Marcus Pedro

Diretor de What if...? comenta sobre a derrota fácil de Thanos contra o Ultron Infinito


Apesar dos muitos elogios aos episódios finais de What if...?, sempre há aquela crítica que fica sobrando por um detalhe ou outro. No caso do penúltimo episódio, teve muitos espectadores que abriram o berreiro por conta da maneira como Thanos foi facilmente derrotado. Em conversa com o Screenrant, o diretor Bryan Andrews  e a roteirista AC Bradley comentaram que a diversidade do multiverso permite ter todos os cenários possíveis. E num deles, Thanos foi derrotado facilmente.

Bryan Andrew riu com a pergunta e argumentou que "Bem, eu acho que Thanos é muito fodão sozinho. E acho importante que todos se lembrem de que são infinitas possibilidades. Então, sim, existem universos onde Thanos talvez não tenha se recomposto e não seja tão durão quanto pensávamos. Ou ele estava no limite e foi derrotado de uma maneira diferente. Tenho certeza de que existe um universo onde Thor mirou na cabeça. E tenho certeza de que provavelmente existem centenas de universos onde Thanos sai daquele portal para ver o Ultron Infinito e ele destrói aquele andróide".

"Essa foi uma história particular que representou uma maneira específica de permitir que determinada coisa fosse alcançada. E para que isso acontecesse, acho que Thanos em particular talvez estivesse um pouco cheio de arrogância. Ele não verificou para onde estava indo com antecedência e estava um pouco mal preparado, mas não acho que isso significa que essa é a única maneira de aquela situação em particular se resolver" concluiu o diretor.

A roteirista AC Bradley preferiu brincar com a revolta dos fãs "Definitivamente existe um universo em que Thanos chegou ao McDonald's depois que eles pararam de servir o café da manhã e decidiram destruir o mundo inteiro".



Das vozes confirmadas já, teremos Killmonger (Michael B. Jordan), Bucky Barnes (Sebastian Stan), Thanos (Josh Brolin), Hulk (Mark Ruffalo), Loki (Tom Hiddleston), Nick Fury (Samuel L. Jackson), Thor (Chris Hemsworth), Peggy Carter (Hayley Atwell), T'Challa (Chadwick Boseman), Nebulosa (Karen Gillan), Clint Barton (Jeremy Renner), Scott Lang (Paul Rudd) Hank Pym (Michael Douglas), Dum Dum Duggan (Neal McDonough), Howard Stark (Dominic Cooper), Kraglin (Sean Gunn), Jane Foster (Natalie Portman), Kurt (David Dastmalchian), Dr. Abraham Erskine (Stanley Tucci), Korg (Taika Waititi), Arnim Zola (Toby Jones), Korath (Djimon Hounsou), Grão-Mestre (Jeff Goldblum), Yondu (Michael Rooker), e Taserface (Chris Sullivan), dentre outras.

What if...? tem AC Bradley como redator principal, Brad Winderbaum como produtor executivo e Bryan Andrews como diretor. Todos os episódios de What if...? estão agora disponíveis na palataforma da Disney+.

Coveiro

Nia DaCosta fala sobre equilibar 'The Marvels' entre as três heroínas

 As Marvels é o nome da sequência de Capitã Marvel, filme de 2019, que faz surgir a primeira heróina do UCM a estrelar seu próprio filme solo e já garante 1 bilhão. Nia DaCosta foi escolhida a diretora tendo na bagagem apenas três filmes até agora, mas está empenhada em entregar algo a altura. Ela conversou recentemente com o Inverse enquanto gravava o filme em Londres e pode falar um pouco mais sobre o que pretende fazer aqui.


"Para as Marvels, meu maior objetivo foi ter certeza de que abordaria esses personagens como seres humanos e não necessariamente como super-heróis. Eu quero saber mais sobre a Capitã Marvel. Quem é ela? Quais são seus medos? O que a move? Como você realmente lida com ser o ser mais poderoso do universo? Como isso pesa em você? Esse é o tipo de coisa que quero explorar" disse a diretora.

Nia da Costa está ciente de que deve equilibrar o espaço de tempo entre as três heróinas. "É interessante, e algo sobre o qual pensamos e trabalhamos muito, que era como colocamos cada um desses heróis realmente grandes e emocionantes num espaço em um filme de duas horas? A Capitã Marvel tem uma história desde o primeiro filme, Kamala terá sua série da Miss Marvel, e Monica Rambeau, nós só a vimos um pouco no WandaVision. Muito do que pensamos é que parte da jornada precisamos ver para cada um deles? Como honramos a parte da história em que eles estão em termos de cânone, ao mesmo tempo que, em nossa história, os tornamos iguais?" colocou ela.

"Mas minha pesquisa estava indo para a história de Carol Danvers em primeiro lugar, porque é um passeio louco e selvagem, o que eles fizeram com ela nos quadrinhos dos anos 80. E então com a Monica, ela é muito divertida, sua história de origem e sua introdução nos quadrinhos. Tentei não deixar confuso porque, como acontece com a maioria dos heróis dos quadrinhos, existem sete histórias de origem diferentes e há diferentes conjuntos de poder que se contradizem e realmente não se sobrepõem bem. Foi realmente escolher o que já foi estabelecido em termos do UCM e então o que vai funcionar, de forma mais convincente, para a nossa história. Você leu o suficiente para poder parar de ler, de certa forma" disse a diretora.


Fanart de Emilio Lopez imaginando a diretora como a Capitã Marvel

Sobre sua experiência anterior com o tema, Nia se mostra uma fã dedicada. "Eu gosto de me chamar de traça da Marvel. Na verdade, meus amigos me chamam assim. Eu ia ver todos os filmes. Mesmo que seja ruim, eu fico tipo, "Bem, há algumas coisas boas sobre isso." Eu cresci com os quadrinhos. Cresci assistindo ao desenho animado do Homem-Aranha e ao Quarteto Fantástico. Eu sabia muito sobre o universo Marvel em geral".

