sábado, 19 de outubro de 2019

O artista brasileiro Marcelo Ferreira se torna exclusivo da Marvel


Mais um nome brasileiro integra a fileira de artistas exclusivos da Marvel Comics, que é um sonho de muitos que estão entrando para o mercado e uma ótima visão para a gente lá fora.

Marcelo Ferreira é o mais novo nome exclusivo do estúdio, sendo anunciado durante um dos painéis com os revendedores nos EUA durante a Nova York Comic Con. Ele ganhou mais holofotes em trabalhos feitos nos títulos Guerra dos Reinos: Justiceiro, O Amigão da Vizinhança Homem-Aranha e Absolute Carnage VS. Deadpool e a crítica no geral tem gostado bastante de seu trabalho e parece que agora ele vai ganhar mais visibilidade, sendo anunciado como o artista principal no título de Mórbius, o vampiro vivo.


"Tenho trabalhado com a Marvel nesses últimos doze meses e não sou nada a não ser emocionado por ter sido ofertado esse acordo de exclusividade," disse Ferreira. "Começando com MORBIUS, tenho certeza que estaremos prontos para desenvolver grandes quadrinhos para os fãs para o próximo ano e em diante!"

"Trabalhar com o Marcelo é uma experiência colaborativa fantástica! Ele é sempre empolgado e engajado no projeto e sempre tem muitas ideias para trazer a mesa," disse Vita Ayala, roteirista do título. "Cada página que eu vejo em MORBIUS é centena de vezes mais intensa e dinâmica do que imaginei. Estou muito feliz por estar trabalhando com ele!"

"Marcelo é um talento incrível, quem tive a sorte de trabalhar antes de Morbius, em Absolute Carnage VS Deadpool. Lendo essas edições antes deles imprimirem eu - e acho que todos aqui na Marvel - estou abismado pela sensibilidade de Marcelo na ação clássica," disse o editor Devin Lewis. "O estio de Marcelo bate perfeitamente com o que nós construímos em ABSOLUTE CARNAGE e quando veio a chance de construir um título de MORBIUS, ele imediatamente veio aos meus olhos. É claro pelas muitas páginas do trabalho dele que eu vi que Marcelo é um grande fã da Marvel e ele fez a lição de casa. COMO DESENHAR QUADRINHOS NO ESTILO MARVEL está na medula (hah!) do trabalho dele e Marcelo dá algo aos leitores em cada uma de suas páginas, se não for em cada um de seus quadros. O trabalho que ele tem feito em MORBIUS é algo muito visceral, assustador e, sim, coisas sangrentas que tenho trabalhado em meu tempo na Casa das Ideias e estou muito empolgado por cada um que está fora do alcance dos dentes dele nisso aqui!"

É muito bom ter mais e mais brasileiro dentro da Casa como exemplos de competência e qualidade, pois são essas pessoas que acabam ajudando a abrir portas para mais novos artistas conterrâneos ingressarem no mercado, mesmo não sendo com os grandões.

Parabéns ao Marcelo pela grande conquista e que esses anos na Casa sejam de grandes realizações!

Marcus Pedro

Atriz é escalada para viver a vilã Shriek em Venom 2


Mais um nome de peso foi escalada para ingressar o elenco do novo filme do Venom, que tem na direção ninguém menos que Andy Serkis, que você conheceu como o Garra Sônica em Pantera Negra.

Naomie Harris, atriz de 007 e indicada ao Oscar por Moonlight, é mais novo nome no elenco e que viverá a vilã e interesse amoroso do Carnificina Shriek. A personagem nos quadrinhos é tão pinel quanto o próprio Cletus e tem a habilidade de manipular o som a seu favor, tanto para ataque quanto para defesa. Outra habiliade que ela possui é seu toque persuasivo, despertanto seus medos, ódio e fúria, tornando as pessoas mais violentas.

Para mais detalhes sobre quem é a personagem, só visitar nosso artigo que publicamos quando foi anunciada a personagem como um dos vilões dessa sequencia do simbionte mortal.

