DEADPOOL 2 NOS CINEMAS

Ouça o Podcast sobre o novo filme do Mercenário Tagarela

GUERRA INFINITA

INOMINATA 616 FALANDO SOBRE O MAIOR FILME DA MARVEL STUDIOS

DESAFIO INFINITO NO INOMINATA 616

Ouça nossa discussão sobre a saga que inspirou o grande filme da Marvel Studios

HOMEM-FORMIGA E A VESPA NOS CINEMAS

TUDO SOBRE O PRÓXIMO FILME DA MARVEL STUDIOS

GUERRA CIVIL II

A ÚLTIMA SAGA DA MARVEL PUBLICADA NO BRASIL EM NOSSO PODCAST

LUKE CAGE

Série de produção Marvel e Netflix volta com a segunda temporada no Netflix

JESSICA JONES

A SEGUNDA TEMPORADA DE JESSICA JONES NO INOMINATA 616!

NÓS SOMOS VENOM

TUDO SOBRE O SPINOFF DA SONY

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Inominata #153 - De volta ao Harlem para a Segunda temporada de Luke Cage



A segunda temporada de Luke Cage chegou a Netflix no final de Junho, e passada algumas semanas e já antecipando aqui nosso pedido de desculpas pelo atraso, eis que nosso podcast sobre a série vai ao ar. Acompanhado dessa vez não só de Blues e Hip Hop, esse programa vem também com uma boa dose de reggae. Afinal, com o destaque que o vilão jamaicano Bushmaster teve, isso não podia faltar. Portanto, este é um inominata que não se pode deixar passar, assim como essa segunda temporada da série que foi aclamada pela crítica.

Nessa nova passagem pelo Harlem, os 616 - Coveiro, Rafael Felga e Marcus Pedro estiveram no clube Paradise e souberam de todos os detalhes da trama da segunda temporada de Luke Cage. Dos planos astuciosos do novo vilão chamado Bushmaster, da ideia de Mariah Dillard e Shades em limpar finalmente os seus lucros e até mesmo o passado de uma jovem chamada Tilda ligada a família Stokes, tudo acabou chegando até os três por fontes bastante seguras. Ou seja: Nada haver com o Tucão.

Nesse podcast, tente entender o problema de Luke Cage com cobras. Saiba porque a Claire é uma versão multitarefa da Enfermeira Noturna. Veja que até na Netflix as delações premiadas podem se virar contra você. Por fim, descubra porque esse é o podcast em que o McGaren não terá chances de reclamar da Netflix. 


Duração: 103 min




*Desativamos o player do 4Shared por estar dando problemas na página inicial do site!

Links do programa:

Os 13 episódios e as músicas 
Teaser apresenta tecnologia do braço da Misty Knight
Trailer final da Segunda Temporada
O estilo de luta do Bushmaster
Muitas imagens da Segunda Temporada de Luke Cage
Fotos da Premiere da Segunda Temporada
Ligações entre a série do Luke Cage e Manto e Adaga
Posteres da Segunda Temporada de Luke Cage
Mustafa Shakir fala sobre Bushmaster e o futuro do personagem



Outros Podcasts Relacionados:

Inominata 616 #80 - Demolidor na Netflix
Inominata 616 #95 - Jessica Jones na Netflix
Inominata 616 #105 - Demolidor na Netflix - Segunda Temporada
Inominata 616 #121 - Luke Cage na Netflix
Inominata 616 #131 - Punho de Ferro na Netflix
Inominata 616 #137 - Os Defensores da Netflix
Inominata 616 #141 - Justiceiro na Netflix
Inominata 616 #147 - Jessica Jones na Netflix - Segunda Temporada


---Informações - Trilha Sonora---

A música temática de abertura do Inominata 616 é de propriedade exclusiva do site Universo Marvel 616, produzida pelo músico Eduardo Spicacci.

Nesse podcast foram utilizadas as músicas sob licença livre liberada da Creative Commons -  The Simplest - Jingle Punks, Behind Closed Doors - Otis McDonald, Evil Streets - MK2, Suddenly - Otis McDonald, Livin' Up - Otis McDonald, Here, If You're Going - Otis McDonald, Champ - Gunnar Olsen, Keep The Pace - Gunnar Olsen, Reclamation - Silent Partner, Stay - Otis McDonald, grapes ft. J Lang & Morusque - I dunno, Robbero - Let 'Em Have It (Hip Hop Instrumental), grapes - another one, BOCrew ft. THEDEEPR & THECORNER - STAY IN THE GREAT, Robbero - Tube Sox (Hip Hop Instrumental), BOCrew ft. THEDEEPR / THECORNER & FORENSIC - SUNBIRDS,  cdk ft. Jeris - Start To Grow (cdk Mix), Robbero - Ave Maria (Hip Hop Instrumental),  KidRico - Smooth Sailin Instrumental, lo tag blanco - slumlord, ghost ft. rocavaco, redhair - Two Swords,  Robbero - Glory,  Robbero - Spheres (Hip Hop Instrumental),  Soda - eighteen pieces (soda),  Robbero - Liquid Plate (Hip Hop Instrumental), Mr. Pink - Topher Mohr and Alex Elena, Dutty - Vibe Tracks,  Sun's Rise - Silent Partner,  Tuesday Dub - Silent Partner,  Bomber - Riot,  City Groove - Jingle Punks,  Out for Blood - Jingle Punks,  Live and Direct - Silent Partner, True Love - Silent Partner e Coast - Silent Partner.

