A SAGA INFINITO FINALMENTE NO BRASIL

Depois dos eventos catastroficos da Era de Ultron e de toda a desconfiança que as demais raças cósmicas tinham quanto aos terráqueos, já era de se esperar por alguma represália. E ela veio sob a forma do nome que até mesmo a morte se nega a aliar, Thanos. Mas quais são suas prerrogativas desta vez? E porque sua ofensiva esta atemorizando todos os demais impérios galacticos?

OS X-MEN SE ENFRENTAM NA BATALHA DO ATOMO

As confusões cronologicas dos X-Men começam também a repercutir nas suas vidas. Agora, passado, presente e futuro se chocam no mais novo crossover dos mutantes em A BATALHA DO ATOMO!

Casos de família!

Os X-Men são uma grande famílias, mas isso não significa que os pequenos núcleos familiares não são explorados pelas duplas criativas que passam pela franquia. Confira um podcast especial sobre as famílias mutantes mais importantes!!

CONHEÇA ULTRON

A equipe do Marvel 616 foi além e resolveu que falar sobre a Era de Ultron não era suficiente! Era preciso ir mais além e resolvemos dedicar um programa inteiro sobre o robô e suas principais histórias com os Vingadores.

A ERA DE PRATA DA MARVEL

Foi aqui que tudo realmente começou. Saiba os bastidores de criação da Marvel como a conhecemos hoje, com Stan Lee, Jack Kirby, Steve Dikto, Roy Thomas e tantos outros pioneiros da Casa das Ideias.

X-Men e Vingadores se batem de novo!

A saga mais esperada do ano, pelo menos para os fãs dos mutantes, acaba de começar nos Estados Unidos, e o Mutação em Debate preparou o terreno conversando sobre o que Rick Remender veio preparando para desembocar em AXIS. Ouça o podcast!!

ORIGINAL SIN no Mutação em Debate

Mais uma megassaga Marvel chegou ao fim, e o Mutação em Debate dedicou um programa inteiro para discutir o que aconteceu na minissérie e nos principais tie-ins. Confira tudo o que o pessoal tem a dizer sobre Original Sin!

E QUE VENHA A FASE 3 DOS CINEMAS...

Certamente, um dos anuncios mais fantasticos desse ano. O evento realizado pela Marvel Studios este mês anunciou de uma vez só TODOS os filmes que farão parte da fase 3 da Marvel nos cinemas. Com tanta novidade, o Marvel616 se juntou com o pessoal do TerraZero pra falar sobre essa avalanche de boas novas! Não deixe de escutar!!

domingo, 23 de novembro de 2014

Acredite! Marvel anuncia outra Graphic Novel de Thanos feita por Jim Starlin!

A Marvel anunciou através de um comunicado à imprensa o lançamento de mais uma Graphic Novel inédita de Thanos produzida pelo seu criador, Jim Starlin, que chegará em junho de 2015: "Thanos: The Infinity Relativity". Ela fará parte do selo OGN (Original Graphic Novel) e dará sequência ao lançamento deste ano, "Thanos: The Infinity Revelation ", que Starlin também escreveu e ilustrou.

Na trama, veremos o Aniquilador recuperar o seu trono na Zona Negativa e mais uma vez declarar guerra ao nosso universo. Uma equipe de "protetores improváveis" - incluindo os Guardiões da Galaxia, Gladiador e Adam Warlock - terá que se unir para combatê-lo. Warlock, que ainda se recupera de seu mais recente renascimento, será forçado a procurar a ajuda de um aliado improvável - Thanos.

Starlin começou sua carreira na Marvel no início dos anos 70, quando ele apresentou Thanos como um vilão do Homem de Ferro. A partir daí, ele começou a tecer uma narrativa abrangente ao longo de vários títulos diferentes, trazendo um alto nível de coesão para a linha cósmica incipiente da Marvel. Seu trabalho em "Warlock", "Capitão Marvel" e "Strange Tales" introduziu personagens como Gamora e Drax no Universo Marvel.

A linha Marvel OGN tem crescido lentamente desde seu lançamento em 2013 com "Avengers: Endless Wartime", por Warren Ellis e Mike McKone  (a única lançada no Brasil até o momento pela Panini). Três novas OGNs foram publicados em 2014: "Amazing Spider-Man: Family Business", de James Robinson, Mark Waid, Werther Dell'edera e Gabriele Dell'Otto; "X-Men: No More Humans" por Mike Carey e Salvador Larroca e a já mencionada "Thanos: The Infinity Revelation" por Jim Starlin. Esta última, aliás, será a primeira OGN que terá continuidade em outra posterior.

De acordo com o autor em uma entrevista concedida ao Newsrama, os eventos dessa nova OGN se sucedem aos que ele começou a narrar, pela ordem, em "The Thanos Annual", "Thanos vs. The Hulk", "Thanos: The Infinity Revelation" e "Thanos: The Infinity Relativity". Starlin pretende continuar com a trama em uma possível nova minissérie, ainda sem título e o clímax está previsto para uma terceira graphic novel escrita e desenhada por ele para o Titã Louco. Espero que a Panini publique tudo por aqui.

