PANTERA NEGRA NOS CINEMAS

A PRIMEIRA GRANDE AVENTURA DA MARVEL DE 2018 É EM WAKANDA. Ouça o Podcast!

NOVA DIREÇÃO, NOVO COMEÇO NOS QUADRINHOS

Marvel muda tudo em suas revistas com C.B. Cebulski como Editor-Chefe

THE GIFTED NO INOMINATA 616

Ouça nossa discussão sobre mais essa nova série da FOX

O MAIOR FILME DA MARVEL EM SEUS 10 ANOS NOS CINEMAS

TUDO SOBRE VINGADORES: GUERRA INFINITA

Classicos do Wolverine

Relembre mais das melhores histórias do Logan

FUGITIVOS

Série de produção Marvel e Hulu se encerra nos EUA

JESSICA JONES

A SEGUNDA TEMPORADA DE JESSICA JONES VEM AÍ!

JUSTICEIRO

OUÇA O PODCAST SOBRE O JUSTICEIRO DA NETFLIX

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Confira a seguir o primeiro clipe da segunda temporada de Luke Cage



Ontem, saiu mais uma novidade pra quem está aguardando ansiosamente a segunda temporada de Luke Cage. É o primeiro clipe da série, focado no herói do Harlem ficando sobrecarregado com a sua própria fama de guardião do lugar.


A segunda temporada de Luke Cage estreará 22 de Junho. Além de Mike Colter, também estão previstos para essa segunda temporada o ator Theo Rossi, Thomas Q. Jones, Simone Missick, Alfre Woodard, Justin Swain, Danny Johnson, Tijuana Ricks, Reg E. Cathey, Heather Simms, Gabrielle Dennis, Rosario Dawson, Mustafa Shakir, Annabella Sciorra, dentre outros.

Coveiro

Thanos Retorna

Em tempos em que o Titã Louco tem seu filme como sucesso absoluto de 2018, nada mais justo do que a Panini investir o máximo do personagem em banca. Sendo assim, o encadernado "Thanos Retorna" é muito  bem vindo pra nossas prateleiras. Contudo, quem esperava ver aqui um vilão vitorioso como foi nos cinemas, foi ser pego pelo susto. Sob o roteiro de Jeff Lemire e arte de Mike Deodato Jr, temos uma história aqui em que Thanos está morrendo.



Quem viu as últimas histórias do personagem sabe que seus últimos desempenho nos quadrinhos não foram nada satisfatórios. Em Guerras Secretas, ele e sua cabala acabaram obliterados facilmente no Mundo de Batalhas. Já na Guerra Civil II, fez um ataque desordenado que mal parecia o velho Thanos e acabou preso. Mas essa "curva" em sua vida era algo temporário. Thanos volta não só em sua própria revista mensal, como decide retomar seu lugar de direito no Quadrante Negro. Seu outrora mais fiel servo, Corvus Glaive, conquistou o lugar para si e não queria devolver facilmente. Mas para Thanos de Titã perder para um ex-subordinado não era opção. Assim, ele obliterou todo o exército de Glaive e deu a opção de ele se matar ao invés morrer pelas suas mãos. Corvus Glaive não pensou duas vezes em se furar com a própria arma estilhaçada. Contudo, ao sentar no trono após a sua conquista, Thanos vê sangue sair de seu nariz e boca. Ele pela primeira vez na vida percebeu que estava lentamente morrendo.



Do outro lado dessa história estão aqueles que vão se aproveitar disto. Tryco Slatterus, o Ancião conhecido como  Campeão do Universo, foi até Starfox, irmão biológico de Thanos, convocá-lo para um grupo que liderado por Thane e aconselhado pela Morte, pretendiam por um fim definitivo ao Titã. A próxima a ser chamada foi Nebulosa, outrora uma filha de pirata que se auto-intitulou falsamente no passado como a neta de Thanos. Juntos, cada um ali tinha um motivo bastante particular de matar o Titã. Seja por heróismo, fama ou dever, o pequeno grupo de seres cósmicos se juntou na intenção de adiantar o fim de Thanos agora que estava enfraquecido pela doença. Era uma oportunidade única segundo a própria Senhora Morte.



Já Thanos estava já ficando desesperado com o avançar da doença. Invadiu o planeta Nulla, conhecido por seu povo ser capaz de criar as mais formidáveis curas, mas seus habitantes não puderam ajudar desta vez e por isso Thanos matou-os. Restava ele engolir seu orgulho e ir até a mente mais brilhante que superava até a dele, A'lars, vulgo o Mentor, seu pai. O Titã invadiu a base de pesquisas a força na lua Gilgrath e forçou seu pai a realizar alguns experimentos nele ou então veria os outros cientistas do lugar perecer. Sem qualquer dó pelo filho, Mentor fez seus ensaios e descobriu que a doença que Thanos tinha era fatal e dava poucos dias de vida a ele. Achar uma cura para tal a tempo seria impossível. Ainda assim, Mentor parecia se satisfazer com o fim fatídico de Thanos. Ao ouvir isso, o Titã em fúria acertou e aparentemente matou seu pai.



Antes de deixar o lugar, no entanto, Thanos se viu cercado por membros da Guarda Imperial Shiar. Em qualquer outra situação, Thanos daria conta facilmente do grupo, mas desta vez os heróis do Império Shiar estavam até conseguindo ferí-lo. Contudo, mesmo fraco, Thanos não cederia facilmente. Restou a o Gladiador (também Majestor de Shiar) ser convocado de última hora para fazer Thanos tombar. Agora, algo impossível aconteceu. Thanos foi preso e levado para a prisão shiar de localização desconhecida. O diretor do lugar parecia muito satisfeito com sua nova aquisição. Tomou o capacete de Thanos como uma espécie de Troféu e só lamentou o fato de ele mesmo não ter pessoalmente liderado a ofensiva contra o Titã.



E falando em prisão, um flashback a partir da edição #4 desta história nos mostra como 'nasceu' o plano de Thane para derrotar Thanos. Meses antes, ele e Fauce de Ébano tentaram invadir e tomar o Quadrante Negro sem sucesso. Ele acabou aprisionado por Corvus Glaive e lá conheceu Tryco na prisão, onde ficarão amigos. Glaive, no entanto, não suportava qualquer indício de que Thane estava se acostumando com o sofrimento e por isso o prendeu na solitária. Sozinho, quase enlouquecido e prestes a morrer, Thane caiu nas graças da Senhora Morte e ela não só o ajudou a fugir dali como deu a ele o objetivo de matar seu próprio odiado pai. Foi assim que depois de escapar ele convocou Tryco, seguido de Starfox e Nebulosa. Só restava ele resgatar mais uma coisa e ela estava de posse de Terrax e seu exército.

Assim, Starfox foi na frente em sua própria nave fazendo uso de sua voz galanteadora para enrolar e convencer Terrax a obedecê-lo. Enquanto isso, Thane, Nebulosa e o Campeão adentaravam sorrateiramente o lugar até o ponto de resgate. Contudo, quando chegaram lá, perceberam que não foram até ali por conta de uma pessoa, mas sim de um ovo da Fênix. No meio da confusão, Nebulosa ficou irritada por ter sido enganada e atirou em Thane. Seria o seu fim, mas a verdade é que o sangue do filho de Thanos alimentou o ovo e o fez eclodir. Agora, Thane finalmente tinha poderes de novo, era o avatar da vida e como tal ele se sentia no dever de matar seu pai.



Thanos, por outro lado, aproveitou-se de um momento de distração do diretor da prisão onde estava para atacá-lo e arrancar um de seus braços fora. Um exército inteiro do lugar não foi páreo para detê-lo. O titã matou quem ficava em seu caminho e depois roubou uma espaçonave para voltar ao seu quadrante. Foi quando deparou-se com seu filho Thane com o símbolo da Phoenix e a traidora senhora morte ao seu lado. Thanos tentou alertar o filho para não cair na conversa da Morte, mas Thane estava obcecado por matá-lo. Com o poder máximo, disparou contra o Titã Louco, mas ao invés de matá-lo, apenas retirou seus poderes e sua força. Era só o começo da vingança de seu filho que o queria  rejeitado, esquecido, sem poderes, como ele mesmo já foi um dia.



A revista acaba por aqui, cobrindo as primeiras seis edições todas com arte de Deodato Jr. Trazem uma arte impactante e sombria bem similar ao que Deodato fez em Pecado Original, que casou muito bem com seu traço atual. A narrativa é boa, traz um clima envolvente e tenso. Contudo, ao mesmo tempo, consegue arrancar algumas risadas com brincadeiras óbvias com Starfox ou Pip. Este último, por sinal, dá com alguns balões de diálogo uma boa perspectiva pra gente repensar sobre o impacto de mortes no universo Marvel, mesmo que sejam desfeitas depois. Para Pip, isso não é um reset, não muda o fato de que o malfeitor agiu de dada maneira. No caso quando Thanos matou metade do Universo em Desafio Infinito, os heróis terem revertido tudo no final não torna o ato do Titã menos repugnante ou desaprovável.

