Guardiões da Galáxia vol.2

Entre na dança e veja o que achamos do filme!

MANTIS

Conheça a versão dos quadrinhos dessa misteriosa personagem que chega aos cinemas

Classicos de Logan

Mutação em Debate revisita as histórias do baixinho canadense

THOR: RAGNAROK

Deus do Trovão e Golias Verde voltam a se encarar em Novembro

Inumanos vs X-Men

Mutação em Debate discute o fim da minissérie

LEGIÃO

FOX surpreende em sua primeira série Mutante. Veja o que achamos de Legião.

Homem-Aranha de volta a Marvel

O podcast junta 616s com Aracnofãs para discutir o novo filme

DEFENSORES

Saiba as novidades da série do ano pelo Netflix

Conheça os Inumanos

Os seres mais misteriosos do universo ganham um seriado de luxo

AGENTES DA SHIELD

O que achamos da quarta temporada da série?

domingo, 20 de agosto de 2017

Estreia dos Defensores pode estar entre as cinco melhores do Netflix


Os Defensores da Marvel certamente estão saindo de sua estreia com um saldo muito positivo entre os fãs. E pelo visto, tende a ser uma das mais faladas séries em seu final de semana de estreia. Apesar da Netflix não divulgar seus números, sites de análise como o Jumpstart já aponta Defensores dentro dos Top Five de todos os tempos da plataforma de streaming.

Pelo que conta o site, o "buzz" só não superou a segunda temporada do Demolidor da Marvel, que pode ser considerado o mais popular de todos até então. Ela seria em primeiro, seguido de 13 Reasons Why em segundo lugar. O site diz que logo em seguida Luke Cage, Punho de Ferro e Jessica Jones seguem nas posições, mas que Defensores deve logo superar elas e ficar provavelmente na quarta posição de mais assistido em seus 30 primeiros dias.

Vale ressaltar que tudo isso é uma avaliação indireta dos números como citou a Variety que trouxe o assunto a tona e que na verdade a própria Netflix deve checar outros parâmetros para medir o sucesso de uma série. Contudo, dada a preocupação em que os representantes vem demonstrando em reafirmar que o compromisso deles com a Marvel permanece, é evidente que a parceria com a Casa das Ideias é pra lá de significativa pra eles.

Coveiro

Novo roteirista de Cavaleiro da Lua quer definir "O Nemesis" do personagem

* Atenção! Informações sobre quadrinhos inéditos no Brasil!

E eis que temos notícias de um dos personagens mais “lelé” da Marvel! Estamos falando do grande Cavaleiro da Lua. O que será que a Marvel Legacy está guardando pra ele? Teremos uma lua nova a caminho? Vamos ver nas próximas linhas o que pensa o novo roteirista da série Max Bemis, que estará acompanhado do artista Jace Burrows nesta nova fase.







Parece que a Marvel quer que o nosso personagem tenha problemas piores, mais condizentes com as suas variações e limites. E que tal se ele tivesse o “nêmesis” definitivo? Seria um bom começo, né? É o que pretende entregar o roteirista do título Max Bemis. Vejam o que ele disse ao site CBR: “Na primeira história que queremos contar, espero criar o nêmesis definitivo para o Cavaleiro da Lua. Eu sei que ele tem um que é quase isso, mas eu ainda sinto, como quando falávamos inicialmente, se ele é o Batman, ele realmente não tem um Coringa... ainda.”

“O que eu estou fazendo é não só me concentrar tanto em suas lutas internas, isto é sobre ele se deparar com cenários realmente intensos e que mudarão sua vida, e o personagem principal enfrentar o cara mal definitivo que é seu oposto polar em praticamente todos sentidos (sem dar muito spoiler)", ele continuou." Nós só vamos colocá-lo através do espremedor um pouquinho, mas não será um daqueles momentos deprimentes do tipo ‘Vamos fazer o Cavaleiro da Lua para reclamar o tempo todo. ' Eu quero que ele vá para a próxima fase de sua existência.”

"Eu acho que a pegada moderna no Cavaleiro da Lua foi realmente incrível", disse ele. "Warren Ellis e o arco inteiro do Lemire. Acho que as pessoas sentem que o título é um convite para explorar a psique humana e se sentir estranho com a narração, e os leitores já esperam que uma revista do Moon Knight pareça uma coisa sacudida."

"Eu acho que por um longo tempo, Cavaleiro da Lua tem sido sobre um homem lutando com o fato de ele ter uma doença mental", continuou ele. "A coisa legal que Jeff fez é que ele resolveu isso, ao menos por enquanto. Ele basicamente o deixou “Ok” com quem ele era pelo menos em termos de sua personalidade dividida. Eu acho que há muitas histórias mais interessantes que podem vir após os confrontos com seus demônios - você pode descobrir o que está acontecendo e como viver, mas então você tem toda a sua vida à sua frente e todos os desafios. Já não é, 'Oh, eu me odeio porque estou louco! Quem sou eu? Quem é Konshu? É, Ok! Eu sou um louco e eu posso ou não ser um emissário de um deus da lua, tudo pode estar na minha cabeça, mas eu não me importo e agora tenho que continuar tentando tornar o mundo um lugar melhor e viver uma vida”.