Quando questionada sobre o que define ser um herói para ela, Nia respondeu que é "alguém que está dando o melhor de si com as informações, recursos e ferramentas de que dispõe no momento. Eles sempre errarão. Os heróis são complicados no sentido do mundo real porque são basicamente vigilantes; eles não têm supervisão. Metade das vezes ninguém pede ajuda. É complicado dessa forma, mas integridade é uma grande parte disso, escolher colocar os outros antes de você, esse tipo de coisa".

"Mas também, algo que sempre achei interessante sobre um personagem como Superman ou Batman é que seu poder é igual à sua dor. Em termos de heróis de maior sucesso, não importa quanto poder você tenha, você nunca tem controle sobre si mesmo. Isso é algo que você vê em personagens como Magneto, por exemplo. Sua vida emocional sempre superará seu poder real" exemplificou a diretora.

Sobre decisões dos heróis, Nia da Costa comentou uma polêmica opinião sua sobre Steve Rogers em um dos filmes. "Algo que gosto de dizer levianamente sobre o Capitão América é que o estalo é tudo culpa dele porque ele estava tentando fazer o melhor, tentando fazer a coisa certa. Há um mundo em que ele é um vilão porque, no final do dia, ele deveria apenas ter sacrificado o Visão. Ele escolheu a vida de um robô, embora senciente, ao invés de literalmente todo o universo. Há uma espécie de anti-herói nisso, se você quiser olhar por essas lentes".


Perguntada se ela já está sentindo a pressão de ser uma diretora de um filme da Marvel Studios, Nia respondeu "Eu sinto, mas nem de longe tanto quanto eu sei que deveria. Para passar o dia e esse filme, eu fico tipo, “Estou fazendo um trabalho legal. É muito bom que eu goste muito do meu trabalho. ” De vez em quando, terei um lembrete "Puta merda, estou fazendo um filme da Marvel" para mim mesmo.

"Como faço para lidar com a pressão? Algo que venho explorando desde o início da pandemia é o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Este é meu terceiro filme em quatro anos e meio, e isso é demais. Estou tentando dar menos importância ao meu valor por meio do trabalho. Isso me ajuda a suportar essa pressão, porque também estou pensando: "Sou uma boa amiga? Eu sou uma boa irmã? Estou morando na cidade certa? ” Eu também tento entrar nisso como, eu sou um fã. Estou fazendo o melhor que posso como fã, bem como criadora e contadora de histórias".

The Marvels reunirá as heróinas Carol Danvers de Brie Larson e Monica Rambeau de Teyonah Parris e Kamala Khan de Iman Vellani, respectivamente a Capitã Marvel, Fóton e Ms Marvel. Há também os nomes já ligados a sequência de Zawe Ashton e Park Seo-joon. Fora isso, os rumores são de que Lashana Lynch, Jude Law e Shamier Anderson estariam também no filme. O filme é dirigido por Nia DaCosta e tem roteiro de Megan McDonnell. A previsão de lançamento nos cinemas é de 17 de Fevereiro de 2023.

Coveiro


Produtor de Eternos fala sobre a natureza dos vilões Deviantes no filme


 A Marvel Studios tem feito um excelente trabalho até agora para caracterizar os 10 personagens principais que compõem o time dos Eternos. Contudo, pouco se sabe até agora sobre seus antagonistas, os chamados Deviantes. Para esclarecer um pouco mais sobre essas criaturas, o produtor da Marvel Studios Nate Moore conversou com a ComicBook.com durante uma visita ao set de Eternos em janeiro de 2020. Moore destacou na conversa as diferenças entre os Deviants dos quadrinhos e do longa-metragem, junto com as diferenças em suas formas físicas.


"Mas nossos heróis são tão bons quanto nossos vilões e os Deviantes são obviamente, extremamente importantes na história. Criar vilões ou, francamente, criaturas que parecem diferentes do que você viu antes foi um verdadeiro desafio para nossa equipe de design. Achamos que eles fizeram um trabalho muito bom, pelo menos do ponto de vista da textura e do ponto de vista da forma, criando vilões que são distintos e únicos" falou o produtor Nate Moore ao Comicbook.

"Como você sabe, os Deviants nos quadrinhos são chamados de Pessoas Mutantes, não há dois Deviantes com a mesma aparência", disse o produtor. "Então, em nosso filme, dois Deviantes não serão iguais. Mas você vê como uma espécie de predadores e parasitas, quando eles matam um predador no filme, eles tomam a forma desse predador. Então eles meio que são Deviantes semelhantes a morcegos. E há um Deviante semelhante a um lobo. Há um Deviante que se parece com todos os tipos de criaturas de mitos e lendas da história. E estes são os Deviantes que os Eternps foram enviados novamente para erradicar, para ajudar a humanidade a avançar. Porque os Desviantes são pessoas que mudam, eles vêm em todas as formas e tamanhos diferentes. "




Os Deviantes que apareceram em trailers e materiais promocionais são criaturas de quatro patas enormes em comparação com os Eternos. Kro, o líder dos Deviantes, é o único entre suas fileiras que vimos de pé em duas pernas em uma cena com Thena de Angelina Jolie. De acordo com Moore, a evolução de Kro é um dos maiores mistérios dos Eternos.