Naomie Harris se junta a Tom Hardy, que está de volta no papel de Ed Brock/ Venom, Woody Harrelson como Cletus Kasady/ Carnificina e Michelle Williams. Venom 2 tem data prevista para ser lançado nos cinemas em Outubro de 2020.

Marcus Pedro

Agentes da Atlas entraram em confronto com os atlantes em Ataques Atlantes


Chegou a vez dos Agentes da Atlas entrarem em confronto diretos com os povos Atlantes, para impedir que eles tentem exterminar os povos da superfície.

Ataques Atlantes será uma minissérie em cinco edições que contará com os roteiros de Greg Pak e a arte interna por Ario Anindito, com arte de capa pelo artista Rock-He Kim.


"Somos gratos a todos os fãs que apoiaram cada quadrinho dos Agentes da Atlas que lançamos. Por causa de vocês, podemos continuar com o próximo capítulo em que nosso heróis, determinados a proteger as pessoas do Portal da Cidade de Pan, encarando o Rei Namor e os Atlantis em sua batalha de maior risco até agora. O confronto entre as visões de mundo de Amadeus Cho e Jimmy Woo atingem o próximo de chocante, Onda finalmente conhece os outros peixões no mar e o romance e a aventura que fazem parte de Atlas atingem níveis de Tsunami. E prepare para a espetacular arte famosa de Ario Anindito de Hulkverines e Master Sword e, sim, o retorno da clássica, velha escola Agentes da Atlas!" Comentou Greg Pak ao site da Marvel.

"E sério, gostaria de enfatizar como tudo disso está apenas acontecendo porque vocês estão apoiando esses personagens e os quadrinhos. É um sonho se tornando realidade que podemos contar muitas histórias apresentando muita diversão, diversos personagens, novos e velhos e obrigado a todos lerem, analisarem e falar sobre esses título!"

Em Ataques Atlantes, Amadeus Cho, Teia de Seda, Onda, Shang-Chi e todos os heróis da Atlas lideram uma batalha destinada a estremecer alianças e quebrar corações! Quando um terrível segredo expõe a fúria do Príncipe Namor, perguntas surgem sobre quem é um amigo... e quem é um inimigo? Jimmy Woo também faz um retorno chocante... assim como os originais Agentes da Atlas! Este novo confronto ocorre trinta anos depois do evento das Guerras Atlantes Originais.

Agentes da Atlas: Ataque Atlantes será uma minissérie em 5 edições que estreará nos EUA em Janeiro de 2020.

Marcus Pedro

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Marvel lança checklist do evento Homem de Ferro 2020


Pra o ano de 2020, a Marvel Comics está preparando algo grande para o pequeno universo do Vingador Dourado, o Homem de Ferro. Só que desta vez, os holofotes estão sendo direcionados não para Tony Stark, mas sim para seu “irmão”, o Arno Stark.


Depois de aparecer pela primeira vez como personagem do futuro em 1984, o tempo do Homem de Ferro 2020 é agora. E a Marvel liberou agora não só um pequeno preview de páginas da primeira edição do Iron Man 2020 como um checklist de todo o primeiro semestre com revistas ligadas ao personagem. 


O novo evento vem de Dan Slott e Christos Gage, com arte de Pete Woods, e está no radar de todo e qualquer fã do Homem de Ferro. Teremos além da revista mensal protagonizada por Arno, teremos uma nova versão da Force Works ( Força-Tarefa), além de edições com a Resgate, Coração de Ferro, Homem-Máquina e até uma curiosa edição chamada de Wepow.Exe e outra da Iron Age. 

De acordo com a Marvel, a nova série revela a aquisição de Arno como Homem de Ferro. "Como ele lida com as responsabilidades de ser o Vingador blindado tendo um efeito monumental no Universo Marvel", disse a Marvel.

