segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Hugh Jackman fala sobre o novo roteiro e o futuro de Wolverine

Photobucket

Depois de mudança na direção e atraso nas filmagens de The Wolverine, novo filme do carcaju, seu intérprete e produtor, Hugh Jackman, fala sobre as alterações no elogiado roteiro. E também aproveita para falar do novo diretor, das diferenças que o filme deverá ter em relação aos anteriores e até do seu futuro como Wolverine nos cinemas.

"Tínhamos o roteiro que estava sob a direção de Darren Aronofsky - é 85% o mesmo. Ele o levou de um 'jeito Darren Aronofsky' e é uma versão que eu sei que os fãs adorariam ter visto, que eu adoraria ter visto. A versão de James Mangold trouxe Mark Bomback (roteirista) junto. Sempre tivemos uma base forte aí. Este é o melhor roteiro que já tivemos, o que é precisamente o motivo de Darren ter assinado para fazê-lo. Eu tentei levá-lo a fazer X3 e (X-Men Origens:) Wolverine e ele sempre ficava tipo 'Isso não é mesmo pra mim'. Eu sabia que ele estava procurando um filme de quadrinhos e ao ler esse ele ficou 'Ei, é o melhor que eu já li'. Então, há muita coisa boa aí. Agora, Mark (Bomback) e Jim (Mangold) o pegaram (o roteiro) e eu acho que é tão forte quanto, se não mais forte, do que o que teríamos com Darren."

Jackman já havia dito recentemente sobre o assunto que "quando um diretor assume um roteiro, precisa fazer dele um filme seu. Então Jim contratou Mark parajudá-lo a fazer desse filme seu. Darren mesmo havia trabalhado no roteiro e o levado a uma certa direção que era certa pra ele".

Repetindo que o roteiro, de autoria de Chris McQuarrie, é o melhor que já tiveram, o ator falou ainda que a versão de Mangold "é um pouco mais sombria e, na minha opinião, um pouco mais verdadeira com o personagem. Se você ler toda 'a saga japonesa', verá que muito de lá está um pouco diferente, sendo que uma parte dela até inclui os X-Men. Tem um casamento e tudo o mais. Então tomamos liberdades nisso."

Photobucket

Comentando ainda sobre o acerto na escolha de James Mangold para a direção, Hugh comentou que com ele sentiram que estão indo na direção certa. "Ele tinha algumas coisas que, na minha opinião, nem a versão de Darren do roteiro havia solucionado e ele simplesmente sabia que tinha a chave."

Jackman também deixou claro que a saída de Aronofsky foi devida a motivos pessoais do diretor e que o início das filmagens foi atrasado porque, no momento em que ele poderia fazer, a equipe não estava pronta. Então, agora terá de esperar que ele termine "Les Miserables" primeiro.

Sobre se haveriam outros aspectos de Wolverine que eles ainda não haviam explorado e que pretendiam explorar agora, Jackman disse:

"Eu acho que nós realmente estabelecemos esse personagem. Eu acho que o público, eu e os escritores estavam tipo 'Chega de memória (perdida) com "Quem eu sou? O que aconteceu no meu passado?"'. Eu acho que nós exploramos muito isso. Agora, temos esse ótimo pano de fundo no Japão que será fantástico para o personagem. Temos um material de fonte muito rico com os quadrinhos. E tem mais mulheres nesse filme, o que é uma boa mudança em comparação ao último. Ele era meio pesado na testosterona."

Photobucket

Sobre o futuro de Wolverine em outros filmes, Jackman foi perguntado sobre sua participação num improvável X-Men 4. Respondeu que não vê isso acontecendo. "Eu só posso ver um filme a frente de cada vez. Eu tenho certeza de que eu estou bem no segundo tempo dessa partida. Não sei exatamente quando é o fim, mas eu só faço uma coisa de cada vez. Se esse é o último, dedos cruzados, cara, eu só espero que nós finalmente acertemos esse buraco numa tacada."

Já sobre uma possível participação numa sequência de First Class, ele disse: "Se vierem com uma ideia tão boa quanto da última vez. Sim, eu poderia ver isso."

Photobucket

Recentemente, a produtora dos filmes mutantes Lauren Shuler Doner revelou que a possível sequência do filme de Matthew Vaughn provavelmente se passaria nos anos 70. No mundo real, foi nessa época que o Wolverine apareceu pela primeira vez e integrou os X-Men. Isso aumentaria as possibilidades?

Léo

comments powered by Disqus