"Alguns são pequenos como humanos. Alguns são tão grandes quanto um transatlântico, o que é muito divertido para brincarmos enquanto construímos cenários em ação", disse ele. "Mas, nos dias modernos, os Deviantes evoluíram. E este é um tipo de conceito inicial de Kro, que é o líder dos Deviantes. Ele é o mais inteligente dos Deviants. Ele é o único Deviant que pode falar e que a evolução será um dos mistérios que os Eternos terão que descobrir. Por que ele é capaz de fazer isso? Por que ele parece humanóide quando todos os outros Deviantes, em algum grau, são monstruosos? Ele tem esse tipo de tentáculos incríveis que podem se estender a partir de seus dedos e outras partes de seu corpo, e ele se torna um problema real para os Eternos. "




Eternos, dirigido pela diretora vencedora do Oscar Chloé Zhao, é estrelado por Gemma Chan como Sersi, Angelina Jolie como Thena, Richard Madden como Ikaris, Kumail Nanjiani como Kingo, Lia McHugh como Sprite, Lauren Ridloff como Makkari, Brian Tyree Henry como Phastos , Barry Keoghan como Druig, Don Lee como Gilgamesh, Salma Hayek como Ajak e Kit Harington como Dane Whitman. O filme chega em duas semanas nos cinemas brasileiros.

Coveiro 

Finalmente saiu o Hot Toys da Yelena Belova do filme da Viúva Negra

 Depois de um longo período esperando, finalmente a peça da Hot Toys da Yelena Belova, inspirada na personagem do filme da Viúva Negra saiu. Trata-se de uma imagem que tenta emular o visual de Florence Pugh em seu uniforme branco de camuflagem na neve. Confira as fotos:


A peça vem na escala 1/6 com cinco pares de mãos intercambiáveis, bastões, bastões articulados, pistolas, facas e muitos outros acessórios. A peça também vem com um plataforma temática do filme da Viúva Negra.

Coveiro

Lia McHugh fala sobre a personagem Sprite dos Eternos


Seguindo a premissa dos quadrinhos, cada membro dos Eternos tem um superpoder diferente, apesar de fazer parte do mesmo grupo e ostentar virtualmente a mesma idade. Quando se trata do Sprite de Lia McHugh, acontece que seus poderes e personalidade estão embutidos no corpo de uma garota de 12 anos. Apesar de parecer a mais jovem, McHugh diz que sua personagem pode até ser uma das mais maduras do grupo.

"Bem, posso falar sobre seu superpoder, ela cria ilusões", disse a atriz em uma visita ao set do filme em janeiro passado. "Ela é meio que a adulta do grupo, ela diz a todos quando eles estão fazendo coisas erradas e é mandona e um pouco atrevida às vezes."

Mergulhando um pouco na personagem, McHugh acrescentou que Sprite fica cada vez mais ansiosa ao longo do filme, principalmente por causa do jeito que aqueles de fora do grupo a tratam.

"Sprite quer ser adulta e ser capaz de ter ... Porque, se você tivesse milhares de anos em um corpo infantil, as pessoas a tratariam de maneira diferente", disse McHugh. "Eles tratam você como uma criança e não dizem coisas, são apenas coisas assim. Ela quer se sentir a adulta que é."

Ela acrescentou: "Nos flashbacks, todos, toda a humanidade sabe que ela é uma super-heroína e sim, eu não acho que eles a tratam como uma criança porque sabem. Mas nos tempos modernos não temos permissão para dizer a nenhum dos humanos quem realmente somos. Então, eles me tratam ... Sim. É muito diferente. "

Eternos, dirigido pela diretora vencedora do Oscar Chloé Zhao, é estrelado por Gemma Chan como Sersi, Angelina Jolie como Thena, Richard Madden como Ikaris, Kumail Nanjiani como Kingo, Lia McHugh como Sprite, Lauren Ridloff como Makkari, Brian Tyree Henry como Phastos , Barry Keoghan como Druig, Don Lee como Gilgamesh, Salma Hayek como Ajak e Kit Harington como Dane Whitman. O filme chega em duas semanas nos cinemas brasileiros.

Coveiro 

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Como os Eternos divergiu de seus paralelos com os heróis da DC?

 Os Eternos chegam ao Universo Cinematográfico da Marvel em novembro com sua variedade de poderes divinos. Para alguns que já viram os trailers, é impossível não fugir da comparação com um certo grupo de heróis da "Distinta Concorrência". Em Janeiro de 2020, o site ComicBook.com foi ao set de Eternos e conversou com o produtor do filme, Nate Moore. Em dado momento, ele discutiu como Makkari e Ikaris divergem dos seus 'equivalentes' na DC Comics. 


"Em outra troca de gênero, Lauren Ridloff interpreta Makkari, a mulher mais rápida do universo, que é tão rápida que quebra a barreira do som toda vez que usa seu poder, o que na verdade não a afeta porque ela também é surda ", explica Moore. "Alguns dos personagens têm poderes que você já viu antes. Já falamos sobre a supervelocidade de Makkari. Obviamente, há um personagem da DC muito famoso que corre muito rápido. Então, para nós, é como expressamos isso visualmente de maneiras que são diferentes".

"E, novamente, achamos que a noção de que cada Eterno é alimentado por energia cósmica pode ser divertida como uma coisa visual para brincar. Então, neste caso, você vê a partícula de energia cósmica ao seu redor como uma borda da explosão sônica que ela pode usar na batalha que a torna um pouco diferente do que você viu antes. E, novamente, esse motivo de energia cósmica que envolve nossos heróis, você verá nos poderes de todos os outros" disse ele.

Moore deu mais detalhes sobre alguns dos outros personagens do filme e como seus poderes aparecem. Por exemplo, Ikaris é outro personagem que poderia fazer comparações com alguém da Liga da Justiça de DC.