Coveiro

Thanos versão dos quadrinhos sai pela Funko com exclusividade pela PX Previews

Thanos surge em mais uma versão pra linha Funko, mas desta vez totalmente inspirado nos quadrinhos. Não so temos sua versão com uniforme que ficou marcada nos gibis como também. Remontando um momento mais clássico do estalar de dedos do vilão visto pela primeira vez na minisserie de Jim Starlin do Desafio Infinito:



A peça é limitada, de venda exclusiva da Previews PX, e algumas lojas tem a versão acompanhada com um edição da Guardiões da Galáxia #12 de Donny Cates (que sai este fim de ano). A previsão é que saia nas lojas em Março.

Coveiro

Carnificina Absoluta: Simbiontes Turbinados

Na penúltima edição de Carnificina Absoluta, chegamos não so ao clímax da minissérie, mas também ao auge da transformação dos dois personagens principais e em oposição da série - Cletus Kasady e Eddie Brock. Eles até o fim dessa revista se tornam versões muito maiores de Carnificina e Venom:



Na última edição aqui resenhada, terminamos com o Venom se ligando ao Hulk em busca de um hospedeiro forte e resoluto o suficiente para dar cabo do vilão psicopata. Quem quiser ler um complemento a essa transformação, há uma história intermediaria que foi publicado em mais um Tie in da Minissérie focada só no Immortal Hulk de Al Ewing. E enquanto há esse confronto, Eddie Brock arrasta o Homem-Aranha, seu filho Dylan e o neto de Norman Osborn pra outro compartimento do esconderijo do Criador repleto de armas próprias para lidar com simbionte.



Eddie decide se sacrificar. Ele convence Peter a proteger os meninos e ficar para trás enquanto que ele vai armado do escudo do Capitão América e uma arma sônica para afastar o restante dos minions do Carnificina de atacar os Vingadores que estão vinculados a máquina do Criador que retira o Códex dos ex-hospedeiros dos simbiontes. Acaba topando com o Miles Morales carnificinizado (que também teve historia própria num tie in da minissérie) e consegue separar ele do simbionte usando sua própria versão de “ferrão elétrico”.



Com o jovem Miles livre do comando do simbionte, Brock descobre uma dura verdade sobre o plano do Criador. O Reed Richards Ultimate do mal o enganou. Ele nunca esteve interessado em destruir os códex, mas sim coletá-los para si. Os minions do Carnificina ja estavam prestes a abrir a maquina, e Eddie precisava tomar uma decisão. Assim, ele decidiu pegar e incorporar para si todos os códex recém retirados da maquina. Além de ter acesso ao códex da família contaminada pelos simbiontes da fundação da Vida, pegou os códex e habilidades retirados do Capitão América, Wolverine, Gavião Arqueiro e Coisa. Brock agora era um novo tipo aprimorado de Venom.

Contudo, do outro lado, vemos o Carnificina conseguindo não so contaminar o cerebro do Bruce Banner/Hulk, mas também acabou tomando para si o simbionte original do Venom que estava atado a ele. Cletus agora era alguém muito poderoso, um tipo quase de semi-deus dos simbiontes envolvido num misto de Carnificina/Venom. Era uma entidade muito forte, que facilmente derrubou os recém libertos Capitão América, Wolverine e Coisa.



A edição termina deixando toda tensão pra ser resolvida na quinta e ultima parte da minisserie. Homem-Aranha esta encurralado e tem que proteger as crianças de Norman Osborn carnificinizado que invadiu o lugar. Por sua vez, as versões turbinadas de Venom e Carnificina ganham os céus e deixam a grande luta pra acontecer no alto. Aquele que sobreviver irá ter domínio quase que completo dos Códex existentes e pode impedir ou ser responsável por libertar o mal de Cul na Terra.



A conclusão fica pra Novembro. E mal sabemos o que Donny Cates planejou pra o futuro dos simbiontes após essa minisserie.

Coveiro

Encadernados capa dura de House of X e Powers of X vão ter artes exclusivas


Marvel Comics chamou os artistas Mark Brooks e Pepe Larraz para fazerem, de última hora, artes exclusivas para o mercado direto de quadrinhos para o encadernado que vai ter as suas duas minisséries House of X e Powers of X, que são consideradas sucessos absolutos de vendas e críticas.