Confira abaixo a tradução que fizemos do comunicado da editora à imprensa:

"A missão do Titã Louco em busca do poder absoluto continua em THANOS: THE INFINITY RELATIVITY OGN, do lendário criador Jim Starlin. A obra dará sequência ao "best-seller" "Thanos: The Infinity Revelation", e marca outro oferecimento estelar da Marvel para a linha OGN, apresentado os maiores super-heróis do mundo trazidos à vida pelos criadores mais populares da indústria num formato de publicação diferenciado.

O Aniquilador, senhor da Zona Negativa, re-ascendeu ao poder, mais perigoso e mais mortal do que nunca. Quando ele e seus exércitos renovam seu assalto ao nosso universo em busca de uma fonte de energia infinita, uma frágil aliança dos protetores mais improváveis do universo irá se formar para detê-lo.

Agora os Guardiões da Galáxia, o Gladiador, Majestor do Império Shi'ar, Adam Warlock e outros heróis deverão se unir como nunca feito antes! Além disso, o ciclo de morte e renascimento de Adam Warlock o deixou mais confuso do que nunca. Qual é o seu propósito no universo? Por que ele está aqui? Com sua "Infinity Watch" reunida ao lado dos Guardiões da Galáxia. a ameaça do Aniquilador pode terminar de uma vez por todas - mas para isso eles precisam da ajuda de mais alguém.

Será que o destino de tudo está nas mãos ... de Thanos?

Descubra o que vai acontecer quando Jim Starlin, a lenda dos quadrinhos, retorna para seu novo épico cósmico em THANOS: THE INFINITY RELATIVITY OGN!

Escrito por Jim Starlin

Arte e capa por Jim Starlin

Lançamento em junho de 2015!"

Fonte: CBR


sábado, 22 de novembro de 2014

Howard, o Pato, ganha mensal


É isso mesmo pessoal. Após fazer uma aparição mais do que especial no filme dos Guardiões da Galáxia, o pato mais famoso da Marvel Comics voltará a ganhar seu espaço ao sol.

Antes que você comece a surtar e reclamar que são os sinais da Disney começando a dominar a Marvel, saiba que o Howard não é o Pato Donald. Ele é um personagens que já existe desde a década de 70 e que sempre teve histórias mais ácidas e voltadas para o humor.



O escritor dessa nova HQ será Chip Zdarsky, que é desenhista de Sex Criminals (revista muito elogiada da editora Image e que é escrita por Matt Fraction) já o desenhista será Joe Quinones, grande conhecido dos leitores por já ter feito trabalhos com a Fundação Futuro, Jovens Vingadores e ser um dos principais capistas da Capitã Marvel.



Algumas alterações foram feitas no visual do personagem. Uma das mais notáveis foram os seus olhos. Para tentar deixar ele mais realista, menos cartoon, ele ganhou olhos menores. A intenção foi a de transformar ele em um personagem animal que se assemelhe visualmente ao Rocket Raccoon, no sentido de ser "fantástico" e crível ao mesmo tempo.



A revista estará a venda em março de 2015, onde veremos as aventuras do pato como um investigador particular.

Pela internet, muitas pessoas estão ansiosas pelo lançamento, prevendo inclusive que o futuro da revista será recheado de prêmios. O que vocês acham?


Kinhu Heck

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Vingadores: Primeiro nos rendemos, depois vencemos...


A situação tem ficado cada vez mais crítica para os Vingadores que lutam no espaço assim como para todo o Conselho Intergaláctico que decidiu ainda lutar. Muitos planetas foram dominados, mas a maior perda até ali foi a dos Krees, que se entregaram a dominação dos Construtores. Uma última investida do Capitão America e da Guarda Imperial Shiar chegou a infrigir alguma derrota ao inimigo e ainda garantiu o resgate dos companheiros perdidos na batalha. Mas isso é suficiente?

Durante a invasão a nave dos Construtores para resgatar a equipe da Capitã Marvel, a presença de uma jardineira, uma outra Ex Nihili pareceu significar algo mais para Abismo Negro e o nosso Ex Nihilu. Em sua mente, ficou uma mensagem, um ponto de encontro. A dupla seguiu mesmo sem conhecimento dos Vingadores para lá e assim conheceu os demais Jardineiros a serviço dos Construtores. Todos eles sem suas Abismos.


Os Jardineiros pareciam estranhar a presença viva de Abismo, como se fosse uma anomalia. Então, foi explicado que os Construtores mataram as Abismos deles para que assim parassem de criar vida. Sem a presença negra da contraparte da dupla, não haveria seleção, e nem vida. Foi o suficiente para o Ex Nihilu e a Abismo ouvirem e se revoltarem. Ele ficou enegrecido e gritou a todos que aquilo acabaria ali.

