CAPITÃ MARVEL NOS CINEMAS

CHEGANDO AOS CINEMAS EM MARÇO DE 2019

VINGADORES ULTIMATO CHEGA EM ABRIL

FIQUE POR DENTRO DO FILME QUE CULMINARÁ OS 10 ANOS DA MARVEL STUDIOS NOS CINEMAS

JUSTICEIRO

SEGUNDA TEMPORADA DO JUSTICEIRO CHEGANDO NA NETFLIX!

BEN GRIMM E ALICIA SE CASARAM

A FESTA FOI AQUELA COISA

A GUERRA DOS REINOS ESTÁ CHEGANDO

A BATALHA AGORA É EM MIDGARD

MARVEL RISING

A NOVA GERAÇÃO DA MARVEL EM OUTRA MÍDIA

TERCEIRA TEMPORADA DO DEMOLIDOR

DEMOLIDOR E OS CANCELAMENTOS DA NETFLIX!

NO ARANHAVERSO

TUDO SOBRE A MAIS ELOGIADA ANIMAÇÃO DA SONY

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

E uma terceira leva de estrelas de filmes (e séries e animações) da Marvel se junta aos Apresentadores do Oscar 2019

E a lista de estrelas da Marvel Studios que estará apresentando o Oscar no próximo final de semana só aumenta. Desta vez, temos a adesão de Paul Rudd, Michael B. Jordan, Danai Gurira, Michael Keaton e até Michelle Yeoh se juntando ao time.



Jordan e Gurira vocês já sabem muito bem, fazem Killmonger e Okoye em Pantera Negra. Paul Rudd dispensa apresentações, já que protagoniza o Homem-Formiga na franquia do herói minúsculo da Marvel. Michael Keaton, além de ter sido eternizado como Batman, viveu recentemente o vilão Abutre em Homem-Aranha: Longe de Casa. Já Michelle Yeoh fez uma rápida ponta em Guardiões da Galáxia vol.2 como Aleta Ogord.

Não para por aí a lista de nomes vinculados a Marvel. Krysten Ritter, que é a Jessica Jones na recém cancelada série da Netflix, é uma das novas anunciadas. Já John Mulaney e Brian Tyree Henry foram anunciados e ambos fazem vozes em Homem-Aranha: No Aranhaverso. Algum indício de que esse filme irá levar como Melhor Animação?


Esses se juntarão a Elsie Fisher, Tyler Perry, e Pharrell Williams anunciados essa semana. Fora eles, já tinham sido anunciados antes Javier Bardem, Angela Bassett, Emilia Clarke, Laura Dern, Samuel L. Jackson, Stephan James, Keegan-Michael Key, KiKi Layne, James McAvoy, Melissa McCarthy, Jason Momoa, e Sarah Paulson.

Coveiro

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Capitã Marvel ganha versão brasileira com Claudia Leitte e Chico



Cada um faz do seu jeitinho! Para promover os filmes da Marvel, já vimos não só o Brasil, mas também outros países, fazerem aquele merchandising bem peculiar. Desta vez, para a Capitã Marvel, a Disney Brasil resolveu fazer uma parceria com uma cantora de grande repercussão no carnaval, loiraça e que tem milhões de seguidores para promover o filme que chega a duas semanas no Brasil.



A primeira notícia veio pelo Instagram oficial da cantora. Ela oficializava a parceria e fez um "teaser" de que se vestiria no Carnaval como a personagem. Segundo páginas de fãs da Claudia Leitte, serão na verdade duas roupas inspiradas na heróina e uma delas teve uma foto parcialmente divulgada.




A parceria contudo, não se restringiu a cantora. A Disney Brasil fez também uma parceria de divulgação com o gato Chico do Cansei de Ser Gato. Olha só as fotos:



Pronto, já temos a "Carol Danvers" e o "Goose" na versão brasileira pra chamarmos de nosso! E não se preocupem, quando sair as fotos da Claudinha com os uniformes inspirados no filme, postaremos aqui as imagens.

Coveiro

O Surpreendente caso das histórias do Homem-Aranha que só foram publicadas no México



Quando Dan Slott teve a ideia de criar histórias com variações de Homem-Aranha que teria seguido rumos diferentes e assim criado realidades paralelas, mal ele podia imaginar que anos depois ele seria surpreendido com um caso real parecido com sua ideia e que aconteceu no México. Por volta do final dos ano 60 e começo dos anos 70, diferente do que acontecia nos EUA, o Homem-Aranha Mexicano seguia um rumo diferente em suas histórias onde o acidente que vitimou Gwen Stacy nunca teria acontecido. Pois é! Essa história SURPREENDENTE é algo que tivemos conhecimento a pouco e não podíamos deixar de relatar aqui.