E pelo visto, Bemis tem muitos planos para o nosso emissário da lua. “Se dependesse de mim, eu escreveria Cavaleiro da Lua por cem edições, porque é o quadrinho perfeito pra mim. Mesmo que eu pegue outro trabalho na Marvel, sempre busquei escrever um quadrinho longo – o que muitas vezes não acontece,” ele explica. “Isto acontece com Brian Bendis e outras poucas pessoas. Mas, se eu pudesse contar uma longa história do Cavaleiro da Lua fora desse arco, eu amaria envolvê-lo com o resto do Universo Marvel em seus próprios termos, desde que não seja explorativo e apenas tente obter vendas para colocar o Hulk lá, enquanto eu encaixo o tom - eu sempre amei os quadrinhos Vertigo da década de 90, quando eles traziam Superman em segundo plano por uma edição. Então, seria assim, se acontecesse.”

É, meus amigos! Parece que temos um roteirista muito empolgado com esse personagem e isso parece ser muito bom! Vamos ver até quanto vai essa empolgação e o quanto realmente ele poderá nos apresentar dessa empolgação. Lembrando que a edição Marvel Legacy Moon Knight #188 está prevista para Novembro nos Estados Unidos. Para o Brasil? Só a Panini Brasil talvez saiba!

Abraços, meus amigos!!!

Marcus Pedro

Conheça as equipes criativas das edições especiais de Silver Sable, Quarteto Futuro e Not Brand Echh

* Atenção! Informações sobre quadrinhos inédito no Brasil



Ela está prestes a protagonizar seu próprio filme pela Sony em 2019, e nada mais justo do que a Marvel escolher ela entre outros personagens que estão voltando para ter mais uma chance em uma só edição (mas continuando a numeração da revista antiga original). A história fica por conta de Christa Faust e o desenho será do brasileiro Paulo Siqueira.


SILVER SABLE AND THE WILD PACK #36 será uma edição única, mas Faust promete aproveitar o máximo pra explorar o que for possível da personagem. Não se focará na "Matilha" de Sable, já que por ter apenas 20 páginas, a autora preferiu se focar na mercenária prateada. Sable se oporá a ascenção de Norman Osborn no controle do governo local da Symkaria. No meio disso, lidará com grupos extremistas que fizeram reféns e terá que garantir a evacuação com vida de inocentes.

"Será sombrio, sujo, um conto sem rodeios que não tem medo de deixar um pouco mal polida essa prata. Estou tendo uma explosão com esse projeto e eu espero que os fãs curtam ler do mesmo jeito que eu curti escrever" disse a escritora. Quando questionada se toparia continuar com a personagem caso a Marvel optasse por dar continuidade a essa mensal, Christa falou que "absolutamente amaria continuar com essa personagem se desse a ela a chance. Ela e a Matilha certamente te muito potencial pra novas aventuras. Assim como outros personagens que ela gostaria de escrever". Ela definiu o estilo da história como um grande filme Noir misturado com aqueles romances pulps do meio do século. Christa disse que não se incomodaria se fosse comparável ao que foi feito em Peggy Carter.

O Quarteto Futuro, conhecido também pelo nome original de Power Pack, voltará a ter mais uma só edição mensal na leva de títulos únicos anunciadospelo Marvel Legacy. Devin Grayson fará o roteiro que será desenhado por Marika Cresta. A proposta aqui é recapitular em uma edição tudo que aconteceu com os adolescentes desde que a revista mensal deles deixou de ser feita nos anos 80.


A protagonista da história será a Katie, a caçula dos irmãos Power. Ela enfrentará um inimigo ligado ao passado do grupo e para detê-lo contará com a ajuda de seu irmãozão, Alex. O que mais chama atenção aqui e não sei bem como vão resolver a questão é que supostamente Alex, assim como muitos da Fundação Futuro, deveria estar sumido desde as Guerras Secretas do Jonanthan Hickman. Será que vão explicar isso de alguma maneira?

A revista de humor pra lá de antiga da Marvel, Not Brand Echh, só durou apenas 13 edições nos anos 60. Contudo, ela ainda é lembrada até os dias de hojes pelo tom irreverente com que Stan Lee e seu editorial conseguia rir de si mesmo. Dentro da leva de novidades do Marvel Legacy, eis que a edição #14 será publicada quase 50 anos depois e com direito ao retorno do Forbush Man (Irving Forbush) e muito mais.


A nova edição contará com alguns escritores como Nick Spencer, Chris Hastings, dentre outros e arte de Jay Fosgitt, Gurihiru e mais ainda a ser anunciados. Além do Forbush Man, teremos histórias satíricas protagonizadas por Capitão América, Gwenpool e alguns outros.

Coveiro

Confira a abertura de Defensores:



E como aconteceu com todas as séries Marvel e Netfliz, a abertura de Defensores já é um show a parte. Brincando com a paleta de cores de cada personagem e uma espécie de mapa das ruas da grande Nova York, a música de John Paesano se encaixou perfeitamente com o clima que a série pede:


Pra quem maratonou isso rapidinho em menos de 12 horas, fica até uma vontade de assistir de novo! E quem quiser saber mais da trilha sonora completa da série, é só clicar aqui!

Coveiro

sábado, 19 de agosto de 2017

A revista Wizard está de volta!

Lá pro final dos anos 90, se você queria estar mais que informado sobre quadrinhos norte-americanos, tudo o que precisava ler era a revista Wizard. Focada exclusivamente no mercado americano, o periódico acabou sendo levado a muitos outros países, saindo aqui no Brasil em duas versões em épocas diferentes inclusive. Infelizmente, no entanto, o tempo da revista se extinguiu alguns anos atrás. Mas não para sempre. Hoje, foi anunciado que Wizard será relançada de forma digital.