---------------------------------------


Para baixar em mp3, clique aqui!

Você também pode nos ouvir diretamente do seu smartphone assinando nosso feed! Saiba como clicando aqui! Ou assine direto no seu itunes aqui!

Coveiro

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Confira o primeiro teaser da Segunda Temporada de Punho de Ferro e muitas novidades do painel da SDCC' 2018



Como era de se esperar, o painel do Punho de Ferro da Netflix desta quinta-feira foi cheio de revelações. De uma amostra da próxima temporada, passando pela revelação de uma grande vilã dos quadrinhos até finalmente anunciar a estreia da segunda temporada. E é mais perto do que você imagina.



A grande revelação do Painel foi em relação ao personagem de Alice Eve. Ela será Mary Walker. O nome pode não soar famíliar a princípio, mas os fãs do Demolidor vão logo pular da cadeira e gritar o nome Mary Tifóide. Sim, a personagem com dupla personalidade dos quadrinhos que deu trabalho ao Demolidor aparecerá - não se sabe se já como antagonista ou não - na segunda temporada do Punho de Ferro como uma personagem regular.

Outra coisa que certamente colocará os fãs em polvorosa é finalmente o uniforme clássico do personagem finalmente será usado. Quem esteve no painel, viu uma versão alguns clipes e num deles temos cenas de lutas entre Danny e Davos competindo pelo direito de herdar o poder de Shou-lao e os dois estão usando o uniforme amarelo do Punho de Ferro.  As lutas também tiveram um upgrade já que o coordenador de lutas do filme do Pantera Negra,  Clayton Barber, foi escalado para cuidar da série.

Foram apresentados 6 clipes no painel e o site Comic Book os descreveu da seguinte maneira

1° Clipe: Danny está na rua, usando a camisa e o capuz para cobrir o rosto. Ele usa a mão para sinalizar a um caminhão blindado para parar. Dois homens dentro do veículo se olham. Danny fica de pé aparentando calma. Eles seguem em frente, buzinando e indo em direção a ele. Danny corre pra cima deles. Ele se esquiva e pula para o lado, apenas para dar um soco no motor do caminhão e fazê-lo tombar à sua frente. Os homens estão feridos. Há criminosos armados na parte de trás, vestidos de preto e com óculos escuros. Danny bate no motorista antes que o passageiro comece a atirar. Depois, ele bate no outro facilmente. Os homens armados surgem atirando. Danny entra e pega um deles antes de se esconder atrás da porta fechada enquanto outros tentam derrubá-lo atirando. Quando eles se aproximam, ele surge e os derruba, levando a seguir a uma briga de facas. Um deles cortou o seu ombro, mas ele sai por cima até outros homens armados se levantarem do caminhão. Ele invoca seu chi e mergulha seu punho no chão, enviando uma onda de choque pelo solo, disparando alarmes de carro, quebrando janelas e jogando os inimigos.

2° Clipe: Em uma cozinha, Colleen fica na parte de trás, enquanto Danny cumprimenta os aparentes inimigos no restaurante. Eles estão procurando o dono e ele está os enrolando. Colleen acaba em uma briga lá atrás, enfrentando dois homens ao mesmo tempo. Danny é forçado a explicar os ruídos vindos da cozinha. Os homens não acreditam muito nele. Colleen bate nos homens com vários itens de cozinha antes de pegar uma corrente. O homem do lado de fora segura uma faca para Danny, mas ele a lança diretamente na parede. Os outros dois homens jogam outras facas. A luta de Colleen continua, ela usa a corrente contra eles e outros itens de cozinha. Danny se esquiva e da socos, eventualmente jogando um homem através de uma mesa. Ela vence e diz para eles "irem agora".

3° Clipe:Mulheres lutam em um quarto nos fundo e uma sai correndo com agulhas. Colleen acaba cara a cara com as duas mulheres depois que outros fogem. Ela tira sua jaqueta, joga em uma delas e um rock metal começa a tocar ao fundo. Daí temos uma filmagem sem cortes da luta. Misty aparece logo mais atrás, onde ela derruba um motociclista tentando sair fugindo também com agulhas. Colleen está lidando com as duas mulheres, usando o corpo de uma contra o outra como um escudo e uma arma. A luta fica mais difícil, mas ela permanece no controle a todo o momento.

 4° Clipe: Em Kun Lun, Danny se senta com outro herdeiro. Eles competirão pelo direito de enfrentar o dragão. Ambos usam uma máscara similar a do Punho de Ferro nos quadrinhos, mas de tecido. Eles estão amarrados juntos por uma corda amarela.  O clipe é montenamente interrompido no painel mas volta depois em uma parte mais a frente na cena.  A luta segue entre Danny e Davos se enfurece em Kun Lun. Eles brigam, Danny amarra as mãos do adversário e parece estar ganhando até que ele tenta vencê-lo e pede um retorno sem a máscara de Davos. Davos o derruba no chão. A máscara de Danny também sai. Davos diz a ele para se render, quando ele começa a tentar sufocá-lo. Danny não vai ceder. Davos bate no seu rosto com socos. Danny ainda se levanta, coberto de sangue, e se prepara para lutar. Um corte para preto move o sol para uma nova posição, a sala agora é dourada, e Danny ainda está levando a surra. Danny olha para o sol e se esquiva de socos. Ele usa a luz para bloquear a visão do oponente e recupera a vantagem. Ele começa então a sufocá-lo. Danny é chamado e mandado enfrentar o dragão.