Em Hala, mesmo após a recente derrota, o Construtor mostrou como sua raça tinha uma vantagem superiora pra vencer aquela Guerra. Mesmo a mente complexa de Supremor poderia atestar aquilo. Todavia, ao receber a tal mensagem do Imperador Shiar, Karllak, pedindo para parlar, ele respondeu ao chamado dizendo que atenderia apenas um representante. Para ele, seria a partir dali o momento da vitória.

Na Belonave Lilandra, Capitão America mensurava todos os pontos possíveis com os demais do conselho e a Capitã Marvel. Para ele não haveria outra opção a não ser pedir a rendinção para o inimigo. Então, como vimos em Infinito #4, chegou Thor a Hala, ajoelhou-se, mas não para ser derrotado. Ele matou o Construtor daquele mundo e foi assim que eles venceram.

 O Supremor não pareceu nada feliz com aquela mudança dos planos, mas Ronan estava decidido a uma insubordinação e voltar a lutar ao lado dos heróis. Liderando um grupo de acusadores e boa parte do império Kree ele seguiu contra outros mundos dominados, começando por Kymellia III. Galadorianos ajudaram a livrar Centauri IV. Skrulls salvaram Krom Primordial. Vingadores e Shiars estiveram no ataque a Rigel, Formuhaut e Chize. Até mesmo uma nuvem de aniquilação promovida pelo Aniquilador foi liberada de forma estupenda contra o inimigo. Mas ainda havia muito a se lutar.


Enquanto isso, os Jardineiros e a Abismo tentavam despertar a Grande Mãe, a Capitã Universo, que repousava inconsciente desde o príncipio desse evento. Unindo o poder de todos os Ex Nihilis, houve energia para despertá-la e reativar nela o Unipoder. A "Grande Mãe" então viu a verdade promovida por aqueles Construtores e resolveu interfirir diretamente contra eles.

Os Construtores explicaram que todas as suas intenções se focavam em destruir o eixo para salvar este universo e para tal a morte era a grande resposta. Falando de forma sempre enigmática, a "Grande Mãe" disse entender o ponto dos Construtores mas não iria permitir que executassem tais metodos. "Há algo ainda que ela deve encontrar" disse ela. E assim, discordando dos métodos da Capitã Marvel, um Construtor tentou atacar e foi desativado por ela.Os demais tentaram o mesmo e quando não havia chance de subjugá-la, ativaram um protocolo geral de destruição entre todos os Alephs. Tudo morre!

Essas histórias estão presentes nas edições 12 e 13 de Vingadores aqui, e intercalam-se entre as edições 3 e 4 da mini principal. Com arte estupenda de Leinil Yu, Jonanthan Hickman mostrou que também sabe fazer boas sagas cósmicas e tem honrado bastante o que foi deixado por Dan Abnett e Andy Lanning no passado. Juntando essa edição com a de Novos Vingadores deste mês, já dá pra ter uma ideia do plano maior dos Construtores e começar a olhar com novos e bons olhos todos os primeiros arcos que forma montados por Hickman nos Vingadores.

Coveiro

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Homem-Aranha: Entre Trovões é o próximo lançamento da Novo Século



Dando continuidade aos livros em prosa com o selo Marvel, a Novo Século desta vez aposta numa história inédita do Amigão da Vizinhança. Homem-Aranha: Entre Trovões (Spider-Man: Drowned in Thunder) é o novo lançamento da editora que deve chegas as livrarias ainda este ano. Confira a arte da capa feita pelo Will Conrad, uma exclusividade da versão brasileira.


O romance escrito por Christopher L. Bennett - que também é o autor de inúmeras novelizações de Star Trek - se passa depois que Mary Jane começou sua carreira teatral, mas antes do Homem‑Aranha entrar para os Vingadores. É anterior também aos ocorridos no arco A Queda.

Confira a sinopse oficial divulgada pela editora:

Homem-Aranha: Entre Trovões, de Christopher L. Bennett, 264 páginas.
Nunca foi segredo para ninguém que J. Jonah Jameson usasse o Clarim Diário para seus ataques ao Homem-Aranha; e, por mais que o Amigão da Vizinhança se esforce, sempre será uma ameaça segundo a opinião pública. Mas as coisas tomam novas proporções a partir do momento em que a vida de Peter Parker vira de cabeça para baixo e pessoas muito próximas sofrem as consequências. Enquanto Manhattan é devastada por frequentes ataques, o Cabeça de Teia tem de enfrentar a engenhosidade de robôs movidos por um só intuito: acabar com sua vida. Como se não bastasse, o sentido-aranha alerta que o aracnídeo não pode confiar nem mesmo em Mary Jane e na adorável tia May, e tudo aponta somente em uma direção: JJJ. A busca por respostas pode custar a vida do herói, e vilões como Electro estão dispostos a garantir isso!
E um teaser/book trailer:



Lembrando que o primeiro livro dessa coleção foi a adaptação literária de Guerra Civil, lançada no mês passado. Os próximos títulos serão “Homem de Ferro: Vírus”; “Wolverine: Arma X”; “X-Men: Espelho Negro”; e muitos outros ainda não divulgados.