A Wizard World anunciou hoje uqe a revista voltará "digitalmente reimaginada, reconcebida e relançada". Wizard será trimestral e diz que será focada nas maiores histórias do dia a dia da cultura pop, entretenimento e de grupos de fãs. Paralelo a publicação, vai rolar uma série de videos diários denominados de Wizpop.

"Para as gerações de fãs, o nome Wizard permaneceu como um intersecção do entretenimento e cultura pop. Ao introduzir a Wizard e WizPop como suas novas vibrantes encarnações digitais, a Wizard World irá expandir sua posição proeminente na indústria para conectar e interagir com milhões de fãs todos os dias. Com o triunvirato da Wizard, WizPop e das convenções da Wizard World estaremos criando uma plataforma digital 24 horas por dia para tender os fãs de cultura pop. A experiencia da Wizard e as conversas constantes não vão parar quando as Wizard Comic Con terminarem" prometeu o Presidente e Chefe de da Wizard World, John D. Maatta.



Vale lembrar que em meados dos anos 90, a Wizard era o título da linha mais popular e com saída média de 100 milhões de exemplares. A revista terminou de ser publicada em 2011, mas a empresa se manteve no ramo da cultura pop desde então organizando pequenas convenções de quadrinhos no território americano de ponta a ponta. Agora, ela retoma suas atividades com uma equipe bem moderna, encabeçada por Brian Walton, que será diretor de conteúdo e já trabalho como Editor-Chefe do site Nerdist. Luke Y Thompson será seu editor-auxiliar. O lançamento será realizado na Wizard World Chicago em 25 de Agosto.

Coveiro

Marvel divulga imagem preview divulgando os desenhistas importantes para a nova fase Marvel Legacy

Chegando em Setembro nas lojas americanas, Marvel Legacy será a revista ponto de partida para uma nova fase da Casa das Ideias. Depois dela, veremos mudanças na numeração de alguns títulos e até mesmo alguns novos surgindo. Para promover essa vindoura etapa, a Marvel liberou uma nova imagem que é uma composição de quadros de diversos artistas que a gente terá que prestar atenção daqui pra frente. Confira:






São eles Steve McNiven (Império Secreto), Russell Dauterman (Poderosa Thor), Chris Samnee (Viúva Negra), Alex Maleev (Infame Homem de Ferro), Stuart Immonen (Espetacular Homem-Aranha), Pepe Larraz (Fabulosos Vingadores), Jim Cheung Surpreendentes X-Men), Daniel Acuna (Império Secreto), Greg Land (Arma X), e Ed McGuinness (Homem-Aranha/Deadpool). Pela imagem e pelo que já foi divulgado da nova fase nos quadrinhos, já dá pra ter uma ideia de onde eles estarão de Setembro em diante.

"Por conta dos eventos de Marvel Legacy #1 impactarem em tantas arestas do universo Marvel e refletir em vindouras histórias de tantos dos nossos títulos, apenas fazia sentido chamarmos nossos artistas mais próximos com esses títulos para cimentar essa conexão. Além disso, isso significa que essa revista representa o time de campeões imbatível de talentosos artistas e uma verdadeira peça para aqyeles que amam uma excelente história em quadrinhos gráfica" disse Tom Brevoort, editor da revista.

Marvel: Legacy #1 chegará as lojas por lá em 27 de Setembro de 2017.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Finn Jones fala sobre mais tempo para treino e aperfeiçoamento das técnicas de lutas em Os Defensores

Assim como Mike Colter, o site IGN foi até o ator Finn Jones conversar sobre a participação de Punho de Ferro nos Defensores. Sendo o último dos quatro a ser apresentado ao público, Punho de Ferro foi bastante criticado em seu lançamento em resenhas especializadas e dividiu os fãs que foram conferir a série. Na conversa a seguir, o ator fala sobre como as lutas evoluíram e a construção da relação de Danny Rand e Luke Cage. Espia só:


Uma das maiores críticas do seriado do Punho de Ferro foi quanto as cenas de lutas, cuja as expectativas certamente eram maiores do que em qualquer um dos outros seriados e acabou se tornando decepcionante para os fãs. Finn Jones tem uma explicação franca pra esse problema e disse que isso foi consertado em Defensores. "No tempo dos Defensores, eu estive trabalhando mais no personagem e treinando já por cerca de sete meses, dia a dia , então nos Defensores, eu estava muito mais bem treinado do que foi no começo do Punho de Ferro porque eu já estava fazendo aquilo por muito mais tempo" admitiu Jones ao IGN.

"A parte boa dos Defensores é porque é uma peça conjunta e eu não precisava ficar todo segundo do dia gravando, que é justamente o caso quando você é o único protagonista de seu seriado. No começo, quando estávamos todos separados, havia definitivamente dias na semana em que eu não precisava estar gravando. Por isso, eu partia pra pesquisar, gastava dia nas coreografias antes de realmente gravarmos. Mas então quando todos nós nos juntamos e nossos cronogramas acabaram um pouco mais apertados por conta das demandas das gravações, havia momentos em que , especialmente ali no final da série, treinávamos a coreografia no dia da filmagem. É o tipo de coisa comum, é o prazo que temos na televisão. Infelizmente, é algo que temos que nos acostumar" revelou o ator.