 5° Clipe: Alice Eve apresentou o outro clipe que revelou sua personagem e disse que era uma série muito, muito violenta e a razão de querer fazer esse papel é pelo desafio de viver alguém com multiplas personalidades. No clipe vemos Mary com o cabelo pintado de preto batendo na Colleen Wing num apartamento na cidade de Nova York. Ela zomba de Wing quando ela pergunta quem está aí, do nada, troca de personalidade. Wing tenta fugir, mas Mary a ameaça com uma machete, até que o clipe para.

 6° Clipe: Sacha Dawan que não estava presente, mandou uma mensagem em video e liberou mais um clipe. No clipe, Davos vai parar em um clube e se aproxima de homens de terno em um canto. Ele alega estar dizendo que a guerra da tríade acabou. Com facilidade, ele derruba os dois capangas. O homem que parece ser o chefe não está preocupado. Em vez disso, ele empurra uma garrafa de licor para Davos. Depois de se aproximar, Davos mostra um punho vermelho e iluminado ao peito.

E para quem já está ansioso pra ver como a segunda temporada vai ficar, saiba que não vai demorar muito. Punho de Ferro voltará a Netflix em 7 de Setembro. Que bom que será um feriado!

Coveiro

O que esperar desse "Aranhaverso" que está sendo montado pela Sony?

Não temos muito ideia do que será os planos da Sony a longo prazo com seu Universo ligado ao Homem-Aranha, que mesmo sem seu protagonista, começa a se desenhar no cronograma do estúdio com o lançamento de Venom este ano e o futuro Morbius, Silver&Black e Teia de Seda anunciados. O site Vulture essa semana entao publicou uma história tentando esclarecer o que exatamente deveríamos esperar disso tudo com base em depoimentos de algumas pessoas envolvidas nisso direta e indiretamente.



"No centro do esforço para criar um universo está um profundo cinismo, Não é infundado. Você precisa provar que eles estão errados. E a Marvel definiu um nível alto." disse um escritor-diretor que o Vulture não revelou em seu texto. Um porta-voz do estúdio recusou o pedido de Vulture para entrevistar o presidente da Columbia Pictures, Sanford Panitch, que é o supervisor executivo de todos os filmes relacionados ao Aranha, e Palak Patel, vice-presidente executivo do estúdio, que ajuda a guiar o time criativo do Homem-Aranha. Mas o site afirma que há uma série de indicações iniciais de que o mais novo filme cinematográfico de Hollywood será tonalmente e esteticamente distinto do UCM.

A primeira aposta do estúdio desse 'Aranhaverso' em potencial sai em outubro com Venom. "Esta é uma história de origem e temos que tentar fazer dela o começo de uma longa jornada", explicou Avi Arad, que já foi presidente da Marvel Studios antes de Kevin Feige e hoje é produtor do filme do Venom. "As crianças adoram Venom. É algo que se torna atraente pra elas esse senso de anti-herói. Então estamos muito animados."



"Eu acho que o sucesso - ou não - de Venom irá determinar muito do que vem adiante", diz Jonathan Goldstein, um dos co-roteirista de De volta ao lar. Goldstein afirmou a chave para criar um novo universo cinematográfico de sucesso é assegurar a mais alta qualidade possível para cada filme como uma entidade autônoma. "Há um modelo como o dos seriados de TV para os filmes da Marvel em que todos estão ligados", disse ele. "Eu acho que é uma coisa difícil de reproduzir em outros estúdios. Se eu fosse um executivo de estúdio, eu me concentraria nos filmes e filmes que não exigissem conhecimento de outros filmes para funcionar. Eu acho que você pode pegar um personagem que foi criado em outro filme do Homem-Aranha e torná-lo completamente separado e diferente do outro filme que você viu, desde que funcione sozinho como um bom filme, em primeiro lugar. ”

Já sobre o Silver & Black, a ideia do filme tem como premissa um filme de tom cômico inspirado em Thelma & Louise e Fuga à Meia-Noite, só que com a Silver Sable e a Gata Negra. A escritora e diretora Emily Carmichael se encontrou com a Sony sobre o projeto e não tem nada além de coisas boas a dizer sobre seus planos. "Eu fui uma das pessoas chamadas para lançar o Silver & Black", revelou ela. "Em uma das minhas primeiras reuniões sobre o projeto, dei uma olhada no compêndio de personagens da Sony, com os direitos de todos os personagens tangencialmente relacionados ao Homem-Aranha. É um universo cinematográfico muito bom."


Emily Carmichael falou também o que acha de trabalhar com personagens que são considerados de segundo escalão pela editora. "Eu sinceramente oponho que algo conhecido por alguns é de nível inferior a algo que é conhecido por muitos", disse Carmichael. “Não há nada intrinsecamente problemático nesse material. Se o processo criativo for bom, pode ser ótimo ”.

Vulture também colocou que antes de ir para a DC Comics, o escritor de quadrinhos Brian Michael Bendis teve uma série de reuniões com a Sony e, embora não revelasse seus planos, foi otimista com as chances de sucesso desse Aranhaverso dos cinemas. "Por acaso ouvi alguns dos planos que não foram divulgados. Você está perguntando se eles são legais? Achei que eles eram muito legais. Os fãs não ficariam incomodados com o que estão fazendo."