E aí, você está ou vai acompanhar as histórias Marvel sem figuras?



N.I.C.K.

Surgem os primeiros candidatos aos papeis de Jessica Jones e Luke Cage


No próximo ano teremos a estreia da série do Demolidor produzida pela Netflix em parceira com a Marvel Studios e como todos já devem saber por aqui, ainda teremos futuramente mais três seriados focados em Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro, além de uma minissérie dos Defensores, que irá reunir os quatro personagens em questão. Antes mesmo da estreia do Demolidor, já começaram as primeiras especulações sobre os atores mais cotados para interpretarem Luke Cage e Jessica Jones. Confira...

Novos Vingadores: Os Construtores do outro Mundo


Boa parte dos Vingadores está bem longe da Terra e os poucos que sobraram tiveram que lidar com uma baita invasão do planeta promovida por Thanos e seus asseclas. Todavia, no momento mais crítico, quando o Titã confrontava Raio Negro, os Illuminatti se viram no princípio de uma nova crise de choque de realidades. Todavia, eles mal esperavam que dessa vez, aprenderiam bem mais sobre as incursões.

No ponto de intersecção da outra Terra, caiu um Aleph. Não o que Stark conhecia, mas a situação denotava igual cautela. O ser cibernético, no entanto, veio pacífico e convidoou-os até sua nave no outro mundo. Lá, encontrou dois Construtores e dois Jardineiros, estes últimos bem diferentes, vermelhos e com símbolos centricos ao invés de o sinal de omega. E eles estavam ali também para matar o planeta.



Já na nossa Terra, temos paralelamente rolando os desfechos finais da luta de Raio Negro e Thanos. O irmão Maximus, ao longe, questiona o plano do irmão. E em Wakanda, Próxima Meia-Noite promove sua invasão a Wakanda depois da derrota de Estrela Negra. Shuri, sem a presença do irmão, não consegue defender Wakada desta vez. E a cidade cai mais uma vez em menos de um ano.

Mais tarde, Thanos é convocado para lá. Não há sinal de nenhuma joia do Infinito e nem do seu filho. Todavia, na necrópole do Pantera Negra, ele encontra algo curioso - Um Terrax de outra realidade e a Cisne Negro. Apesar de curioso, ele resolve que é mais ponderado deixá-los onde esta.

Já de volta ao outro mundo prestes a ser destruído, os Illuminati são surpreendidos quando um dos Ex-Nihilus, os jardineiros vermelhos, descobre a "sonda" infiltrada dentro do corpo do Doutor Estranho. Ao se livrar dela, não há mais influência do Batedor sobre o Mago Supremo. O construtor revela que a sua espécie navegava entre os multiversos mas isso não é mais possível desde que o superfluxo foi danificado. É necessário agora evitra que os pontos entre os multiversos colidam e ele questiona quando os Illuminatis irão destruir a sua PRÓPRIA Terra. Pois só assim evitarão que tudo acabe.

E ele então os deixa para trás, na nossa realidade, e tudo explode na Terra deles.

É instigante ver a dupla Hickman e Deodato em ação. De forma bastante própria, o roteirista retoma a trama principal das incursões ao mesmo tempo que trabalha o drama dos Construtores, sendo agora mais capazes de entender suas motivações. Será isso que a raça da nossa realidade quer? Destruir nossa Terra para salvar todo o resto? Ou seus planos são mesmo menos altruistas? Essa história você encontra na edição 13 de Vingadores esse mês.

Coveiro

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Agentes da S.H.I.E.L.D: Confirmada a raça do cara azul

*ATENÇÃO! ESSE POST CONTÉM SPOILERS


Na primeira temporada dos Agentes da S.H.I.E.L.D. foi mostrado o corpo de um misterioso ser de pele azul, que imediatamente foi apontado pelos fãs como sendo um alienígena da raça Kree. Apesar de óbvia, a teoria não havia sido confirmada até agora. Veja o que tem a dizer sobre o assunto um dos produtores da série, além de uma teoria envolvendo os Inumanos e um comercial do próximo episódio...

Infinito #04: A Arte da Negociação


Com o universo praticamente dominado pela avanço dessa leva de corrompidos Construtores, uma simples vitória da resistência formada pelo Conselho Intergaláctico e os Vingadores foi um grande marco. Mas ainda há muito pelo que se lutar para sobrepujar essa imensurável ameaça cósmica. Todavia, sem conhecimento do Capitão America, uma batalha ainda maior aconteceu entre o Titã Louco e o Rei Inumano. E os desdobramentos dela são ainda maiores do que imaginávamos.