"Eu achei que a coreografia estava mais precisa e eu acho que do jeito ue foi gravado e editado é definitivamente muito mais coeso em Defensores. É um time de coreografia diferente e da maneira que foi filmado também foi um pouco diferente também. Eu acho que definitivamente ajudou a vender melhor as cenas de lutas. E acima disso tudo, eu estava mais familiarizado em pegar a coreografia e a fluidez dos movimentos" disse o ator.



Jones também falou um pouco da dinâmica com os outros personagens, principalmente Luke Cage. "O que estamos vendo é o nascimento de um bromance icônico dos quadrinhos ganhando vida nas telas pela primeira vez e isso é superexcitante. Eu lembro de quando eu li o script, as cenas deles realmente me chamaram a atenção porque eles fizeram um bom trabalho escrevendo aquelas cenas. Eu não achei que ficaram cafonas ou pontuais, mas na verdade senti que eram realmente relevantes" comentou.

"Seria tão fácil colocar isso e subitamente eles se tornarem melhores amigos daí por diante, mas o que eu realmente admiro sobre a maneira como eles dois se encontram pela primeira vez é que não chegam a se ver olho no olho. Eles vem de 'backgrounds' bem diferentes e há um conflito entre eles. Isso faz aparecer uma relação realmente relevante entre os dois" disse Jones ao IGN.

A série já tem seus oito episódios disponibilizados a partir de hoje. Já começou sua maratona?

Coveiro

Confira mais uma leva de imagens em alta qualidade de Thor: Ragnarok

Algumas das imagens que saíram nas páginas internas da revista Empire que foi temática do filme Thor: Ragnarok chegaram finalmente na internet em uma versão de alta qualidade. Algumas outras são inéditas com mais detalhes de Sakaar e do Grão Mestre também foram oficialmente liberadas. Juntamos todas aqui. Confira:
















Em Thor: Ragnarok teremos Chris Hemsworth junto com Tom Hiddleston (Loki), Cate Blanchett (Hela), Idris Elba (Heimdall), Jeff Goldblum (Grão-Mestre), TessaThompson (Valquíria), Karl Urban (Skurge), Anthony Hopkins (Odin), Sam Neill, Ray Stevenson (Volstagg), Tadanobu Asano (Hogun), Mark Ruffalo (Bruce Banner/Hulk), e Benedict Cumberbatch (Dr. Stephen Strange). O filme chega ao Brasil na última semana de Outubro

Coveiro

Inumanos ganha novo trailer apresentando toda família real e seus poderes



Um novo comercial dos Inumanos divulgado ontem a noite nos apresenta a cada um dos membros da família real inumana, com direito a uma amostrinha bem peculiar de seus poderes. Confira só:


Os dois primeiros capítulos da série chegam ao Brasil em 31 de Agosto e realmente estarão nos cinemas. Eles trazem no elenco Anson Mount (Black Bolt), Serinda Swan (Medusa), Ken Leung (Karnak), Isabelle Cornish (Crystal), Eme Ikwuakor (Gorgon), Iwan Rheon (Maximus), Sonya Balmores (Auran), Mike Moh (Triton), Ellen Woglom (Louise), dentre outros.

Coveiro

Novo trailer de Marvel vs Capcom: Infinite conta a história principal do jogo


No mais recente trailer de Marvel vs Capcom: Infinite, é finalmente apresentado a história principal do jogo. Além disso, vamos observar também pela primeira vez o Motoqueiro Fantasma como personagem jogável e um mostro venom gigante. Confira:


Versão Legendada:


Também foram revelados as modalidades possíveis de jogo. Em Offline, temos o modo história (que  é o principal e desenrola o jogo principal), Arcade, Missão (missões de tutorial e desafios específicos de cada personagem), Treino, Contra o Player 2, Contra o CPU e, por fim, o Coleção. Já Online, teremos Partida Ranqueada ( multiplayer online para subir o ranking),  Partida Casual (multiplayer online sem interferir no ranking) , Liga Iniciante (para jogadores de rank 14 ou menor), Lobby (lobby de até 8 jogadores), Rankings e Configurações de Replay.

Marvel vs. Capcom: Infinite será lançado em 19 de setembro de 2017 para PC, Xbox One e PS4.

Coveiro

The Gifted ganha mais quatro posteres para os personagens Polaris, Blink, Pássaro Trovejante e Eclipe

Os quatro mutantes da célula rebelde fora da lei que veremos na série The Gifted acabam de ganhar belos pôsters coloridos e usando e abusando dos poderes de cada um dos personagens. São eles Emma Dumont (Polaris),  Jamie Chung (Blink),  Blair Redfield (Pássaro Trovejante) e Sean Teale (Eclipse):






A série estreia no Canal FOX no dia 2 de Outubro e também contará com a presença de Stephen Moyer (Reed), Amy Acker (Caitlin) , Coby Bell (Jace Turner), Natalie Alyn Lind (Lauren), e Percy Hynes White (Andy).