Coveiro

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Coração de Ferro e Amadeus Cho tem novos visuais no título de Campeões


*ATENÇÃO! Informações de edição de quadrinhos inéditos nos EUA!

Eu sua conta no facebook e Twitter, Jim Zub, roteirista de Campeões, apresenta a nova armadura de Riri Williams, a Coração de Ferro. Ela já será apresentada na edição 23 de Campeões, que tem como artista da capa, o brasileiro R.B. Silva.

"Fãs de Riri Williams e cosplayers: Não sei ao certo se viram em primeira mão ontem, mas Coração de Ferro está ganhando uma armadura com novo design que será apresentada na futura edição de Campeões!
Stefano Caselli fez um trabalho maravilhoso desenvolvendo esse novo visual para a Riri.
Buscamos um novo visual para a Riri para dar um sinal de suas raízes na Stark-Tech/ Homem-de-Ferro, mas também mostrar como ele está se saindo em termos de design e funcionalidade," comentou em suas redes sociais Jim Zub.


Quem também vai ganhar um novo visual é o Hulk, de Amadeus Cho, que também estampa a capa de Campeões 23, ao lado de Riri Williams. Os eventos que ocorreram no seu título Incredible Hulk, na edição 717, que é escrito por Greg Pak, mexeram com a estrutura física do personagem a ponto de deixá-lo com o físico menos robusto.

Isso ocorreu na última parte do seu arco Hulk Contra o Mundo II, após passar um tempo em Sakaar, Amadeus Cho retorna para a Terra e seu corpo é dominado pelo Hulk. Enquanto declarava guerra contra os heróis da Terra, Amadeus lutava para ter o controle de seu corpo de volta. No fim, a recompensa para a vitória de Cho foi seu novo visual, dito anteriormente.


Um detalhe interessante em uma das falas do Cho, após assumir essa novo forma, é que ele não está se identificando mais como um Hulk. No momento que ele iria dizer o que ele havia se tornado, a Capitã Marvel, Carol Danvers, o interrompe dizendo seu nome, apenas para leva-lo preso.

A arte dessa última parte ficou por conta do artista Carlo Barberi.

Fiquem agora com a arte da capa e anúncio do que será a Campeões 23.


CAMPEÕES 23
JIM ZUB (ROTEIRO). KEVIN LIBRANDA (ARTE)
Capa por R.B. SILVA
. Enquanto Coração de Ferro e Amadeus Cho avança um passo a frente em sua jornada como super-heróis,  Nova toma um passo para trás.
. Como o time vai encarar uma complicada e perigosa ameaça, Sam Alexander se questiona: existe um futuro para ele como Campeão?

A edição entra a vendas nas comic shops norte-americanas e on-line em Agosto.

Marcus Pedro

Deadpool 2: Referências aos filmes, músicas e cultura pop

Ontem postamos aqui as principais referências aos quadrinhos que Deadpool fez em seu segundo filme. Hoje, chegou a vez de explorar o restante das piadas do personagem, que incluem bastante zoação com os filmes da Marvel, DC e da própria FOX, mas também faz muita menção a cultura pop de várias décadas, dos anos 80 até hoje. Se segura na cadeira e segue com a gente nessa lista que conseguimos juntar!



-Logan
Todo mundo já percebeu que a amizade de Hugh Jackman e Ryan Reynolds é grande e muito camarada. Mas não ao ponto de deixar barato o fato do filme Logan ter tirado a "exclusividade" a sua posição de filme "R-Rated" de super-heróis no ano passado e ainda com o adendo de ter morrido no final pra chamar a atenção. Deadpool quer mudar isso neste filme e começa a história garantindo isso aos espectadores.

- Crocs
No primeiro filme, Deadpool mostra-se um fã desse tipo de calçado (segundo ele, são grandes sapatos de borrachas masturbantes) e aqui neste filme temos ele usando crocs antes de tentar se matar.

- Abertura a la James Bond
Se você não percebeu isso, você então estava preso num buraco toda sua vida até sair agora só pra ver o filme. Afinal, além da performance musical por Celine Dion, que fez a música Ashes só pro filme, não tem como não reconhecer a abertura toda como uma zoação bem escrachada as clássicas séries de filmes do James Bond.



- John Wick
Na abertuda do filme, todo mundo ganhou uma piada a parte pra ser descrito ali. Mas o diretor David Leitch talvez tenha sido a mais hilária delas. E foi referenciado como "aquele que matou o cachorro de Josh Wick". Vale lembrar que apesar de não ser credenciado devidamente, Leitch dirigiu o primeiro filme da série John Wick.

- Acusações ao humorista T.J. Miller
Apesar de não ser o filme mais comportado para se dar exemplo de algo, Deadpool 2 que se afastar de qualquer mal exemplo que seu elenco possa exercer na vida real. Sendo assim, os recentes escandalos de assédio sexual envolvendo o humorista T.J. Miller e as confusões que ele causou em um trem ao estar bêbado e chamar seguranças para uma suposta bomba que não existia no lugar, não só parece que afastou o comediante de futuras aparições como também fez com que ele ganhasse uma piada de graça nos créditos iniciais. No filme, quando chega seu momento, referem-se a ele como "Christian Plummer recusou seu papel", numa clara referência ao fato de Plummer ter regravado cenas substituindo Kevin Spacey no filme 'Todo o dinheiro do mundo' após as acusações dele de assédio sexual

- Batman, Martha e a DC Comics
Ao longo do filme, Deadpool não deixa escapar pelo menos uma três piadas ligadas ao novo universo integrado que está sendo montado pela DC. Quando volta pra casa da sua namorada Vanessa logo no começo, se desculpa dizendo que estava enfrentando um cara de capa e que sua mãe se chamava Marta também, uma clara alusão a mais zoada parte do filme da concorrência - Batman vs Superman: O Despertar da Justiça. Depois, vemos quando ele encontra Cable pela primeira vez que ele se apresenta como "O Batman" numa voz clara a do personagem rouco que vemos nos cinemas hoje em dia. E mais pra frente ainda, ele reclama que o Cable é tão sombrio que deve ter saído do universo da DC Comics. E não para por aí!


- Cura para Cegueira
No primeiro filme do Deadpool, Wade Wilson enquanto morava hospedado na casa da Cega Al (que já afirmou ser usuária de cocaína) disse que tinha escondido no lugar a cura para a cegueira antes de partir. Nesse filme, acaba que ele tinha escondido algo lá, rotulado de cura para a cegueira, mas não é bem isso o que deve ser aquele pozinho branco... se é que me entende.

- Cereal de Wolverine Origens
Na cena da "Casa Essex", quando Jackman é jogado janela a dentro no lugar, um garotinho está coendo um ceral com a figura de Logan do filme  X-Men Origins: Wolverine. Numa metalinguagem irreverente, Deadpool pega uma caneta e assina o cereal como Ryan Reynolds. Afinal, ele está naquele filme também ué. Outro detalhe aí é que o garoto da cena é Luke Roessler, que na série Legião, fez o papel de David Haller mais novo. Será coincidência ou referência?

- Lutando como o outro Deadpool
Já visto em um dos trailers, a cena clássica (e a melhor daquele filme) de X-Men Origins: Wolverine  com Deadpool cortando uma bala no meio e desviando de balas quando recebe uma saravaida de tiros ao entrar numa sala é repetida aqui. Não é exatamente como a outra, mas a ideia é justamente essa - tirar um sarro daquela cena espetacular depois de anos (Deadpool não é mais tão rápido como era).


- Os Goonies
Em pelo menos dois momentos Deadpool 2 faz referência a aventura juvenil em que Josh Brolin apareceu no passado. Em dado momento em que ele encontra Cable, ele o chama de One-Eyed Willie. Já em outra, quando está com a Cage Al em casa após ser separado no meio pelo Fanático, Deadpool está com uma camisa florida igual a do Gordo.

- Instinto Selvagem
Ainda nessa mesma cena acima na casa da Cega Al, com o corpo que foi cortado pela metade e regenerando de novo sua parte de baixo (explorando assim a cena da mãozinha do primeiro filme num nível ainda pior), Deadpool faz a clássica cruzada de pernas de Sharon Stone em Instinto Selvagem neste filme. É algo que ninguém podia esperar e todo mundo vira o rosto pro lado na hora. É involuntário não desviar os olhos e hilário ao absurdo ao mesmo tempo.

- Desenhos da Disney obscuros
Para citar que filmes de família são geralmente obscuros mesmo que não pareçam, na sua narrativa Deadpool cita Bambi, O Rei Leão e Jogos Mortais (??). Ele lembra que todos eles começam com um assassinato.

- Entrevista com Vampiro
Tentando seguir os passos do seu ídolo, Deadpool, Dopinder faz um paralelo com o filme Entrevista com Vampiro. Ele se diz a Kirsten Dunst, que é a pupila do Vampiro Lestat, vivido por Tom Cruise. A referência é bem doente, se for fazer esse paralelo ao pé da letra, diga-se de passagem.