Por enquanto a Marvel só foi revelada a arte desenvolvida por Pepe Larraz que está, na minha humilde opinião, sensacional, será uma dessas artes para parte da tiragem. A versão por Mark Brooks deve estar ainda em desenvolvimento, se for levada em consideração sua técnica que é desenhar e colorir manualmente maior parte da arte, colocando alguns acabamentos digitais.


Por serem capas para o mercado direto, significa que ela será vendida diretamente pela Diamond Comic Distributors, sendo que os lojistas que compram direto com ela é que poderão revender essas versões.

O encadernado capa dura englobará as duas minisséries e está prevista para ser lançada nos EUA em 11 de Dezembro desse ano.

Marcus Pedro 
(Preparando o cartão de crédito para comprar pela Amazon)

Elsa Bloodstone acompanhará Deadpool em sua primeira aventura na nova revista mensal de Novembro

Deadpool está chegando em nova revista mensal em Novembro, e com nova equipe criativa que já anunciamos por aqui. A novidade é que os novos teaser lançados pela Marvel revelam que ele estará acompanhado - não necessariamente de um jeito romântico. Elsa Bloodstone, a caçadora de Monstros estará com ele! Espia só:



DEADPOOL # 1
ESCRITO POR KELLY THOMPSON
ARTE E CAPA DE CHRIS BACHALO

Deadpool é um mercenário e seu último objetivo é O REI DOS MONSTROS! Quando os monstros montam seu novo reino na terra mágica de Staten Island, a missão de Deadpool é devolver o controle ao povo! Será que Deadpool usará sua suave carisma ou diplomacia pragmática? Ou Wade vai pular direto para um regicídio? "

Coveiro

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Jade Bartlett contratada para escrever Doutor Estranho no Multiverso da Loucura

Parece que temos um novo nome entrando pra sala de roteiristas da Marvel Studios. Segundo o Collider, o estúdio contratou a roteirista Jade Bartlett para escrever o roteiro de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura.



Segundo o que tinha sido posto antes, quem seria o roteirista principal do filme seria C. Robert Cargill, que foi a voz principal do primeiro filme ao lado de Scott Derrickson. Então não está claro se Bartlett irá trabalhar na história com ele, ou se a Marvel decidiu começar do zero e Bartlett receberá crédito sozinho aqui. Bartlett chamou a atenção de Hollywood com seu roteiro em Miller's Girl e também foi contratada para adaptar o romance de estreia de Chloé Esposito, Mad, Bad e Dangerous to Know para Universal.

Scott Derrickson retornará à cadeira do diretor, com Benedict Cumberbatch reprisando o papel do Dr. Stephen Strange ao lado de Benedict Wong como Wong e Elizabeth Olsen como Wanda Maximoff / Feiticeira Escarlate.

Coveiro

Taika Waititi confirma Korg, conclusão do roteiro e discute quanto tempo se passou em Thor: Amor e Trovão

Mesmo sendo um pouco cedo pra falar de Thor: Amor e Trovão, os últimos dias tem sido um prato cheio pros fãs que querem saber mais do futuro de Odinson, Jane Foster e Cia. Isso porque o diretor - e desta vez roteirista - Taika Waititi está em meio a uma semana de divulgação de seu novo filme, JoJo Rabbit nos EUA e sempre que há a oportunidade, alguém pergunta em que pé está o quarto filme do Deus do Trovão da Marvel:



Foi durante uma entrevista no programa de Jimmy Kimmel que ele acabou confirmando mais um personagem - Korg, interpretado pelo próprio diretor. A informação veio após o anúncio da volta de Jane Foster a franquia dizendo que teremos “dois Thors” e repetir que a Valquíria de Tessa Thompson também estará lá que ele citou Korg.

“Meu personagem estará de volta, Korg,” ele anunciou e a galera da plateia ovacionou. Ele, surpreso, fez uma imitação da voz do Kroniano rebelde agradecendo: “Obrigado, obrigado pela reação”.