Coveiro

Justiceiro ganha mais um teaser trailer



E no primeiro dia em que a Netflix libera a série dos Defensores para o público, eis que a internet já pode sentir um gostinho do que será o Justiceiro com o teaser abaixo. Quem tinha dúvidas sobre se o seriado teria o clima ultraviolento que as histórias de Frank Castle pedia, está respondia a questão:


A produção do Netflix está sob os cuidados de Steve Lightfoot. Além de Jon Bernthal (Frank Castle), teremos no elenco Jason R. Moore (Curtis Hoyle), Ebon Moss-Bachrach (David Lieberman), Michael Nathanson (Sam Stein), Jaime Ray Newman (Sarah Lieberman), Amber Rose Revah (Dinah Madani), Paul Schulze (Rawlins), Daniel Webber (Lewis Walcott), Deborah Ann Woll (Karen Page), Kobi Frumer (Zach Lieberman), Ripley Sobo (Leo Lieberman), Kelli Barrett (Maria Castle), Ben Barnes (Billy Russo), e Aidan Pierce Brennan (Frank Castle Jr.).

Coveiro

Mike Colter fala sobre como Luke Cage se dará com os outros Defensores e a presença de três de suas Exs na série



Mike Colter, o Luke Cage, foi o único deles até agora a ter uma interação - durante o seriado da Jessica Jones - com um dos quatro outros protagonistas dos Defensores até agora. E ele, mais do que nunca deve saber se o grupo conseguirá funcionar como um só e sobrepujar a ameaça sobre Nova York. Em uma entrevista com o IGN, ele fala sobre dinâmica entre os personagens e eventuais problemas com suas ex na série. Confira:

"Acho que a melhor parte sobre isso é que basicamente, quer admitamos isso ou não, há quatro alphas ali. Eu não diria a palavra "machos alfas", mas "personalidades alfas". Até mesmo a personalidade da Krysten, todo mundo tem seu jeito ali. Ninguém é muito amigável a ideia de fazer amigos. Ninguém quer formar um time. Ninguém está procurando um companheiro ou uma parceiro" disse o ator.

Mas será que isso dará certo para eles se tornarem um time? "As diferençs é que fazem certos momentos divertidos. As diferenças entre os quatro personagens e entre a gente como pessoas meio que ajuda a construir essa relação, e abraçamos ela, porque é o tipo de humor em que os opostos estão tentando funcionar juntos, tentando trabalhar juntos e tentando se tornar um duento dinâmico ou algo do tipo. Não somos iguais, mas esse é o detalhe que faz as coisas funcionarem" disse Colter.

E em Defensores, veremos pelo menos três dos enlances amorosos do Luke Cage na mesma série e é óbvio que vai ser intrigante saber como isso se desenrolará quando elas se encontrarem. Mike Colter também acha intrigante. "Desnecessário dizer que a história estará lá, mas eu acho que pra audiência, vai ter um tom diferente a ela, vai adicionar um novo nível para a interação entre os dois. Todas as vezes que eles forem ver a Misty falando com a Claire, vão pensar nisso. Há isso lá o tempo todo. Todas as vezes que eles verem a Misty em contato com a Jessica Jones pela primeira vez, vão pensar no que é que vai acontecer. Ou da Jessica em contato com a Claire" falou ao IGN.

"Mas tudo isso estará na superfície, o público está meio que intrigado em ver e imaginar se há alguma coisa mais ali. Vai ter algo rolando? Isso deixa tudo mais interessante. Mas eu não acredito que vamos chegar ao ponto de ter garotas tendo que brigar pelo Luke abertamente, porque hoje em dia, convenhamos que eles são todos adultos. Eles tomam decisões e as coisas acontecem. É apenas desse jeito" disse Colter.

Defensores já está no Netlix. E recebeu uma aprovação bem positiva da maioria dos sites, jornais e revistas especializadas até agora. Já se organizou pra fazer sua maratona?

Coveiro

Conheça a Trilha Sonora dos Defensores



Mesmo que você ainda não tenha tido o tempo para começar sua maratona dos Defensores, eis que a Netflix te dá a chance de ter um gostinho da série ao ouvir a trilha sonora da mesma direto do seu Iphone. Custando $9,99, eis as 15 músicas da trilha sonora de Defensores:


1. The Defenders Main Title (1:18)
2. Allies Aren’t Alone (3:42)
3. Terminal (2:39)
4. Tailing Jones (2:44)
5. Board Room (5:36)
6. Our Weapon (3:27)
7. Aliasing (1:54)
8. Chinese Drive Through (1:35)
9. Restaurant Fight (2:35)
10. Alexandra (3:59)
11. Old Friends (2:49)
12. A Bone to Pick (2:32)
13. Kung Fu Party (3:45)
14. Protect My City (5:36)
15. The Defenders (5:04)


O compositor deste trabalho é o mesmo das duas temporadas de Demolidor, John Paesano. Na série em oito partes, veremos pela primeira vez reunidos o Demolidor (Charlie Cox), Jessica Jones (Krysten Ritter), Luke Cage (Mike Colter), e Danny Rand (Finn Jones.

Coveiro

Fotos das gravações externas dão pistas do retorno de Killgrave na segunda temporada de Jessica Jones



E nessa semana, para surpresa nossa e de muita gente, foi confirmado que o ator David Tennant voltará (mesmo que seja por poucas cenas) ao seriado da Jessica Jones na segunda temporada. Ontem, filmagens externas do ator com Krysten Ritter (Jessica) e Eka Darville (Malcom) podem ter revelado a razão da volta do personagem dado como morto:



Pela descrição dos presentes e interpretando as fotos tiradas pelos paparazzis, parece que de alguma forma um resquício da sugestão mental de Killgraven pode ter ficado nos personagens que foram usados por ele no seriado. O quanto isso vai ser importante para a narrativa da série, ainda não sabemos.