- Cérebro e cadeira de rodas
Quando estava hospedado na mansão X assim que foi resgatado após o seu suicídio por Colossus, Deadpool aparece em dado momento usando o Cérebro e fingindo ler os pensamentos dos outros. Se não bastasse essa referência, Wade diz que o capacete tem cheiro de Patrick Stewart. Mais adiante, Wade aparece pilotando a cadeira de rodas automática do Professor Xavier pelos corredores do lugar e um monte e esculturas de quadros de personalidades estão pela cena.



- Os outros X-Men
Ainda na mansão X, quando mais uma vez acusa o filme de ter baixo orçamento pra pagar por mutantes mais importantes no filme, eis que temos a aparição surpresa e bem divertida do novo elenco dos X-Men numa das salas fechando a porta (sem Deadpool ver). A cena foi filmada por Simon Kinberg enquanto ele fazia X-Men: Fênix Negra e mostra que há outros mutantes por lá, eles só estão evitando Deadpool.

- Taylor Swift
Na mansão, assim que desperta depois de ser salvo, vemos que Colossus remontou Deadpool e ainda o vestiu, o que já sai daí uma provocação gratuita do Deadpool. Além disso, vemos que Deadpool o vestiu com uma camisa dos gatos da cantora e uma legenda divertida -  "Olivia and Meredith, Friends Furrrever". Esse foi o easter egg mais interno de todos, pois foi algo bem pessoal, a esposa de Reynolds, Blake Lively é amigona da cantora.


- George Michael e David Bowie
Falando em cantores, eis que Ryan Reynolds consegue pagar um tributo aos dois falecidos astros da música numa cena onde ele está de luto por Vanessa e comenta a perda dela e Michael com o Fuinha. Cita "Careless Whisper" e "Never Gonna Dance Again" no filme. Na cena, ele diz que ainda eles tem David Bowie, mostrando que Wilson não sabia que o cantor morreu recentemente. Fuinha e Dopinder preferem não estragar a crença do enlutado Wade.

- Mais referencia musical
A arma de Cable em certa parte montada ali com peças do presente, faz referencia ao documentário musical de Spinal Tap, que ficou famoso por usar o termo "These go to 11" quando queria que os amplificadores passassem dos limites.




Já para convencer Colossus a se juntar a sua nova equipe contra o Fanático, Deadpool remete ao filme Say Anything, que usa uma cena similar com um microsystem e a música In Your Eyes de Peter Gabriel.




- Pulando do Avião ao som de AC/DC
Antes de saltar do Avião, Deadpool grita "Laird, hit it!", que bem que poderia ser o nome do piloto, mas segundo o pessoal da produção foi na verdade em direção ao rapaz responsável pelo figurino que ajudava Ryan Reynolds toda vez a vestir o apertado uniforme de Deadpool. Já a música que toca é Thunderstruck por AC/DC e toda semelhança com Homem de Ferro 2 não é coincidência.


- Piadas com o UCM da Marvel Studios
Deadpool não economiza nos cutucões as demais franquias de super-heróis e os Vingadores da Marvel não escaparam. Quando encontra Cable, Dedpool faz uma notória referência ao soldado invernal em dada cena. Mais tarde, zoa de novo o lance de braços metálicos dizendo que já é algo cansativo de se ver nas histórias. Quando ganha um colares que tira seus poderes, ele diz que se dessem a ele um arco e flecha ele seria basicamente um "Gavião Arqueiro". Já em dada cena com Dominó, ele a chama de Viúva Negra Negra. Dopinder é referido como o Pantera Morena no meio do filme também. Com o Fanático, Deadpool tenta acalmá-lo como a Viúva Negra fazia com o Hulk, mas não dá certo obviamente. "O Sol está quase se pondo" é algo que certamente só vale pro verdão ou só para ruivas recitarem. Sobrou até uma piada mais atual com um "Cala boca, Thanos" pra o Brolin.

- Os Miseráveis
A obsessão de Ryan Reynolds por Hugh Jackman é grande ao ponto de ultrapassar outros filmes. O número da prisão do personagem Russell Collins é 24601, o mesmo de Jean Valjean, personagem de Jackman em Os Miseráveis.

- Robocop
Na cena em que conhecemos Russell pela primeira vez, Colossus é acusado de roubar uma fala do Robocop falando "Aproxime-se devagar ou vai ter problema". Deadpool concorda e pede pro amigo metálico recuar pra ele lidar com a situação... do jeito dele.

- Frozen
A animação sucesso de bilheteria da Disney Frozen não escapou das piadas de Deadpool, que vez ou outra repetia uma estrofe de uma das músicas e chegou a fazer pilhéria acusando a musica do filme "Do You Want To Build A Snowman?" ser plágio da música "Papa can you hear me?" do filme Yently de 1983 e que lembra muito a música da irmã da Elsa. Por sinal, a protagonista do filme Barbara Streisand é Madastra de Josh Brolin, o que só complementa a piada.




-Entendendo Star Wars
Quando esta com a namorada Vanessa no começo do filme, Deadpool mostra sua perspectiva bem peculiar sobre Star Wars e as crianças do filme quando diz que a franquia se resume a filhos se tornarem iguais a seus país e transar com as irmãs. Obviamente, Vanessa o corrige dizendo que não é exatamente isso e cita o Império Contra-Ataca para corrigí-lo.

- Mais Star Wars
Em dada cena em que Wade é partido no meio pelo Fanático, eis que ainda sobrevivendo, Deadpool tem suas duas partes sendo carregadas pela Dominó. A cena pode ser entendida como igual ao momento em que C3PO é desmontado em Bespin e o Wookie Chewbacca o carrega nas costas como uma mochila.



- O Fundo do poço
O termo "Chegando ao fundo do poço" para as grandes viradas do filme tiveram como exemplos os filmes Jamaica abaixo de Zero e, de maneira mais dúbia, o filme da Centopéia Humana.

- Discutindo a bilheteria
Em dado momento do filme, mais uma vez Wade Wilson quebra a quarta barreira meio para se vangloriar de ser o segundo filme mais assistido de censura máxima em território americano, só perdendo para a Paixão de Cristo. Contudo, na bilheteria mundial, Deadpool continua foi primeiro lugar e ele fez uma piada dizendo que o resto do mundo não é tão ligado em religião assim.

- A lição de Colossus
Vocês devem lembrar ao final do primeiro filme que Deadpool, Colossus tenta doutrinar Deadpool a deixar de ser uma pessoa pior e diz que para se mostrar herói, as pessoas passam por quatro ou cinco momentos na vida pra se provarem. No primeiro filme, Deadpool não escuta nada e mata Francis, o vilão. Mas quem achou que ele não ouvia o que Colossus estava falando se enganou, ele repete essa mesma fala pra o garoto Russel no final do filme tentando convencê-lo a não matar O Diretor da Casa Essex.


- Matt Damon e Alan Tudyk
Você não deve reconhecê-los, mas Matt Damon e Alan Tudyk estão no filme. O ator da série de filmes do James Bourne e o ator de Firefly estão fazendo uma ponta bem maquiados disfarçados de dois matutos do interior discutindo perto de uma caminhonete no momento em que Cable chega no nosso presente.



- Exterminador do Futuro
A cena acima inclusive é uma grande semelhança a Exterminador do Futuro 2, com direito a Cable roubar as roupas e picape dos dois matutos. Mais pra frente, Deadpool solta pra Cable um "Tire as mãos da criança, John Connor"

-Brad Pitt
Outra aparição surpresa e muito rápida é Brad Pitt como o mutante Vanisher, que tem um poder diferente dos quadrinhos mas tá valendo igual.


- Stranger Things
Na primeira parte da cena pós-crédito, quando Deadpool vai pegar o dispositivo de viagem do tempo de Yukio e Míssil Adolescente, Wade se refere a segunda como 'Eleven', fazendo uma grande tiração dela com o personagem da série oitentista de sucesso Stranger Things.


- Corrigindo Erros do Passado: Barakapool e Lanterna Verde
Após viajar no tempo com o dispositivo concertado pela garotas, Deadpool salva Vanessa da morte e também Peter, o único membro da X-Force que morreu que ele certamente gostava. Depois, ele atravessa a continuidade de seu próprio filme pra corrigir erros do passado de outras franquias. Pegando uma cena original de X-men: Origins: Wolverine, Wade mata sua versão horrível do filme, que ficou conhecida como Barakapool. Se isso não arrancasse piadas o suficiente, eis que ele vai até nossa realidade e mata Ryan Reynolds no momento que ele recebeu o script do Lantera Verde. "O Canadá vai agradecer" garante ele antes de tudo acabar.



Conseguimos falar sobre tudo? Certamente que não! Afinal, o mercenário tagarala consegue falar mais referência do que palavras em suas frases (e nem sei se é exagero isso). Em todo caso, fica aberto os comentários para você nos ajudar a lista mais complementando essa lista já imensa.

