VINGADORES: ULTIMATO

A CONCLUSÃO DE 10 ANOS DA MARVEL STUDIOS NOS CINEMAS

CAPITÃ MARVEL NOS CINEMAS

MAIS ALTO, MAIS LONGE, MAIS RÁPIDO

LONGE DE CASA

HOMEM-ARANHA EM TURNÊ PELA EUROPA

MANTO E ADAGA

SEGUNDA TEMPORADA CHEGA A FREEFORM

A GUERRA DOS REINOS ESTÁ CHEGANDO

A BATALHA AGORA É EM MIDGARD

MARVEL RISING

A NOVA GERAÇÃO DA MARVEL EM OUTRA MÍDIA

616s falam sobre Capitã Marvel

UMA CONVERSA FAZENDO PARALELO COM OS QUADRINHOS E OUTROS FILMES DO UCM

VENOM E NO ARANHAVERSO

UM PODCAST SOBRE O SUCESSO DA SONY NOS CINEMAS

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Jon Watts fala sobre a abordagem dos poderes e integração do Mysterio no UCM

Em conversa com o site Polygon, o diretor de Homem-Aranha: Longe de Casa, Jon Watts, detalhou um pouco mais sobre o processo de introduzir o Mysterio ao Universo Cinematográfico da Marvel, inspirações em capas de quadrinhos e até mesmo como preferiu abordar o lance do Sentido de Aranha neste novo filme do teioso. Veja a tradução da entrevista na integra a seguir:



Quanto de Guerra Infinita e Ultimato tiveram efeito no processo do filme?

Eu era um dos poucos escolhidos que sabia o que iria acontecer em Guerra Infinita e Ultimato. Nós desenvolvemos este filme enquanto aqueles que estavam sendo filmados e editados. Então, sim, eu sempre soube o que iria acontecer, e sabia que seria a pessoa que lidaria com as consequências desses filmes.

Sua concepção do filme começou com a morte de Tony ou como Mysterio como um novo personagem?

Havia uma espécie de três blocos de construção nos quais desenvolvemos uma história. Um estava obviamente lidando com os eventos da morte do Tony no Ultimato. O segundo foi apenas a ideia de férias europeias. Então o terceiro foi Mysterio. Então essas são as três coisas que sabíamos que iríamos incorporar neste filme. O truque era apenas descobrir como fazer com que todas se encaixassem de maneira coesa.

Por que Mysterio?

Eu acho que todo mundo estava bem a bordo com o Mysterio desde o começo. A oportunidade de fazer alguns visuais incríveis foi realmente intrigante para mim. A questão era como iríamos reinventá-lo para este filme enquanto ainda fosse algo verdadeiro para o personagem.

Os "poderes" de Mysterio parecem um caixa de areia pra um diretor ...

Uma caixa de areia, mas também areia movediça. Quando você está nesse mundo e literalmente tudo é possível visualmente, é perigoso e você pode se perder. Então, para mim, era realmente me concentrar em um ponto específico da história e um ponto de entrada emocional para Peter e Mysterio, para ajudar a conduzir essa sequência e direcionar esses visuais.

Houve alguma imagem específica com a qual você começou? Que você teve que começar a por na tela?

Lembro-me de fazer isso como um esboço de miniatura de um pequeno Homem-Aranha cercado por cacos de vidro quebrados que mostram várias versões de seu reflexo com o gigante Mysterio aparecendo acima dele. É aí que começamos para essa sequência. Em um vazio negro. Há uma capa dos quadrinhos muito parecida com um pequeno Homem-Aranha nela. Ele está em um parque de diversões com um Mysterio gigante pairando sobre ele, porque ele enganou o Homem-Aranha ao pensar que ele é pequeno.



Como o "Arrepio do Peter" se tornou uma parte fundamental do arco de Peter nesse filme?

Nós não queríamos ficar muito granulares quando se tratava das regras do Sentido de Aranha, mas era uma coisa simples o suficiente para Peter ter sido atingido no rosto por aquela banana no início do filme para que você soubesse que isso coisa que ele geralmente tem, essa coisa que vimos ele usar em filmes anteriores, não está funcionando tão bem quanto deveria. A razão simples é que ele precisa de uma pausa. Ele está mentindo para si mesmo sobre seus sentimentos em relação a Tony; ele está exausto. Quer dizer, desde o De volta ao lar, ele esteve no espaço! Ele foi estalado e voltou. Ele assistiu seu mentor morrer. Ele passou por muito. Então, se o seu Sentido de Aranha / Arrepio do Peter não estiver operando no nível ideal, pense que é compreensível.

Como você concebeu uma ameaça que viveria no mundo pós-Ultimato, mas ainda assim seria derrotada por um Homem-Aranha sozinho?