Jessica Jones ainda está gravando sua segunda temporada em Nova York neste momento, mas já está mais que garantida de voltar em 2018 pra o Netflix. Junto com ela, o próximo ano ainda deve reservar a segunda temporada de Luke Cage e a terceira de Demolidor.

Coveiro

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Nova Concept Art de Vingadores: Guerra Infinita traz novos visuais de Capitão América, Homem-Aranha, Groot e outros


E mais um concept art promocional de Vingadores: Guerra Infinita acaba circulando na internet na noite de hoje. Com arte do premiado artista Steve Cas, temos em destaque o Capitão Steve Rogers (Chris Evans), Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Homem-Aranha (Tom Holland), Senhor das Estrelas (Chris Pratt), Rocket Raccoon (Sean Gunn/Bradley Cooper), e o adolescente Groot (Vin Diesel).








Vingadores: Guerra Infinita reunirá Robert Downey, Jr., Chris Evans, Chris Hemsworth, Mark Ruffalo, Jeremy Renner, Scarlett Johansson, Tom Holland, Elizabeth Olsen, Paul Bethany, Sebastian Stan, Benedict Cumberbatch, Benedict Wong, Chris Pratt, Zoe Saldana, Karen Gillan, Vin Diesel como a voz de Groot, Dave Bautista, Pom Klementieff, Bradley Cooper como a voz de Rocket, e Josh Brolin como Thanos. O filme chega aos cinemas na primeira semana de Maio de 2018.

Coveiro

Equipe criativa fala sobre planos pra edição #51 e futuro do Falcão de Aço

* Atenção! Informações sobre histórias inéditas no Brasil e EUA!

Certamente um dos personagens mais inovadores dos anos 90, mas que acabou sendo descontinuado por um equívoco editorial (só entra no jogo comigo e vai), o Falcão de Aço teve 50 edições de sua revista mensal, desenvolvendo ali uma trama complexa e cheio de mistério envolvendo a verdadeira origem de seus poderes. Com o título cancelado, passou a ser meramente um coadjuvante de luxo nas histórias dos Novos Guerreiros, Vingadores da Costa Oeste, Fugitivos e mais recentemente em sagas cósmicas e revistas de confronto a la Battle Royale. Assim, passados mais de 22 anos desde que a edição 50 foi publica, é com muita alegria que seus fãs recebem uma edição extra daquele título a ser publicada agora em Novembro.



A edição #51 de Darkhawk será cuidada pelas mãos de Chad Bowers, Chris Sims, e Kev Walker, que conversaram com o site Newsarama sobre o que pretendem fazer com o personagem. Segundo eles, o editor da Marvel Darren Shan abordou eles inicialmente com a ideia, que tinha como proposta expandir projetos de personagens relacionados com os Guardiões da Galáxia e daí o Falcão de Aço logo caiu na pauta. Segundo Chad Bowers, nunca foi segredo na Marvel que ele e Chris adoram o personagem, mas que partiram dele tentar colocar um holofote com a Marvel Legacy nele.

"Obviamente, não podemos falar muito, mas acima de tudo, essa edição é sobre reestabelecer Chris Powell e o Falcão de Aço pra essa épica aventura que os fãs estão clamando desde que a série original terminou. Na última década, o Falcão de Aço deu alguns passos gigantescos como personagem e que o levou para fora dos becos e além das estrelas, e isso abriu portas para toneladas de novas histórias estrelando esse cara que eu aposto que tem muitos leitores ansioso por ele desde a última vez que foi visto" disse Chad Bowers.

"Estamos continuando a numeração original, mas definitivamente isso não significa que é a gente contando o segundo capítulo dessa história de 20 anos atrás. O que estamos fazendo firmemente é estabelecendo ele aqui e agora, no universo Marvel de hoje em dia. Mas dito isso, eu sinto que importante também tocar em toda a história do Falcão de Aço e relembrar o passado de Chris Powell, mas não de modo que prejudique o que vamos estabelecer para seu futuro" falou Chad e Chris Sims complementou dizendo que "tivemos uma longa conversa sobre pegar da edição #50 lá de 1995 e resolver especialmente um elemento em particular da série original que não teve lá uma resolução própria. E qualquer fã do Falcão de Aço sabe do que estamos falando. E quanto mais íamos nisso, mais nós dávamos conta do quanto o Falcão de Aço passou nesses 20 anos. Loners, Guerra dos Reis, Vingadores: Arena. Queríamos construir em cima disso tudo e fazer algo que parecesse o próximo capítulo da sua história e não uma recapitulação".



Os escritores lembraram que a nova e ressurgente Fraternidade dos Rapinantes está dando trabalho nas páginas dos Guardiões da Galáxia, mas que isso pode respingar sim na história de Chris Powell, que foi o único a conseguir dominar o poder e sobreviver ao fardo do poder dos raptores. E isso pode colocá-lo como um alvo da sociedade cósmica misteriosa e sombria. "Chris está basicamente onde quer que a gente precise que ele esteja no começo do nosso arco. Uma boa parcela dessa edição é gasta em trabalhar o Chris e estabelecer onde ele está neste ponto da sua vida. Eu penso que a maioria das pessoas irão se surpreender em o quanto ele mudou desde a última vez que o vimos [no caso, em Vingadores: Arena]" disse Bowers.