Coveiro

Roteiristas de Vingadores: Guerra Infinita esclarecem mais de 35 questões sobre o filme


Ontem, o site Collider realizou uma transmissão em seu canal do Youtube e que contou com mais de 40 minutos de conversa com os roteiristas de Vingadores: Guerra Infinita. Praticamente um mês após o lançamento, foi o momento de eles conversarem abertamente sobre cenas específicas do filme, com direito a SPOILERs e tudo mais. O video esta a seguir pra quem quiser conferir, mas separamos os principais perguntas feitas com uma resumo mais ou menos do que eles dissera. Confira:


A última cena do filme com Thanos olhando para o por do sol foi sempre a que seria o final do filme ou houve outra versão?


Sim, é algo que estava nos quadrinhos e eles sempre queriam isso lá. Segundo Christopher Markus, é uma cena calma, pacifica, algo que não é comum ver no final de um filme de ação de super heróis e está ocorrendo com um vilão. Transparece o sentimento de objetivo realizado.

Como é que a Marvel irá promover a sequência de Homem-Aranha: De volta ao lar sem entregar spoilers de Vingadores 4.


"É um problema pra outra pessoa" disse McFeely num tom divertido. Mas eles falaram que essa é uma boa questão, eles sabem que haverá vazamentos das filmagens e que as pessoas acabarão sabendo de coisas antes de verem Vingadores 4 nos cinemas, mas eles não podem fazer um filme pensando nisso. Se eles pudessem, fariam as pessoas não usarem a internet por um ano.

Onde estava Sharon Carter?


"Ela estava em rascunhos anteriores do roteiro, algumas vezes" disse Markus e explicou que "Sharon Carter foi vitima do que acabamos nos dando conta de que a medida que iamos escrevendo cenas de pessoas antes da história começar, e estavamos fazendo Steve e Sharon tentando acertar entre eles num apartamento, mas essa cena acabou saindo da lista porque não tivemos tempo de trabalhar a vida anterior de Steve Rogers aqui". 

Em algum momento o Gavião Arqueiro estava envolvido nas filmagens na primeira parte, em Guerra Infinita?


"Não" disse de cara McFeely, prontamente. Markus deu uma resposta mais longa dizendo que "estou pensando que talvez muito tempo atrás nos rascunhos, sim. Mas tudo podia acontecer nos rascunhos. Colocamos todo mundo e testamos. Mas uma vez que definimos o filme que queríamos fazer..."

"Já falamos disto antes. A ideia é que alguns personagens terão grandes histórias nesse segundo filme. E nós demos permissão a nós mesmos de usar os dois filmes para contar arcos completos dos personagens. E isso pode significar que algumas pessoas como o Capitã o e a Natasha devem dar a impressão de que não falaram muito tanto quanto foi o Thor ou o Doutor Estranho, e isso me surpreende. Isso porque eles também tem muito o que fazer no próximo filme" disse McFeely.


O machado Rompe-Tormentas é mais poderoso do que a Manopla do Infinito?


Primeiro, os roteiristas quiseram saber se ele estava falando da Manopla e não do poder que ela detém, que são as jóias, então confirmado o primeiro caso, Markus disse que "Eu acho que sim, pois ela foi feita pelo mesmo cara que criou a manopla". O roteirista atribuiu que ali teria "Magia dos Anões" rindo logo em seguida. Já McFeely fez um paralelo com Star Wars dizendo que assim como foi com a Estrela da Morte, Eitri pode ter feito a manopla com algum mecanismo de salvaguarda para ser derrotada pela arma que criou para Thor.


Os diretores disseram já em entrevista que o Capitão e o Bucky já tinham se encontrado antes do que vimos ali no filme dado o jeito que eles se falaram. Os roteiristas confirmam isso?


"Eu acho que provavelmente" disse McFeely explicando que provavelmente eles voltaram dentro desses dois anos de tempo entre Guerra Civil e esse filme para Wakanda. Já Markus disse que "O Capitao estava certamente sabendo do seu progresso", referindo-se a melhora do tratamento de Bucky e seu condicionamento mental do programa do Supersoldado.

Onde estava o Hulk antes da cena inicial na nave dos Asgardianos e porque ele só atacou naquela hora?


"No banheiro" brincou Markus e McFeely explicou que faz parte da narrativa dramática dar aquele instante de surpresa pros espectadores ao introduzier o personagem ali. Markus disse que era importante para eles apresentarem o Thanos como um grande vilão ali e para tal ele precisava derrotar o Hulk sozinho, o que seria um grande impacto.

Em termos de narrativa, Markus defende que os heróis provavelmente esperaram o melhor momento para atacar Thanos e acreditavam que foi aquele momento. Estavam errados, no entanto.

Eles quando escreveram, pensaram o arco dos personagens como um todo dos dois filmes antes de começar a escrever detalhadamente Vingadores: Guerra Infinita?

Sim, eles filmaram como filmes em separados, mas eles plotaram eles de forma conjunta. Eles tinham duas grandes paredes, uma para o primeiro filme e outra para o segundo, separando cada cena que queriam pra cada. E apesar da insistência do apresentador, nenhum deles revelou o título do Vingadores 4 e disse que era conversa pra outro momento.


Eles trabalharam em algum momento de trás pra frente, do final da parte 4, pra ver quem seria vital para eles salvarem em Vingadores: Guerra Infinita?


"Isso parecia uma boa ideia" disse McFeely rindo, mas confessou que eles já tinham um plano mais ou menos sobre quem ficaria pra a sequência. Markus disse que alguns líderes de suas próprias franquias tiveram que ir porque eles tinham uma história para contar com esses personagens que ficaram.

Quão difícil foi para eles imaginarem o jeito que os heróis vão derrotar Thanos no final de tudo?


Os roteiristas foram vagos quanto a isso, afinal, não podem dar detalhers da trama lógico, inclusive sugerindo que Thanos possa não ser derrotado. McFeely acha que o filme vai marcar por trazer coisas inesperadas que as pessoas sequer imaginam que vão vir, mas disse que para eles montar o quarto filme foi o maior quebra cabeça de suas vidas.



Porque Thor parece oscilar tanto de poder, ora parecendo mais forte do que em outras vezes?


Os roteiristas pareceram surpresos com essa questão, não concordando muito com a opinião sobre isso. Markus diz que existe algumas curiosidades sobre Thor. Ele pode ser capaz de aguentar a energia de uma estrela viva, sobreviver a ela e tal, seu corpo suportaria isso, mas ele lembra que ele acabou sendo noucateado no processo. Isso faz com que ele aguente sobreviver ao espaço e tal, mas não necessariamente que ele fique consciente quando é alvejado por uma quantidade maciça de energia. Basicamente, dão entender que Thor seja mais resistente do que forte.

Quão mais forte é o machado Rompe-Tormentas em relação ao Mjolnir?


Markus explicou que cada uma tem sua particularidade. Ele pode conjurar a bifrost que obviamente foi uma conveniência de roteiro como eles confessaram ali. Ela também é um machado e com isso pode cortar as coisas enquanto que outra ponta esmaga como o Mjolnir. Markus brincou dizendo ao final que na cozinha ele teria outras utilidades a mais que o Mjolnir.

Você acha que o Homem de Ferro derrotaria o Thanos ali se não fosse o Senhor das Estrelas?


"Eu simplesmente adoro esse debate que tenho visto online de 'É culpa do Senhor das Estrelas' e 'É culpa do Doutor Estranho' ou 'É culpa do Thor'. Todo mundo tem sua parte pra contribuir nessa derrota. Se Steve e Tony tivessem juntados todos teria sido... Se a Guerra Civil não acontecesse, os Vingadores estaria unidos. Há muita culpa para todos e talvez mesmo assim não tivesse nada que pudessem ter feito para evitar isso" disse McFeely.

Markus complementou dizendo que "Thanos estraçalhou metado do universo sem aquelas jóias. Quer dizer, ele ia de planeta em planeta, matando pessoas. Ele é inacreditavelmente forte sem as pedras. Eu acho que seria desapontador para eles se eles tomassem aquela manopla e ainda assim ele socassem eles até a morte".

Quão velho é Thanos?


"Muito velho" disseram, mas é algo que eles não saberiam dizer uma idade com precisão.

Que personagem quase morreu em Guerra Infinita mas ele acabou sobrevivendo? 

Markus disse que praticamente nenhum, quando pensavam em matá-los, eles diziam entre si, vamos matar mesmo. "Eu acho que foi mais o inverso disso, algumas pessoas nos rascunhos iniciais sobreviveriam para o próximo filme e nós decidimos que não tínhamos histórias o suficiente para elas e então elas... desapareceram" diss McFeely. "Nós tínhamos tantos personagens no primeiro filme e nós sabíamos que seria um filme duplo. Alguns personagens seriam melhor servidos no segundo filme depois deste evento. Nós fizemos algumas escolhas baseadas nos personagens que nós queríamos que nos deixassem no final do primeiro filme, então esses foram destacados no primeiro filme. E alguns que sabíamos que estariam no segundo filme acabaram tendo menos atenção ou menos tempo de tela. Estou pensando nesse caso no Capitão e na Natasha, especificamente. Foi mais baseado na história que queríamos contar no filme 2, mais especificamente".