Eu trapaceei um pouco tendo um monte de vilões falsos para a primeira metade do filme, para ele assumir e “derrotar”, apenas para ser trazido de volta à Terra por Mysterio. Eu acho que o que assusta Mysterio é sua capacidade de moldar a realidade e controlar a verdade e fazer com que as pessoas não saibam o que é real e o que não é. Essa é uma ideia aterradora.

Como você conseguiu dar conexões a Mysterio para Stark? Eu não esperava ver Peter Billingsley do Homem de Ferro aparecer de volta no UCM!

Sempre que eu assistia a qualquer filme, eu estava assistindo a história principal que eles estavam tentando contar, mas toda vez que havia alguns atores secundários ou terciários no fundo, eu sempre pensava, tipo, o que eles são? O que estão fazendo? Tipo, o que aconteceu com eles? Eles ainda estão por perto, certo? Então, o que eles estão fazendo? Quando começamos a desvendar essa ideia da história de Mysterio e de como ele estava ligado a Tony, pareceu certo cavar mais do universo Marvel e descobrir quem mais poderia ser parte de sua equipe. Esse é um momento tão memorável do Homem de Ferro 1 que pareceu certo trazê-lo de volta.



Eu achei a revelação uma boa conexão com o De volta ao lar. O abutre era um cara limpando sucata após a Batalha de Nova York e que foi impedido de ganhar com isso. Mysterio é um ex-funcionário da Stark Industries despedido por um egocêntrico.

Estou sempre tentando usar o Homem-Aranha para explorar o nível mais no chão desse universo maluco. Se Adrian Toomes era o cara literalmente pé no chão, limpando as consequências desses eventos loucos no nível dos Vingadores, você sabe, Quentin Beck é o cara da gerência média. Ele é o cara nos bastidores, garantindo que toda a tecnologia funcione. As pessoas só notam as pessoas na vanguarda e as pessoas nas capas das revistas e na TV. Mas a realidade é que há tantas pessoas trabalhando nos bastidores o tempo todo para fazer o mundo girar. Eles podem ser esquecidos na mistura. Eu pensei que fazia sentido para Beck ser um desses caras.

Homem-Aranha: Longe de Casa estreia em 5 de Julho de 2019 no Brasil e terá no elenco Tom Holland (Peter Parker), Jacob Batalon (Ned), Zendaya (MJ), Tony Revolori (Flash), Angourie Rice (Betty), Marisa Tomei (Tia May), Jake Gyllenhall (Mysterio), Numan Acar (Dmitri), Martin Starr (Mr. Harrington), J.B. Smoove (Mr.Bell), Remy Hii (Brad Davis), Samuel L. Jackson (Nick Fury) e Cobie Smulders (Maria Hill), dentre outros. A direção do filme é de novo por conta de Jon Watts.

Coveiro

Antigo grupo de vilões do Homem-Aranha retorna com uma formação exclusivamente feminina

Na revista mensal do Homem-Aranha, o roteirista Nick Spencer trouxe de volta um velho grupo de vilões pouco conhecido do Homem-Aranha. Só que desta vez, a formação é exclusivamente composta por mulheres. Veja o novo Sindicato do Crime, que se formou nas páginas de The Amazing Spider-Man #25.


Metade da história dessa edição traz em destaque a versão feminina da Electro, Francine Frye,  atacando um show da Broadway onde ela pretendia  realizar o primeiro grande de ma celebridade ao vivo ao atacar a atriz Melanie Daniels. O que ela não contava é que no show estivesse Mary Jane Watson, que junto Carlie Cooper, duas 'exs' do nosso herói teioso.E dessa vez, quem salva o dia não é o Homem-Aranha, mas sim MJ, que além de ser a heróina do dia, volta a acender aquele sua chama pela interpretação.

Mas a história de Francine não acaba por aí. A personagem enquanto era transportada pela prisão é resgata por ninguém menos que a Besouro, Lady Octopus, Escorpiã, Coelha Branca e a Ardilosa. Sim, a Electro é a sexta integrante para formar essa nova versão do Sindicato do Crime. E a capa da edição #27 de Amazing Spider-man já indica que elas vão bater de frente com o teioso e com seu mais recente companheiro de quarto, o Bumerangue.


O engraçado aí é que o Bumerangue, por sinal, faz parte da formação original do Sindicato do Crime. Na época, eles eram formados só por homens. Liderado pelo antigo Besouro, hoje um herói reformado e Thunderbolt original, o Mach VI, o grupo era composto por Rhino, Corisco, Homem-Hídrico e Bumerangue. A capa onde eles aparecem pela primeira vez, por sinal, é inspiração pra edição #27 deste novo volume. Confira:



O Bumerangue, por sinal, deve estar num baita perigo por que a nova Besouro, sua ex-colega de equipe do título "Superiores Inimigos do Homem-Aranha" está doida pra se vingar dele. Como sempre, Nick Spencer fazendo histórias sempre muito divertidas com o herói. Era pra ser seu lugar desde sempre.