Mesmo não estando mais oficialmente envolvido, Bendis foi pontual ao defender os rumos da Sony. "Não estão apenas os personagens prontos para o grande palco. Os diretores e executivos do estúdio - eles também são como nós. Todos nós crescemos amando esses personagens. E agora as pessoas que cresceram querendo esses filmes estão fazendo eles agora. E não um filme horrível do Homem-Aranha. Um ótimo filme do Homem-Aranha. Todo mundo está mirando alto".
Agora, é esperar. Acho válido que esses filmes em potencial, principalmente os que tem menos ligação com o Homem-Aranha como o Morbius que será protagonizado por Jared Leto, se arrisquem, mas que tentem ainda funcionar com certa independência. Não há necessidade nenhuma de interligá-los por agora. Nessa sexta-feira teremos o painel da Sony e com certeza mais uma amostrinha do Venom. Eu sou daqueles que torce para sair algo bom daí.

Coveiro

Hot Toys anuncia nova leva de Cosbabies inspiradas em Deadpool 2

Estava até demorando para a Hot Toys lançar suas peças inspiradas no Deadpool 2 pra linha Cosbaby. São cerca de seis peças novas com o personagens, lembrando momentos marcantes do segundo filme ou dos teasers promocionais dele. Espia só:






Todas as peças medem de 6,5cm a 10cm e estarão em exposição esses dias na San Diego Comic Con. Só acho que está faltando aí a versão do Cable, Dominó, Fanático e Punhos de Fogo aí.

Coveiro

SDCC’ 2018: Marvel Studios divulga pôster especial com os seus melhores momentos na SDCC

Ausente dos painéis da Comic Con este ano, a Marvel Studios ainda assim está sendo muito bem representada no San Diego Center. Vamos ter uma pequena exposição de peça marcantes usadas nos últimos filmes nesses 10 anos produzidas pelo pessoal do Marvel Props e um poster comemorativo com os melhores momentos da Marvel na San Diego Comic Con será distribuído aos fãs. Espia só:



Acredite se quiser, mas o poster é uma arte de Ryan Meinerding, obviamente emulando momentos marcantes de cada vez que a Marvel esteve no Hall H na SDCC. E quem quiser conferir os props expostos, dá uma conferido no video e fotos postados pelo Agente M, o promoter da Marvel:




E nossa cobertura do evento está só começando. Não teremos nada sobre filmes, mas só nessa quinta aguardamos novidades nos paineis do Punho de Ferro e da animação Marvel Rising. Fica acompanhando por aqui com a gente tudo!

Disney agora SEM CONCORRÊNCIA para adquirir a FOX


Nada que é bom, vem fácil. Sendo assim, a aquisição da FOX pela Disney não podia vir simplesmente com um apertar de mãos. Após uma briga de cachorro grande nos últimos seis meses, eis que OFICIALMENTE a Comcast desiste da compra e dá os parabens as empresas pelo acordo:

"A Comcast não pretende continuar com a aquisição dos ativos da Twenty-First Century Fox e, ao invés disso, se concentrará em nossa oferta recomendada para a Sky", disse a empresa em um comunicado hoje feito pelo Presidente da empresa Brian L. Roberts. E acrescentou: "Gostaria de parabenizar Bob Iger e a equipe da Disney e elogiar a família Murdoch e a Fox por criar uma companhia tão desejável e respeitada."

Agora, sem concorrência e com aprovação do Departamento de Justiça dos EUA, fica só faltando a votação dos membros acionistas da empresa no dia 27 desse mês para as execuções dos processos legais para a compra acontecer de fato. É isso, o Quarteto Fantástico, Deadpool e os X-Men já devem retornar a Casa das Ideias em 2019.

Coveiro

Cruzada Infinita, Ms Marvel e mais encadernados capa dura para Julho


Não, nada de checklist oficial liberado pra gente ainda, pessoal! Contudo, acabamos esbarrando em algumas novidades por aí, algumas já em bancas e outras disponibilizadas na loja online da Panini. São os encadernados que estavam previstos para Junho e Julho, a maioria em capa dura. O resumo, capa e preço das quatro novidades estão a seguir:

Ms. Marvel: Danos por segundo

A GUERRA CIVIL II FICOU PARA TRÁS, E UM NOVO CAPÍTULO SE INICIA PARA KAMALA KHAN! Mas a existência de uma super-heroína é solitária quando seus entes queridos não estão mais lhe dando cobertura. Para piorar, Kamala vê três aspectos de sua vida - o pessoal, o fantasiado e o on-line - convergirem, quando um companheiro de guilda em World of Battlecraft revela que descobriu sua verdadeira identidade, além de diversos detalhes perturbadores sobre sua vida. Mas será que ele é. humano? Com todos os seus conhecidos ameaçados, Kamala decide que não está mais para brincadeira. E mais: chegaram as eleições, e a Miss Marvel mobiliza os cidadãos de Jersey City para saírem de casa e irem votar!




Este volume de 140 páginas reúne as edições 13 a 18 de Ms. Marvel. Escrito por G. Willow Wilson e ilustrado por Takeshi Miyazawa, Mirka Andolfo e Francesco Gastón. O preços sugerido é de R$40,00.

Cruzada Infinita
A SALVAÇÃO AO ALCANCE DO UNIVERSO. OU A DESTRUIÇÃO DE TUDO O QUE EXISTE! Ela se denomina Deusa e se declara a salvadora de todos os seres vivos. Metade dos heróis a apoia, lutando por seus ideais a todo custo. A outra metade conta com Thanos ao seu lado. Como a Deusa pode ser considerada uma vilã e a paz que ela oferece ao universo tida como algo ruim? E qual sua relação com Adam Warlock, o guardião das Joias do Infinito? Descubra as respostas para essas questões e testemunhe uma das mais espetaculares reuniões de heróis já vista na conclusão da maior de todas as sagas cósmicas produzidas pela Marvel, pelas mãos do genial roteirista Jim Starlin (A Morte do Capitão Marvel) e dos artistas Ron Lim, Tom Raney, Angel Medina e outros.