Estão encerradas as gravações de Vingadores 4?

Não terminaram ainda, tem sim coisas para setembro como sugeriam alguns veículos de informação e alguns atores em entrevistas. Da parte deles, eles estão com o roteiro pronto, mas obviamente sempre pode mudar algo no meio do caminho, mas isso so vem com o adiantamento da produção. Em todo caso, acham que haverão poucas mudanças. Eles brincaram dizendo que ouviram falar que o roteiro era muito bom. Também disseram que a resposta dos fãs ao Guerra Infinita não deve influenciar nada em Vingadores 4, já que dá pra ouvir todos os fãs. Eles explicaram que não há como atender a todos, cada fã quer sua coisa. Uns querem Steve e Bucky juntos e outros querem Steve e Sharon. Eles como fãs tem que montar a historia que acreditam ser a certa.

Porque alguns personagens pareciam ser mais resistentes a virar pó do que outros?


Não há uma explicação logica para isso. Eles falaram apenas que eles mudaram as coisas em relação aos quadrinhos nos quais as pessoas apenas sumiam em umsegundo e adicionaram aquela imagem deles desfazendo para efeitos dramáticos. Do jeito que fizeram, foi algo que deupeso a cena das pessoas verem seus amigos próximos simplesmente sumirem aos poucos a sua frente.

Quando tiveram a ideia de por o símbolo da Capitã Marvel como sendo a cena pós-credito? Foi para marcar o filme dela?


Queríamos dar algumas esperança" disse Markus, mas explicou que eles queriam que o filme acabasse de forma chocante, com aquela sensação do vilão vencendo. Por isso não há cena de meio credito, para não tirar essa sensação logo. Sem a cena pos credito que foi mostrada em algumas sessões de testes, as pessoas saíam mal, muito pra baixo. Foi como se não tivessem mais esperança. Mas a ideia foi dar so uma pontinha de esperança, não muita.

Eles comentaram que começaram a escrever esse filme antes de Guardiões da Galáxia vol2 sair e eles tinham pouco entendimento de alguns personagens e foram pegando pedaços ao longo do tempo e entendendo com algumas coisas e personagens funcionavam.



Como foi usar os poderes da Capitã Marvel sem ter visto um filme dela antes?


Foi o mesmo com o Homem-Aranha em Guerra Civil. Eles tiveram muita conversa com os dois diretores e tentando entender em conjunto como ela funcionava. Vale lembrar que as gravações dela estão ocorrendo agora e muita coisa da Pós-produção será feita praticamente em conjunto nesses dois filmes.

Eles não sabiam na época que o Pantera Negra seria um filme tão popular, mas será que agora se arrependem de não ter deixado T'Challa viver pra o filme seguinte?


Certamente, eles nao sabiam de tamanho sucesso, mas agradeceram por já terem a sacada de por bastante de Wakanda neste primeiro filme. Ele também esclaresceram que os fãs sempre querem mais, mas não tem como atender todos e fazer tudo. No fim é tudo um fanservice e eles são os primeiros como fãs a saber disso.

Eles consideram em algum momento por outra cena além da Capitã Marvel?


Os filmes sempre norteiam para o próximo filme e foi o que fizeram. Claro que o próximo filme é do Homem-Formiga e Vespa mas eles queriam ainda ter aquela cena para dar a esperança as pessoas.

Que encontro de personagens eles queriam escrever que tivessem no filme mas acabou não rolando na história?


Eles tinham uma cena com o Homem-Aranha e a Viúva Negra, que quase não tinham interagido antes na Guerra Civil e que segundo eles geraria umas conversas bem engraçadas. Em rascunhos muito, mas muito preliminares, uma cena bem engraçada também do Rocket com a Feiticeira Escarlate. Todo tipo de interação foi testada nos rascunhos, e eles sempre iam modificando e ficando o que servia a história.

A história de origem da Gamora teve alguma mudança em relação ao que queria se estabelecer em Guardiões da Galáxia?


"Estamos confortáveis com o que fizemos" disse Markus, dando entender que tudo foi bem recebido por James Gunn com o que entregaram sobre a história dela.



Quem teve a ideia de trazer o Caveira Vermelha de volta naquele ponto da história?


"Nós insistimos bastante com ele" disse McFeely, sugerindo que talvez colocar o Caveira ali não tenha sido fácil de convencer os demais envolvidos. Markus explicou que ficou a ponta solta desde o primeiro filme do Capitão e que ele lembrava que haviam roteiros iniciais em que ele morreria mais claramente no filme, mas não foi o que aconteceu. McFeely disse que ele estava por lá e alguém precisava ser a pessoa naquela cena em Vormir para dar as regras para se obter a joia da alma.

Como a Shuri não completou o processo de transferência do Visão da Jóia da Mente até o final, há a possibilidade de algo do Visão ainda ser parte da jóia?


"Eu... não... sei..." disse Markus com uma risada nervosa dando entender que nunca pensou nisso.

Como eles decidiram quem iria virar pó no final?


Tudo baseado na história que vem a seguir e também basearam-se no que teria um bom impacto emocional naquela cena.

Quando eles souberam que a Capitã Marvel seria parte dos filmes?


"Sempre coube a gente usar ela ou não" respondeu McFeely, mas Markus o lembro que na verdade houve uma demanda em dado momento do Kevin Feige em colocar o máximo que eles poderiam dos heróis que vão sair ao longo dos 22 filmes que estrearão até 2019.

Vai ter viagem no tempo em Vingadores 4?


Eles fugiram totalmente da questão. "Não podemos falar sobre isso" cortou logo McFeely. E assim, meio que já temos quase uma confirmação aqui.

Thanos foi de fato ferido fisicamente ao usar todas as joias de uma só vez?

Sim, foi um preço alto a pagar que machucou todo seu braço, aquilo foi efeito do uso conjunto das joias e Markus lembrou que nem todo mundo poderia segura as jóias juntas e fazer aquilo , e Thanos ter feito aquilo mostra quão mais forte ele é em relação a todos do universo e ele se machucou ainda assim.

O que foi escrito e nunca filmado? Escrito no roteiro final, vale ressaltar.


Mais da backstory de thanos, para reforçar o que as intenções de Thanos, que eles já acharam que ficou bem esclaredido no filme.

Que cenas filmadas que não foram pro filme?


Eles pararam e conversaram entre si. Seria difícil dizer pois algumas poderiam ser usadas ainda em Vingadores 4. Depois de mais trocas e sussuros, o apresentador pediu enas que podem ir para no Blu-ray. Eles falaram que era difícil dizer pois eles não cuidam do que vai pra blu-ray e depois que eles falassem algo ali e não estivesse lá, eles se complicarem

Sobre cenas deletadas que foram regravadas, Markus contou que "Nós filmamos uma versão inacreditavelmente longa do Tony e da Pepper no Parque que teria algumas participações especiais e seria algo como o Tony e seus amigos num dia livre no parque. Foi bem maluco, mas daí desligamos a camera..." disse Markus e explicou que as participações especiais não seriam apenas de amigos pessoais. "Teria personagens do UCM e mais Joe Russo fazendo uma ponta"

"Meio que ficou fora de contriole. Foi algo fora do plot totalmente então nós voltamos atrás e filmamos uma que levava a um lugar diferente, que cabia mais tonalmente ao plot, acontecia em um lugar diferente. Era só Tony e Pepper. Filmamos ela e foi adorável mas te dava uma imprensão errada pra onde estava o Tony, era como se ele soubesse já tudo que ia acontecer no filme. Então, voltamos atrás mais uma vez, para a cena editada que vocês viram no parque. Eu tenho memórias vívidas de filmar e escrever essa cena, mas você nunca irá vê-la. Ou talvez veja, nunca se sabe".

Como os outros diretores e escritores contribuíram com o roteiro final?


Escrevemos a parte dos guardiões várias vezes e James Gunn a olhou e supervisionou tudo. Taika eles não tinham filmado Thor e foi mais complicado porque eles filmaram longe, Ryan Coogler eles tinham perto e podiam ter mais contato já que estavam dividindo os estúdios em Atlanta.



Thanos só derrotou o Hulk porque tinha a Jóia do Poder em mãos?


"Thanos pode derrotar o Hulk sem a jóia" assegurou McFeely, lembrando que é um dos seres mais poderosos do universo.

Em que momento da linha do tempo do Universo Cinematográfico que Thanos fez a manopla?


Provavelmente quando Loki estava como rei e tudo estava meio a toa, Odin seria mais ciente se estivesse no trono.

E o que aconteceu em Xandar? Ela foi completamente destruída?


Os roteiristas disseram que não há detalhes para dizer pois a cena chegou a ser considerada nos roteiros iniciais. Era algo que precisava ser gigante, então foi algo que eles deixaram off-topic, chegram a ter no script dado momento mas foi retirada depois.

Como lidar com Thanos sem ter uma outro ser super-poderoso como ele que nem o Adam Warlock no filme?