Coveiro

Marvel divulga itens do seu catálogo de produtos a venda na SDCC' 2019


Quem já teve a oportunidade de ir pra uma convenção lá fora já sabe. O pessoal dos stands das editoras e estúdios realmente capricham no material promocional e de merchandising que distribui ou põe a venda. Na San Diego Comic Con deste ano não será diferente. O legal é que a Marvel lançou antecipadamente seu catálogo e está recheado de coisas bacanas - Pins com arte do Skottie Young, Camisetas e casacos tematizados e revistas com capas variantes de venda exclusiva pro evento. Veja nas imagens liberadas abaixo o que encontrar lá:






Ah, a imagem do Todd Nauck lá em cima faz parte de um promoção de quem quiser fazer um cartão de crédito da Marvel irá ganhar uma capa do Immortal Hulk #21 de brinde.


A convenção começa nesta quinta-feira, dia 18 e vai até o Domingo, no dia 21. Já informamos anteriormente aqui uma lista da programação. Quem estiver curioso sobre essas novidade, fica de olho no site que estaremos postando o máximo possível das novidades aqui.


Coveiro

Surge uma figura brilhante em Immortal Hulk


*ATENÇÃO! Esse artigo contém spoilers da edição que está sendo publicada nos EUA! Leia por sua própria conta e risco!


A medida que essa nova série do Hulk avança, tanto Al Ewing quanto Joe Bennett aprofundam mais nas possibilidades de estranheza e visuais macabros que podem arrancar do universo do Hulk, colocando-o em um lugar que muitos fãs estão adorando, que é o terror. E agora parece que o quadrinho vai tocar em mais uma nova área, se realmente for como o título da história revelou no fim.

Como vimos na última edição, Hulk aparentemente foi morto pela monstruosa Harpia, retornando o alter-ego da Betty Ross, e o monstro Abominável, que descobrimos ser o ressuscitado Rick Jones, só que Hulk após um tempo começou a se regenerar e voltou a vida, como se esperava, vendo sua amada sendo atacada pelo monstro.


Depois que o casal monstruoso quase derrubaram o Jones, o General Fortean enviou as aeronaves War Wagon (Vagão de Guerra, no literal) e atacou todo mundo, inclusive a doutora McGee que estava acompanhando a Betty. Enquanto Hulk dava cabo deles, Betty cuidava do Abominável e o resultado de tudo isso foi puro caos e o Hulk retirando um corpo "zumbificado" do Jones de dentro da carcaça do Abominável. Logo em seguida eles somem, bem como a equipe militar do general Fortean, quando percebem que a Tropa Gama estava se aproximando do local onde se encontravam. 



Depois disso, a história nos apresenta Bruce em uma aparência de zumbi, de pé em um asteroide no vácuo e perto dele há um corpo com um uniforme rasgado. Se perceberem bem o uniforme, por estar longe, lembra muito do personagem conhecido como Senhor Imortal, dos Vingadores da Costa Oeste.

Uma voz surge falando com o Bruce que pergunta no fim o que ele está para se tornar e nesse momento, surge uma figura brilhante, que aparenta ter asas, mas não se consegue identificar quem ou o que é. Porém, o título da história aparece nessa última página revelando um nome, Metatron. 


Se levado ao pé da letra, Metatron, segundo livros especializados sobre hierarquia celestial, segundo o que diz a Santa Hildegarda, é o anjo serafim mais importante por estar o mais próximo de Deus, se não for o próprio porta-voz das palavras de Deus. Se for mesmo ele, será que Bruce Banner se tornou realmente uma ameaça a Terra a ponto de despertar uma interferência divina?

Vamos ver nas próximas edições! E aguardem um complemento desse artigo que vou apresentar um possível retcon nas origens do Hulk, graças a Al Ewing.

Marcus Pedro

Aranha, Venom, Miles e Gwen sairão em versão Mini Egg Attack no final de 2019

 A Beast Kingdom estará lançado graças ao hype do novo filme do Homem-Aranha mais quatro figuras, versões de Mini Egg Attacks do Homem-Aranha, Venom, Miles Morales e Gwen-Aranha. São peças em 3D, mas não articuladas, mas com um baita efeito de cenário em suas bases. Espia só:



Será que essas peças estarão já expostas na San Diego Comic Con? A pré-venda já está aberta e prevista para entregar no final de 2019.