Aqui estão sendo publicadas as histórias originais de The Infinity Crusade 1-6, Warlock and the Infinity Watch 18-22 e The Warlock Chronicles 1-5. O material em capa dura custará R$151 reais, mas obviamente vocês devem esperar algum site ponha isso em promoção. De todo modo, isso aqui fecha o grande clássico do Infinito original de Jim Starlin. É imperdível.

Deadpool: Massacra os clássicos
Depois de matar todo o Universo Marvel, o novos alvos do mercenário tagarela são os personagens mais famosos dos clássicos da literatura! Capitão Ahab toma vários Moby-Disparos na cara! Dom Quixote é moído nos moinhos de vento! Tom Sawyer Markado para morrer por um assassino Twainado! As mulherzinhas têm suas gargantas Al-corttadas! Scrooge recebe uma visitinha do fantasma do massacre passado! Gulliver tomba como um gigante! Com os três mosqueteiros, é um por todos e todos por BUM! A morte de Sherlock Holmes é elementar! Pra que ler livros, se você pode vê-los morrer ? É o fim de toda a Literatura!



Este volume de 100 páginas reúne as edições 1 a 4 de Deadpool Killustrated. Escrito por Cullen Bunn (Venom) e ilustrado por Matteo Lolli (As Guerras Secretas Secretas do Deadpool). O preço inicial é de R$30,00 na loja online da Panini.



Alias: Volume 2
Garotas Perdidas As aventuras de Jessica Jones, a super-heroína que virou detetive particular, continuam com novos e perturbadores casos. Numa pequena cidade interiorana, Jessica precisa superar o preconceito, intrigas provincianas e o fanatismo religioso para solucionar o mistério por trás do desaparecimento de uma adolescente supostamente mutante. De volta a Nova York, uma invasora acidental e inesperada em seu apartamento leva Jessica a uma investigação que a coloca em rota de colisão com J. Jonah Jameson, a Mulher-Aranha e. Speedball? Tudo isso enquanto tenta resolver sua conturbada vida amorosa, que fica ainda mais complicada quando o Homem-Formiga aparece no pedaço.

O material estava indicando na loja da Panini como saindo em Junho, mas não vimos em lojas ainda. Este volume de 268 páginas contém as edições 11 a 21 de Alias. Escrito por Brian Michael Bendis e ilustrado por Michael Gaydos e Mark Bagley, tem preço sugerido de R$68,00 e é DESACONSELHÁVEL PARA MENORES DE 18 ANOS

Bom, é isso que temos até o momento. Sabemos que a Panini está lançando uma nova Coleção Histórica dos Paladinos Marvel, mas até agora não temos nenhum detalhe oficial do que estará contido neles. Membros do site afirmaram ver o volume 6 em banca, mas acusam não ter visto o 5. Talvez alguma falha na distribuição do número tenha postergado sua chegada em banca, mas difícil saber se sequer a Panini anunciou que lançaria o material em algum meio oficial.

Coveiro

Funko lança peças do Hank e Janet em nova linha do filme Homem-Formiga e a Vespa

Aproveitando que o traje do Hank Pym no filme foi tema do artigo anterior do site, eis que aproveitamos para anunciar uma nova leva de peça que está para sair do filme Homem-Formiga e a Vespa. São duas versões do filme do Hank Pym e da Janet Van Dyne. Se você já conferiu o filme ou não vê problemas com minimo de spoilers, espia só:




As versões sem máscaras serão vendidas com exclusividades pela Hot Topic e Target. Não foi dada previsão de quando serão lançadas oficialmente nas lojas. Mas de cara, quero uma de cada deles.

Paul Rudd (Scott Lang), Evageline Lilly (Hope Pym), Michael Peña (Luis), David Dastmalchian (Kurt), T.I (Dave), Judy Greer (Magy), Abby Ryder Fortson (Cassie), Michael Douglas (Hank Pym), Michelle Pfeiffer (Jane Van Dyne), Hannah John-Kamen (Fantasma), Walton Goggins (Sonny Burch), Randall Park (Jimmy Woo) e Laurence Fishburne (Dr. Bill Foster) formam o elenco de Homem-Formiga e Vespa. O filme dirigido mais uma vez por Peyton Reed, já chegou aos cinemas brasileiros.

Coveiro

Artistas divulgam concept arts do traje de Hank Pym em Homem-Formiga e a Vespa



Agora já entrando em sua terceira semana em exibição, Homem-Formiga e Vespa deve ganhar uma nova guinada com a chegada do filme em parte da Europa. Por aqui, o filme já passou dos 2 milhões de espectadores segundo dados da Disney e muito fã brazuca que conferiu o filme quer mesmo é saber sobre easter eggs que podem ter passado desapercebidos a primeira vista. Um deles, é quanto ao traje usado por Hank Pym durante um pedaço do filme, que algumas pessoas associaram a um certo vilão que o herói foi responsável pela origem nos quadrinhos. Confira a versão final e concepts da roupa e tire suas próprias conclusões:

Uma publicação compartilhada por Andy Park (@andyparkart) em


Uma publicação compartilhada por Jackson Sze (@jwsze) em


Os tons metálicos com vermelho no centro, principalmente na versão que acabou aprovada e que parecem dois olhos, logo fizeram as pessoas remeterem o traje ao Ultron. Apesar de nos cinemas o Ultron ser cria de Tony Stark e Bruce Banner, aqui teríamos apenas uma sutil referência aos quadrinhos. Seria isso mesmo? É uma questão para Peyton  Reed responder.