Eles não vão introduzir ninguém novo com esse nível de poder e eles vao recorrer aos personagens que tivemos ao longo desses 10 anos.

Vocês consideraram usar alguns personagens da série da Netflix como o Demolidor?


"Conversamos sobre isso o tempo todo" disse McFeely. "Eu não sei de nada sobre qualquer animosidade entre eles. Mas num filme tão grande, certamente temos esse tipo de conversa. 'Não deveríamos colocar o Luke Cage nisso? Estamos aqui em Nova York...' e esse tipo de coisa. E como você deve imaginar, isso seria uma participação especial glorificada neste ponto. Estamos tentando aqui honrar os filmes do UCM e em algum ponto pensamos se deveríamos dizer a platéia algo como 'Oh, vocês deveriam dar atenção também a esse serviço de streaming que você pode ou não ser assinante'. Vivemos nos perguntando isso. A gente já se pergunta bastante sobre isso".

McFeely disse em dado momento que colocar um personagem como apenas uma ponta geraria o mesmo tipo de problema. Os fãs que perguntam sobre Luke Cage reclamariam com um "Mas só teve isso de Luke Cage?". Markus também explicou que é complicado conciliar com as temporadas deles. "Eles terão temporadas no próximo ano. Não podíamos trazer esse monte de pessoas e sumir com eles como se fosse coisas randômicas, sabe? Próximo ano, Demolidor estrelando Rosario Dawnson em uniforme".

Houve algum pensamento de colocar a Brie Larson aparecendo na cena pós-crédito?
 "Não. Nós preferimos que ela estreasse em seu próprio filme"

Bem, então é isso que foi colocado na conversa de uma forma bem geral. Chega a ser bem esclarecedor sobre algumas decisões da história até aqui e mostram bem como os dois lidam com as diversas pressões dos fãs.

Vingadores: Guerra Infinita está hoje com mais de 1,83 bilhão de dólares. É já a maior bilheteria de um filme de super-heróis mundial de todos os tempos.

Coveiro

O título Cable tem fim de jornada em Julho nos EUA



*Informações inéditas do título nos EUA.

Segundo a solicitação de Agosto dos títulos da Marvel, notamos que o título de Cable não está presente. E a confirmação de cancelamento do título veio através de um tweet do Co-roteirista Zac Thompson. Em Julho, será publicada a última edição do título.

"As solicitações da Marvel para Agosto saíram e... posso provavelmente dizer que Cable está cancelada. Mas (co-roteirista Lonnie Nadler) e eu estamos trazendo de volta SP//dr com (o artista Jake Wyatt) então não chorem por nós," disse Thompson, referindo se ao anúncio da minissérie de Edge of Spider-Geddon. "Sabíamos até onde íamos e que faríamos no final 5 edições de Cable. Isto é porque "Past Fear" é uma celebração da história do personagem e de muitas eras diferentes."

"Ambos amamos Nathan Dayspring A'skani Summers e escreveremos ele de novo algum dia em breve. O suporte e a resposta ao nosso arco de Cable tem sido incrível. Os fãs de X-Men são os melhores. Aproveitaremos esta oportunidade pelo resto de nossas vidas," concluiu Thompson.

CABLE 159
LONNIE NADLER E ZAC THOMSPON (ROTEIROS)
GERMAN PERALTA (ARTE)
Capa por DANIEL WARREN JOHNSON
Capa Variante por Jay Anacleto
"PAST FEARS" PARTE 5: DE VOLTA A CABLE
INFÂNCIA COM A RUIVA E O MAGRÃO
. O jovem CABLE encara seu maior medo: o próprio vírus Techno-orgânico.
. Co-estrelando Ciclope e Fênix.
. O segredo obscuro de Cable finalmente é revelado!


E aproveitando o artigo sobre o cancelamento do título mutante, vou lembrar que na mesma solicitação de Agosto persiste o título X-Classified, indo para a segunda edição, porém sem maiores detalhes de trama e equipe criativa. O que diabos será esse título e por que todo esse segredo até agora? Parece que saberemos somente em Julho mesmo.

Cable 159 estará prevista para vendas nas comic shops norte-americanas e on-line no dia 18 de Julho desse ano.

Marcus Pedro

X-Men originais de um jeito diferente nas edições de Agosto da Marvel

* Atenção! Informações inéditas no Brasil e EUA!

A minissérie Extermination vem ganhando uma série de prelúdios de uma página que acompanha o final das atuais revistas mutantes mensais dos X-Men. Vimos acontecer já na edição de X-Men Gold e X-Men Blue. Nelas, somos apresentados as versões futurísticas e bem alteradas dos X-Men do passado que ficaram presos em nossa linha temporal. Contudo, a história deles será ainda mais ampliada nas edições #33 e #34 de X-Men Blue quando Magneto for encontrar essas versões de 20 anos no futuro pessoalmente. Veja as capas das duas revistas que saem em Agosto:



Ainda não se sabe direito como isso tudo terá ligação com a minissérie Extermination, que já falamos aqui no site e publicamos dois de seus préludios, mas é certo que terá um grande impacto na versão desses jovens X-Men originais deslocados temporalmente. E uma pergunta que fica é - Porque o Homem de Gelo não está em nenhuma dessas imagens?

E aproveitando que falamos de X-Men originais, uma edição de Astonishing X-Men Annual colocará  quatro dos X-Men originais que ainda estão vivos hoje (Ciclope está de fora dessa) encontrando pela primeira vez o X, o Professor Charles Xavier rejuvenescido que ocupou o corpo do Fantomex:


Essa edição anual também sairá em Agosto e tem Matthew Rosenberg no roteiro e Travel Foreman na arte.

Coveiro

Twitter oficial de Luke Cage apresenta o vilão Bushmaster



A conta do Twitter oficial da série do Luke Cage pela primeira vez apresenta oficialmente o vilão da segunda temporada. É Mustafa Shakir. Mas eles o chamam de Bushmaster:



Vale como curiosidade aqui que mais uma vez, como acontece com os vilões de Luke Cage, onde Cottonmouth (a cobra no Brasil chama-se Mocassim d'água) e Diamondback (Kid Cascavel é o nome do vilão no Brasil), Bushmaster também é um nome de uma serpente. No caso, do Gênero Lachesis, do mesmo clado da nossa Surucucu.

A série chega dia 22 de junho na Netflix. Além de Mike Colter que volta a viver Luke Cage e Mustafa Shakir, também estão previstos para essa segunda temporada o ator Theo Rossi, Thomas Q. Jones, Simone Missick, Alfre Woodard, Justin Swain, Danny Johnson, Tijuana Ricks, Reg E. Cathey, Heather Simms, Gabrielle Dennis, Rosario Dawson, Annabella Sciorra, dentre outros.

Coveiro

Roteiristas respondem a polêmica criada com morte de personagem em Deadpool 2



Deadpool sempre é um personagem envolvido em polêmicas, claro. Ele na verdade foi criado assim. Mas desta vez os roteiristas tiveram que responder a algumas acusações devido a morte de certa personagem seguir uma das pautas mais criticadas dos roteiros de quadrinhos - "A namorada na Geladeira".

Para quem não sabe do termo, "A namorada da Geladeira" remete a situação em que a namorada do lanterna verde dos anos 90, Kyler Rayner, teve sua namorada morta de forma violenta como recurso narrativo de motivação para o personagem. Algo que era recorrente e já vem antes dele existir, é claro, mas foi usado desde então como exemplo para algumas roteiristas como a Gail Simone lutarem contra esse esteriótipo nas personagens dos quadrinhos. De certa forma, é algo que muitas mulheres viram acontecer com a personagem Vanessa em Deadpool 2.


"Nos primeiros rascunhos do roteiro, Vanessa não morria", respondeu Rhett Reese em uma recente entrevista ao site Vulture. "Ela acabou rompenso o namoro com Deadpool, e ele estava tentando reconquistá-la. Então eu acho que em algum momento alguém apenas disse, 'Sabe, Deadpool meio que funciona melhor quando ele tem tudo tirado dele, quando ele está em sofrimento'. Então o pensamento foi que talvez deveríamos, realmente, gerar muito sofrimento para ele, fazendo com que seu trabalho fosse o que custava a vida de Vanessa."

"Sempre tínhamos no bolso de trás como segurança o fato de que sempre podíamos trazer ela de volta, se necessário", acrescentou. "Então, nós corremos com isso. E talvez isso seja uma coisa sexista. Eu não sei. E talvez algumas mulheres vão ter um problema com isso. Eu não sei. Eu não acho que isso vai ser um grande problema. Nem sequer nos ocorreu essa preocupação. " Wernick explicou também que o assassinato da família de Cable foi feito para colocá-lo no mesmo barco que o Mercenário Tagarela e salientou que nos dois casos, todos foram devidamente ressuscitados no final do filme graças a viagem no tempo.