Coveiro

Marvel quer novo talento e restritamente alguém de ancestralidade chinesa para ser o Shang Chi

Considerando a Variety um veículo pra lá de sério, é de se considerar quando um de seus editores, Justin Kroll vai até ao Twitter atualizar uma novidade sobre a escalação do Shang-Chi. Não esperem por nenhum nome grande e já aclamado pra assumir o papel principal. A Marvel quer descobrir aí um novo talento.

Resultado de imagem para shang chi marvel616

"Com a Comic Con já fechada, tenho ouvido que a Marvel está colocando por aí em teste um grupo de homens em seus 20 anos para o filme do Shang Chi. Marvel tem se mantido dura na questão da representaação oferecendo detalhes ao seus clientes de que o papel será para alguém com ancestralidade chinesa e nenhuma outra ancestralidade asiática será aceita" Twittou Kroll.


E continuou: "Não tenho ouvido falar sobre nenhum nome e me parece que eles vão traçar a rota da descoberta [de um talento], mas será interessante ver se a decisão acontecerá em tempo para a apresentação no Hall H. Fique ligado"


Bom, se for mesmo ser anunciado na SDCC 2019, vão ter que correr com isso pois ela já acontece no próximo fim de semana. O mais provável é que esses anúncios fiquem para a D23 em Agosto. Aposto mais que a Marvel irá atualizar lá no sábado as novidades sobre o filme da Viúva Negra e também das séries da Disney+. Por mais forte que seja a convenção de San Diego, a Disney vai sempre querer que sua D23 seja priorizada.

Coveiro

domingo, 14 de julho de 2019

Jake Gyllenhaal tem uma aparição secreta em Homem-Aranha: Longe de Casa

Homem-Aranha: Longe de Casa tem muito mais detalhes escondidos no filme do que você imagina. Desta vez, uma provocação no Instagram feita por Jake Gyllenhaal levou um fã a achar uma aparição no filme escondida de tudo e de todos. Espia só:



Na rede social, ele aparece de boné e camiseta florida dizendo que esse foi o melhor visual dele no filme do Homem-Aranha: Longe de Casa. Mandou os fãs ficarem de olho.


E foi o que um deles fez. Eis o twitter do rapaz que o achou em dada cena dele na Itália, muito antes do ataque do Monstro d'água em Veneza. Obviamente, é um baita dica só pros muito atentos ao filme. E olhando de novo, você fica impressionando como o filme está repleto de camadas sobre essa questão de enganações, fumaça e espelho.





Homem-Aranha: Longe de Casa tem no elenco Tom Holland (Peter Parker), Jacob Batalon (Ned), Zendaya (MJ), Tony Revolori (Flash), Angourie Rice (Betty), Marisa Tomei (Tia May), Jake Gyllenhall (Mysterio), Numan Acar (Dmitri), Martin Starr (Mr. Harrington), J.B. Smoove (Mr.Bell), Remy Hii (Brad Davis), Samuel L. Jackson (Nick Fury) e Cobie Smulders (Maria Hill), dentre outros. A direção do filme é de novo por conta de Jon Watts.

Coveiro

Saiba detalhes da polêmica do uso do símbolo do Justiceiro pela associação de policiais de St. Louis



Pode parecer até ser notícia velha, mas não é. Coincidentemente, acabou vindo a tona na mesma semana em que a Marvel publicou um quadrinho justamente criticando o uso indevido do símbolo do Justiceiro por forças policiais e militares. E o que veio a tona esses dias foi justamente um conflito entre membros da comunidade policial de St. Louise quanto o uso do logotipo do Justiceiro como um símbolo da solidariedade policial.  O site Daily News resumiu um pouco dessa história aqui e nos resolvemos juntar esses fatos com a recente crítica vista na edição 15 do Justiceiro nos EUA:

 O Departamento de Polícia Metropolitana de St. Louis está no meio de uma revisão interna. Estão investigando oficiais que postaram imagens e declarações questionáveis ​​em mídias sociais nesses últimos tempos. Esse grupo curiosamente usa entre si uma versão levemente modificada da Caveira do Justiceiro como símbolo acompanhado da frase "Vidas Azuis importam". O problema é que seus superiores não ficaram nada satisfeitos com o que viram e apontam que a atitude promove mais contra a polícia e a lei, do que o contrário.

 E pra piorar a questão, em resposta, o presidente da Associação de Policiais de St. Louis , Ed Clark,  pediu aos membros do sindicato da polícia que postassem essas mesmas imagens do símbolo do Justiceiro estilizado em suas páginas. Ele coloca que isso servirá de apoio e solidariedade aos policiais sob investigação. O que só pôs mais lenha na fogueira.