Bem próximo a Hala, hoje dominada pelos Construtores, o Capitão America e Kallark, o atual Imperador Shiar, arquitetam o próximo passo - Negociação da Rendição. Trata-se de uma atitude estranha a ser tomada após terem lutado tanto em outros mundos recentemente, mas como bem acredita o Construtor que chefia hoje Hala, a derrota dos mundos é iminente.

Voltando nossas atenções para a Terra, temos parte de Nova York destruida pela explosão e queda de Hala. E a batalha entre Raio Negro e Thanos ainda continua de forma brutal. Mas mesmo os gritos do Inumanos não são páreos para o carater resoluto do Titã. Raio Negro tomba, mas mudo quanto a informação que Thanos queria - o local onde estava seu filho perdido.

Em contrapartida, das ruinas da cidade, veio a extensão completa do plano de Blackagar Boltagon. As terrigenes se espalharam pelos arredores do mundo e todo aquele que havia alguma coisa de DNA inumano em seu corpo (mesmo que mestiço) passaria por mudanças. Primeiro, envolvido em casulos. Depois, despertados em novas formas. Muitos que se achavam apenas humanos eram mais que isso nas rus de Nova York. E bem mais longe que isso.


 Os efeitos das terrígenes chegaram nas demais colônias inumanas do mundo. Na groelandia, na cidade esquecida de Orollan, vários entraram prematuramente na forma de casulo. E um deles foi Thane, o filho de Thanos. Todavia, o seu despertar foi horrendo, seus poderes acordaram ensandecidos e trouxeram morte para todos a sua volta. Ele de fato era filho do Titã.

De volta a Hala, é chegada a hora das negociações. Thor foi escolhido como o diplomata da conversa. Sua arma, o Mjolnir, era proibida na reunião e por isso ele a arremessou para longe. Ao se encontrar com o Construtor, o Deus do Trovão tratou de colocar algumas exigências suas para a tregua. Já o Construtor respondeu aquilo com uma agressão, um tapa no rosto do nórdico e a exigência de que ele se ajoelhasse. E ele assim o fez. E convocou sua arma mais uma vez. E em fúria, Mjolnir voltou do espaço atravessando o Construtor no meio. Era a morte do primeiro deles.


Thor tratou de matar de vez o inimigo e clamar os Krees para luta. Ronan e os demais acusadores ergueram os martelos com um grito de guerra. Agora, é a nova fase do plano do Capitão America - Vencer.

É muito bom voltar a ler uma minissérie que a cada edição você tem realmente algo a levar em conta, uma cena que te faça o queixo cair e outra que pule da cadeira. Com uma trama sólida e que está fazendo os seus tie ins valerem a pena, Infinito chega já na sua metade rumando pra a grande batalha final agora. Paralelamente, temos a novela envolvendo o filho de Thanos ficando mais curiosa, sem termos ideia do que sairá daí ainda. Mas a grande surpresa vem com a revelação do que era o plano final de Raio Negro (as consequências dele já começam a aparecer por aí em algumas revistas mensais).

Coveiro

PS: Confira as partes um, dois e três de Infinito também!

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Um novo olhar sobre a Origem de Thanos


Nessa nova leva de encadernados especiais de capa dura contando (ou melhor, recontando) a origem de clássicos vilões da Marvel, certamente a Ascenção de Thanos é o que mais me surpreendeu. Tendo certa importância direta com a nova saga Infinito, Jason Aaron iniciou uma parceria como artista italiano Simoni Bianchi e criou um clássico moderno com o Titã Louco, definindo como nunca esse atributo do personagem. A revista acabou de sair nas lojas, se ainda não encontrou procure-a nas próximas semanas. Então, volte aqui para continuar lendo alguns apontamentos que achei interessante de trazer nesta resenha.

Tudo começa com o retorno de Thanos as ruinas do que outrora foi a grande cidade dos Eternos em Titã, uma das luas de Saturno. Lá Thanos revira umas pedras e acha o tumulo de sua mãe, Sui-san, até então nunca dignamente retratada nas histórias em quadrinhos. O tempo narrativo volta atrás até o derradeiro nascimento de Thanos, renegado pela sua progenitora, mas ainda assim amado pelo seu pai. É um primeiro choque aos leitores, que sempre imaginaram a moça como uma das poucas a amar a criança deformada com a sindrome dos Deviantes. Sui-San na verdade tentou matar Thanos ainda bebê.

Mesmo afastado do amor materno, Thanos crescera inocente, apesar de aos poucos mostrar um interesse estranho em retratar a morte em desenhos. Na aulas da escola, porém, mal teria estomago para dissecar um animal. Esse coração fraco, todavia, mudaria no dia de um fatidico acidente. Ao levar amigos da sua escola para uma caverna proibida, uma avalanche os pegou de surpresa. As crianças que não morreram entre os escombros, foram devoradas por gigantescos lagartos. Thanos fora o unico a viver naquele dia. E assim se tornou mais temido entre os seus amigos.