"Eu também acho que definitivamente prestamos atenção em tentar preencher o filme com um grupo diversificado de personagens femininas fortes, personagens femininos interessantes e diferentes", Reese logo lembrou ao site. "Seja Domino, ou a Míssil Megassônico Adolescente - e até a própria Vanessa, ela mesma, obviamente, é certamente um exemplo disso. Então, nós definitivamente fizemos questão de não ter isso apenas como uma coisa movida a testosterona."

Já nos cinemas, Deadpool 2 é dirigido por David Leitch e roteirizado por Rhett Reese, Paul Wernick e Ryan Reynolds. Ryan Reynolds é também o protagonista do filme, Wade Wilson, o Deadpool. Também está no elenco Josh Brolin como Nathan Summers/Cable, Morena Baccarin como Vanessa Carlysle, Julian Dennison como Russell Collins, Zazie Beetz como Neena Thurman/Domino, T.J. Miller como Fuinha, Brianna Hildebrand como Míssil Adolescente Megassônico e Jack Kesy como Black Tom Cassidy.

Coveiro

Vingadores 4 ganha seu primeiro resumo oficial para o licenciamento de produtos



E apesar de não ter nenhum título oficial ainda, Vingadores 4 acabou ganhando recentemente um resumo oficial. E isso tudo devido a necessidade de cadastro do filme para produtos a serem licenciados. Veja o que diz a edição deste mês do catalogo da Licenciamento Global:

“A culminação de 22 filmes interconectados ao quarto filme da saga dos Vingadores atrairá as platéias para testemunhar o ponto de virada desta jornada épica. Nossos amados heróis entenderão verdadeiramente quão frágil é essa realidade e os sacrifícios que devem ser feitos para sustentá-la ”.

Vale ressaltar que esse é um resumo muito geral, para fins de negociação de futuros produtos, mas já dá uma boa dica do que veremos por aí. As palavras chaves aí são "realidade" e "sacrifício". Já há boas teorias por conta das fotos vistas de sets de filmagens que falam de viagens no tempo com cenas chaves de filmes da Marvel anteriores. O fato dos diretores soltarem a dica de que o nome 'Vingadores Eternamente' é o chute mais próximo que os fãs já deram por aí ajuda a entender que podemos ver realmente uma transição espaço-temporal de personagens. E tudo se encaixa perfeitamente com a ideia do Doutor Estranho ter manipulado os eventos a favor dos heróis de maneira que a única chance de vencer fosse conquistada.

É, ansiedade a mil para ver como tudo isso seguirá.

Coveiro

Ryan Reynolds explica porque ele mesmo dublou outro personagem em Deadpool 2 e fala sobre cena pós-credito do filme


Deadpool 2 conseguiu guardar até onde pode uma série de surpresas pros leitores que achavam que sabiam de tudo depois de ver os trailers e um ou outro comercial do filme feito para a TV. Só que estavam enganados. O filme é cheio de viradas surpreendentes, piadas que te pegam no susto e guarda um personagem totalmente escondido do público e querido dos fãs cuja voz foi emprestada de ninguém menos que o próprio Ryan Reynolds. Em conversa com a Empire num podcast, o ator explicou porque ele que fez essa voz no filme:

"Deadpool 2 é marcado por ter muito menos dinheiro do que a maioria dos filmes de super-heróis que tem bom orçamento. E tal como acontece com todos os filmes, você quer terminar dentro do orçamento e no tempo, e foi o que fizemos, mas bem em cima. Então, não podíamos nem dar uma voz para o Fanático. A voz do Fanático sou eu. Eu apenas fiz isso como um algo temporário, fazendo tipo a voz de um valentão do Brooklyn que nós modulamos na pós-edição, e quebramos ela, colocamos um tom abaixo e mexemos na reverberação. Nós não decidimos por isso porque era algo de qualidade. Nós decidimos porque nós simplesmente não tínhamos qualquer orçamento sobrando para entrar aí".

Reynolds também explicou porque optaram por colocar o Fanático no filme. "Todos nós amamos o Fanático", disse Reynolds. "Nós éramos todos fãs do Fanático, então é de onde vem tudo isso. Deadpool é apenas um grande fã dele e eu adoro a ideia de que ele acaba passando por aquele momento de 'Nunca se encontre com seus heróis! Porque parece que eles são um pouco $%#* - E são como um monte de @#¢$. E ele é tão duro quanto uma rocha e não causa nada além de problemas! Então, nós amamos o Fanático. Nós amamos até o fato de que ele possa sair rastejando para fora da piscina após o final do filme e esperançosamente causará mais destruição."





No podcast, Reynolds também esclareceu que inicialmente ficou bem relutante com a cena pós-credito e explicou como a ideia dela começou. "A coisa toda ia ser só uma cena com Peter, só porque nós amamos Peter. Nós amamos o personagem Peter de Rob Delaney. E então no último minuto nós pensamos, 'Bem, vamos colocar Peter lá dentro, mas vamos fazer algo mais' Eu acho que foi ideia de Dave Leitch, ele meio que soltou um 'Wade não tentaria de alguma forma, de alguma maneira roubar aquele dispositivo de viagem no tempo e trazer Vanessa de volta?' E eu estava relutante dizedo 'Não! Não podemos trazer Vanessa de volta, isso é trapaça!' Mas então eu fiquei pensando e soltei tipo 'espere um segundo'" contou Reynolds.

"É assim que todas as grandes ideias do filme começam. Alguém sugere algo, como às vezes eu sugiro algo que é tão idiota, e Rhett e Paul ficam pensando naquilo e soltou um 'Sim, essa é a ideia mais idiota que eu já ouvi. Mas, se adicionarmos isso e isso e isso, vale a pena". Então David sugeriu que voltássemos e salvasse Vanessa, e então Rhett, Paul e eu pensamos que "Tudo bem, mas se formos voltar e salvar Vanessa, vamos salvar Peter, vamos matar Baraka-Pool e vamos executar Ryan Reynolds" contou o ator.

"Eu adoro que ele simplesmente ignora completamente essa possibilidade que ele poderia ter salvado todos esses super-heróis úteis e maravilhosos", explicou Reynolds, "mas ao invés disso, voltou e salvou apenas Peter" disse Reyndols sobre a cena. Quando perguntado o porquê do Peter, Reynolds dissse que "Bem, aqui está a coisa, eu sempre senti que era importante salvar Peter, só porque no helicóptero antes de pularmos, eu digo a ele que 'Eu nunca deixaria nada acontecer com você, ursinho'. Eu só estou dizendo isso para impressionar os outros caras. E todos nós saltamos da coisa. Então, eu senti que era uma promessa que Wade fez no começo do filme, e isso o incomodava, então ele voltou e pegou Peter."

Já nos cinemas, Deadpool 2 é dirigido por David Leitch e roteirizado por Rhett Reese, Paul Wernick e Ryan Reynolds. Ryan Reynolds é também o protagonista do filme, Wade Wilson, o Deadpool. Também está no elenco Josh Brolin como Nathan Summers/Cable, Morena Baccarin como Vanessa Carlysle, Julian Dennison como Russell Collins, Zazie Beetz como Neena Thurman/Domino, T.J. Miller como Fuinha, Brianna Hildebrand como Míssil Adolescente Megassônico e Jack Kesy como Black Tom Cassidy.

Coveiro

terça-feira, 22 de maio de 2018

Deadpool 2: As muitas referências aos quadrinhos



Quem viu percebeu como Deadpool 2 remeteu muito mais aos quadrinhos da Marvel do que o primeiro filme. Mais do que qualquer outro filme da 20th Century Fox até então. De sutis particularidades da história pessoal de Cable até tramas pontuais da X-Force, deixando no meio do caminho easter eggs de grupos canadenses em propaganda de taxi e até mesmo nomes de personagens coadjuvantes importantes deixados ali apenas para olhos atentos a telona. Confira tudo que pescamos até agora relacionado aos quadrinhos em Deadpool 2:

Cable dos Cinemas vs Cable dos quadrinhos
Em dado momento do filme, Deadpool vai descrever o personagem Cable pra sua equipe, mas salienta de forma curiosa que ele "não é tão grande assim como nos gibis" E isso se deve, é claro, que o personagem nos quadrinhos é imensamente corpulento e nunca poderia bater o tamanho do ator Josh Brolin mesmo que ele fique anos em malhação.

Em contrapartida, apesar de não citar propriamente, parece que as partes metálicas de Cable em metade de seu corpo são fruto realmente de um vírus tecnorganico. Dá pra ver em certa cena que ele se olha no espelho que ele analisa suas partes metálicas como se notasse uma diferença nelas.



A Pochete de Cable
Uma das piadas recorrentes do personagem no filme e que vem diretamente de uma zoação dos quadrinhos é que o cinto com bolsos dele no filme é mais de uma vez referido como sendo uma pochete, mesmo Cable dizendo o contrário.

Um desenhista chifrim qualquer
Mais uma vez cutucando todos os lados, Deadpool quando não está muito convencido da sorte natural da personagem da Dominó, a critica como sendo fruto de uma criação de um "artista do show dos horrores" que não sabe sequer desenhar pés.