"Ikaris é um personagem cujos poderes você já viu antes, obviamente há muitas semelhanças com o Superman", disse Moore. "Então, como fazemos seus raios cósmicos em algo que não são os lasers vermelhos que conhecemos e nos tornamos icônicos para esse personagem? E, novamente, é tudo para nós, a energia cósmica realmente". 

Eternos, dirigido pela diretora vencedora do Oscar Chloé Zhao, é estrelado por Gemma Chan como Sersi, Angelina Jolie como Thena, Richard Madden como Ikaris, Kumail Nanjiani como Kingo, Lia McHugh como Sprite, Lauren Ridloff como Makkari, Brian Tyree Henry como Phastos , Barry Keoghan como Druig, Don Lee como Gilgamesh, Salma Hayek como Ajak e Kit Harington como Dane Whitman. O filme chega em duas semanas nos cinemas brasileiros.

Coveiro 

A chegada das misteriosas Três Mães após a Morte do Doutor Estranho

 Se você achava que a Morte do Doutor Estranho era o apíce dos mistérios envolvendo a mais nova minissérie do Mago Supremo que está saindo pela Marvel. Na segunda edição, Jed MacKay e Lee Garbett revelam que a ausência do feiticeiro está desencandeando uma verdadeira entrada de seres místicos de outros planos e dimensões invadindo a nossa Terra. E no meio disso, um "segundo Doutor Estranho" aparece misteriosamente para deixar todos ainda mais antônitos.

Como suspeitávamos, de fato esse novo Doutor Estranho é um velho Doutor Estranho, uma versão dos seus primeiros dias como "Mestre das Artes Negras" como se apresentava no início. Ele parecia conhecer poucos ali presentes na sala - Wong, Mordo e Kaecilius, apesar de não ter ideia de ter exilado esse último como ocorreu no passado. Ele explica que ele é uma versão do passado em que foi cortado apenas uma semana da sua linha do tempo para servir de mecanismo de segurança assim que o Doutor Estranho de qualquer linha temporal posterior fosse assassinado. E agora que nosso Stephen estava morto, esse seu "eu" mais inexperiente estava aí pra tentar descobrir quem o matou.

A investigação teve então que ser interrompida por uma chamada do Capitão America alertando sobre múltiplas invasões interdimensionais na terra. Agammon vindo da dimensão roxa invadiu o deserto de Gobi. Dagoth de Kalumesh ergueu sua cidade afundada na costa de Cornwall. Tiboro surgiu no Peru. Umar, irmã de Dormamu, ergueu um reino da Antártica. Esses foram só alguns para citar. A solução dada pelo Stephen do passado (que mal tinha ideia que era Vingador honorário) era chamar o Mago Supremo daquele momento. E daí ele descobre que o Stephen morto era o mago supremo.

Após ponderar um pouco, o Stephen do passado acredita que eles não devem fazer nada com os invasores por enquanto. Todos estavam em áreas desabitadas e não pareciam com intenções de invadir outros locais com exércitos. Era preciso entender a causa daquelas múltiplas invasões. É então que Clea surge na nossa realidade ferida e prestes a desmaiar. Strange ouve da mulher que ele lembrava de conhecer nas suas primeiras visitas à Dimensão Negra (e descobre que depois virou sua esposa) que todos estavam na verdade é fugindo para a Terra, e não invadindo.


Um portal se abre e se revela aqui as Três Mães, criaturas pavorosas de formas surreais que estavam caçando e fazendo os demais monstros de outras realidades fugirem. Strange decide proteger Clea das criaturas com ajuda de Wong e Vodu. Mordo e Kaecilus não tem interesse naquela disputa e partem num portal. A coisa parece se equilibrar com a chegada do Capitão América e alguns membros dos atuais Vingadores (e isso deve render a edição especial Tie-In do grupo).



A briga das Três Mães parece ser uma desvantagem numérica para as vilãs, mas elas são muito poderosas e colocam os heróis em apuros. O pior só não acontece porque elas se contentam com o "teste" e decidem que irão voltar depois para não só pegar Clea como o Estranho e os demais magos presentes. A edição termina com um pequeno extra apresentando quem são as três Mães - Wyrd, uma sacerdotisa-maga alienígena, Crown, uma poderosa rainha-guerreira e Crawling, uma mostruosidade composta por vermes ácidos.

E com isso, ao invés de 1 mistério, temos 2 agora. Quem matou o Mago Supremo? E o que querem as Três Mães? Os dois fatos tem alguma relação?

Coveiro

Personagem de Angelina Jolie em Eternos terá problemas causados pelo tempo e pela guerra


Com o material que temos nos quadrinhos em mãos, existia dezenas de personagens em potencial para a diretora Chloé Zhao se inspirar e usar em seu filme. É por isso que quando Angelina Jolie foi abordada pela primeira vez para aparecer no filme de Chloe Zhao, ela foi originalmente definida para ter um papel muito menor como um dos Eternos mais poderosos nos bastidores. Com o desenvolvimento do filme, no entanto, o papel do personagem se tornou muito maior e agora, Jolie tem o maior faturamento dentre as celebridades do filme.

"Quando falamos com ela pela primeira vez, acho que ela pensou, bem, eu sei que ela pensava que a queríamos ela para uma participação muito, muito pequena", disse o produtor de Eternos, Nate Moore, durante uma visita à imprensa em janeiro passado. "Então ela ficou meio surpresa com o tamanho do papel e realmente se jogou para fazer a Thena, criando um estilo de movimento para Thena e um estilo de luta único para Thena."