Tudo veio a tona de forma inusitada no Twitter neste Domingo quando Chris Ryall, um dos executivos da IDW, perguntou aos fãs que série em quadrinhos nunca antes republicada em encadernado eles gostariam de ter. Uma resposta inesperada veio na forma de um fã que citou as histórias mexicanas inéditas no resto do mundo do El Sorpredente Hombre-Araña onde praticamente se criou uma realidade paralela onde Gwen Stacy nunca morreu e até aparecia em uma capa casando com Peter Parker.




O usuário explicou que as histórias eram produzidas pela editora La Prensa, que tinha os direitos do personagem aracnídeo na época e decidiu tomar um rumo ousado quando a Marvel resolveu matar Gwendolyne Stacy. Eles preferiram criar uma linha temporal própria e paralela com o personagem, o que perdurou 45 edições totalmente originais a partir da Homem-Aranha 119. Nela Gwen Stacy sobreviveu e até "casou" com Peter na edição 128. Bem, na verdade, casou nos seus sonhos após ataque do Duende Verde, mas teve páginas desenhadas com isso e tudo mais.


Os méritos dessa história foram dados ao desenhista mexicano José Luis Durán, que fez todas as artes dela até a La Prensa perder os direitos e a cronologia ser completamente rebubinada e voltar ao que era nos EUA. Ron Marz, que já trabalhou na Marvel nos anos 90, afirmou no Twitter ter conhecido Durán numa convenção no México anos atrás.



Não demorou para isso virar o assunto do Domingo, fazendo autores e ex-autores do Homem-Aranha e da Marvel se divertirem bastante com a ideia. O atual editor da Panini Mexico Alberto Calvo, esclareceu numa resposta a Kurt Busiek mais detalhes da história.

"Isso é mais que verdadeiro", disse Calvo. "A verdadeira razão para ter essas histórias no México foi que os quadrinhos traduzidos da Marvel se tornaram tão populares em meados dos anos 60 que mudaram sua periodicidade para duas vezes por mês, então eles estavam ficando sem material da série original. O editor mexicano foi para NY pedir permissão à Marvel para criar material original, mostrou amostras de um punhado de artistas mexicanos, Marvel selecionou um deles, José Luis Durán, e concedeu a permissão. Durán e os escritores tinham total liberdade criativa. O personagem favorito de Durán era Gwen, então, quando ela morreu, ele pediu ao escritor que continuasse a usá-la, e eles o fizeram. Eventualmente, a editora teve problemas financeiros e sua linha de quadrinhos, incluindo o Homem-Aranha, foi cancelada em 1973. "


Um outro depoimento mais completo da história da publicação do Homem-Aranha no México foi dado no texto a seguir feito pelo usuário Ajbrown do Reedit:

Amazing Spider-Man # 1 foi publicado em março de 1963. Dentro de 3 meses, esta edição foi traduzida e reimpressa no México sob o título * El Sorprendente Hombre Araña "pela editora La Prensa. O Aranha foi um sucesso instantâneo no México, e o La Prensa continuou a publicar traduções em espanhol do Amazing Spider-Man. Havia demanda suficiente para um título semanal, mas os quadrinhos americanos só saíam a cada mês mais ou menos. Inicialmente, La Prensa traduziu e reimprimiu outros títulos semelhantes da Marvel, como Os Vingadores e Tales para Astonish dentro da revista. No entanto, esses títulos não eram tão populares quanto o Homem-Aranha.



O La Prensa queria fazer seus próprios quadrinhos do Aranha para o público mexicano. Aqui é onde as coisas ficam um pouco confusas. Algumas fontes dizem que a Marvel deu permissão ao La Prensa para escrever seus próprios quadrinhos do Aranha, enquanto outras fontes dizem que o La Prensa não obteve permissão e apenas decidiu publicar suas próprias histórias de qualquer maneira. Eu vi referências ao editorial da Marvel afirmando especificamente que essas histórias em quadrinhos não foram autorizadas, mas não consigo encontrar as declarações em si, então não tenho certeza no que devo acreditar.

De qualquer forma, a partir do número #123, o La Prensa fez seus próprios quadrinhos do Aranha - a maioria escrita por Raúl Martinez e desenhada por José Luis González Durán. Isso significa que há um monte de histórias mexicanas exclusivas - infelizmente, só consegui encontrar as capas on-line. Aqui está uma galeria das capas mexicanas exclusivas de 123-139.