Chris Simns disse que são grandes fãs da fase dos Fugitivos. "Quando o Chris Powell deu as caras na revista como parte dos Loners, havia essa ideia de que ele queria passar adiante o fato de ser o Falcão de Aço e mudar sua vida. E é essa característica do personagem que queremos brincar, e ver o que acontece quando essa escolha é retirada dele". Chris Sims acredita que colocar o Falcão de Aço como alguém com potencial para ser um grande personagem principal agora seria um erro. Assim como os leitores, ele está ciente de que o personagem esteve muito tempo na geladeira pra isso , mas vê vantagens no fato por justamente ser alguém fácil de moldar pro futuro. E lembrou o caso dos Guardiões da Galáxia que depois de anos se tornaram peças chaves e rentáveis do universo Marvel hoje em dia.


Vale lembrar que a edição especial da Marvel Legacy, por enquanto, só terá mais um número e a intenção da equipe criativa é justamente mostrar "quão legal" o personagem é. O título da história é bastante sugestivo - "O Retorno" e no resumo oficial da edição é colocado que dois membros da Fraternidade dos Rapinantes irão caçar Powell em busca o amuleto que ele possui e levá-lo de volta as estrelas. Chris terá que então relutantemente que se colocar de novo na vida superheróica para mostrar que ele é muito mais do que a jóia que lhe confere o poder, ele é o Falcão de Aço.

Coveiro

Diretor dos primeiros episodios dos Inumanos comenta sobre prazos e baixo orçamento da série



Sequer o episódio de abertura chegou aos cinemas ou mesmo foi avaliado pela crítica especializada, e já temos o diretor de Inumanos falando sobre alguns problemas de produção que o acompanharam na série. Confira a conversa que Roel Reiné teve com o CNet:

"Eu acho que eles me escolheram para o trabalho porque eu era habilidosos com filmes de ação gravando-os em um tempo muito curto, ou com um orçamento muito baixo, fazendo filmes de ação que lembravam filmes de grande orçamento" disse o cinegrafista.

"O cronograma era super-apertado. Eu tive o cronograma de tempo de TV para gravar isso com cameras IMAX, cerca de 20 dias para gravar dois episódios. Foi bem enervante, mas eu vim de um mundo de filmes com baixo orçamento, então 20 dias para mim é até um luxo" disse Reiné.

"Havia sempre um executivo da Marvel por perto, apenas pra se certificar de que não importa o que eu fizesse, ou que quer que fizessemos juntos, aquilo teria que se ligar com os outros personagens de outros universos, de outros quadirnhos, de outras séries ou filmes. Eles são muito protecionistas. Essas pessoas são muito apaixonadas sobre seus produtores e sobre seus personagens e sobre fazer a melhor versão deles de tudo" explicou o diretor.



Posto esse desabafo do diretor, vamos ver o que todos esses dias de pós-produção realmente geraram e como isso se repercutirá entre a crítica e os fãs.

Coveiro

Série de Manto e Adaga ganhará novos coadjuvantes direto dos quadrinhos



Os Youtubers do The HashTag Show voltaram mais uma vez com novidades de elenco pras séries da Marvel. Desta vez, dois personagens que eram comuns a história de Manto e Adaga nos quadrinhos estão se confirmando pra série e atores estão realizando testes pro papel. Confira a descrição:

Pastor Francis Diaz:

Pastor Diaz nem sempre teve intenção de se tornar um homem de batina. Lutando contra muitos demônios, Francis Diaz se juntou ao exército procurando orientação e estabilidade. Mas ele só se encontrou na religião, tornando-se um Capelão e buscando graus avançados em teologia e educação para tentar descobrir sua própria humanidade. Ainda sem respostas mas armado com uma posição em uma escola de preparação de prestígio, Pastor Riaz agora ajuda a esculpir a mente de jovens. Como conselheiro escolar e pastor, Diaz é uma rocha para Travis e vê muito mais no jovem do que ele confortavelmente admitiria. Oprimido por seu colarinho, ele lidera mais pelas palavras de exemplo ao mesmo tempo em que luta diariamente com a vida casta que escolheu pra si. Tentando o quanto pode, Francis ainda se vê escorregando. Ele não pode escapar de sua própria vergonha. Para pagar sua penitência, ele se força a testemunhar a vida que ele poderia ter tido, ao ver o amor de sua vida partir. Pastor Diaz está constantemente vendo redenção apesar do fato de ele não saber mais se a merece. Mas em sua parca humanidade, vemos a mão de Deus. Será um papel recorrente na série.



Detetive Bailey Callahan

Uma mulher dona de si aos 30 ANOS, a Detetive Callahan parece ser fria ou pouco amiga a primeira impressão. Sua sensibilidade novaiorquina a endureceu para não ser tão amigável e aberta, colocando-a num apartamento em um lugar da Lousiana. Acostumada a viver num mundo de homens, Callahan não está procurando ser "um dos caras". Ela não vai deixar uma sala cheia de homens ditar o quanto ela deve mudar a cor de suas unhas. Ela não vai atender as expectativas das mulheres policiais que chutam o saco dos homens. O resto da delegacia terá que encontrar seu jeito de impressionar o resto do mundo, e não o contrário. Callahan acredita na justiça e acha que ninguém deve estar acima dela, incluindo outros policiais. Especialmente outros policiais! É um papel recorrente pra série.