Em uma nota postada na página do sindicato, Clark diz que o Justiceiro “foi amplamente aceito pela comunidade policial como um símbolo da guerra contra aqueles que odeiam a aplicação da lei”.


O chefe de polícia da cidade não concorda com a posição de Clark. O St. Louis Post-Dispatch obteve um memorando escrito pelo chefe de polícia de St. Louis, John Hayden. No memorando (que você lê aqui), Hayden diz que o símbolo do Justiceiro "não coincide" com a "missão do departamento de proteger a vida e a propriedade e alcançar uma sociedade pacífica".


Hayden, por sinal, está certamente atento as muitas críticas que já vinha recebendo sobre esse uso indevido não só da imagem como também da mensagem que ela passa. Foi justamente dias atrás que inclusive saiu na Marvel uma edição onde o próprio Justiceiro critica policiais que veem ele como símbolo. Apesar de tudo, Frank Castle sempre se reconheceu como um homem quebrado e que agia por fora da lei, algo que ele não encara com bons olhos os oficiais que pensam igual.

A edição que saiu a pouco de The Punisher # 13, escrita por Matthew Rosenberg, coloca Frank Castle encontrando alguns policiais na cidade de Nova York da Marvel que ficticiamente usavam seu símbolo. Ele não aprovou nem um pouco e foi ríspido. Na história, dois personagens abordam o Justiceiro e ao invés de prendê-lo querem tirar um Selfie e mostrar que eles fazem parte de um grupo que apoia o que ele faz:


Frank pega o adesivo e o rasga. Em seguida fala: "Eu vou dizer isso uma vez. Nós não somos iguais. Você fez um juramento para defender a lei. Você ajuda as pessoas. Eu larguei tudo isso há muito tempo atrás. Você não faz o que eu faço. Ninguém faz. Vocês meninos precisam de um modelo? Seu nome é Capitão América, e ele ficaria feliz em ser um exemplo pra você ... Se eu descobrir que você está tentando fazer o que eu faço, eu vou para cima de você em seguida".



O que Matthew fez praticamente foi inspirado no depoimento do co-criador do Justiceiro, Gerry Conway, que falou sobre este assunto no início deste ano. Ele disse na época em um painel que o uso policial do símbolo do Justiceiro mostra uma incompreensão fundamental do que o personagem representa. Na época, Conway respondia a questão depois que viu o uso da iconografia do personagem em Militares, como foi recentemente evidenciado pela autobiografia que virou filme do Snipper Americano Chris Kyle.

"Para mim, é perturbador sempre que vejo figuras de autoridade abraçando a iconografia do Justiceiro porque o Justiceiro representa uma falha do sistema da Justiça", disse Conway. "Ele deve acusar o colapso da autoridade moral e social e a realidade de que algumas pessoas não podem depender de instituições como a polícia ou os militares para agir de uma maneira justa e capaz.



“O anti-herói vigilante é fundamentalmente uma crítica ao sistema de justiça, um exemplo de fracasso social, então quando os policiais colocam crânios do Justiceiro em seus carros ou membros do exército vestem crânios de Justiceiro pintados no capacete, eles são basicamente se colocando de um lado inimigo ao do exército e do sistema. Eles estão abraçando uma mentalidade fora da lei. Se você acha que o Justiceiro é justificado ou não, se você admira seu código de ética, saiba que ele é um fora da lei. Ele é um criminoso. A polícia não deveria estar abraçando um criminoso como seu símbolo.

"É evidente. De certa forma, é tão ofensivo quanto colocar uma bandeira confederada em um prédio do governo. Meu ponto de vista é que o Justiceiro é um anti-herói, alguém que podemos torcer ao lembrar que ele também é um fora-da-lei e criminoso. Se um oficial da lei, representando o sistema de justiça, colocar o símbolo de um criminoso em seu carro de polícia, ou compartilhar moedas que honram um criminoso, ele ou ela está fazendo uma declaração muito imprudente sobre sua compreensão da lei. ”


A verdade é que esse assunto não é novo. Em histórias muito antigas, Frank Castle chegou a caçar pessoas que se vestiam ou passavam a usar seu símbolo certa vez, ciente que a ideia do que ele mesmo construiu é errada e se propagada poderia ser um mal maior a sociedade. Por outro lado, em Guerra Civil, há uma mensagem subliminar do quão o Justiceiro admira o Capitão América por justamente ser uma imagem completamente diferente dele.

Em suma, o Justiceiro nasceu como vilão do Homem-Aranha. E mesmo que tenha ganhado histórias e revistas próprias ao longo dos anos, nunca foi um herói. É uma homem amargurado e perdido rumo a um caminho destrutivo para os outros e ele mesmo. É lamentável que seus ditos fãs não conseguiram perceber isso até hoje.