"Ela passou por isso com Salt e com Tomb Raider e Gone in 60 Seconds, todos esses filmes. Então, nós meio que colaboramos com ela e nosso coordenador de dublês para criar um estilo de movimento diferente porque ela fez tanto" o produtor acrescentou. "Ela poderia dizer: 'Bem, eu já fiz isso antes. E se tentássemos essa outra coisa?' E parte disso desenvolveu um sistema de armas que ela pudesse treinar e se tornar fluente, porque ela não tinha feito muita esgrima e ela não tinha lutado muito com o pessoal e coisas assim. "

Em particular ao Screen rant, Nate Moore detalhou outro detalhe curioso e triste sobre  a personagem. “Ela tem uma história trágica em nosso filme em que ela vem com algo chamado Mahd Wy'ry. Se vocês são fãs de quadrinhos, Mahd Wy'ry é algo que pode acometer um Eterno. É uma versão de demência. quantidade de memórias que eles têm, eles se soltam em suas próprias mentes, então ela começa a esquecer exatamente quando ela está, então, no decorrer do filme, Gilgamesh se torna seu protetor. E quando os encontramos nos dias modernos, eles são vivendo fora da mundo civil em uma cabana na Austrália porque ela é muito perigosa para ter perto de humanos, então é um arco divertido para Angelina interpretar. " 


Já numa entrevista para a Disney e que foi liberada recentemente pra veículos de imprensa, a própria Angelina Jolie define quem é a Thena para ela e declara uma particularidade especial pra personagem que a torna única.

“Thena é como um soldado que é afetado pelas memórias da batalha e tem PTSD ou lesão moral que tem que conviver. Thena apenas presume que uma luta está vindo para ela, em vez de esperar atenção e gentileza. Então ela está muito ligada, e muito de sua luta é apenas segurar sua mente, seu centro e sua paz. Eu a entendo e sei como ela se sente. ”  

“Thena não se sente confortável em tempos de paz. Ela não sabe existir como uma figura civil, como amante ou como amiga, mas conhece a guerra. Ela sabe quem ela é em combate. Mas ela não sabe ir a uma festa ou socializar. Ela simplesmente não tem essas habilidades. ”

Dos outros heróis celestiais do filme, a personagem de Jolie se sente mais próximo de Gilgamesh de Don Lee e descreve a relação dos dois de um jeito especial:

"Eles são como irmão de armas, que se conheceram e lutaram lado a lado. Eles são parceiros e lutam juntos. Há muitas personagens femininas fortes no filme agora. Mas ter uma mulher forte com um homem forte em quem ela pode se apoiar, como neste filme, é o tipo de parceria e relacionamento que eu gostaria de ver mais. ” 

Eternos, dirigido pela diretora vencedora do Oscar Chloé Zhao, é estrelado por Gemma Chan como Sersi, Angelina Jolie como Thena, Richard Madden como Ikaris, Kumail Nanjiani como Kingo, Lia McHugh como Sprite, Lauren Ridloff como Makkari, Brian Tyree Henry como Phastos , Barry Keoghan como Druig, Don Lee como Gilgamesh, Salma Hayek como Ajak e Kit Harington como Dane Whitman. O filme chega em duas semanas nos cinemas brasileiros.

Coveiro 

Pôster da Star+ Brasil divulga data de estreia de Hit-Monkey no Brasil


Aqueles que estavam chateados que a Star+ estaria atrasando demais o lançamento da série do M.O.D.O.K. na plataforma de streaming vão ter boas notícias quanto a animação do Hit-Monkey (No Brasil, foi traduzido como Assassímio nos quadrinhos). A Star+ do Brasil acaba de lançar um pôster do macaco matador indicando que a data de estreia aqui no Brasil será em 17 de Novembro. É a mesma data de estreia dos EUA.

Josh Gordon e Will Speck são os criadores, showrunners e produtores executivos da série, tendo também os co-produtores executivos Keith Foglesong, Matt Thompson e Neal Holman, e produção de Duffy Boudreau, Mollie Brock, e Marcus Rosentrater. O desenho tem as vozes de Ally Maki como Haruka, Olivian Munn como Akiko, Nobi Nakanishi como Ito, George Takei como Shinji Yokohoma, Jason Sudeikis como Bryce e Fred Tastasciore como o próprio Assassímio. Todos os 10 episódios de Assassímio estarão disponíveis na Hulu e na Star+ em 17 de Novembro.

Coveiro

Will Poulter fala sobre entrar na franquia dos Guardiões da Galáxia



Will Poulter é oficialmente parte do Universo Cinematográfico da Marvel agora. O ator foi escalado como Adam Warlock na franquia dos Guardiões da Galáxia, e começará a filmar seu papel a qualquer momento. Apesar da alguns membros do elenco como Chris Pratt já estarem lá nos sets de filmagens desde a terça-feira, Poulter apareceu recentemente no Festival de Cinema de Londres, onde foi questionado sobre se juntar à maior franquia de Hollywood do momento.



"Sinto-me muito, muito sortudo e honrado por ter sido recebido na família Marvel", disse Poulter em uma entrevista como visto no video acima. "Particularmente em uma franquia como Guardiões a Galáxia, que considero incrivelmente criativa e muito, muito única. James Gunn é alguém que eu realmente admiro, então me sinto muito sortudo."

Quando questionado se ele estava preparando seu corpo de super-herói, Poulter acrescentou: "É melhor eu me preparar, eu acho. É melhor eu me preparar, mas estou trabalhando nisso.

E enquanto isso, os artistas já estão indo longe imaginando já o visual do Adam Warlock pro filme na pessoa de Will Poulter:


Guardiões da Galáxia vol.3 e Guardiões da Galáxia: Especial de Fim do Ano serão filmados em conjunto esse fim de ano. Com direção e roteiro de James Gunn, as duas histórias terão de volta os nomes de Chris Pratt como Peter Quill, Zoe Saldana como Gamora, Karen Gillan como Nebulosa, Dave Bautista como Drax, Pom Klementieff como Mantis, Sean Gunn como Kraglin e também o stand in do Rocket, Bradley Cooper como a voz do Rocket Racoon e Vin Diesel como Groot. Will Poulter é o primeiro novo nome a se juntar a franquia como Adam Warlock.

