segunda-feira, 26 de abril de 2021

Caminho do X: A busca de Noturno por uma religião mutante começa aqui

 A primeira edição de Way of X saiu na última quarta-feira com o dobro de páginas e trazendo toda uma nova questão a se tratar sobre a cultura que vem se formando em Genosha. Como devemos encarar nossos próprios conceitos religiosos pré-existentes numa nova nação que remodelou seus conceitos morais em relação aos humanos e que também aprendeu as técnicas de ressureição escapando da morte. No meio dessas reflexões está Kurt Wagner, o  Noturno, que já nas primeiras edições da revista mensal dos X-Men colocava a necessidade de criar a primeira religião mutante existente.

A edição começa com o Professor X acordando afobado de um pesadelo em que ele entrou teve uma visão de uma misteriosa entidade não revelada. Após isso, ele imediatamente tentou contatar mentalmente Noturno, lembrando que o X-Man azulado estava desde cedo numa missão em campo para investigar uma nova ação do grupo Orquídea. Em Veneza, ele junto com Fada, Blink, DJ e Loa invadiram uma igreja em Veneza em que o grupo agora criou um braço 'religioso' para continuar sua campanha anti-mutante. A missão ia muito bem, mesmo quando o grupo foi descoberto pelos seguranças locais. Contudo, de repente, a Fada foi pra cima de um dos soldados armados e praticamente o provocou para ele matá-la. E tudo isso aconteceu motivado pelos demais colegas que a provocaram pra "estrear" sua primeira experiência de morte e ressureição em Krakoa.

Kurt ficou horrorizado pelo ato em si, muito mais pelos jovens parecerem completamente alheios a conceitos de morte e vida, certo e errado. Para ele, mesmo que dominem hoje a experiência de ressureição, é importante para todos pesarem o valor da vida e não tratá-la como algo dispensável. Fada é deixada para trás e ficou a cargo dos Cinco de Krakoa trazê-la de volta mais uma vez.

A edição segue com alguns momentos de mais conflitos pessoais para Noturno quando volta pra Krakoa. Discute com Magneto após ele fazer um discurso um tanto supremacista para alguns mutantes na forma de um sermão. Se depara com Exodus doutrinando crianças falando sobre o 'Sacrifício' e a culpa da 'Farsante' (que é a Feiticeira Escarlate). Ouve ali pela primeira vez as crianças citando o nome do 'Homem Colcha de Retalhos' como se fosse a primeira lenda de 'bicho-papão' de Krakoa criada.

Outro personagem que toma importância nessa história é o Doutor Nemesis. Ele aparece pela primeira vez aqui em solo Krakoniano com uma cabeça modificada cheia de cogumelos da ilha nascendo da sua nuca. Doutor Nemesis explica para Noturno como vem avançando ainda mais na ciência com os conhecimentos de Krakoa e revela que foi ele o cara por trás de toda medicina krakoana desenvolvida até aqui. Os dois tem uma breve conversa filosófica sobre a incansável busca religiosa de Noturno e o Doutor o coloca na parede sobre como ele reage quando a ciência começa agora a responder as grandes questões.

Em outro momento da história, vemos Noturno brevemente entrando em contato com uma mulher 'novata' em Krakoa que pede pra ele ajuda, se dizia perdida. A principio Noturno acha que ela quer se localizar e a manda pra o centro de recepção de novatos em Krakoa. Mais tarde, ele se surpreende ao ver essa mesma mulher no ritual do Suplício. Ela era uma mutante com um corpo já bem mudado, alongado, e estava com muito medo ali, completamente apavorada com Magneto prestes a matá-la. Antes do golpe final, ela encontra Kurt na arquibancada e solta que preferia que ele fosse seu algoz porque acreditava que ele iria fazer ela sofrer menos. Noturno, que já não era muito fã do processo, agiu por impulso tentando impedir Magneto, mas sem muito sucesso. 

Noturno começou a enxergar o ritual do Sacrifício pela real natureza horrorosa que era. Era puro e simples assassinato. E pior, tinha um discurso extremamente similar ao que antigamente o Apocalipse pregava sobre 'sobrevivência do mais forte'. O que Noturno vê naquele ritual é uma propagação de atos violentos para com os mutantes. Parece a ele um sentimento bem diferente daquele que ele imaginava inicialmente que era conceder nova chance a mutantes que morreram há muito tempo , uma reinterpretação de 'nova vida' e 'oportunidade'. A estranha mulher morreu e voltou dias depois com seu poder de controlar um campo gravitacional ao seu redor que ajudaria ela a sustentar seu corpo longo.

Uma das questões importantes que o Noturno coloca sobre o processo de ressureição em si é quanto ao que acontece com a alma da pessoa durante esse processo. Sabemos como o corpo é trazido de volta a vida pelos Cinco. Sabemos como a mente preenche esse corpo graças ao Back Up do Cérebro. Mas e a alma? Fora isso, Noturno questiona que por muitas vezes o Cérebro parece começar a perder parte da informação de backup, principalmente aquela que acontece momentos antes da morte e que o Professor X não 'salvou'. Kurt questiona se é a mesma pessoa que morreu aquela que volta já que tem 'pedaços' faltando. Noturno percebe sutis mudanças na Fada que é ressuscitada na sua frente em relação a que morreu.

O Professor X explica que com sua mente restaurada para a última vez segundo o que foi gravada pelo Cérebro durante o back up, Pixie não registrou seus últimos instantes, perdendo conhecimento, sensações e sentimentos que ela já experimentou. Para Noturno, isso significa que graças à ressurreição, os mutantes podem ficar presos em uma alça mental e moral e falta o crescimento espiritual ou interior que define alguém com uma alma.

É um assunto pesado para Noturno confrontar, mas crucial para o mutante mais espiritualizado e moralista abordar se Krakoa quiser evitar se tornar algo muito mais sombrio do que deveria ser. A morte da Fada pode ter sido um momento horrível para Kurt, mas parece ser um passo importante para se entender as falhas de Krakoa e descobrir uma maneira diferente de seguir. Ele está reconhecendo as tendências obscuras de como a sociedade mutante está se desenvolvendo e tentando descobrir como salvar a alma não apenas de si mesmo, mas de toda Krakoa.

Além de todas as questões, Noturno tem que lidar com uma ameaça a espreita. A noite ele sonha com o Homem Colcha de Retalhos. É o mesmo da visão que o Xavier teve no começo e que o Professor quer que Kurt investigue e confronte no seu lugar. Ao caminhar até o Tumulo da Ruth Aldine, Noturno finalmente vê quem de fato é o Homem Colcha de Retalhos, Legião. E ele está ali para revelar alguns segredos do seu pai e porque a ressureição de Blindfold está sendo empurrada para o fim da fila sempre.

Com Way of X sendo escrita por Si Spurrier, acompanhado da arte de Bob Quinn e Java Tartaglia, não é nenhuma surpresa vermos aí o Legião. O autor cuidou de X-Men: Legado quando o personagem era protagonista por muito tempo. E vamos agora poder acompanhar o quanto David vai dar dor de cabeça ao pai tentando ressuscitar uma precog.

Coveiro 

comments powered by Disqus