domingo, 21 de fevereiro de 2021

Wandavision: As reais intenções de uma "Vizinha Intrometida"

Se você achou os capítulos anteriores de explodir nossas cabeças, nada te preparou certamente pro episódio 7 de Wandavision. Desde o começo de Wandavision, a grande questão para os fãs era se a nossa protagonista Wanda Maximoff estaria fazendo tudo sozinha e premeditado em Westview ou se havia alguém, mesmo que de forma sutil, a induzido a tomar certas atitudes e a manipulando a fazer as coisas insanas na cúpula fechada de realidade alternativa onde fica Westview. A última sexta-feira nos tirou essa dúvida.


Era ela. Sempre foi ela.

O episódio 7 terminou com uma revelação que os fãs há muito suspeitavam desde o começo. Agnes (Kathryn Hahn) é na verdade Agatha Harkness. O nome é até uma junção dos dois. E muito mais do que isso, diferente da versão dos quadrinhos em que a Agatha serviu como mentora para Wanda Maximoff, aqui na série parece que ela é uma vilã. É algo que cantamos a bola beeem lá no começo, antes das teorias escalonarem para seres muito mais poderosos controlando tudo.

A revelação veio por meio de uma melodia muito cativante, "Agatha All Along" (ou Agatha por trás de tudo", que começa quando a vilã da série enfeitiça Wanda (Elizabeth Olsen) quando esta entra no seu porão à procura de seus filhos e encontra um lugar tenebroso lá embaixo. Com detalhes mágicos roxos ao movimentar as mãos, Agnes diz que não é só Wanda a única residente de Westview com "poderes místicos" (sim, já estão praticamente definindo-a como Feiticeira Escarlate). A música mostra então cenas cruciais em que Agatha manipulou situações, pessoas, trouxe "personagens mortos" de volta a vida e até chocou a todos ao dizer que foi ela quem matou Faísca. Sim, foi "Agatha All Along".


Ninguém tinha de fato dúvidas da Agnes sendo a Agatha. O medalhão das três mulheres, simbologia relacionada a Deusa Hecáte adorada na Wicca; o seu coelhinho de estimação ser chamado de Mister Scrathy assim como seu filho nos quadrinhos chamado Nicholas Scratch; sua data de casamento com Ralph ser referência a Salem; Sua casa ser similar a da série da Feiticeira; ela se referir aos gêmeos como a 'Tia Agnes' num paralelo a Tia A. dos quadrinhos; Todos esses e muitos outros easter eggs já nos apontavam a verdade sobre a identidade dela. O que pegou muita gente de surpresa é ela se confessar a vilã. A única vilã.


A Bruxa nos quadrinhos

Agatha Harkness é uma das bruxas mais antigas e poderosas da Marvel. Nos quadrinhos, Agatha era uma sobrevivente dos julgamentos das bruxas de Salem, e diferente do que a acusavam no passado, ela não era essencialmente  má, mas sim agia do lado do bem e do mal dependendo da ocasião. Agatha eventualmente se tornou uma mentora chave para Wanda Maximoff, ajudando-a a dominar seu misterioso poder "hex" mutante, algo que ela entendia como sendo uma forma de magia. Durante um período em que Agatha foi dada como morta, ocorreu os estranhos eventos em que Wanda deu "à luz" a seus filhos gêmeos com Visão, Billy e Tommy. Tudo parecia normal na vida do casal até que começou a ocorrer estranhos eventos em que as crianças desapareciam momentaneamente do nada... como se nunca estivessem ali.


Numa história complexa demais pra explicar em detalhes aqui, Agatha é quem descobriu que pedaços da alma do diabo chamado Mephisto deram vida aos meninos. Quando descobre o que foi feito, Mephisto eventualmente leva seus pedaços de alma de volta, essencialmente apagando os filhos de Wanda da existência. Isso gerou um trauma em Wanda, que perdeu o controle e obrigou Agatha a apagar suas memórias relacionadas a seus filhos. Mais tarde, Agatha teria que restaurar a memória de Wanda novamente, quando soube que o vilão da Marvel Kang/Immortus estava manipulando Wanda para controlar seu poder como um Ser Nexus (e falaremos disto em outra oportunidade). Em outra história mais recente, quando lembrou de novo da existência das crianças perdidas, Wanda pirou mais uma vez e matou Agatha por conta dela ter apagado suas memórias com seus filhos. Esse é o começo para as primeiras grandes histórias de alteração da realidade com a Feiticeira Escarlate, a famosa "Dinastia M".



As Intenções de Agatha Harkness na série.

Sempre foi muito suspeito Agnes estar sempre a postos quando Wanda parecia se desequilibrar. Ao mesmo tempo, as intromissões da vizinha pareciam ter também interesse próprio. Suas perguntas mesmo que muitos sutis apontavam que ela queria sempre "saber de algo". Induziu discretamente o surgimento das crianças; Quis por a prova se Wanda era mesmo capaz de dar vida (pobre Faísca). Via 'Pietro', forçou a barra pra tentar entender como ela "começou" tudo aquilo. Até onde parece, Agatha Harkness não é a responsável por Wanda criar as alterações de realidade dentro do Hex, em Westview. Contudo, ela deve querer se aproveitar disto. Mas para quê?