Coveiro

James Gunn fala tudo sobre o começo das gravações de Guardiões da Galáxia vol.3



O bom do diretor da franquia dos Guardiões da Galáxia, James Gunn, é que ele sempre é direto naquilo que pode ou não pode dizer, deve ser desmentido ou confirmado, através de suas redes sociais. Foi assim que no momento que a maioria dos filmes da Marvel Studios teve seu "adiamento" anunciado, James Gunn imediatamente veio as redes sociais assegurar que o "volume 3" está mais que garantido de sair em Maio de 2023. Mas não foi só isso que ele veio confirmar nas últimas horas...



Ontem, tivemos o ator Chris Pratt postando uma imagemd e seu novo corte de cabelo para voltar a viver mais uma vez o Senhor das Estrelas Peter Quill no cinema e destacou que aquele era seu PRIMEIRO DIA nos sets de gravações. Muita gente então assumiu que as filmagens estavam começando.



Bem, não exatamente. James Gunn foi algumas horas depois confirmar que eles estão muito perto de gravar, mas não tão perto. Entrando em mais detalhes, James Gunn deixou claro que no momento eles estão passando pela fase de testes de figurino e maquiagem nas câmeras. Oficialmente, nada de filmagens de verdade acontecendo...



O diretor também esclareceu ontem ao longo do dia que muitas outras contratações de atores não anunciados já aconteceram para os Guardiões da Galáxia vol.3 e deixou claro que teremos "rostos novos" para apresentar ao mundo.



E em resposta a um fã, James Gunn deixou claro que apesar de não ter começado a filmar nada de Guardiões da Galáxia vol.3 ou do Especial de Fim de Ano, ele já está filmando os pedaços e cenas que serão parte do novo brinquedo do epcot center, Guardians of The Galaxy: Cosmic Rewind.





Guardiões da Galáxia vol.3 e Guardiões da Galáxia: Especial de Fim do Ano serão filmados em conjunto esse fim de ano. Com direção e roteiro de James Gunn, as duas histórias terão de volta os nomes de Chris Pratt como Peter Quill, Zoe Saldana como Gamora, Karen Gillan como Nebulosa, Dave Bautista como Drax, Pom Klementieff como Mantis, Sean Gunn como Kraglin e também o stand in do Rocket, Bradley Cooper como a voz do Rocket Racoon e Vin Diesel como Groot. Will Poulter é o primeiro novo nome a se juntar a franquia como Adam Warlock.

Coveiro

Kevin Feige e Andy Serkis comentam sobre a cena pós-crédito de Venom: Tempo de Carnificina


Muita coisa aconteceu nos últimos meses e os jornalistas estavam afoitos para poder entrar em contato com Kevin Feige e discutir as últimas notícias da Marvel. Aproveitando a estreia mundial de Eternos nessa semana, o The Hollywood Reporter foi um dos que aboradaram  o presidente da Marvel Studios e quiseram saber dele o que a  cena dos créditos de Venom: Tempo de Carnificina significará no plano maior entre os estúdios.

“Havia muita coordenação - e se você ainda não conhece toda a coordenação, não vou ser o único a te dizer - mas sim, entre a Sony e a Marvel e a equipe do Venom e o time de "Sem Volta para Casa". .. Trabalhamos juntos nisso. ” 

Mais do que o próprio Kevin Feige, o diretor de Venom: Tempo de Carnificina vem constantemente sendo abordado para falar mais sobre esse potencial encontro. "Nessa história, queríamos continuar existindo em seu próprio universo e não ter que passar por qualquer outra coisa", confirmou Serkis. "Havia tanto para desvendar com essa história; o estranho relacionamento do casal, a introdução de Cletus e Carnificina. Tínhamos um amontoado de riquezas em termos de histórias que poderíamos contar aqui. Shriek. Sua história de fundo e misturando-as completamente".

"Realmente parecia que não havia mais espaço para começar a ir para a próxima fase, e acho que se e quando isso acontecer, vai pousar no momento certo, como resultado, não algo que faremos correndo para ele" disse o diretor com parcimônia. "Quem sabe? Não sei para onde está indo, mas espero que este filme... você não pode contar com nada ... mas espero que este filme vá bem e que as pessoas irão vê-lo", continua o diretor. “Eu realmente sinto que é o filme certo agora porque acho que as pessoas vão gostar. Se eles saírem e fizerem um esforço para vê-lo nos cinemas, eu acho que é um filme divertido e sombrio perfeitamente edificante que será extremamente divertido. Esperançosamente, isso vai revigorar as pessoas a voltarem aos cinemas. "

"Quem sabe? Quem sabe?" Serkis ponderou. "Teremos que esperar para ver." 

Tom Hardy volta como Eddy Brock/Venom e se junta a Woody Harrelson como Cletus Kasady/Carnificina. Michelle Williams e Reid Scott também estão programados para reprisar seus papéis de Venom, e eles serão acompanhados por Naomie Harris como a vilã Shriek, e Stephen Graham como o policial Patrick Mulligan. Sean Delaney, Laurence Spellman e Larry Olubamiwo também estão a bordo em papéis não revelados. O diretor da sequência é Andy Serkis e o roteiro é uma parceria de Kelly Marcel e do próprio Tom Hardy. Já nos EUA, o filme chega ao Brasil em 7 de Outubro.