Algumas das capas claramente apenas reutilizam o interior de Romita ou a arte da capa, enquanto outras foram feitas do zero para a série mexicana. Até a edição nº 144, a série ia e voltava entre as reedições dos EUA e as histórias mexicanas exclusivas. No entanto, a série começou a se concentrar mais e mais em histórias mexicanas - entre os números 145 e 185 havia apenas 6 histórias dos EUA contra 35 histórias mexicanas. Aqui está uma lista completa daquelas publicadas pelo La Prensa ("Cómic hecho en Mexico" significa "Made in Mexico", que são as de histórias exclusivas).



Acima estão listadas as capas das 45 edições com histórias exclusivas. Quem quiser ver as capas em tamanho maior basta clicar aqui e aqui)

Eu li apenas algumas das histórias exclusivas de Homem-Aranha mexicano. Tanto quanto sei, não existe tradução em inglês e os próprios quadrinhos são bastante raros. Como indicado pelo post anterior e como fica claro nas capas, a maior diferença entre as histórias dos EUA e do México é o foco em Gwen Stacey. Gwen é desenhada ... bem ... dê uma olhada para vocês! Pelo que li, ela também foi o foco principal das histórias mexicanas, mais ainda do que nas histórias dos EUA.

O La Prensa perdeu a licença em 1974 e a OEPISA começou a imprimir os quadrinhos do Aranha. Um post no fórum que eu encontrei dizia que o La Prensa perdeu a licença porque estava produzindo e publicando seus próprios quadrinhos do Homem-Aranha não autorizados, mas minha fonte principal (o excelente site Spider-Mex) não fala nada sobre isso. Os quadrinhos do La Prensa chegam ao # 185, com a última tradução / reimpressão sendo Amazing Spider-Man # 120. Como eu tenho certeza que a maioria de vocês sabe, Gwen Stacey foi morta em Amazing Spider-Man # 121. Isso significa que os quadrinhos do La Prensa terminaram pouco antes de Gwen ser morta - até onde eu sei, isso foi uma coincidência completa, e La Prensa não desistiu da licença só porque seu personagem favorito foi morto!



Exemplo de capa em que Durán se inspirou no Romita para criar o novo material


Então, pelo que foi dito neste último texto, o que a editora Mexicana fez foi criar histórias paralelas as americanas espichando mais do tempo antes da terrível morte da Gwen Stacy. Coincidência ou não, a última história original dos EUA parou antes que a editora publicasse a morte de Gwendolyne que Durán tanto quisera evitar. Se eles um dia pretendiam em algum momento levar as bancas mexicanas a morte da namoradinha eterna do Aranha, não saberemos. Daí, outras editoras tomaram o lugar e hoje atualmente é a Panini México quem cuida das publicações por lá.

O que é possível perceber com certeza até pelas posições bem sedutoras que era colocada, é que Gwendolyne Stacy era certamente a menina dos sonho da equipe criativa. Algumas imagens parece que foram tiradas de um quadrinho do Manara:








É muito divertido ver essa peculiaridades que só poderiam acontecer mesmo nos anos 60 e 70 quando as coisas eram em outros tempos. Para quem é leitor das antiga e nos acompanha já faz algum tempo, deve ter visto uma matéria similar com histórias dos X-Men que aconteceram aqui no Brasil. Em dado momento, os personagens na época da GEP chegaram a ter histórias inéditas produzidas por artistas nacionais como Gedeone Malagola. Para saber mais, clique aqui e veja uma matéria nossa sobre isso.

Bom, fechamos  a matéria por aqui! Quem tiver mais curiosidades sobre esse assunto deixa aí nos comentários! Até!

Coveiro

Confira o primeiro trailer da segunda temporada de Manto e Adaga



Finalmente temos o primeiro trailer da segunda temporada de Manto e Adaga, marcando a volta do casal preferido Tyrone e Tandy de volta a Freeform. O trailer tem mais de dois minutos e mostra que muita coisa mudou pros personagens. Espia só:


Olivia Holt, Aubrey Joseph e Emma Lahana vivem de novo Adaga, Manto e Mayhem nesta próxima temporada, que chega a Freeform em Abril.