Os personagens são da fase escrita por Bill Mantlo, desenhada por Rick Leonardi e Terry Austin. A série só estreia em 2018 na Freeform, e contará com Olivia Holt e Aubrey Joseph como protagonistas. Além deles, estão confirmados J.D. Evermore, Miles Mussenden, Gloria Reuben, Andrea Roth, James Saito e Carl Lundstedt

Coveiro

Defensores ganha último trailer de véspera e tem mais de 80% de aprovação das críticas até agora



A equipe de Marketing dos Defensores, pelo visto, não vai descansar até a Netflix liberar os oito episódios amanhã. Hoje, saiu mais um novo trailer, este considerado o "final" até a estreia e traz ainda mais cenas novas. Outra novidade importante é que com 40 resenhas já na sua plataforma, o Rotten Tomatoes já certificou Defensores de forma positiva, com mais de 83% de aprovação.


A série tende a juntar praticamente todos os atores das quatro outras séries da Marvel. Teremos Charlie Cox (Demolidor/Matt Murdock), Krysten Ritter (Jessica Jones), Mike Colter (Luke Cage), Finn Jones (Punho de Ferro/ Danny Rand), Jessica Henwick (Colleen Wing), Rosario Dawson (Claire Temple), Sigourney Weaver (Alexandra), Elodie Yung (Elektra Natchios), Babs Olusanmokun (Sowande), Elden Henson (Foggy Nelson), Simone Missick (Misty Knight), Rachel Taylor (Trish Walker), Scott Glenn (Stick), Eka Darville (Malcolm Ducasse), Debbi Morgan (Delores), Carrie-Anne Moss (Jeri Hogarth), e Deborah Ann Woll (Karen Page).

Coveiro

James Gunn fala sobre diversificar estilos diferentes para os filmes cósmicos da Marvel



Contratado para expandir ainda mais as fronteiras do universo cósmico da Marvel, James Gunn pontuou uma questão bem particular sobre como se dará os próximos filmes da franquia estelar do estúdio que não tiveram diretamente seu dedo na direção. Gunn acredita que mesmo que ele sirva de guia para os demais spin-offs, cada diretor deve ter sua própria assinatura. Confira:

"Eu espero que assim como o universo cinematográfico da Marvel como um todo, cada filme acabe tendo seu estilo e tom único. E dessa maneira, se for um filme de James Gunn, será diferente de um filme do Ryan Coogle, que é diferente do estilo de um filme do Taika, que por sua vez é diferente dos filmes de Peyton Reed. Eu penso que todos os filmes podem ter seus próprios gêneros, eles podem ter suas próprias particularidades da mesma maneira que se você cresceu lendo quadrinhos da Marvel, todos os escritores e artistas das revistas trouxeram tons diferentes para cada um deles" explicou o diretor.

Isso responde bastante alguns desmedidos temores do pessoal que achava que a partir de então todo e qualquer tom de filme cósmico da Marvel teria um ar bem debochado (mais do que dos outros filmes). Para futuros planos de spin-offs cósmicos, é bem próvavel que a Marvel tenha estilos bem diferentes para caso se tente algo com Nova, Quasar ou mesmo Adam Warlock. Eu até imagino - com as devidas adaptações por conta dos direitos de uso de alguns personagens - quão impactante seria ver uma Aniquilação acontecendo no UCM.

Coveiro

Sean Gunn relaciona a experiência de trabalhar com os irmãos Russo e com seu irmão



Ele é Kraglin e ele é Rocket. Sean Gunn, irmão do diretor dos Guardiões da Galáxia, estará também em Vingadores: Guerra Infinita e pela primeira vez irá trabalhar num filme da Marvel Studios com outro diretor. A experiência pra ele foi fantástica e contou um pouco dela pra o site ComicBook. Confira:

"Todos os diretores tem um estilo um pouco diferente e seu próprio método de trabalho. Quando você está trabalhando com um diretor, ou diretores pela primeira vez, você meio que tem que estabelecer sua própria relação de trabalho. Eu não preciso fazer isso obviamente quando estou trabalhando com meu irmão [James Gunn] porque já trabalhamos juntos por tempo demais. Com os Russo é diferente, mas já posso dizer que eles são demais. Eu posso dizer que eu amei trabalhar com eles, e eu acho que eu me identifiquei com a ideia de trabalhar com um irmão como algo que ele também fazem a todo tempo, assim como eu e meu irmão fazemos. Eu realmente curti trabalhar com eles, mas o estilo é bem diferente. Mas nenhum diretor é igual a outro exatamente" explicou Sean.


E sobre reunir-se com o restante do Universo Marvel? "Oh, meu deus, tem sido fantástico, é um filme tão grande e é um elenco tão espetacular e gigantesco. Eu estou grato por já estar oficializado que trabalhar com o Thor porque agora eu posso dizer por aí nas entrevistas o quanto Chris Hemsworth é bonito de perto. É realmente intimidador. É tipo quase impossível acreditar que ele seja uma pessoa de verdade" brincou o ator.

E Vingadores: Guerra Infinita reunirá Robert Downey, Jr., Chris Evans, Chris Hemsworth, Mark Ruffalo, Jeremy Renner, Scarlett Johansson, Tom Holland, Elizabeth Olsen, Paul Bethany, Sebastian Stan, Benedict Cumberbatch, Benedict Wong, Chris Pratt, Zoe Saldana, Karen Gillan, Vin Diesel como a voz de Groot, Dave Bautista, Pom Klementieff, Bradley Cooper como a voz de Rocket, e Josh Brolin como Thanos. O filme chega aos cinemas na primeira semana de Maio de 2018.

Coveiro