Coveiro

Venom salva Conan em Vingadores Selvagens


*ATENÇÃO! Esse artigo contém spoilers da edição que está sendo publicada nos EUA! Leia por sua própria conta e risco!


Conan mal chegou nos tempos atuais da Marvel e ele quase comeu grama pela raiz, se não fosse pela interferência do simbionte Venom, que vai gerar até um leve upgrade para o Cimério. Em Vingadores Selvagens 3, Justiceiro entra na luta contra o Feiticeiro Kulan Gath e o Tentáculo para recuperar os corpos de sua falecida família roubados por eles. Quem também resolveu se revelar como aliada é Elektra, que guia Castle até onde está o responsável pelo roubo.

Um pouco mais no interior do Castelo, está o Kulan Gath estripando Wolverine para o seu ritual de invocação de um deus demoníaco chamado Marrow God (Deus da Medula, no literal) e trazer o caos ao mundo. Contudo, Irmão Vodu ressuscitado pelo Logan, graças a transfusão de um pouco do seu sangue para ele, interrompe o ritual a tempo de seus aliados - Elektra e Justiceiro - chegarem, bem como Conan, que estava de posse do amuleto do bruxo, necessário para o ritual.

Enquanto Kulan Gath distrai os heróis com oponentes que ele conjurou, o velho bruxo ataca rapidamente o Cimério, atravessando seu tronco e pegando o amuleto. 


Quando tudo parecia o fim para o bárbaro, o simbionte Venom, que tinha sido libertado por Conan, entra dentro de seu ferimento salvando-o da morte certa e concedendo-lhe a possibilidade de criar sua própria Espada Selvagem. E ao ouvir a voz de Venom na cabeça pedindo para matar todos, ele inicia sua carnificina.


Termina a edição com o bruxo conseguindo invocar o deus demoníaco Jhoatun Lau, o Deus da Medula, em toda sua glória, preparando para trazer sabe-se lá que tipo de catástrofe para o planeta.


A única pergunta que fica é: quantas edições irá durar essa fusão do Conan com o Venom? Eu quero muito ver isso evoluindo e pode colocar o bárbaro no nível de poder dos heróis Marvel e tem muitas possibilidades nisso!

E você, leitor, o que acha da ideia???

Marcus Pedro

Vingadores: Ultimato está agora a $7,2 milhões apenas de passar globalmente a bilheteria de Avatar

Com o retorno do filme incluindo material extra após os créditos em mais mercados internacionais, Vingadores: Ultimato deu um pulo considerável na bilheteria mundial e se aproxima ainda mais de Avatar. Comparado a semana passada que estava faltando mais de 16 milhões, chega a impressionar que agora reste apenas 7,2 milhões de dólares para se tornar a maior bilheteria mundial de todos os tempos.


Os dados mais recentes do BOX OFFICE revelam que o filme está agora com $851 milhões arrecadados nos EUA, que era uma estimativa considerada que 'final' pro filme por lá. Mas Ultimato deve permanecer por lá nos cinemas até o final de Julho e começo de Agosto. Difícilmente deve passar os $936 milhões de Star Wars: O Despertar da Força, mas está ficando mais próximo do que se esperava até.

Já internacionalmente agora, com o retorno ao Brasil, India e demais lugares do mundo, Vingadores: Ultimato chega a $2,780,8 bilhões de dólares. Ou seja, está a 7,2 milhões de empatar Avatar. Passar essa colocação, deve ser algo aos centavos, mas a possibilidade de acontecer até o filme deixar os cinemas de vez é boa. Vamos ver como se comporta os números no próximo fim de semana.

Coveiro

Homem-Aranha: Longe de Casa passa dos $840 milhões e já é o terceiro maior filme do herói nos cinemas


Homem-Aranha: Longe de Casa vence mais uma vez o fim de semana, seu segundo nos EUA desde a Estreia. O filme começou a sexta-feira com mais $13,3 milhões arrecadados e fecha o Domingo com a previsão agora de $45  milhões arrecadados. Com, isso a bilheteria americana soma até hoje 274,5 milhões de dólares Assim, Homem-Aranha: Longe de Casa JÁ ESTÁ entre as cinco maiores bilheterias americanas de 2019.



No mercado internacional, temos mais $572,5 milhões fora dos EUA. Isso somado ao que já tem nos EUA, coloca a bilheteria global de Homem-Aranha: Longe de Casa com 847 milhões aproximadamente. Esse valor é obviamente possível de ser corrigido até o dia acabar, mas já podemos dar como certo a estrada pra o 1 bilhão do Teioso.