Já ao Yahoo, Taika confirmou que teria terminado o roteiro, isso depois de meses atrás ter negado os rumores de que tinha acabado. “Eu terminei. Eu já o escrevi” disse ele claramente.

Algumas coisas, porém, parecem que ainda estão para serem ajustadas, como por exemplo a quanto tempo se passa o filme após Vingadores: Ultimato. Quando perguntaram se veríamos ainda um Thor gordo, ele respondeu que “esse era um debate ainda em andamento que ainda está acontecendo na Marvel”.

E explicou que “porque estão tentando imaginar quanto tempo - quantos meses ou anos depois - ele se passa depois do Ultimato, em que ponto ele acontecerá”.

Taika disse ainda que “acha que eles sempre querem ver o Thor mudando. Ele é tão interessante porque está mudando o tempo todo”.

Já a Variety, o diretor mostrou interesse em trabalhar o plot da doença de Jane Foster, mas não foi capaz de confirmar que isso irá para a edição final do filme:

"Eu acho que essa é uma parte realmente poderosa dos quadrinhos. Eu acho que é muito legal que ela esteja lutando contra isso e que há duas batalhas. Pessoalmente, eu realmente amo essa história ”, comentou Taika. "Mas se isso vai parar no filme ainda está para ser visto. Não temos certeza se faremos um levantamento completo de toda essa história. Essas coisas mudam durante as filmagens e mesmo quando estamos editando algumas vezes ", completou ele. "Pode ser que vamos nos livrar dessa história em que ela tem câncer de mama. Vamos mudar para outra coisa, ou talvez ela esteja bem.”

Thor: Amor e Trovão deverá ser filmado no próximo ano e sairá nos cinemas em 5 de Novembro de 2021 nos EUA.

Coveiro

Minissérie digital de Jessica Jones será publicado como quadrinho impresso em Janeiro

Jessica Jones voltará em Janeiro as páginas da Marvel com a versão impressa de Blindspot, história que saiu primeiro em versão digital com a esquipe criativa formada pela escritora Kelly Thompson e a artista Mattia De Iulis. Na versão que sai a venda nas lojas, teremos uma minissérie em seis partes que começa a ser vendida em Janeiro:



Escolhida para assumir a personagem pelo próprio criador de Jessica Jones, Brian Michael Bendis, Thompson deu voz a heróina no arco de histórias chamado “Blind Spot”, que foi um grande sucesso no mercado digital e, agora, a Marvel Comics se orgulha de apresentá-lo de forma impressa. A capa é de Valério Giangiordano.

Coveiro

Guardiões da Galáxia apresenta a horda de Destruidores


Desde o fim de Guerras Infinitas, Drax não é visto, já que ele se tornou o guardião do portal que mantém o mundo da Joia da Alma acessível. Só que a edição desse mês de Guardiões vai não só fazer a gente matar a saudade desse golem favorito, isso se o Drax não matar o Peter Quill primeiro.

Peter Quill é levado pelo seu pai , que está possuído pelas forças da Catedral da Verdade Universal, a um lugar lotado de casulos, onde um deles eclode e dele sai Drax, com suas vestes clássicas.


Peter Quill tenta se certificar se esse é o seu amigo que havia perdido nas Guerras Infinitas. Não ouvindo o aviso de seu pai, Quill é agarrado pelo golem que o arremessa para o meio dos outros casulos, de onde começam a sair mais Drax. Se um Drax do mal pode causar problemas, imaginem uma horda deles!


No momento que o Quill é atacado pelos clones do Drax, seus colegas Guardiões chegam, sob o comando do moribundo Rocket, trazendo com ele a versão infantil de Magus.


Agora é uma horda de Drax contra os Guardiões e o garoto Magus. Será que a próxima edição vai ser só pancadaria da pesada?