Homem-Formiga e a Vespa traz de volta Paul Rudd (Scott Lang), Evageline Lilly (Hope Pym), Michael Peña (Luis), David Dastmalchian (Kurt), T.I (Dave), Judy Greer (Magy), Abby Ryder Fortson (Cassie) e Michael Douglas (Hank Pym). Já o novos nomes incluem Michelle Pfeiffer (Jane Van Dyne), Hannah John-Kamen (Fantasma), Walton Goggins (Sonny Burch), Randall Park (Jimmy Woo) e Laurence Fishburne (Dr. Bill Foster) formam o elenco de Homem-Formiga e Vespa, já nos cinemas brasileiros.

Coveiro

Miss Marvel: Guerra Civil II

A Panini finalmente colocou quase em dia a série de histórias da Khamala Khan, a nossa querida Miss Marvel, após os últimos lançamentos no começo deste ano. E em Ms. Marvel: Guerra Civil II veremos a novata heróina em um baita conflito interno ao ter que decidir entre agradar a sua ídolo e fazer o que acredita o que é realmente certo nessa questão de Justiça Premonitória. E já adianto uma coisa - G. Willow Wilson mandou muito melhor na argumentação do assunto do que o Bendis fez durante toda a série principal.



Antes de começar dentro do polêmico assunto, a primeira história da Ms. Marvel neste volume pega um pouco mais leve. Traz um memorável conflito entre os colégios de Nova Jersey e de Nova York na Ultramegafeira de Ciências Tri-Estadual. Basicamente, o que vemos aqui é Khamala, Bruno e seus amigos contra Miles Morales, Ganke e seus colegas. Numa narrativa divertida, a competição fica ultra acirrada, levando os dois heróis que não tinham suas identidades secretas apresentadas formalmente a usar até mesmo seus poderes para bisbilhotar os planos de um e dos outros na briga pela vitória na competição entre os colégios. No fim, uma invenção maluca do Bruno dá muito errado, tudo explode e Ms Marvel e o jovem Homem-Aranha vestes seus trajes para ajudar os feridos (contando ainda com a presença providencial do Nova que chega a tempo). Animosidades resolvidas e civis salvos, Miles e Kamala fazem trégua e deixam a competição mal fadada de lado.

Então, temos a história pra valer ligada a minissérie a seguir. A primeira coisa que deve-se notar é que Adrian Alphona, responsável pela história anterior, somente participará da arte das cenas de flashback daqui pra frente. Em prólogos e interlúdios, o artista conta a história da família Khan, que desde a cisão da India e Paquistão em 1947 viveu eternamente migrando. O que parece unir as gerações ano a ano é um bracelete antigo da bisavó materna da Khamala, que ela usa até hoje em seu traje de Ms Marvel. Essas pequenas cenas são pra lá de importantes para o desenrolar do futuro deste mesmo arco.

Já a história principal, passada no presente, é assinada por Takeshi Miyazawa. A autora já supõe que você esteja bem familiarizado com o que o Bendis propôs na minissérie e te coloca já direto na cena em que vemos Khamala subindo até a estação espacial e ganhando uma missão pra lá de importante da heróina que a inspirou, Carol Danvers. A Capitã Marvel a incube de liderar um grupo de quatro jovens cadetes voluntários - Becky, Jonah, Heather e Marco - que irão cuidar de missões para impedir as previsões de Ulysses. Apesar das dúvidas iniciais de que o sistema de previsão de Ulysses lembrava um pouco o que era feito em 'perfilhamento criminal', a jovem aceito a missão e estava destinada a não decepcionar sua ídolo. Khamala mal tinha ideia de como isso não seria simples.


A primeira missão foi tranquila, tinham que impedir Traquinas, líder da gangue de ninjas canadenses (é isso mesmo, não me pergunte mais nada) e parar seu tanque de causar nas ruas. Contudo, as ações do grupo de ação premonitória no lugar começou a atrair desconfianças das pessoas nas ruas e Kamala teve que ouvir até mesmo em sua casa a sua cunhada Tyesha ter ressalvas com o que estava sendo feito. Kamala tentou defender o outro lado pra moça, mas pagaria pela língua algumas horas depois. A próxima ação do grupo invadiu a casa de Josh, colega da escola de Khan, que ninguém suspeitaria que fosse capaz de explodir a escola como se especulava.



Só que Josh realmente pensou em realmente causar um incidente pequeno lá, sem ter ideias das consequências, só para chamar a atenção da sua ex-namorada Zoe. Khamala tentou de todas as maneiras impedir a prisão de Josh alegando que seria algo desnecessário, acabou criando uma indisposição com a cadete Becky St. Jude e seu pedido foi negado pela própria Carol Danvers. Segundo Capitã Marvel, a justiça não deveria ser atenuada quando amigos eram envolvidos. Acabou que Bruno, Nakya e a própria Zoe forçaram a entrada do lugar onde os detentos da milícia premonitória estavam presos e tentaram tirar Josh, mas foi tudo em vão.