Coveiro  

Confira o primeiro comercial de TV da série do Gavião Arqueiro pra Disney+

 



Depois de dois trailers, a série do Gavião Arqueiro ganha seu primeiro comercial que foi exclusivo para TV e traz algumas cenas novas bem divertidas com a Kate Bishop de Hailee Steinfeld. Confira só esse teaser com o clima ainda mais natalino:



E aproveitando o novo video, temos um trecho da recente entrevista da Screen Rant com Hailee Steinfeld sobre a terceira e última temporada de Dickinson, que está chegando ao Apple TV +, e que ela foi questionada sobre a série do Gavião Arqueiro e seu papel como Kate Bishop.

"Foi muito divertido e realmente será um Natal espetacular", disse Steinfeld sobre a série. "Estou muito animada por ter deixado de interpretar uma personagem como Emily Dickinson nos últimos três anos. Porque sinto que passei muito tempo com ela, interpretando uma personagem feminina muito forte e determinada e independente e motivada, indo para uma que tem essas mesmas qualidades foi uma coisa muito emocionante para mim. E entrar no mundo de Kate Bishop e no mundo do Universo Marvel foi absolutamente incrível e uma montanha-russa, para dizer o mínimo. Mal posso esperar para esse seriado sair."

A série do Gavião Arqueiro terá Jonanthan Igla como roteirista principal e alguns nomes já confirmados na direção como Rhys Thomas e a dupla Bert e Bertie. Já foram confirmados no elenco Jeremy Renner como Clint Barton, Hailee Steinfeld como Kate Bishop, Vera Farmiga como Eleanor Bishop, Tony Dalton como Jaccques Duquesne, o Espadachim, Fra Fee como o Kazi, o Palhaço, Alaqua Cox como Maya Lopes, a Eco, e Zahn McClarnon como seu pai, Willie "Cavalo Louco" Lilcoln. Também está confirmado fazendo uma participação na série a atriz Florence Pugh, Yelena Belova, provavelmente como a nova Viúva Negra. Gavião Arqueiro estreará em 24 de Novembro deste ano. E com dois episódios de uma vez só!

Coveiro

Confira um trailer da nova minissérie em quadrinhos da Gaviã Arqueira: Kate Bishop

O tão esperado retorno de Kate Bishop acontece mês que vem na revista HAWKEYE: KATE BISHOP, uma empolgante série limitada de cinco edições da redatora best-seller do New York Times Marieke Nijkamp e da artista em ascensão Enid Balám. Para destacar esse lançamento, eis que a Marvel criou um trailer especial com a jovem vingadora ganhando movimento nas artes interiores da revista:



A série continua à medida que a jovem heróina se muda de volta para Nova York e é pega em uma missão perigosa em um misterioso resort local. A saga promete ser um item imperdível para os fãs de Kate Bishop e um ponto de entrada ideal para os recém-chegados às emocionantes aventuras desta estrela em ascensão. Veja pela primeira vez a ação que está por vir no novo trailer de HAWKEYE: KATE BISHOP # 1, com arte nunca vista antes!


“Como a história de Kate está mudando agora, é o momento perfeito para embarcar na aventura”, disse Nijkamp a Bustle. “Você não precisa saber onde ela estava para aproveitar a viagem.”

O próximo capítulo de Kate Bishop em HAWKEYE: KATE BISHOP # 1 chega as prateleiras das lojas no dia 17 de novembro.

Coveiro

terça-feira, 19 de outubro de 2021

Mulher-Hulk volta sua velha forma em uma nova revista mensal

Um dos heróis mais amados dos quadrinhos, Jennifer Walters, vulgo, a Mulher-Hulk esá de volta e vai estrelar uma nova série de quadrinhos a partir de janeiro. Escrita pela aclamada autora Rainbow Rowell (FUGITIVOS) com arte de Rogê Antônio (X-MEN: RED, SATÂNICOS), MULHER-HULK verá a personagem embarcar em uma jornada que anuncia de volta suas aventuras solo favoritas dos fãs do passado enquanto se abraça a um novo futuro para a personagem. Prometendo ser um deleite para os fãs, bem como para os recém-chegados à saga dessa heróina, a série irá mais uma vez provar porque Jennifer Walters é a maior personagem que existe!




Após seu tempo transformador nos VINGADORES de Jason Aaron, a Mulher-Hulk está ansiosa para deixar seus dias cheios de raiva para trás e voltar a praticar a advocacia em defesa dos inocentes. Ela tem uma carreira para reconstruir, amigos para se reconectar (e talvez representar em um tribunal) e inimigos para ... bem, ela pode não querer se conectar com eles, mas eles DEFINITIVAMENTE vão se deparar com ela. E quando uma amiga de seu passado vem à tona com um mistério ao qual ela não consegue resistir, ela rapidamente voltará a criticar. A última página desta edição de estreia vai enviar Jen por um caminho que ela nunca passou, um que vai sacudir sua vida e, possivelmente, todo o Universo Marvel.

“Mulher-Hulk é a melhor das melhores”, disse Rowell. “Ela é inteligente, ela é engraçada - e ela é realmente e verdadeiramente heróica (tudo isso e ela tem o melhor cabelo nos quadrinhos). Jen sempre esteve no topo da minha lista de desejos da Marvel, e estou emocionada por escrever seu próximo capítulo. ”

“Estou muito animado e me sinto honrado por fazer parte desta nova fase emocionante da Mulher-Hulk”, disse Antônio. “Trabalhar com Rainbow Rowell tem sido inspirador e é incrível como ela permite que sua paixão pelo personagem brilhe em cada página. Espero que os fãs se divirtam tanto lendo quanto estou me divertindo ilustrando essas novas aventuras. "



Essa é uma edição de estreia tão grande que terá não uma, mas duas capas principais deslumbrantes - uma da estonteante artista Jen Bartel e outra da lenda dos quadrinhos Adam Hughes! Você confere as duas nesse artigo e a revista já chega as lojas em 12 de janeiro!