Sempre sozinho, apenas a presença de um jovem o estimulava. Foi ela quem o instigou a pela primeira vez se vingar dos tais lagar Etos que devorou os colegas e atormentava os seus sonhos. Desde então, Thanos deixará de lado o pavor da morte e se tornou um adepto por estudar mais a fundo os seres vivos em experimentos. Primeiro, lagartos. Então, feras maiores. Depois, cidadãos de Titãs. Seu pai, Mentor, continuava no entanto cego a tudo aquilo. Nem mesmo os avisos do pai supremo dos Titãs, Kronos, adiantavam. Por fim, motivado a entender sua verdadeira natureza maligna, sua própria mãe foi pra mesa de operações. Aquela foi sua última morte por longo tempo.

Abandonou a morte, ignorou a jovem amiga que o influenciava. Seguiu a vida como Pirata apenas e rumou de planeta e planeta se aventurando, amando, fazendo filhos até. O seu Capitão e outros Piratas até mesmo desdenhavam do seu pacifismo. Mas isso foi até o dia em que ele reagiu, matou o velho capitão e se tornou o líder de todos. De volta a Titã, reencontrou a jovem garota agora crescida. Ela era, sempre foi sua paixão, mesmo sem ter sido nunca verdadeiramente sua. Por ela, Thanos voltou a matar, suas ex-esposas, seus rebentos conhecidos.


Sua tripulação já o tratava como Titã Louco, pois era assim que ele parecia se portar. Era o mais sádico e sórdido de todos ao redor. E tudo nele parecia centralizar na tal obsessão pela mulher sem nome. Uma mulher que, como foi revelado mais a frente na história, apenas Thanos enxergava e ninguém mais. Uma mulher que se revelou a face da Morte. Ou, numa interpreção diferente, um devaneio do Titã sobre um amor platonico impossivel com um conceito.

Parte de sua Tripulação tentou matá-lo antes que ele matasse a todos. Falharam e apenas ficaram o que obedeciam por medo. E rumo a um embate final para tomar sua terra Natal, Thanos teve que combater Mentor. O velho pai percebeu tarde demais o que realmente o filho era. Tentou convencer seu filho de sua própria loucura, mas em vão. Sua paixão pela morte era de fato maior. Mas seria pela mulher ou pelo conceito?

E essas é uma daquelas edições em que Jason Aaron esta iluminado. Dizem que ele meio que subverteu muita coisa que o Starlin propôs. Eu vejo diferente. É uma nova luz. A idéia de deixar o conceito da visão da morte como uma alucinação foi genial. Na verdade, é algo que você pode interpretar muito bem dos dois jeitos e não se anulam de modo algum. Fora isso, dá uma boa luz para aqueles que se questionavam sobre a possibilidade de Thanos ter um filho. A resposta vem em forma de vários. E lembrando que na fase de Starlin ele já teve até mesmo uma neta (sim, estou falando da Nebulosa).

E mais uma vez, parabens a Panini por estar lançando uma leva tão boa de materiais assim, de luxo - pelo acabamento, arte e roteiro.

Coveiro

Este é o fim... digo, o filme do Quarteto Fantástico?



A coisa não anda boa pro novo filme do Quarteto Fantástico. A cada nova notícia, a coisa fica mais e mais desanimadora. Se existe mesmo tal façanha da Marvel estar boicotar a produção do Quarteto Fantástico da FOX (já negada mais de uma vez pelos executivos), tudo se justifica com o tal resumo 'ainda-não-oficial' que anda circulando por aí na internet desde o começo desta semana. Veja aí uma tradução livre nossa:

Reed é um funcionário da loja de conveniência que tem a mente de um gênio e trabalha junto com Ben. Os pais de Reed não se preocupam com ele, e o pai de Ben é abusivo. Eles são bons amigos e têm as costas um dos outro pra cuidar. Reed escreve um artigo para sua faculdade comunitária sobre teletransporte e atrai a atenção do Dr. Franklin Storm, CEO do centro de pesquisa do Edifício Baxter. Storm tem um filho, Johnny, e uma filha adotiva, Sue, cujo pai, antigo parceiro de Storm, morreu em um experimento que deu errado. Johnny e Sue são do tipo curtidores de festas, e Sue é particularmente desdenha tudo sobre ciência. Reed e Sue não se dão bem no início.

Victor Doomashev é um programador de computadores bem anti-social do Leste Europeu e um hacktivist que se chama de "Destino". Ele odeia os 1%, especialmente o Storm, quem ele alega realizar a ciência corrompida para o lucro. Storm usa artigo de Reed para completar algumas equações em uma máquina que acessa outra dimensão, o Zona-N. Reed convida Ben para assistir a máquina ser ligada. Sue e Johnny também estão lá. Destino consegue invadir os servidores da edifício Baxter e usa um vírus de computador para danificar a máquina, que explode. Reed, Sue, Johnny e Ben são expostos a energia deste outro mundo e tornam-se mutantes com poderes que não podem controlar.