Marcus Pedro

Paul Wernick fala sobre o que foi combinado com a Marvel pro futuro do Deadpool



Dias depois de Ryan Reynolds aparecer numa foto com a logo da Marvel Studios atrás e com isso provocando euforia dos fãs, eis que Paul Wernick, co-escritor de Deadpool e Zumbilandia, voltou falar com a Entertainment Weekly sobre a situação dos próximos filmes do UCM:

"Estamos sempre em contato com Ryan ... acho que o começo da festa e a verdade é que ainda estamos descobrindo. A Marvel prometeu continuar nos deixando brincar no universo do Deadpool com classificação R, e a esperança é que eles também vão nos deixar entrar um pouco no UCM e brincar nessa caixa de areia. O nosso sentimento e o sentimento de Ryan é que essa é a idéia certa, e deve ser ótima ... Acho que quando concordamos coletivamente que idéia essa ótima idéia é que vamos às corridas. Ryan está super ocupado, temos muitos projetos alinhados, mas acordamos pensando em Deadpool e vamos dormir pensando em Deadpool. "

Bom, tudo leva a crer cedo ou tarde teremos Deadpool de volta às telonas. E se for considerar que Ryan Reynolds brincou recentemente com Deadpool fazendo parte da Fase 5, talvez possamos acreditar que tenha um fundo de verdade aí.

Coveiro

Produção da série da Ms Marvel pode já começar em Abril do próximo ano



A heroína mirim que se tornou não só uma sensação entre os fãs, mas também levou uma série de prêmios pra Marvel em sua estreia, a Kamala Khan, a nova Ms Marvel foi anunciada meses atrás como projeto de mais uma das series da Disney+. Sem data divulgada na época, eis que os ‘olheiros’ de notícia da Marvel descobriram que ela pode vir aí mais cedo do que imaginamos:


Segundo Charles Murphy, que tem se mostrado relativamente bem informado sobre notícias de chamadas de elenco em pré-produção, a série dela começará as filmagens em Abril sob o nome ‘Jersey’. Esse lance da produção da Circle Q parece ser algo novo, já que não existe produtora com esse nome, mas quem lê Ms Marvel conhece que essa é a loja onde trabalha o amigo/interesse amoroso da Kamala, Bruno.

Fora essa novidade, rumores menos improváveis circularam dias antes sobre a possibilidade da Marvel rebootar os Inumanos só pra aparecerem nessa série. No caso, chegaram até a citar que Vin Diesel viveria o Raio Negro como ele sempre almejou, e Aaron Taylor-Johnson , que já foi o Mercúrio em Era de Ultron, estaria cogitado para ser Maximus. Um chute no escuro bem improvável estes rumores.

Coveiro

Alan Davis volta ao papel de escritor com história que reúne Vingadores e Defensores

Muita gente quando ouve falar de Alan Davis, associa logo seu trabalho como desenhista. Mas o talento do britânico vai além disto. De volta a cadeira de escritor e junto com Paul Renaud, ele está criando uma aventura épica totalmente nova, colocando os heróis mais poderosos da Terra de frente com os Defensores em Tarot:



TAROT # 1
Escrito por ALAN DAVIS
Arte e capa por PAUL RENAUD

Uma estranha e impossível lembrança perdida de seus dias na Segunda Guerra Mundial atrai Namor, o Submarino, para seu antigo compatriota Capitão América - mas os dois heróis e seus respectivos aliados se vêem atraídos para um labirinto de dor, destruição e loucura, cortesia de o Ichor Infernal de Ish'lzog!

Coveiro

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

X-Men 1: Hickman mostra porque Ciclope é o primeiro X-Men



Após o fim das minisséries, finalmente o novo Universo Mutante começa pra valer em X-Men #1 que saiu a venda esta semana. E o pontapé inicial da primeira onda de mensais de revistas de Dawn of X começa já destacando um X-Men assim de todos, que certamente é um dos preferidos de Jonanthan Hickman, Scott Summers, o Ciclope. A cena inicial não poderia ser mais simbólica: Ciclope abrindo os olhos pela primeira vez usando um óculos de quartzo rubi dado pelo Professor X. Boa parte da edição será pelo ponto de vista dele, uma visão dada por Xavier pra seu primeiro e mais crente aluno.