Coveiro

Gwyneth Paltrow anuncia “aposentadoria” do UCM e opina sobre os filmes de super-heróis concorrendo a Oscar


Para quem contava em ver a personagem Pepper Potts por aí por mais tempo no UCM, saiba que Gwyneth Paltrow aproveitou uma conversa com a revista Variety para anunciar que após Vingadores: Ultimato deve estar se 'aposentando' de vez do UCM:

"Quero dizer, estou um pouco velha para estar usando traje e tudo isso neste momento", disse ela. “Eu me sinto muito sortuda por ter feito isso, porque na verdade me envolvi. Eu era amiga do Jon Favreau. Foi uma experiência tão maravilhosa fazer o primeiro Homem de Ferro e depois ver quão importante isso se tornou para os fãs. ”

Felizmente, para aqueles desesperados por ver Pepper novamente em algum momento no futuro, Paltrow acrescentou que ela está absolutamente disposta a voltar para uma participação especial a qualquer momento que for convocada. "Sinto-me honrado por fazer parte de algo que as pessoas são tão apaixonadas", disse ela. “Claro, se eles disserem 'Você pode voltar por um dia?', Eu sempre estarei lá se eles precisarem de mim.”

Paltrow que venceu o Oscar de melhor atriz por "Shakespeare Apaixonado" em 1999, também opinou sobre ver filmes como o Pantera Negra concorrendo quase 20 anos depois. "Eu acho que os filmes e os negócios ao redor deles mudaram tanto nos últimos 20 anos", disse ela. "Eu não acho que nenhum dos filmes pelos quais sou conhecida teria sido feito hoje".

Dadas as tendências recentes nas bilheterias, Paltrow não se opõe ao Oscar, coroando um filme baseado em quadrinhos. "Então, se esses vernáculos do cinema são filmes de super-heróis e são ótimos filmes, então eu acho que não, certo?" falou. "Eu amei o 'Pantera Negra'. Eu achei que foi um filme realmente poderoso e culturalmente muito importante. Então é ótimo que tenha sido indicado. Quero dizer, é tão legal".

Uma coisa que me chama atenção aqui é ela citar o fato de usar um traje. Tirando Homem de Ferro 3 e isso já faz um tempo, ela já voltou em outros filmes em papéis 'civis'. Ou seja, ela diferente das outras vezes deve ter realmente participado pra valer das cenas de ação como Resgate. Outra coisa que vale notar aqui é que se ela estará presente de alguma forma no vindouro filme do Homem-Aranha, afinal a sua assinatura aparece no cheque levado por Happy Hogan no primeiro trailer do filme.

Coveiro

Diretores falam de cena 'bizarra' e 'fascinante' que foi deletada e estará no Blu-Ray da Capitã Marvel



Durante o Fan Event que aconteceu na semana passada em Cingapura, os diretores de Capitã Marvel Anna Boden e Ryan Fleck responderam algumas curiosidades das gravações numa entrevista em vídeo que concederam ao site Spot. Espia só:


Quando questionados sobre cenas que tiveram que deixar fora do filme, os diretores citaram uma 'Bizarra' que deve ir parar no Blu-Ray. "É tão difícil porque todas as cenas boas acabaram na versão final do filme" disse Boden. Fleck já foi mais direto "Extras do DVD, vocês terão que esperar os Extras do DVD". Anna concordou "É verdade. Tem uma cena bizarra e fascinante que acabou não entrando na versão final, mas sim, vocês vão ter que esperar os extras do DVD".

Já em outra parte do video, quando perguntados sobre se receberam conselhos de Joe e Anthony Russo, Fleck disse que "eles foram muito prestativos pra gente. Eles nos deram conselhos em muitas coisas que sequer imaginávamos que precisávamos de conselhos. Foram demais. Eles são grandes colaboradores. Eles fizeram quatro filmes agora e eles são caras bons e grandes diretores".

Eles também falaram sobre o conselho de Ryan Coogler para eles, que já citaram anteriormente em outra entrevista postada aqui no site.

Dirigido por Anna Boden e Ryan Fleck, Capitã Marvel conta no elenco com Brie Larson (Carol Danvers), Ben Medelsohn (Talos), Lee Pace (Ronan), Djimon Hounsou (Korath), Jude Law (Yong-Rogg), , Rune Temte (Bron-Char), Algenis Perez Soto (At-Lass) Gemma Chan(Minn-Erva), Lashna Lynch (Maria Rambeau), Clark Greeg (Phillip Coulson), Samuel L. Jackson (Nick Fury), McKenna Grace (como a jovem Carol Danvers), Kenneth Mitchell , Anette Benning e Colin Ford . O filme chegará nos cinemas em 7 de Março.

Coveiro

Confira os novos videos de bastidores de gravação de Capitã Marvel



Estamos agora a apenas a 16 dias da estreia de Capitã Marvel nos cinemas brasileiros. O filme tem tudo pra ser mais um arrasa quarteirões da Marvel e exigiu dos atores um super treinamento físico. Em novos videos de bastidores das gravações, Brie Larson e Jude Law falam sobre todo o esforço que passaram para chegar ao resultado final que veremos em um pouco mais de duas semanas:



E eis o mais novo trailer liberado do filme:


Além dos videos, confira também um novo poster do filme com arte do Designer Needle. É o primeiro de uma série de 10 posteres que serão divulgados pela Marvel.