Insatisfeito, Bruno tentou sozinho arrombar o lugar onde Josh estava preso a noite usando uma de suas geringonças e acabou ferido. Khamala o encontrou após a explosão muito ferido e o levou correndo pro hospital num estado muito grave. No hospital, o diagnóstico era grave, se sobrevivesse teria por tempo indefinido parte do seu corpo paralisado. Aquilo foi a gota d'água para Khan. Ela foi até os cadetes anunciar o fim da intervenção em Nova Jersey e isso a levou em confronto direto com Becky, que usou uma armadura reluzente para a atacar.



O confronto das duas se estendeu por algumas páginas até que a Capitã Marvel em pessoa chegou para pará-las. Danvers chamou Khan a parte e contou sobre suas perdas e como era importante pra ela que o sistema de previsão de Ulysses funcionasse. Khan, no entanto, já não estava mais tão vendida aquela idea. Decidiu então fazer uma encenação para testar o sistema. Para tal, Kamala convocou Traquinas, o líder dos Ninjas Canadenses de Nova Jersey que foi recém liberado, a fingir um ataque com bombas na cidade e ver se Ulysses perceberia ou não armação.

Como era de se esperar, Ulysses previu a ação de Traquinas, mas não que era armação (apesar de que no fim  havia bombas, mas as intenções ainda eram outras). O lugar virou então um novo campo de batalhas entre ela e Becky e não demorou para a Capitã Marvel chegar mais uma vez. Carol estava muito brava com tudo, ouviu toda a questão da Ms Marvel que ressaltou como a situação poderia estar criando novas vítimas ao invés das previstas e como apesar do sistema de predição ser eficiente, isso não queria dizer que a Justiça estava sendo aplicada corretamente. Foi quando Carol percebeu que as duas iam se distanciar realmente pelas convicções e decidiu afastar Kamala do comando dos cadetes ao mesmo tempo que levaria a Becky a corte marcial pelos seus excessos. Contudo, o último "prego" foi dado na relação entra a Capitã e Kamala quando o Homem de Ferro chegou e Khan oficialmente se colocou do lado dele.



No hospital, após uma cirurgia as pressas, Bruno voltou a seu quarto e Kamala finalmente pode visita-lo. A relação dos dois, no entanto, estava abalada pra valer. Bruno não conseguia andar, braço esquerdo imobilizado, sem a maioria das bolsas de estudo que as universidades lhe ofertavam, decidiu que se mudaria pra Wakanda e estudaria lá, único lugar que o aceitou. Culpou a amiga pelos últimos eventos, que ficou tão cega por agradar a sua ídolo que não enxergava mais as necessidades dos amigos. A cena é bem comovente e só piora quando algumas páginas antes temos um flashback de como Kamala e Bruno se tornaram amigos íntimos desde cedo no colégio.

O encadernado então segue para uma história mais reflexiva. No mesmo dia que Bruno foi para Wakanda, a jovem Khan viajou sozinha para a casa dos Avós maternos em Karachi. Lá, a jovem Kamala se aproxima mais das suas raízes ao mesmo tempo que se sente alguém de dois mundos. Como imigrante, ela parece paquistanesa demais nos EUA, e no Paquistão ela é vista como americana demais. Os conflitos culturais são bem legais de se ver e a história é muito bem desenhada por Mirka Andolfo.

Lá no Paquistão, Khan acabou conhecendo e fazendo amizade com Kareem, um estudante cujos pais são amigos da sua família e eles moram no mesmo prédio. Apesar de todas as coisas boas que uma "turista" pode ter ali, Kamala se deparou com as mesmas injustiças que corroem todo o mundo, um grupo de malfeitores locais depredava encanamentos da cidade só para mais tarde galões de água serem vendidos mais caros. Para melar esse esquema, Khan decidiu deixar suas férias, vestiu um novo uniforme e colocou a Ms Marvel para atacar. Sua ação, no entanto, sem conhecer as regras locais, foi quase um desastre. Por sorte, um vigilante local autodenominado Adaga Vermelha, apareceu para resolver melhor a situação. Afinal, ele era o protetor do seu lar. E se você terminar essa leitura achando que Kareem é o Adaga Vermelha, saiba que não é o único.



Depois disso, já era hora da Ms Marvel voltar para proteger o SEU LAR.

Como sempre, as histórias da Miss Marvel tem sido o ponto alto dessa nova geração de heróis. Tem uma discussão pertinente como sempre, mas que deixa mais mastigado para o público-alvo mais jovem. Além disso, o cerco familiar e de amizades da protagonista é muito cativante. Quando chega a última página, sempre é muito doído ter que esperar pelo próximo lançamento. O único problem que tenho a ressaltar é que, assim como Agentes da SHIELD, a Panini também limitou as publicações da Ms. Marvel apenas a capa dura agora. O produto acabou saindo ainda mais caro do que costumava ser. A qualidade do conteúdo, no entanto, é inquestionável.

Coveiro

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Shuri vai ganhar um título próprio na Marvel Comics


ATENÇÃO! Informações de quadrinho inédito nos EUA e no Brasil!

Parece que a Shuri realmente conquistou muitos corações na sua apresentação nos filmes da Marvel no cinema, Pantera Negra e Vingadores: Guerra Infinita, que acabou ganhando um título próprio nos quadrinhos.

Shuri, será um título solo da personagem, que nos quadrinhos passou de princesa a vestir o manto do Pantera Negra um bom tempo, e deve colocá-la de certa forma com as mesmas características que vimos nos cinemas, como a obcecada por tecnologia e ela tendo uma grande intimidade com os avanços tecnológico do reino do irmão, bem como ser a responsável por toda essa evolução na tecnologia, e tirá-la um pouco do campo de batalha, como ela foi apresentada nos quadrinhos.