Então, a história segue pros dias atuais com os X-Men atacando uma base da Orchis, a mais nova organização de mentes brilhantes reunidas de diversos grupos distintos - ex-SHIELD, ex-ARMOR, ex-IMA, até mesmo ex-HIDRA - juntos para impedir que a expansão mutante oblitere o futuro da humanidade. No ataque, temos os dois principais lideres de equipe de campo dos X-Men do passado, Ciclope e Tempestade, meio que acomodando suas novas visões um tanto impositivas dos mutantes pós-Krakoa. Junto a eles, estão Magneto e Polaris (curiosamente, comportando-se como Pai e filho), que parecem muito confortáveis em atacar o grupo de humanos.

Após lidar com versões de cientistas que se sacrificaram “involuindo” a forma símia, o grupo de X-Men entra num laboratório onde encontram muitos mutantes presos em câmaras. Contudo, a maior supresa esta na forma de um outro tipo de especie, uma pós-humana, ou uma versão pioneira dela, que após algumas palavras confusas é translocada dali para um outro lugar. As questões sobre essa pós-humana ficaram pra depois, Ciclope alerta que a prioridade agora é salvar os mutantes presos.



Transportados todos para Krakoa, os mutantes resgatados são tratados pela Doutora Cecília Reyes e Tempestade. Outros mais jovens, quando veem a volta de Magneto e o ovacionam como um herói querendo até mesmo acompanhá-lo na próxima missão, mas Magneto diz que ele está justamente fazendo aquilo para que os jovens não precisem seguir essa estrada. Por fim, Polaris chama Ciclope de canto e falam sobre de fato estarem acreditando naquele novo ideal dos Mutantes em Krakoa.

Um interlúdio acontece na 'forja’ da Orchis, próximo ao Sol, justamente após o ataque bem sucedido dos X-Men. O Diretor Devo e a Sentinela Ômega Karima inspeciona um tipo de carregamento com câmara de contenção daquilo que parece ser o novo passo da organização contra os mutantes. Mas o que tem naqueles caixões? Novos Sentinelas aprimorados? Mais Pós-humanos?



Voltando a perspectiva do Ciclope, acompanhamos o X-Men em um encontro familiar pra lá de peculiar. Seu pai Corsário e os Piratas Siderais são os convidados de um Churrasco na residência dos Summers na lua. Agora, o que temos é uma visão do primeiro X-Men mais como homem de família do que soldado, preocupado com seu pai e lembrando do tempo em que Nathan era apenas um bebe. A cena como um todo é pra lá de inusitada, ja que traz os outros irmãos Summers de volta a vida e compartilhando aquele momento como se fosse todos grandes amigos. E estamos falando aqui do Gabriel Summers batendo um papo com Wolverine tranquilamente enquanto assa as carnes.



Em meio a papos do jovem Cable com Raza e tratando Jean Grey como sua mãe, temos lá pro final o Alex Summers entregando uma flor de Krakoa pra o Corsário. A ideia é que onde quer que tivesse, quando fosse preciso ter ajuda dos X-Men, os Piratas Siderais tivessem um meio de contacta-los imediatamente. É provavelmente assim que a relação com os Shiar começam a se estreitar do mesmo jeito que aconteceu com outras vidas da Moira em linhas temporais diferentes.

Tem muito mais coisas ainda nessa cena de reunião familiar e vale a pena dar uma lida com atenção. Acompanha essa cena também um extra com detalhes dessa base dos Summers na área azul da Lua. Pelo visto, lá morara os irmãos Summers, Jean Grey que parece ter reatado com Ciclope, o jovem Cable e... Wolverine?!?!



E antes da edição acabar, temos uma volta a 'Forja’ da Orchis. Desta vez, o Diretor Devo adentra o laboratório da Doutora Gregor. Ela parece obcecada com um experimento desde a morte do Marido e aparentemente criou um jeito que pode ressuscitar Killiam mesmo sem ter sobrado nada dele no ataque dos X-Men.