Storm leva-los para o Edifício Baxter e cria trajes de contenção para os seus poderes. Eles começam a treinar. Reed e Storm também começam a desenvolver uma maneira de reverter o acidente. Sue culpa Reed por tudo, mas eles eventualmente tornam-se amigos e, em seguida, um casal. Ben pode desligar os seus poderes quando ele não está em perigo. Johnny muda de cor com base na intensidade do calor, e Sue tem alguma coisa de telecinética. Reed é o mesmo Reed. Já Destino descobre que os quatro adquiriram poderes e fica com raiva de não ter sido ele, então ele surge com um plano para invadir o Edifício Baxter e alcançar a Zona-N através da máquina reconstruida. Como uma distração, ele reprograma um bando de drones militares roubados, os "Doombots", para atacar o edifício Baxter. O quarteto juntam-se como uma equipe pela primeira vez e salvam as pessoas.

Destino ativa a máquina e recebe poderes, algo como tecnopatia, basicamente explosões de energia e capacidade de fazer as máquinas obedecer a ele, e uma luta começa. O aparelho atinge fase crítica, e, a fim de impedi-lo de explodir e destruir a cidade, os quatro entram nele e o Dr Storm fecha-o fora. Há uma contagem regressiva antes de atingir a massa crítica. Dentro da zona-N o, Destino e o Quarteto batalham novamente, e conseguem deixá-lo preso lá depois que ele se desfigura ao absorver muita energia. Os Quatro conseguem escapar, mas Ben recebe um montante de energia para proteger Reed e não pode voltar mais a sua forma humana. A máquina é destruída , Destino some, os quatro aprenderam a trabalhar em equipe, e Reed promete encontrar uma cura para o Ben. E termina aí.

Velho...

Não, Velho...

Coveiro

Sam Humphries fala sobre o cross Black Vortex

Informações Inéditas no Brasil e nos EUA!!


Depois de "O Julgamento de Jean Grey", os X-Men e os Guardiões da Galáxia voltam a encontrar-se em um crossover. Sam Humphries, arquiteto de Black Vortex, conversou com o CBR há alguns dias e revelou detalhes do evento. Confira!!


Nas páginas da mensal do Senhor das Estrelas, Humphries tem estabelecido alguns conceitos essenciais para o cross, como o de Black Vortex, que é um artefato antigo, parecido com um espelho, que revela todo o potencial cósmico de quem fica em frente a ele. Além disso, o escritor apresentou um novo grupo de vilões, o Slaughter Squad, grupo de agentes de elite, que é uma versão maligna dos Guardiões (seus reflexos no espelho), servindo Mister Knife (outro personagem recém-criado). Eles enfrentarão as duas super-equipes no evento.


Apesar de seu grande poder, o Black Vortex ficou tanto tempo sem ser conhecido, segundo o escritor, porque as pessoas têm medo dele, e aqueles que são de bem sempre fizeram de tudo para escondê-lo. Na edição Alpha do cross, Humphries indicará que o artefato existiu desde sempre, começando a história há 10 bilhões de anos. O escritor também mostrará a primeira pessoa que teve o objeto em seu poder e qual foi o efeito sobre seus poderes.

As motivações de Mister Knife em relação ao artefato serão conhecidas aos poucos na mensal do Senhor das Estrelas. Knife vê algo muito maior do que podemos imaginar quando está de frente para o Black Vortex. O escritor desmentiu que haja um paralelo entre o objeto e o Portal do Destino, principalmente porque um é um espelho, e o outro é um portal; um é um trampolim para uma mudança do presente e do futuro, e o outro é um cheque em branco para uma nova vida, começando do zero.


O vínculo entre Kitty e Peter Quill será o motivador da aliança entre as duas super-equipes. Nas próximas edições da mensal de Quill, os laços entre os dois vão ficando mais fortes, mas o plot de Black Vortex lançará o relacionamento no caos.

O cross começa em fevereiro.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Peter Quill desafia Ronan para um combate e muitos outros extras do Blu Ray dos Guardiões da Galaxia


Se você achou que o combate final entre o Senhor das Estrelas e Ronan, o Acusador foi de tirar o chapéu, imagina quando conferir essa outra cena que ficou restrita pro DVD? E temos muito mais pedaços de extras pra mostrar como Guaxinins treinados, bebês groots dançarinos e os mistérios do museu do colecionador. Confira  a seguir a leva de videos:

E isso sim é briga feia entre Ronan e Peter Quill:


Os Segredos do Colecionador:

 

Diesel é Groot:


Baby Groot tem ritmo:


Um diretor viciado em Guaxinim e arvores:


A voz de Rocky:

 

Cena Deletada: Gamora vs Nebulosa:


Uma outra cena deletedada e bem divertida você confere clicando aqui no site StickKingdom, com Rhoman Dey e seu superior da tropa Nova. E isso são apenas alguns segundinhos do que deve sair no produto final. To já querendo logo abrir esse meu presente de Natal!