Vale destacar também que com esses números o filme se torna a terceira maior bilheteria de um filme do Homem-Aranha. Ele passou o primeiro Homem-Aranha ($821 milhões), o segundo Homem-Aranha ($783 milhões) e os dois espetaculares Homem-Aranha de Marc Webb ($757 milhões e $708 milhões). Ele só não passou o ainda imbatível terceiro Homem-Aranha do filme de Sam Raimi nos cinemas e seus $890 milhões e Homem-Aranha: De volta ao lar com $880 milhões.

Dirigido por  Jon Watts, Homem-Aranha: Longe de Casa estreou na semana passada no Brasil e tem no elenco Tom Holland (Peter Parker), Jacob Batalon (Ned), Zendaya (MJ), Tony Revolori (Flash), Angourie Rice (Betty), Marisa Tomei (Tia May), Jake Gyllenhall (Mysterio), Numan Acar (Dmitri), Martin Starr (Mr. Harrington), J.B. Smoove (Mr.Bell), Remy Hii (Brad Davis), Samuel L. Jackson (Nick Fury) e Cobie Smulders (Maria Hill), dentre outros.

Coveiro

Sam Raimi comenta sobre seu nunca antes feito Homem-Aranha 4 e dá benção 'aquela' aparição especial em Homem-Aranha: Longe de Casa

Foi durante uma conversa com o Yahoo para promover o novo filme Crawl que o diretor da trilogia original do Homem-Aranha, Sam Raimi, revelou que até hoje sente muito não ter podido completar o filme do Homem-Aranha 4 com a Sony. Além de compartilhar duas imagens de um storyboard do filme, ele elogiou a volta de J.K. Simmons a nova franquia da Sony.


"Eu penso nisso o tempo todo", ele admitiu na entrevista. “É difícil não pensar, porque a cada verão sai outro filme do Homem-Aranha! Então quando você tem um que nunca nasceu, você não pode deixar de pensar no que poderia ter sido. Mas tento me concentrar no que será que vem aí e não olhar para o passado. ”

Raimi, que é notoriamente conhecido por criar a franquia do Evil Dead nos cinemas e lançar o Ash, cita como tudo isso influênciou sua trilogia do teioso também. “Eu fui super-influenciado por esses filmes, e também amei os filmes de terror do Hammer. Mas eu fui mais influenciado pelas histórias em quadrinhos de Stan Lee e pelos grandes artistas como John Romita e Jack Kirby, que contavam histórias com imagens que tinham uma apresentação real, cara-a-cara. Eu estava tentando levar esse tipo de imagem a vida nesses filmes do Homem-Aranha. ”

Sam Raimi também liberou dois concept arts dos vilões que veríamos em seu filme - Abutre e Mysterio, que seriam interpretados por John Malkovich e Bruce Campbell respectivamente. Veja:





Já ao Entertainmente Tonight, Sam Raimi revelou que J.K. Simmons chegou a ligar pra ele pra pedir permissão de reviver o mesmo personagem J. J. Jamenson na mesma franquia. “J.K. me ligou e disse: "Ei, eles estão falando sobre reprisar meu papel", disse Raimi ao Entertainment Tonight. “Eu disse: 'Com todas as minhas maiores bênçãos', porque eu amo o Homem-Aranha e amo o J.K. e eu adoraria ver mais dele". Sobre a ideia do personagem ser inspirado numa versão do conspiracionista Alex Jones do UCM e revelar a identidade do Homem-Aranha como um tipo de 'Fake News', Raimi apenas descreveu como algo "muito legal".

Homem-Aranha: Longe de Casa foi escrito por Chris McKenna e Erik Sommers e dirigido Jon Watts. No elenco do filme temos Tom Holland (Peter Parker), Jacob Batalon (Ned), Zendaya (MJ), Tony Revolori (Flash), Angourie Rice (Betty), Marisa Tomei (Tia May), Jake Gyllenhall (Mysterio), Numan Acar (Dmitri), Martin Starr (Mr. Harrington), J.B. Smoove (Mr.Bell), Remy Hii (Brad Davis), Samuel L. Jackson (Nick Fury) e Cobie Smulders (Maria Hill), dentre outros.


Coveiro

sábado, 13 de julho de 2019

Ryan Meinerding posta sketches de posteres nunca utilizados para promover Homem-Aranha: De volta ao lar.

Depois de falar um pouco no video da Marvel sobre a construção do uniforme do Mysterio pro filme, o artista Ryan Meinerding usou suas redes sociais para revelar algumas sketches nunca antes usadas para posters promocionais do filme do primeiro filme do teioso no UCM, Homem-Aranha: De volta ao lar. Confira algumas delas a seguir:










Mas quem hoje está nos cinemas é sua sequência. Homem-Aranha: Longe de Casa está em seu segundo final de semana de exibição e deve levar de novo o primeiro lugar no final de semana. É mais do que esperado que o filme passe dos $800 milhões até Domingo. Será que dá 1 Bilhão?


