segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Novos vingadores... da IMA!

E quando no último momento que todos pensavam que tudo morreria, o mundo se refez. Primeiro, a imagem particular de um outrora famoso déspota do Universo Marvel. Depois, houve uma grande expansão do multiverso recriada pelo conjunto composto pela base da Família Fantástica e jovens promissores do Futuro. Assim se refez o Universo regular da Marvel, chame ele de 616 ainda ou prefira a alcunha de primordial, e muita coisa mudou do que era antes. Particularmente, o que temos oito meses depois são equipes bem inesperada de Vingadores.


O jovem mutante brasileiro Roberto da Costa é um dos principais responsáveis por ditar esse futuro. Sendo aquele que de forma inesperada durante a fase pré-Guerras Secretas manteve de certa forma unida uma equipe de Mais Poderosos Heróis da Terra, sua missão continua aqui oito meses depois com seus novos Vingadores, os Vingadores da IMA - a sigla desta vez tem premissa diferente, Ideias Mecanicas Avante (sim, é a tradução que temos pra hoje). Agindo praticamente de forma independente da Ilha dos Vingadores (antiga ilha Barbuda sede da IMA do mal), Beto reuniu no seu time membros inusitados como Soprano, Wiccano, Hulkling, Garota-Esquilo, Poderoso e Tigresa Branca.

A primeira missão oficial deles vai acontecer na frança, quando de forma misteriosa pessoas normais foram transformadas em criaturas atônitas com cristais flutuantes no lugar da cabeça. Desta vez, eles não poderiam contar com a ajuda presencial do seu líder, Roberto, pois estava para ser marcado no mesmo dia uma inspeção surpresa da S.H.I.E.L.D no dia. Com isso conhecemos mais dos recursos do grupo, especificações de sua base e parte de seu corpo científico - liderado por Max Bransher (filho do Marvel Azul) e Toni Ho (filha de Ho Yinsen, aquele que ajudou Stark a construir sua primeira armadura). Além disso, boa parte da proteção da ilha é garantida pela "guarda-costas" de Beto, Aikku Jokinen, a Pod, e sua ultra avançada armadura de defesa planetária.


Já a comitiva da SHIELD conta com a liderança de ninguém menos que Dum Dum Dugan, ou seria o MVA dele, que vem apresentar o novo membro/espião não secreto que a organização vai obrigar eles a encaixar no time - Clint Barton, o Gavião Arqueiro. Beto é pego de surpresa na tal ordem, mas não perde a oportunidade de fazer gracinha e dizer que preferia a Kate Bishop como opção se pudesse escolher. A animosidades, no entanto, são colocadas de lado quando o primeiro contato da equipe de Novos Vingadores faz contato da frança e alerta sobre os problemas da missão.

Mesmo bem equipada com recursos - cintos anti-gravitacionais para sair do avião e camuflagem invisível - os Novos Vingadores viram que os series com cabeças de cristais na frança eram problema sério. Eles poderiam "sentir" a presença escondidas deles e o Poderoso logo percebeu que eles estavam sendo controlados por forças do "ALÉM".  E como se não bastasse lidar com pessoas comuns dominadas, acabamos descobrindo que Dugan e a SHIELD acabou mandando uma equipe "especial e poderosa" pra lá. Todos eles, acabaram igualmente dominados e só vou dificultar as coisas pros Novos Vingadores.

Então, no meio de tudo isso, finalmente somos finalmente apresentados ao grande vilão por trás de tudo isso. Seus homens querem chamá-lo de Supremo, mas ele insiste em algo que já usava no passado, em outra realidade. Ele é o Reed Richards Ultimate, o Criador e está realizando uma operação misterioso em Paris chamada de "Experimento Vida Menos". O Criador, no entanto, já havia se revelado para o leitor um pouco antes na história especial continda na revista Vingadores #0, que serve de prelúdio. Lá, vemos ele como líder da organização S.E.G.R.E.D.O. raptando um dos sensitivos da SHIELD e usando-o para ver o futuro e além. De encrencas com o projeto Kaiju Americano até a presença de um traidor dentro do grupo, muita coisa promete pro próximo ano vindouro.

E estamos só no começo. Esta história aqui está contida na edição Vingadores #1, que virá acompanhada das demais revistas com os Mais Poderosos Heróis da Terra. Como alguns de vocês já sabem, Al Ewing tem se tornado uma das peças fundamentais para reescrever a Marvel que vem adiante e um bom exemplo de suas histórias bem divertidas começa aqui. Se é pra lamentar alguma coisa, tente descosiderar a arte nada convidativa do Gerardo Sandoval.

Coveiro

comments powered by Disqus