Hope Summers
Vemos que Cable carrega a todo momento um ursinho de pelúcia em memória de sua família que morre queimada no futuro. Mas em dada cena antes de entrar na Casa Essex que vemos que Nathan diz que o nome de sua falecida filha é "Hope", Esperança nos quadrinhos do Brasil.




Futuro Apocaliptico do Cable
Assim como nos quadrinhos, Cable acaba decidindo ficar em nossa realidade para mudar o futuro apocalíptico que está por vir agora que sabe pelo menos que suas esposa e filha ficaram vivas após recuperarem Russell.  E isso pode ser o plot da vindoura X-Force já que Cable tem como objetivo de vida salvar a humanidade de seu fim fatídico nos gibis e por isso cria o grupo alternativo aos X-Men.


X-Men Trainee
Se você não percebeu desde os trailer, a roupa do Deadpool de trainee amarela lembra o uniforme dos X-Men usado pelos mais novatos, principalmente os Novos Mutantes. Wade já usou um destes nos quadrinhos certa vez.



Metáfora datada pra racismo dos anos 60
Apesar de ridicularizar o intento de Stan e Jack que criaram os personagens nos anos 60, Deadpool esta certo em dizer que eles foram criados como uma metáfora. Se são datados ou não, fica a cargo de cada um avaliar.


Rusty Collins

Como cantamos a bola anteriormente, o personagem Russell que já era descrito no filme é realmente a versão de Rusty Collins dos cinemas. Além de ganhar um biótipo diferente para caber bem na trama proposta do filme, o garoto tem um pseudônimo que ele se dá - "Punhos de Fogo" ou "Firefists". Nos quadrinhos, Rusty nunca teve um alterego ou sequer um destaque de verdade nas histórias desde sua primeira aparição em 1986 em uma história do X-Factor. Já Eddie Marsan, o diretor do lugar, parece ter o perfil de um Purificador, atacando mutantes sob pretexto religioso.



Casa Essex
E mais uma vez, assim como foi em X-Men: Apocalipse e Logan, o vilão Nathaniel Essex, o Senhor Sinistro, é mencionado nos filmes, mas sem qualquer direção certa de que um dia irá aparecer de fato nas telonas. Talvez, isso fique para depois, quando um certo acordo entre as gigantes do cinema se firmar.


A Geladeira
No filme, tanto Russell como Wade são enviados para uma super-prisão de mutantes chamada de A Geladeira (Ice Box), que nos quadrinhos nada mais é do que uma versão da Balsa só que no Canadá e usada poucas vezes nos gibis. A primeira vez que é mencionada é em Maverick #8, em história inédita no Brasil



Irene Merryweather
O pessoal da produção do Deadpool foi muito cuidado com os easter eggs ao ponto de colocar em um noticiário que cobria o acidente com o Russell na Casa Essex como sendo uma cobertura de Irene Merryweather. Nos quadrinhos, ela foi uma personagem recorrente das histórias de Cable em pelo menos dois volumes.




Avenida Gerry Duggan
O roteirista mais recente de Deadpool, que está se despedindo do título esse mês, Gerry Duggan, ganhou uma menção no filme como uma das ruas em que o comboio da DMC iria passar na transferência de prisioneiros.


Tropa Alfa
A equipe de super-heróis canadense não aparece de fato no filme, mas olhos atentos devem capturar o detalhe de que a propaganda do taxi de Dopinder, o motorista amigo do Deadpool, é a de uma agência de viagens chamada "Alpha Flight" ou "Tropa Alfa". No número do carro, o 121 final equivale a edição dos X-Men onde o grupo apareceu.




Madelyne Pryor

Outra refência visual aos quadrinhos escondida no filme ocorre na cena da perseguição ao comboio de presos da DMC. Quando Cable ataca, um caminhão de sorvetes escrito Pryor's Treats aparece. Madelyne Pryor é a mãe clone de Jean Grey que deu a luz a Nathan Christopher Summers, o Cable.


Kid Apocalypse

Toda a história ao redor de Russell com Deadpool em que ele impede Cable de matar o guri basicamente se resume bem a relação que Wade teve com o garoto Kid Apocalypse nos quadrinhos. Por pior que seja o personagem, ele tem seus limites - Não mato crianças. Basicamente, é algo que acaba sendo transposto aqui num diálogo com Cable quando ele e Deadpool decidem conversar antes de voltar as tapas e Wade acaba pedindo uma chance de converter o garoto a não se tornar um vilão.



Membros da X-Force
Aqui vemos uma série de mutantes dos quadrinhos ganhando versões pros cinemas, nada muito elaborado já que eles não vão longe. Shatterstar é um dos membros originais da X-Force, um ser de outra realidade filho do habitante do Mojoverso e artista principal do lugar, Longshoot. Apesar de nunca confirmado, sua mãe supostamente era a mutante Cristal. Toda sua biologia era aprimorada e ele era um exímio espadachim. Dominó era uma das membros oficiais da X-Force, mas surgiu um pouco antes da formação do grupo como uma aliada de outros tempos do Cable. Seu poder é a sorte, bem como foi representado no filme.

Bedlam (Terry Crews) tem a capacidade de gerar pulsos elétricos, Zeitgeist é um personagem da X-Force de Peter Milligan, que virou X-Static.  Vanisher era um dos inimigos clássicos dos X-Men, mas originalmente seu poder era se teleportar e não ficar invisível.  Já Peter não é ninguém equivalente aos quadrinhos apesar da sua ficha ter um 'W' misterioso no sobrenome, ele não deve ser o equivalente ao mutante britânico Peter Wisdow. Nem de perto.



Shatterstar e Mojoverso
Se não bastasse o personagem da X-Force original aparecer, eis que Deadpool 2 não tem medo de citar que ele veio de um do Mundo Mojoverso. Sem qualquer explicação digna, a coisa é corroborada quando Shatterstar é despedaçado em certa cena e sangue verde alienígena se espalha pra todos os lados.


Uniforme Cinza da X-Force
E já que falamos desse personagem em especial, vale lembrar que foi nessa mesma época que Deadpool estava na X-Force e passou a usar o uniforme cinza que era a cor comum ao time. No filme, depois de se chocar contra umas paredes e cair em pedaços de construção, Deadpool está com o uniforme tão encardido que lembra muito o tal uniforme da X-Force.




Yukio
Não é exatamente quem pensávamos. A personagem de  não é a Faísca, Noriko Ashida, dos quadrinhos. Ela é na verdade Yukio, ou uma versão dela, já que no filme The Wolverine essa mesma personagem que tem outro tipo de dom mutante é vivida por Rila Fukushima, o cabelo colorido que rende piadas a Deadpool chamando-a de Meu Querido Ponei continua o mesmo, no entanto.



Bea e Arthur
Seguindo a piada dos quadrinhos onde o personagem tem obsessão por uma das Golden Girls, Bea Arthur, eis que Deadpool batiza suas espadas de Bea e Arthur. É algo que Wilson mostrou já anteriormente em fotos.



A Péssima relação com o pai
Apesar de isso não ter sido bem trabalhado no filme como se deveria, Deadpool 2 dá uma pincelada na péssima relação que Wade teria com seu pai como nos quadrinhos ao ficar receoso de ter um filho ou filha com Vanessa e que ele fosse um pai tão ruim como o dele foi com ele.


Black Tom
Não dá pra saber se ele tem o sobrenome Cassidy ou se seus poderes mutantes são similares aos dos quadrinhos, mas Black Tom está no filme, mais servindo como uma piada de apropriação cultural e sendo um dos pesos pesados da prisão. O mais curioso aqui no entanto é ver que ele dividiu um filme com o Fanático, mas não eram parceiros como acontecia nos gibis.



Fanático
Não é a primeira vez que o Fanático aparece nos cinemas, mas é a primeira vez que ele aparece dignamente representado. Ok, tudo bem, o CGI poderia ter sido melhor, mas já foi uma luta e tanto. E temos uma materia bem detalhada sobre ele e os gibis citados quando ele apareceu aqui!

Dividido ao Meio
Essa é uma das cenas mais abruptas que um personagem com fator de cura acelerada já teve nos quadrinhos, ficou marcada pela versão ultimate do Hulk com o Wolverine, mas aqui foi trocada por Fanático e Deadpool. Ficou realmente hilária e rendeu mais umas cenas divertidíssimas depois.




Desenhos dos Créditos Finais
E por fim, assim como aconteceu com o primeiro filme, a arte dos Deadpools do final do filme são assinadas por Skottie Yound. Sim, foge um pouco do tipo mais 'chibi' que ele vem fazendo agora, mas lembra mais sua arte original quando começou nos quadrinhos da Marvel. É claro que foi forçadamente estilizada pra o filme.



E isso aqui é só falando dos quadrinhos. A gente vai ainda voltar amanhã para falar sobre outra tantas referências ligadas a filmes de super-heróis e de cultura Pop.  Fique ligado!

E já leu nossa resenha oficial do filme? É só clicar aqui!

Coveiro