Essa primeira edição da revista começa perdendo um pouco da sensação épica que vimos nas minisséries, mas se justifica pra ambientar melhor os personagens que devem ser por agora os principais a serem usados por Hickman. Como deu pra perceber, Ciclope e em menor grau as pessoas mais relacionadas a ele devem ter todos os holofotes. E aqui vale nota com salva de palmas por Hickman conseguir deixar o personagem interessante de novo. O ponto negativo pra mim fica por conta da arte de Leinil Yu. Vai alem do gosto pelo traço, na ambientação de Krakoa, enfraquece muito a falta de detalhes na arte dele em comparação com o que vimos feito pelo RB Silva e o Pepe Larraz.

Coveiro

Capas variantes comemoram os quarenta anos da Saga da Fênix Negra e os 50 anos de Chris Claremont


Há quarenta anos atrás era lançando o que seria considerada uma das sagas mais importantes e icônicas da Marvel Comics, a Saga da Fênix Negra. E como comemoração, a editora produziu capas variantes em diversos dos seus títulos mutantes, onde cada artista dá a sua interpretação relacionado a essa saga.

.X-MEN 5 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA por KRIS ANKA


·EXCALIBUR 5 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA por PHILIP TAN


·NEW MUTANTS 5 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA por JUAN JOSÉ RYP


·X-FORCE 5 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA por RUSSELL DAUTERMAN


·FALLEN ANGELS 5 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA por SCOTT WILLIAMS


E estendendo mais um mês com mais capas variantes de aniversário da Saga, a Marvel também vai comemorar, mesmo que tarde, os 50 anos de um dos escritores mais icônicos da história da Casa das Ideias, Chris Claremont, já que ele é uma das mentes trás dessa Saga também.

CARRACOS 5 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA

.X-MEN 6 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA

·EXCALIBUR 6 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA

·NEW MUTANTS 6 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA

·X-FORCE 6 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA

·FALLEN ANGELS 6 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA

CARRACOS 6 CAPA VARIANTE DE ANIVERSÁRIO DE 40 ANOS DA SAGA DA FÊNIX NEGRA

Marcus Pedro

Voz de Ultron para o jogo Avengers: Damage Control terá outro dublador para o Ultron


O anúncio do jogo de realidade virtual Vingadores: Controle de Danos, os fãs do universo cinematográfico devem estar felizes que esse é um jogo dos Vingadores desse universo, onde você vai usar um modelo de armadura Stark, com tecnologia de Wakanda, desenvolvido pela Shuri.

Até certo ponto do trailer, os fãs podem perceber que as dublagens são com os próprios atores, exceto com uma diferença na voz do Ultron. Isso ocorreu porque infelizmente o ator original do personagem James Spader não voltou para emprestar mais uma vez sua voz. No lugar colocaram o dublador Ross Marquand.

"Infelizmente, procuramos James e desejamos que ele tivesse feito, mas o calendário dele não estava alinhado. Ele estava trabalhando e envolvido em outras coisas, então não deu certo, mas nós temos uma grande ator de voz, Ross Marquand," comentou um produtor executivo da Marvel Studios ao Comicbook.com. "Ele fez um trabalha fantástico e ele é demais para o trabalho e um grande e talentoso ator, então foi divertido tê-lo a bordo e ele está super empolgado. Foi demais!"

Para quem não se lembra do ator, ele é o mesmo que deu a vida ao Caveira Vermelha em Vingadores: Guerra Infinita e Ultimato. Ele agora está de volta para emprestar sua voz e atuação ao outro vilão da Marvel, o Ultron.

Vendo o trailer, a diferença de timbre de voz, mesmo com digitalização dela, não ficou muito estranha, levando em conta que é um personagem andróide, então, não fica estranho. Para quem estava sentindo falta de um jogo dos Vingadores com o elenco original, está aí uma opção interessante!

Vingadores: Controle de Danos tem data de lançamento para o dia 18 de Outubro e disponível exclusivamente nas salas da Void.

Marcus Pedro