Coveiro

Conheça as principais localizações e períodos explorados no filme dos Eternos


Por esses dias, a Disney andou revelando muitos detalhes e curiosidades sobre o próximo filme da Marvel Studios, Eternos. E sendo um filme que atravessará épocas e localidades, o que mais chama atenção é por onde e por quais períodos o filme se passará. Novas informações do estúdio anteciparam o que podemos esperar do longa:

Segundo informações da própria Disney, primeiro, a equipe será vista na antiga Mesopotâmia, 7000 aC, no início da civilização. O próximo período é de 5.500 anos depois, na antiga Babilônia, onde a família cósmica mostrou ter ajudado os humanos na construção de uma sociedade. Segue então para o Império Gupta em 400 DC no Sudeste Asiático, bem como a queda do Império Asteca em 1521 DC.

Quando se trata dos locais vistos nos dias modernos do UCM, a equipe será vista em Mumbai, Dakota do Sul, Chicago, Alasca, Austrália e até na floresta amazônica. Essa extensão geográfica exigia criatividade para encontrar os locais certos para simular seus ambientes.

Foi informado  que "a diretora Chloé Zhao empregou um estilo naturalista de filmagem baseada em locações", pois ela queria que as filmagens ocorressem em locações práticas reais sempre que possível. Locais adicionais incluem Londres, o interior do Reino Unido e vários locais nas Ilhas Canárias.

Ainda há lugares nos trailers que não são mencionados neste novo despejo de informações. Por um lado, há a nave espacial dos Eternos, e um lugar gelado que, baseado nos quadrinhos, poderia ser a Antártica. Além disso, pode ser que tenhamos informações sobre outros planetas. Um deles seria Olympia, que é o mundo natal dos Eternos, uma mudança em relação aos quadrinhos feitos para sua estreia em live-action.

Ainda sobre o filme, a conta de Twitter Marvel News postou que teremos várias linguas diferentes sendo faladas no filme, incluindo Sumeriano, Sânscrito, Hindu, Árabe, Espanhol, além da LAS, língua de Sinais Americana, que contou com a ajuda da atriz Lauren Ridloff e do marido como instrutores.

Algo que não está claro é se o filme acontecerá ou não em ordem cronológica, ou se a trama vai pular entre os vários momentos revelados neste comunicado à imprensa. Os fãs não precisam esperar muito até descobrirem, com Eternos programado para chegar aos cinemas em todo o mundo em 5 de novembro deste ano.

Eternos estrelará Richard Madden como Ikaris, Gemma Chan como Sersi, Angelina Jolie como Thena, Kumail Nanjiani como Kingo, Lia McHugh como Sprite, Lauren Ridloff como Makkari, Brian Tyree Henry como Phastos, Barry Keoghan como Druig, Don Lee como Gilgamesh, Salma Hayek como Ajak e Kit Harinton como Dane Whitman. No filme, uma raça de seres imortais com poderes sobre-humanos que viveram secretamente na Terra por milhares de anos se reúne para lutar contra os malignos Deviantes.

Coveiro

Nate Moore explica como funciona a Uni-Mente no filme dos Eternos

A contagem regressiva para o lançamento de Eternos começou e cada vez mais novidades oriundos de entrevista com o elenco e produção começam a invadir as redes sociais. O produtor da Marvel Studios, Nate Moore, explicou num artigo divulgado pela Disney como o poder especial da equipe chamado Uni-mente torna os Eternos diferentes de outros grupos de super-heróis no UCM até agora.


“O que os torna diferentes de outros grupos que tivemos, incluindo os Vingadores e os Guardiões da Galáxia, é que eles podem reunir suas energias e criar algo chamado Uni-Mente.” disse o produtor. “A Uni-Mente é um conceito que foi emprestado da fase de Jack Kirby em 1976. Ele permite que os Eternos amplifiquem o poder de qualquer Eterno de forma única. No entanto, todos eles precisam estar de alguma forma conectados para isso. Então, eles não podem estar em lados opostos do mundo e criar uma Uni-Mente. Eles têm que estar próximos um do outro. É um dispositivo de amplificação, mas requer o poder de todos os Eternos juntos. ”

A Uni-mente foi uma parte importante da mitologia dos Eternos na Marvel Comics e permitiu ao grupo transformar cada uma de suas habilidades únicas em um poder ainda maior. Dicas de como o Uni-Mente será retratada na adaptação para o cinema já podem ser vistas nos trailers de Eternos. O que resta saber é se agora que eles se separaram no presente, poderão se reunir todos para acionar esse poder nos dias atuais?

Visto que os Eternos são considerados alguns dos seres mais fortes do universo, a hierarquia de poder no UCM tem sido objeto de algumas especulações. Embora tenha havido um debate sobre quem venceria uma luta entre os Vingadores e os Eternos, parece que o Uni-Mente é um fator curinga que pode dar ao time celestial a vantagem.

Eternos vai estrear nos cinemas em 5 de novembro de 2021.

Coveiro

Capitão América Zumbi invade a Disney Califórnia neste Halloween


Estamos em época de Halloween e toda a Disney Parks fica meio temática nesse período. O Avengers Campus não será diferente já que tivemos registros de que o Capitão América Zumbi da série What If andou por lá na última noite. Confira:






@disneyparks

That is America’s zombie 🧟‍♂️ ##Disney ##DisneyParks ##DisneyCaliforniaAdventure ##OogieBoogieBash ##CaptainAmerica ##Zombie

♬ original sound - Disney Parks






Será que teremos mais heróis zumbificados dando as caras por lá até a chegada do Dia das Bruxas?

Coveiro