Coveiro

Indestrutível Hulk: Perdido no tempo

Indestructible Hulk #11 #12 #13 #14 #15 Indestrutível Hulk Universo Marvel 8 9 10 11Nova Marvel

Da última vez que falei das histórias do HULK por aqui, o gigante esmeralda estava prestes a adentrar um arco de histórias que mudaria seu propósito como agente da SHIELD. Repercussão direta dos efeitos causados pela conclusão da Era de Ultron, Hulk, Agente do TEMPO mostra como o alterego de Bruce Banner tem a missão de corrigir a linha do tempo. Ou ao menos parte dela.

Pocinha ganha seu próprio diorama... e ficou sensacional!

Todo mundo sabe que a Sideshow quando põe a mão na massa é certeza de sair algo de altíssimo padrão. Só que dessa vez ela extrapolou. Uma peça que foi feita recentemente é compra certa para os fãs da fase do Walter Simonson no Thor ou mesmo dos Pet Avengers do Chris Eliopoulos. O destaque da vez é Pocinha (ou o Thor em versão Sapo, vai de seu gosto, amigo) em detalhes minuciosos. Confira:








A peça está saindo lá fora por 99 doláres e é um pouco maior que uma maçã. Nada barato para quem for importar, mas que dá uma baita vontade de adquirir, dá.

Coveiro

Mais novidades sobre o mundo sem Wolverine

Informações Inéditas no Brasil e nos EUA!!



Os últimos dois X-Position trouxeram entrevistas com autores de revistas relacionadas a Wolverine, com comentários sobre o rumo de seus trabalhos após a morte do personagem. Confira!!

A primeira delas foi a de Jason Latour, roteirista de Wolverine & The X-Men, que está sendo encerrada para dar lugar a uma revista que une o Homem-Aranha e os X-Men, ainda tendo a Escola Jean Grey como pano de fundo. Latour fez um balanço de sua passagem no título.

Ele está adorando o que tem sido feito por Rick Remender com Genesis, em AXIS, e afirmou que infelizmente não teve espaço para desenvolver Nature Girl, personagem criada por ele próprio para a revista. O escritor espera poder continuar essa história em algum outro lugar, daqui a algum tempo, assim como pretende voltar a escrever Tempestade, Fantomex e Quentin Quire.


Latour admitiu que o período escrevendo jovens personagens será de grande valia agora que passará a escrever a mensal de Spider-Gwen e aconselhou os próximos escritores que vierem a trabalhar com os personagens da Escola que escrevam para si próprios, porque sempre haverá fãs que gostarão e que desgostarão do trabalho feito. Nas últimas edições da revista, ele tem aproveitado seu interesse em trabalhar Melita Garner, com a possibilidade de discutir os reflexos da morte de Wolverine nela e em outros personagens.


O segundo entrevistado foi Charles Soule, o responsável pela morte de Logan. O escritor focou-se nas séries e nas edições que estão saindo após a mini Death of Wolverine, como Wolverines e The Weapon X Program. Em Wolverines, podemos esperar que, logo nas seis primeiras edições, alguns dos X-Men com maior ligação com Logan, como Tempestade, Kitty, Jubileu, Vampira e Noturno apareçam. Sharp e outros personagens que apareceram em The Weapon X Program também estarão em Wolverines, e Mística e Daken estarão entre os protagonistas da revista.


Soule confirmou que a revista terá uma história fechada que ele pretende contar, ainda que não tenha estabelecido exatamente quantas edições precisará para tanto. Seu plano agora é escrever uma história que encerre uma temporada, mas não necessariamente conclua tudo o que poderia ter sido feito, a exemplo do que ocorre com as temporadas de um seriado.

Ainda nos meses seguintes à morte de Wolverine, o escritor pretende aprofundar o relacionamento entre X-23 e Daken, além de desenvolver os relacionamentos de diversos personagens, como Mística, Dentes de Sabre e Lady Letal, com base no que já foi estabelecido na cronologia. Entretanto, não devemos esperar que ele revisite o passado de Dentes de Sabre, por exemplo.


O escritor admitiu que é um processo bastante complicado conseguir dar uma cara própria para cada um dos muitos títulos que ele vem escrevendo ligados à franquia. Seu processo criativo tem envolvido fazer grandes interligações entre as revistas, transformando tudo em uma história bastante complexa, o que não impede que se leia independentemente um título apenas, mas que será mais bem apreciada se considerada conjuntamente.


Por fim, a escritora Marguerite Bennett, que escreveu a quarta edição de The Logan Legacy, focada em Lady Letal, também foi entrevistada pelo CBR. Ela afirmou que, com a morte de Wolverine, os planos de Lady Letal de matá-lo foram por água abaixo, deixando-a sem um objetivo máximo de vida. A edição mostrará a busca de Yuriko, em Tóquio, para reaver a espada que Wolverine havia recebido de Mariko. A história, que saiu na quarta-feira, também mostra um novo vilão.



Até as próximas entrevistas mutantes!