A resposta pode estar lá ainda no episódio 7. Quando Wanda Maximoff entra no porão da casa, o lugar é mais do que um salão pra bruxas. É um lugar em que os detalhes são todos muito macabros. Quem achava que era exagero de fã maluco ver "rosto de Mephisto" em pôster, teve que engolir seco. A cada detalhe de parede que você força a vista, enxerga sinais satânicos. E por fim, temos aquele livro assustador exalando leve energia. Seria o Darkhold?





Um livro mágico com certa história nos quadrinhos e nas séries

O Darkhold, também conhecido como "O Livro Shiatra dos Amaldiçoados" ou "O Livro dos Pecados", foi criado quando o Deus Ancião Chthon escreveu seus feitiços malignos. Chthon, por sinal, é um nome que logo acende os alertas de todos os fãs da Marvel. Foi ele quem tomou posse do corpo da Feiticeria Escarlate na saga dos Vingadores chamada Cavaleiros de Wundagore. Podemos dizer que foi o começo de uma série de eventos que culminaria na evolução da insanidade de Wanda nos gibis.

O livro, em si, esteve presente em diversas edições de revistas do Doutor Estranho, além de ter sido parte da história do Blade, Morbius, Conan e Carnificina. Considerando que WandaVision está levando a Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, é possível que o Mago Supremo seja mesmo a aparição especial no final da série pra buscar esse Darkhold e colocá-lo devidamente guardado. E aqui vale um detalhe: Fãs teorizam que o Darkhold pode ser o livro "desaparecido" de um cena em particular do primeiro filme do Doutor Estranho.

Além da história dos quadrinhos do Darkhold, é importante notar que o livro desempenha um papel importante na quarta temporada de Agentes da SHIELD. Segundo a história da série, o livro, que é feito de matéria escura, é usado para criar a Framework. Isso levou a equipe a viver em uma realidade alternativa na qual a HIDRA estava no controle (Lembra do comercial do Sabão Hydra em WandaVision?). Na série, o Motorista Fantasma leva o Darkhold embora, mas ele também fez uma aparição em Fugitivos da Hulu. O difícil aqui é saber se a Marvel trazendo o Darkhold aqui estaria confirmando ou afastando a ideia das séries da ABC serem canônicas. As capas dos livros estão bem diferentes, mas isso não significa muito.

Mas até aqui, estamos só especulando que esse livro é mesmo o Darkhold. Há também uma chance de que o livro de Agatha seja o Necronomicon, que é outro livro de feitiços que usou o Darkhold como fonte. Na verdade, este livro tem uma história com Agatha e Wanda. O Necronomicon era um dos tomos mais poderosos de magia, mas Wanda o considerou maligno e pensou que todas as cópias deveriam ser destruídas. Porém, Agatha convenceu Wanda a usá-lo para resolver seu problema com demônios na época (numa revista solo da Feiticeria Escarlate). Fora que seria muito 'curioso' ter um livro chamado de  Necronomicon numa série que serve de 'prequel' pra o futuro filme do Doutor Estranho dirigido por Sam Raimi...

Outras opções de livros mágicos dos quadrinhos menos prováveis, mas que também poderiam se encaixar são os Tomos de Zhered-Na, livro de ferro de Shuma-Gorath ou o livro de Cagliostro. Façam suas apostas...


O que de fato quer Agatha Harkness?

A essa altura do artigo, você já deve estar com informações demais para trabalhar suas hipóteses sobre o que de fato quer Agatha Harkness. É quase certo que ela deve estar com direções muito diferentes daquelas que estamos acostumados nos quadrinhos. A primeira vista seu porão parece ser um altar de adoração a seres infernais. Seria ela uma adoradora de Mephisto e isso seria só o começo para o demônio aparecer em outros lugares como em Loki ou no segundo filme do Doutor Estranho? Ou estaria ela querendo trazer de volta Chthon ao mundo dos vivos e ela faria aqui o papel que o vilão "Mordred" fez nos quadrinhos dos anos 70?

E mesmo apesar de tudo aqui te fazer acreditar que ela seja má (afinal, quem mata cachorrinhos envenenados e se gaba disso?), há ainda a possibilidade de Agatha não ser de fato a grande malvadona aqui. Mesmo nos quadrinhos, apesar de agir do lado do bem, os métodos de Harkness podiam ser questionáveis para no final conseguir um resultado que fosse a solução de um problema. Há quem acredite que os planos de Agatha Harkness era que Wanda criasse Billy e Tommy por achar que eles seriam importantes no futuro. Não sabemos agora que fim os gêmeos tiveram no final do episódio 7, mas é bem nítido que a bruxa queria os dois ali, perto dela.

Faltam agora só 2 episódios. E como é de praxe aqui na Marvel, nem tudo é exatamente o que parece. Eu poderia até dizer que tudo acaba só no fim. Mas não. Na Marvel, acaba na cena pós-crédito.

Coveiro

comments powered by Disqus