Capitã Marvel conta no elenco com Brie Larson (Carol Danvers), Lashana Lynch (Maria "Fóton" Rambeau), Ben Medelsohn (Talos), Lee Pace (Ronan), Djimon Hounsou (Korath), Jude Law (Yong-Rogg), , Rune Temte (Bron-Char), Algenis Perez Soto (At-Lass) Gemma Chan(Minn-Erva), , Clark Greeg (Phillip Coulson), Samuel L. Jackson (Nick Fury), McKenna Grace (como a jovem Carol Danvers), Kenneth Mitchell , Anette Benning e Colin Ford . Dirigido por Anna Boden e Ryan Fleck, o filme chegará nos cinemas em 7 de Março.

Coveiro

Jada Toys junta seus carrinhos de metal com os heróis Marvel na Toy Fair 2019


A Jada Figures é bem conhecida pelos fãs da Marvel por produzir aquelas figuras de metal cabeçudinhas dos heróis chamada de Metal Figs, mas a verdade é que para amantes de miniaturas de carros a empresa tem outro forte. Mas e que tal juntar os dois num só. Confira as novidades do fabricante na Toy Fair com as fotos abaixo dos sites ToyArk e ToyHypeUSA:


Vocês podem ver também algumas imagens desenhadas dos protótipos dos futuros lançamentos da linha. Abaixo também tem mais Metal Figs e as Nano Figs, com imagens também de futuras peças da linha:





Coveiro

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Kristen Ritter e toda equipe de Jessica Jones reage ao anúncio de que a série será cancelada após a terceira temporada

Hoje a tarde, fomos atingidos com uma notícia pra lá de esperada, mas ainda assim atordoante para os fãs. Não só a Netflix cancelava a série do Justiceiro após a sua segunda temporada, como também se antecipou e disse que não renovaria Jessica Jones após a terceira temporada sair ainda este ano. A equipe da série da heróina urbana da Marvel não hesitou em se pronunciar sobre isso minutos após o anúncio da Netflix.


Krysten Ritter, que vive a protagonista da série, foi a primeira a se manifestar no seu Instagram, marcando a todos os colegas principais do elenco e agradecendo bastante a showrunner Melissa Rosenberg:



Uma publicação compartilhada por Krysten Ritter (@therealkrystenritter) em

Algumas semanas atrás, na mesa, lemos para nós mesmos o nosso FINAL DA SÉRIE. Eu amo essas pessoas ao infinito e além. Tem sido um sonho interpretar a Jessica ao lado do meu elenco incrível e a melhor equipe do ramo nos últimos 5 anos. Eu sou muito grata por cada segundo disso. Nós temos os melhores fãs. Vocês significam o mundo para mim e eu aprecio você além das palavras. A temporada final de #JessicaJones está chegando mais pro final deste ano e tenho orgulho de como completamos a jornada de JJ. Eu mal posso esperar por todos vocês para ver isso. Fique ligados e temos mais por vir.

Duas coisas podemos abstrair daí das palavras de Ritter. A primeira é que a terceira temporada será um pouco mais além do que esperávamos, já que acreditávamos que ela poderia vir ainda nesse semestre. Segundo é que a equipe já estava preparada para um final mesmo. Então, esperemos uma boa conclusão aí. Mas será que dá pra confiar 100% nessa ideia de "tem mais por vir aí"? Rezemos para que sim.

Já a produtora principal da série, Melissa Rosenberg, usou o Twitter para agradecer a todos também, mas não antes de deixar no ar uma possível aparição ainda de David Tennant como Killgrave:





Pelo que Melissa Rosenberg informou aqui, serão 13 episódios finais aqui.

Brian Michael Bendis, criador da personagem, lembrou aqui com emoção que a série rendeu a ele o Peabody Award em 2015


E eis o que Rachel Taylor, Eka Darville e Carrie Ann-Moss disseram também:





Agora, é esperar pra ver o que sairá daí pra frente com esses personagens. Gostaria muito de ver Demolidor e Justiceiro se salvando e seguindo de forma solo. E até mesmo os personagens Luke Cage, Jessica Jones e Daniel Rand poderiam ser revividos numa boa história dos heróis de Aluguel. Espero realmente que Jeph Loeb esteja empenhado em fazer isso acontecer.

Coveiro