Coveiro

Os roteiristas de Longe de Casa especulam o futuro do Homem-Aranha após os acontecimentos da cena pós-crédito

Quando sentaram com o New York Times para responder algumas perguntas sobre Homem-Aranha:Longe de Casa, os roteiristas Chris McKenna e Erik Sommers tiveram que reservar um momento para destacar os impactos do final de Homem-Aranha: Longe de Casa e como isso repercutirá no futuro do Teioso no UCM.


Começando sobre Homem-Aranha: Longe de Casa é a primeira cena pós-crédito que joga na nossa cara a questão da revelação da identidade de Peter Parker ao mundo. "Fomos desafiados pelos produtores a propor algo que Peter sacrifique no final deste filme", explicou McKenna "e quando decidimos isso como um grupo, tornou-se uma idéia muito assustadora: "Oh, não, não podemos fazer isso! Então não será mais um filme do Homem-Aranha!"

"É uma manobra tão ousada que se tornou inevitável, particularmente com um personagem complicado como Mysterio, que é essa figura paterna sombria", continuou ela. "Do túmulo, ele está tentando dar a Peter o seu momento do tipo 'Eu sou o Homem de Ferro'? É imposto a ele, mas isso é uma lição ou um castigo?"

Não só temos a revelação da identidade, como agora o herói será encarado como um vilão por alguns. Nos quadrinhos, é verdade que isso é quase corriqueiro como manchete do Clarim Diário, mas como será nos cinemas? "Nós estávamos definitivamente debatendo, devemos apenas revelar quem é o Homem-Aranha, ou devemos colocá-lo na prática para algo mais e transformá-lo em um pária?" lembrou Sommers "Em última análise, decidimos que ambos eram o caminho a seguir. É um grande triunfo no final porque ele conquistou a menina e finalmente deram um grande giro pela cidade, então queremos derrubá-lo o mais longe possível."

E isso leva ao que seria um final anternativo para Homem-Aranha: Longe de Casa, onde a revelação seria de outro jeito.  "Brincamos com a ideia de que Peter é quem sacrifica sua identidade por necessidade durante a batalha final, então parecia mais interessante se Mysterio o enganasse a fazê-lo, mas sempre que escrevíamos uma versão onde ele estava sendo revelado ao mundo naquela batalha, parecia que diminuía a vitória ", revela McKenna. "Então, antes de se tornar uma cena pós-crédito', foi realmente apenas ao final do filme: assim que ele sente que está crescendo como o Homem-Aranha, e daí ele tem o tapete arrancado de debaixo dele novamente."



E sobre trazer de volta J. Jonah Jameson? "Já havia algum interesse em possivelmente usar JK Simmons quando trouxemos J. Jonah de volta", Sommers confirmou depois de revelar que eles estavam pensando nisso desde De volta ao Lar, "então uma vez que foi decidido que iríamos revelar a de identidade de Peter no final, em vez da batalha final, tudo se encaixou muito naturalmente que J. Jonah estivesse envolvido".

McKenna então falou sobre essa nova versão do JJJ. "Algo que estava flutuando em todo este filme foi a idéia de 'Fake News' e como você pode acreditar em tudo que vê? Estávamos brincando com a idéia de que Mysterio transformaria o Homem-Aranha em um vilão, assim como ele fez nas revistas em quadrinhos, e foi assim que se ligou a esse J. Jonah 2.0 como o 'Alex Jones' do UCM. "

E quais os planos futuros para o site de fofocas TheDailyBugle.net? "É a versão do filme 'Whiplash' dele!" brincou McKenna. "É um pouco menos parecido com a da história em quadrinhos - estamos levando-o em uma direção ligeiramente diferente. Mas estamos animados que, se isso continuar e começarmos a trabalhar no próximo, esperamos que envolva muito do JK. "

O roteiro de Homem-Aranha: Longe de Casa foi escrito por Chris McKenna e Erik Sommers, juntamente com o diretor Jon Watts. No elenco do filme temos Tom Holland (Peter Parker), Jacob Batalon (Ned), Zendaya (MJ), Tony Revolori (Flash), Angourie Rice (Betty), Marisa Tomei (Tia May), Jake Gyllenhall (Mysterio), Numan Acar (Dmitri), Martin Starr (Mr. Harrington), J.B. Smoove (Mr.Bell), Remy Hii (Brad Davis), Samuel L. Jackson (Nick Fury) e Cobie Smulders (Maria Hill), dentre outros.


Coveiro