Os roteiros ficam por conta do Nnedi Okorafor, na arte com o brasileiro Leonardo Romero e uma capa variante feito pelo Carlos Pacheco e Rafael Fonteriz e cores da Laura Martin.

A série vai partir do ponto quando o T'Challa se perde no multiverso, isso mostrado na sua nova série do Pantera Negra, e Shuri tem decidir entre o bem-estar de Wakanda ou dela própria.

"Shuri está muito feliz em seu laboratório, cercada pela aparelhos de sua própria criação. Ela preferia estar testando as manoplas do que arremessando-as. Mas uma nação sem o líder é uma nação vulnerável-e Shuri tem que escolher entre o bem-estar de Wakanda e o dela." Isso é a descrição do resumo do título, liberada pela Marvel Comics.

"Shuri é uma jovem africana com gênio elevado que é obsessiva com tecnologia e passou espiritualmente tão longe no passado que ela pôde ver Wakanda antes de ser Wakanda." Explicou Okorafor em entrevista ao Bustle. "Os Ancestrais a chamam de O Futuro Antigo. E ela é super ambiciosa. O que eu amo nela? Tudo e mais! Ela é uma personagem no Universo Marvel que realmente está em sintonia comigo."

O título da Shuri irá fazer sua estreia em Outubro, sem um dia definido ainda! E parabéns ao brasileiro Leonardo Romero por mais essa conquista dentro da Marvel!

Marcus Pedro

Marvel anuncia série digital da Jessica Jones

Após lançar um teaser misterioso ontem a noite com apenas a palavra "Blind Spot" escrita numa imagem de fundo arroxeado e com uma câmera no chão, a Marvel anunciou agora a pouco a volta de Jessica Jones aos gibis. A nova série que contará com um arco em três partes de revistas com o dobro de páginas não será de fato uma minissérie auto-contida, mas sim uma revista de periodicidade não definida segundo a sua nova autora.



Após a saída de Bendis, finalmente descobrimos que Kelly Thompson (Gaviã Arqueira e Vampira & Gambit) cuidará dos roteiros da detetive particular mais casca grossa da Marvel. Acompanhando-a teremos a arte de Mattia de Lula (Doctor Who: The Tenth Doctor) e a série debutará primeiro em formato digital fazendo parte da coleção Marvel Digital Originals, meio que um 'selo' online para personagens mais próximos aos da série de TV. É o mesmo caso da minissérie do Manto e Adaga de Dennis Hopeless e David Messina.

Outro detalhe importante é que a série tem selo de segurança informando que não será uma leitura própria pra crianças. Ainda assim, vale ressaltar que a série é parte do universo dos quadrinhos regular e não um tie in com a TV.



"Há uma enorme audiência lá fora - não apenas no front da Netflix, mas na ABC, Freeform, Hulu, etc. - que vivencia esses personagens digitalmente", disse o editor da Marvel Nick Lowe à IGN. “Na verdade, era difícil não perceber quando personagens como Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro se tornaram alguns dos nossos maiores vendedores no mercado digital. Essa foi a inspiração para a estratégia digital dos Punhos de Ferro de Kaare Andrews e Afu Chan e este próximo grande passo para nós ”.

Na conversa com o IGN, o editor salientou que o formato digital também ajuda a produzir mais páginas, no caso, 40 ao todo por edição (o que tornou possível ter dois capítulos na primeira edição. Também revelou que Kelly foi indicada pelo próprio Bendis para substituí-lo nessa nova fase.

O primeiro arco chamado PONTO CEGO já tem resumo oficial liberado: Jessica Jones já foi a super heróina fantasiada conhecido como Safira. Ela se deu mal por isso. Agora ela é uma investigadora particular em sua própria empresa, a Codinome Investigações. Ela é menos ruim nisso. Com o Homem-Púrpura desaparecido, seu relacionamento com seu marido, Luke Cage, e sua filha, Danielle, está melhor do que nunca. Mas o passado dela sempre vem batendo a porta, e quando uma mulher cujo caso ela se envolve acaba no chão do seu escritório, Jessica vai de investigadora particular para a posição de principal suspeita. Ela pode encontrar o verdadeiro assassino e limpar seu nome? Mais um Marvel Digital Original com o dobro de páginas que você não pode perder! "

Coveiro

Funko venderá Pops dourados em comemoração aos 10 anos da Marvel Studios

Não é só a Hasbro que irá fazer alguns lançamentos de peças especiais comemorando os 10 anos de Marvel Studios. A Funko divulgou hoje uma linha especial e limitada de Funkos Pops dourados para comemorar o aniversário do UCM. São todas peças de moldes antigos de lançamentos anteriores dos personagens, só que com essa finalização especial diferente.



As peças que ganharão essa versão são o Capitão América, Thor, Homem de Ferro, Loki, Viúva Negra, Pantera Negra, Homem-Formiga, Groot bebê, Gamora, e uma versão exclusiva parte da nova caixa dos colecionadores com o Senhor das Estrelas.

Todos estão ainda com o preço sugerido de 10,99 dólares da Funko e com venda prevista para fim de setembro, no máximo começo de outubro. A empresa também informou que mais peças ainda ganharão o mesmo tratamento e isso será feito através de uma enquete com os fãs . Coveiro